14 fenómenos naturais que contradizem os mitológicos “milhões de anos”

Se és Cristão, antes de leres este texto, aconselho-te vivamente que leias o texto seguinte:

Sete motivos para o Cristão rejeitar os mitológicos “milhões de anos”


Eis aqui 14 fenómenos naturais que estão em conflito com a ideia evolutiva dum universo com milhões e milhões de anos. Os números listados em baixo a negrito (usualmente na ordem dos milhões de anos) são idades máximas possíveis para cada processo e não as idades actuais.

Os números em itálico são os números requeridos pela teoria da evolução para cada item. O propósito é mostrar como o número de anos possível é sempre inferior ao requerido pela teoria da evolução, enquanto que a linha temporal Bíblica se encaixa confortavelmente dentro do número máximo de anos possível.

Portanto, os itens são evidência contra a linha temporal evolutiva e em favor da linha temporal Bíblica. Muitas outras evidências em favor da Terra Jovem poderiam ser listadas, mas por uma questão de brevidade e simplicidade, o número foi restrito.

Alguns dos factos listados só podem ser harmonizados com os “milhões de anos” se usarmos uma série de assumpções improváveis e nunca provadas; outros factos só se ajustam com uma criação recente.


  • 1. As galáxias rodam demasiado depressa
As estrelas da nossa galáxia, a Via Láctea, giram em torno do centro galáctica a velocidades diferentes – as do interior rodando mais rapidamente que as do exterior. As velocidades de rotação observadas são tão rápidas que se a nossa galáxia tivesse mais do que algumas centenas de milhões de anos, ela seria um disco de estrelas sem forma em vez da forma em espiral actual. No entanto, a nossa galáxia supostamente tem mais de 10 mil milhões de anos.

Os evolucionistas, que chamam a isto de o “winding-up dilemma”, já estão cientes dele há mais de 50 anos. Eles construíram muitas teorias ao longo dos tempos, mas cada uma delas acabou por ser rejeitada por não se ajustar às observações.

O mesmo dilema “winding-up” também se aplica a outras galáxias. Durante as últimas décadas a tentativa favorita para resolver este puzzle tem sido uma teoria complexa chamada de “density waves.”. A teoria tem problemas conceptuais, tem que ser arbitrária e muito bem calibrada, e foi posta em causa pela descoberta feita pelo Hubble Space Telescope de estruturas espirais bastante detalhadas no centro da galáxia “Whirlpool”, M51.2

  • 2. Há poucos restos de supernovas.

De acordo com as observações astronómicas, as galáxias como a nossa são palco de uma supernova (estrela violentamente explosiva) de 25 em 25 anos. O gás e a poeira resultantes de tais explosões (como a “Crab Nebula”) expandem-se rapidamente para o exterior e deveriam-se manter visíveis por milhões de anos.

No entanto as partes da nossa galáxia onde nós podemos observar tais gases e poeiras acomodam apenas 200 resquícios de supernovas. Este número é consistente com apenas 7,000 anos de supernovas.

  • 3. Os cometas desintegram-se rapidamente.

De acordo com a mitologia evolutiva, os cometas deveriam ter a mesma idade do sistema solar – cerca de 5 mil milhões de anos. No entanto, cada vez que um cometa navega perto do Sol, ele perde tanto da sua composição que não poderia sobreviver mais do que 100,000 anos. Muitos comentas possuem idades na ordem dos 10,000 anos.

Os militantes evolucionistas explicam esta discrepância assumindo que

  • (a) os cometas originam-se duma nunca-observada “Nuvem Oort”, bem para além da órbita de Plutão
  • (b) interacções gravitacionais improváveis onde estrelas com passagens infrequentes chocam com planetas e lançam cometas no sistema solar.
  • (c) outras improváveis interacções onde planetas atrasam a velocidade dos cometas com frequência suficiente para justificar as centenas de cometas observadas.

Até hoje, nenhuma destas crenças foi comprovada pelas observações ou através de cálculos realistas.

Ultimamente, tem havido muito discussão em torno do “Kuiper Belt”, um disco onde supostamente os cometas se encontram, um pouco depois da órbita de Plutão. Alguns corpos de gelo do tamanho de asteróides existem nessa localização, mas eles não resolvem o problema dos evolucionistas uma vez que de acordo com a evolução planetária, o Kuiper Belt rapidamente ficaria exausto se não houvesse a Nuvem Oort para a nutrir.

  • 4. Não há lama suficiente no fundo do mar.

Os rios e as tempestades de poeira atiram para o mar lama a taxas mais rápidas do que aquelas que a subducção das placas tectónicas consegue remover.

Todos os anos, a água e os ventos corroem cerca de 20 mil milhões de toneladas de lama e pedras dos continentes para os oceanos. Este material acumula-se como sedimentos soltos no fundo dos mares composto por rochas de basáltico.

A profundidade média em todos os oceanos é menos de 400 metros. A forma principal de remoção dos sedimentos e através da subducção por via das placas tectónicas. Isto é, o fundo do mar desliza alguns centímetros por baixo dos continentes, levando alguns sedimentos com ele.

De acordo com a literatura científica secular, actualmente este processo só remove cerca de mil milhões de toneladas por ano. De acordo com o que se sabe, os outros 19 mil milhões anuais continuam a acumular. À esta taxa, a erosão haveria de depositar a presente massa em menos de 12 milhões de anos.

No entanto, de acordo com a mitologia evolutiva, a erosão e a subducção das placas ocorrem desde que os oceanos vieram a existir – alegadamente há 3 mil milhões de anos. Se isto fosse verdade, estas taxas implicariam que os oceanos estivesses totalmente engasgados com quilómetros de sedimentos.

A interpretação que melhor se ajusta aos dados observacionais é a defendida pela Bíblia: se o Dilúvio de Noé realmente ocorreu, então as águas dessa calamidade, percorrendo os continentes, depositou a quantidade actual de sedimentos há cerca de 5,000 anos atrás.

  • 5. Não há sódio suficiente nos mares.
Todos os anos, os rios e outras fontes depositam mais de 450 milhões de toneladas de sódio para dentro dos mares. Todos os anos, apenas 27% deste sódio consegue sair dos mares. De acordo com o que actualmente se sabe, o remanescente sódio simplesmente acumula-se nos oceanos.

Se inicialmente o mar não tivesse sódio, ele acumularia a quantidade actual de sódio em menos de 42 milhões de anos (assumindo as velocidades que input e output actuais). Isto é muito menos que os 3 mil milhões de anos necessários para a teoria da evolução.

A resposta tradicional dos evolucionistas para esta discrepância entre a ciência e a sua teoria é alegar que, no passado não empiricamente observável, as taxas de input eram menores e as de output maiores. Mas mesmo que se assumam cálculos extremamente generosos para a teoria da evolução, os mesmos dão idades máximas na ordem dos 62 milhões de anos. Cálculos para outros elementos marinhos dão idades ainda mais recentes.

  • 6. O campo magnético da Terra está a decair depressa demais.

A resistência eléctrica do núcleo da Terra gasta a corrente eléctrica que produz a campo magnético do nosso planeta. Isto causa a que o campo perca energia rapidamente.

A energia total retida no campo magnético da Terra está a decrescer com uma meia-vida de 1,465 (± 165) anos. As teorias evolutivas que tentam explicar este rápido decréscimo – bem como a Terra pôde manter o seu campo magnético durante milhares de milhões de anos são muito complexas e inadequadas.

Uma melhor explicação criacionista está disponível; a mesma é directa, baseada em argumentos físicos sólidos e explica muitas das características do campo: a sua criação, as suas rápidas reversões durante o Dilúvio de Noé, o decréscimo e acréscimo da intensidade superficial até ao tempo do Senhor Jesus, e a queda regular desde então.

Esta teoria está de acordo com os dados paleo-magnéticos e históricos disponíveis (especialmente com as evidências de alterações rápidas).

A conclusão principal é a de que a energia total do campo (e não a intensidade superficial) têm sempre decaído pelo menos tão rapidamente como agora. À esta taxa, o campo não pode ter mais do que 20,000 anos.

  • 7. Muitos estratos [geológicos] estão curvos de forma demasiado compacta.

Em muitas zonas montanhosas, estratos com centenas de metros de espessura estão curvos e dobrados em formas semelhantes a grampos para o cabelo. A linha temporal geológica convencional “ensina” que os processos que causaram estas estruturas demoraram “milhões de anos” a ocorrer.

Mas isto não faz sentido nenhuma uma vez que as dobraduras das rochas foi feita sem rachas e com raios demasiado pequenos. Estas formas só podem ter ocorrido enquanto as rochas ainda estavam húmidas e moldáveis. Isto implica que o dobramento ocorreu num espaço de tempo inferior a milhares de anos.

  • 8. Material biológico decompõem-se demasiado depressa.
A radioactividade natural, as mutações (e o decaimento) rapidamente desintegram o ADN bem como os outros materiais biológicos. Medições das taxas de mutação em torno do ADN mitocondrial forçaram os evolucionistas a rever a idade da “Eva mitocondrial” duns teóricos 200,000 anos para….. 6,000 anos (Gibbons A., Calibrating the mitochondrial clock, Science279:28–29 (2 January 1998) ) .

Peritos insistem que o ADN não consegue sobreviver no meio ambiente mais de 10,000 anos, no entanto ADN intacto foi aparentemente recuperado de fósseis alegadamente mais antigos: ossos de neandertal, insectos em âmbar e mesmos fósseis de dinossauro (Cherfas, J., Ancient DNA: still busy after death, Science 253:1354–1356 (20 September 1991). Cano, R. J., H. N. Poinar, N. J. Pieniazek, A. Acra, and G. O. Poinar, Jr. Amplification and sequencing of DNA from a 120-135-million-year-old weevil, Nature 363:536–8 (10 June 1993). Krings, M., A. Stone, R. W. Schmitz, H. Krainitzki, M. Stoneking, and S. Pääbo, Neandertal DNA sequences and the origin of modern humans, Cell 90:19–30 (Jul 11, 1997). Lindahl, T, Unlocking nature’s ancient secrets, Nature 413:358–359 (27 September 2001). ).

Bactérias alegadamente com “250 milhões de anos” foram reavivadas sem danos no ADN (Vreeland, R. H.,W. D. Rosenzweig, and D. W. Powers, Isolation of a 250 million-year-old halotolerant bacterium from a primary salt crystal, Nature 407:897–900 (19 October 2000)).

Tecido macio e glóbulos sanguíneos deixaram os evolucionistas espantados um pouco por todo o mundo (Schweitzer, M., J. L. Wittmeyer, J. R. Horner, and J. K. Toporski, Soft-Tissue vessels and cellular preservation in Tyrannosaurus rex, Science 207:1952–1955 (25 March 2005)).

  • 9. A radioactividade fóssil reduz as “eras” geológicas para apenas alguns anos.

Halos de rádio são anéis coloridos formados em torno de minerais radioactivos microscópios nos cristais rochosos. Os mesmos são evidências fósseis do decaimento radioactivo.

Halos de rádio de polónio-210 indicam que o Jurássico, o Triásico e o Eocénico do planalto do Colorado foram depositados no espaço de meses entre eles, e não centenas de milhões de anos separados como imaginado pelos evolucionistas. Halos de rádio de polónio-218 “órfão”, ausente de qualquer evidência do elemento de onde provém, implicam decaimento nuclear acelerado e formação rápida dos minerais associados (Gentry, R. V., Radiohalos in a radiochronological and cosmological perspective, Science 184:62–66 (5 April 1974).)

  • 10. Há demasiado hélio nos minerais.

O urânio e o tório geram átomos de hélio à medida de decaem para chumbo. Um estudo publicado no “Journal of Geophysical Research” mostrou que o tal hélio produzido em cristais de zircão provenientes de rochas graníticas pré-câmbricas não teve tempo suficiente para escapar (Gentry, R. V., G. L. Glish, and E. H. McBay, Differential helium retention in zircons: implications for nuclear waste containment, Geophysical Research Letters9(10):1129–1130 (October 1982).).

Embora as rochas contenham 1,5 mil milhões de produtos provenientes de decaimento nuclear, medições recentes das taxas de hélio perdido originárias do zircão mostram que o hélio está a vazar a apenas 6,000 (± 2000) anos (Humphreys, D. R, et al., Helium diffusion age of 6,000 years supports accelerated nuclear decay, Creation Research Society Quarterlyhttp://www.creationresearch.org/crsq/articles/41/41_1/Helium.htm 41(1):1–16 (June 2004). See archived article on following page of the CRS website: )

Não só isto é evidência para um terra jovem, como também confirma ocorrências de aceleração das taxas de decaimento de meias-vidas longas num espaço de milhares de anos. Isto comprime enormemente as linhas temporais radioisótopicas.

  • 11. Demasiado carbono14 nos estratos geológicos profundos.

Com a sua meia-vida de apenas 5,700 anos, quantidade alguma de átomos de carbono-14 deveriam existir em carbono mais velho que 250,000 anos. No entanto, já se provou como impossível encontrar fonte natural alguma de carbono antes do Pleistoceno (Idade do Gelo) que não contenha quantidades significativas de carbono-1 – embora seja suposto serem estratos com milhões ou milhares de milhões de idade.

Laboratórios convencionas de carbono-14 estão cientes desta “anomalia” desde o princípio dos anos 80. Os mesmos têm lutado para a eliminar mas não conseguem justificar a “anomalia”.

Recentemente, após ter sido contratado por criacionistas, um dos melhores laboratórios mundiais de investigação em torno do carbono-14 (com mais de duas décadas de medições minúsculas de C14) confirmou tais observações em amostras de carvão e mesmo em mais de uma dúzia de diamantes. Estes não podem ser contaminados in situ com carbono recente (Baumgardner, J. R., et al., Measurable 14C in fossilized organic materials: confirming the young earth creation-flood model, Proceedings of the Fifth International Conference on Creationism, vol. II, Creation Science Fellowship (2003), Pittsburgh, PA, pp. 127–142. Archived at http://globalflood.org/papers/2003ICCc14.html).

Isto é uma evidência muito forte em favor duma Terra com milhares de anos, e não milhões de anos, como erradamente subscrevem os evolucionistas.

  • 12. Não há esqueletos da Idade da Pedra suficientes .

Antropólogos evolucionistas afirmam agora que o Homo sapiens existiu pelo menos durante 185,000 anos antes da agricultura começar (McDougall, I., F. H. Brown, and J. G. Fleagle, Stratigraphic placement and age of modern humans from Kibish, Ethiopia, Nature 433(7027):733–736 (17 February 2005)). Durante esse período a população humana mundial manteve-se constante entre 1 e 10 milhões – tempo esse onde eles enterraram os seus mortos, muitas vezes com artefactos.

De acordo com esta mitologia hipótese, o homem teria enterrado pelo menos 8 mil milhões de corpos (Deevey, E. S., The human population, Scientific American 203:194–204 (September 1960)). Se a linha temporal evolutiva está correcta, os ossos enterrados deveriam durar mais do que 200,000 anos. Portanto, muitos dos supostos 8 mil milhões de mortos deveriam ainda estar entre nós (mais os seus artefactos). No entanto, apenas cerca de poucos milhares foram encontrados.

Isto implica que a Idade da Pedra foi muito mais curta do que aquilo que os evolucionistas pensam – provavelmente apenas algumas centenas de anos em muitas áreas.

  • 13. Agricultura é demasiado recente.

Segundo a mitologia evolutiva, o homem existiu como caçador e colector durante 185,000 anos durante a Idade da Pedra. Isto supostamente ocorreu antes da “descoberta” da agricultura há 10,000 anos atrás (Deevey, E. S., The human population, Scientific American 203:194–204 (September 1960)).

No entanto, as evidências arqueológicas mostram que os homem da Idade da Pedra era tão inteligente como o homem actual. Dado isto, é muito pouco provável que nenhum dos 8 mil milhões de seres humanos que alegadamente existiram durante a Idade da Pedra tenha reparado que as plantas crescem a partir de sementes.

Faz mais sentido acreditar que o homem tenha estado por um pouco de tempo sem agricultura logo após o Diluvio de Noé (Dritt, J. O., Man’s earliest beginnings: discrepancies in evolutionary timetables, Proceedings of the Second International Conference on Creationism, vol. II, Creation Science Fellowship (1991), Pittsburgh, PA, pp. 73–78, order from http://www.creationicc.org/).

  • 14. A História é demasiado recente.

De acordo com os evolucionistas, o Homo sapiens da Idade da Pedra existiu durante 190,000 antes de começar a escrever registos históricos (cerca de 4,000/5,000 anos atrás).

O homem “pré-histórico” construiu monumentos megalíticos, fez pinturas rupestres bonitas, e deixou registos das fases da lua. Porque é que ele esperaria milhares de séculos até começar a usar as mesmas capacidades para escrever registos históricos?

A linha temporal Bíblica faz mais sentido.

Por Dr. Russell Humphreys, Ph.D., Professor de Física no “Institute of Creation Research”

Fonte

About these ads

Sobre Mats

Salmo 139:14 - Eu Te louvarei, porque de um modo terrível e tão maravilhoso fui formado; maravilhosas são as Tuas obras
Esta entrada foi publicada em Antropologia, Arqueologia, Bíblia, Biologia, Cosmologia, Geologia, Paleontologia com as etiquetas , , , , , , , , . ligação permanente.

65 respostas a 14 fenómenos naturais que contradizem os mitológicos “milhões de anos”

  1. Herberti diz:

    Postagem importante e oportuna. Os naturalistas gostam de exigir uma prova da existência divina mediante alguma operação supranatural dEle. Mas eu particularmente acredito que, Deus, se apresenta ao homem em diferentes níveis de revelação. Se alguém se propõe a busca-Lo através da prática religiosa Ele se revelará neste nível. Mas, por outro lado, se alguém quiser busca-Lo através da ciência, Ele também se revelará, mas por meio de evidências materiais ou factuais, pois é disto que a Ciência, prática racional se ocupa. E cada um destes 14 tópicos pode ser expandido, pois em cada um deles há inúmeros sub-tópicos que também são evidências a favor de um Criador pessoal, eterno e todo-poderoso.

    Gosto

  2. Herberti diz:

    Ah, sim. Me esqueci de sugerir que seja incluído nesta lista o problema da recessão lunar. Pela taxa conhecida atualmente e pela idade presumida para a Lua pela astrofísica naturalista, ela deveria estar já há mais de 100 milhões de quilômetros da Terra.

    Gosto

    • Luiz Claudio Reis diz:

      Não entendi, Herberti… Você está dizendo que a cada tempo, a distância entre a Lua e a Terra tem aumentado? É uma novidade para mim, você poderia sugerir um link confiável a esse respeito? Desde já te agradeço, forte abraço!

      Gosto

  3. Interessante sua postagem. Estive lendo há algum tempo uma teoria muito lógica em torno da idade da terra (ou de outros astros). Dizia o autor do texto (parece-me que o astrônomo brasileiro Leonardo Mourão, se não me engano) que o tempo medido pelos cientistas se baseia num critério baseado em nosso sistema e dados atuais: quer dizer, a velocidade atual que os astros desenolvem em torno dos planetas de nosso sistema. No entanto, no início da formação do Universo, ou mesmo alguns milhares de anos atrás, a velocidade dos astros não era a mesma (ou eram mais rápidos ou mais lentos, não importa). Isto quer dizer que a rotação da terra em torno de seu eixo poderia durar não somente 24 horas, mas 48 ou até mesmo 240 horas segundo o critério de velocidade do tempo atual. Assim, nossos atuais milhões de anos poderiam significar apenas milhares, ou, dando-se o contrário, seriam bilhões de anos, mas sem nenhuma forma de se ter uma certeza, pois o único critério que possuímos é o tempo atual… Que respostas os evolucionistas teriam para tal questão?

    Gosto

    • NVX diz:

      Isso me fez pensar em algo. Se a velocidade dos astros era diferente do que é agora, então a rotação da terra, como comentado, poderia não a mesma de hoje. E se o que confere o dia de 24 horas é a rotação… Então o dias criativos poderiam não ser exatamente dias literais de 24 horas, mas sim períodos inespecíficos de tempo.

      Gosto

  4. Douglas diz:

    So a existencia do DNA (segundo os evolucionistas, um banco de dados produzido pelo acaso) ja prova que existe um Criador.
    Ainda mais que descobriram o fato de que o ”DNA Lixo” e um Mito .

    Gosto

    • Lucas Gomes diz:

      Sim,foi descoberto que existe uma função nele,o pioneiro dessa pesquisa é brasileiro e por sinal meu professor.

      Gosto

  5. Mats diz:

    Herberti, muito interessante esse texto. Valeu.

    Gosto

  6. Pedro diz:

    Interessante este post, mas pouco explicativo. Devo fazer algumas observações:

    1. As galáxias rodam demasiado depressa:

    Não explicaste o por que disto impedir a forma atual da nossa galáxia.

    2. Há poucos restos de supernovas:

    Pelo contrário. Supernovas são fenômenos muito raros na nossa galáxia e o último a ser avistado foi a mais de 400 anos.
    http://heasarc.nasa.gov/docs/snr.html

    3. Os cometas desintegram-se rapidamente:

    A teoria da evolução não fala absolutamente nada sobre cometas.

    6. O campo magnético da Terra está a decair depressa demais:

    Este decaimento não é linear.

    Gosto

  7. Douglas diz:

    O interessante é sobre a história humana . Segundo os próprios evolucionistas , os ”hominídeos” eram mais ”capacitados/aptos” (lê-se inteligentes) que os atuais em todas as áreas possíveis e misteriosamente ficam sem fazer absolutamente nada em 190 mil anos a não ser pintar paredes então misteriosamente há uma explosão de todos os tipos de documentos, esculturas, torres, pirâmides, artefatos, línguas entre 10.000 e 6.000 anos atrás . Para o Ateu é anti-científico encaixar os fatos (que são fatos reais e não mera interpretação) na Bíblia, mas é correto falar que mistura de água e pedra originou uma célula.

    Gosto

  8. José diz:

    quem é você???

    Gosto

  9. André diz:

    Realmente isso me convenceu. Sou Testemunha de Jeová, religião que busca explicações racionais para a criação(sem duvidar dela nunca).
    Não cremos por exemplo q o mundo foi criado em seis dias.
    Muito obrigado

    Gosto

  10. Lucas Gomes diz:

    4. Não há lama suficiente no fundo do mar.
    R=Acha que assim que a lama entra na água ela percorre 4000 metros de profundidade e se acumula no solo marítimo?ela fica diluída no oceano,onde a parte líquida “se separa” da sólida que por sua vez é fragmentada,provendo minerais,e a areia encontrada no fundo do mar

    12. Não há esqueletos da Idade da Pedra suficientes .
    R=Pelo mesmo motivo que existem alguns fósseis de hominídeos com “supostamente” alguns milhões de anos:Decomposição.Mal se encontram fósseis preservados de 2500 anos,quisá 25000

    Também tento provar a criação pela ciência,não confio na datação por carbono,e considero vocês muito radicais.

    Gosto

  11. Jamorreuenemsabe diz:

    Então vejamos…

    Tudo, tudo, tudo, tudo, tudo já estudado pelo Universo está errado? Correto?

    Pq se vc vem e diz que o Universo não tem milhões de anos, estas dizendo que:

    Albert Einstein
    Fred Hoyle
    Stephen Hawking
    Georges Lemaître
    George Gamov
    Alan Guth
    Neil Degrasse Tyson
    Lawrence Krauss

    E muitos outros, que estudaram décadas, usaram equipamentos que custam o dinheiro que toda sua família ganhou em pelo menos 10.000 mil anos, estão TODOS, TODOS, TODOS, TODOS, TODOS errados….e VO-CÊ está certo?

    É isso mesmo?
    Juro que não estou acreditando no que li no post.

    Gosto

    • Mats diz:

      Felizmente a ciência não é uma questão de consensos mas de evidências. Tu és livre para refutar o que o texto mostra.

      Gosto

    • Azetech diz:

      Jamorreuenemsabe

      Argumentum ad populum?? Acha mesmo que uma falácia tão infantil embasará algum estudo científico? Acha mesmo que nos convencerá a tua fé simplesmente utilizando um argumento logicamente inconsistente?
      Se afirmas a suposta idade do universo na casa dos Bilhões (Mil Milhões) de anos, PROVE.
      Por um acaso alguns destes nomes conseguiram provar??? Eu mesmo respondo NÃO
      Só fundamentam o raciocínio em uma CRENÇA baseada em pressuposições SEM PROVAS. Cálculos e mais cálculos e o máximo que chegaram foram em TEORIAS .
      Como não conseguem comprovar esta visão, e para vosso desespero, nós criacionistas bíblicos conseguimos enquadrar as evidências (as mesmas que vocês utilizam) em um modelo cosmológico jovem TAMBÉM através de teorias, o que resta de vocês é CRER POR FÉ no que alguns admitem.
      Por isso consigo entender o que te motiva a utilizar falácias como tentativa de validar uma visão, pois a falácia é a ÚNICA COISA que resta.

      Gosto

      • Jamorreuenemsabe diz:

        Ad populum? Acho que vc se enganou. Ad populum é relativo à opinião do POVO e não da comunidade científica. Cuidado com essa mania de dizer que tudo é falácia, termina errando.

        Quem tem que provar que o mundo tem 6000 anos são vocês, coisa que esse post nem de longe fez. São vocês que estão contra T-O-D-A a comunidade científica, que não canso de repetir: estudaram décadas, usaram equipamentos que custam o dinheiro que toda sua família ganhou em pelo menos 10.000 mil anos.

        Sério que não existem provas dos bilhões de anos de idade do planeta? Sério mesmo? Quer dizer que todas as camadas geológicas e os fósseis formados, tem no máximo 6000 anos? O Universo tem esse tamanho todo em 10 mil anos? Então a velocidade da luz está errada? Qual a velocidade dela? Hein? Criacionista bíblico que NUNCA, NUNCA, NUNCA olhou em um microscópio/telescópio na vida.

        Tenha vergonha rapaz. Vá estudar.

        Gosto

      • Mats diz:

        Quer dizer que como eles “gastaram dinheiro” em torno disso, então o universo tem “milhões de anos”? lol

        Bom “argumento” :-)

        – “Hei. A Terra tem milhões de anos”
        – “Como é que sabes?”
        – “Ora, porque as pessoas que o “provaram” gastaram dinheiro a prová-lo. O facto de terem gasto dinheiro nisso mostra que a Terra tem milhões de anos!!!!!”

        Gosto

    • BRUNO diz:

      embora eu não acredite que a terra tenha 6 mil anos, tb tenho dúvidas em relação aos métodos de datação, pois acho que não dá pra saber exatamente se decai sempre naquela mesma velocidade, mais o afastamento das placas continentais na velocidade em que se encontram já daria alguns milhões de anos, não acredito que elas se movimentaram muito mais rápido no passado isto geraria diversas catástrofes, mas ciência é isto ai não pode ser seguida como um dogma religioso, ela tem que ser questionada, ás vezes parece que alguns cientistas me parecem desonestos tentando provar a evolução a qualquer custo. obs: não tenho religião.

      Gosto

    • Vitor diz:

      Parabens pelo cálculo de qt a familia do Mats ganharia em 10.000 anos!!!!!! SE dependesse de seus cálculos, estariamos fritos! Só uma coisa, Einstein nunca declarou ser ateu, ele sempre disse que cria em um Deus Criador pq o mundo era complexo demais para ser obra do acaso! O sol, a lua e a terra estão na distância exata e tamanhos exatos para que se possa ter uma eclipse total da lua ou do sol, onde a sombra da terra encobre perfeitamente a lua e a lua encobre perfeitamente o sol. DEus é a resposta!

      Gosto

  12. Paulo diz:

    “…eles gastaram dinheiro em torno disso, então o universo tem “milhões de anos”…
    Fala sério, não me lembro de ter lido argumento pior do que esse. (risos)
    Desculpe a franqueza, mas sempre achei que pesquisas científicas tivessem valor por nos familiarizar com a verdade dos fatos e não por seus recursos dispendiosos.

    Gosto

    • Jamorreuenemsabe diz:

      Isso mesmo.

      Pq foram gastos bilhões e os resultados, para sua infelicidade, foram sendo confirmados…um a um. Claro que não sabemos tudo, mas o muito que se sabe é muito bem sustentado.

      Ou você acha que Big Bang e Evolução são meros chutes?

      Gosto

      • Azfargh diz:

        Big Bang: surgiu de um padre que provavelmente se baseou nos primeiros versículos do Antigo Testamento SEM EQUIPAMENTOS BILIONÁRIOS… então estaria ele errado?

        Evolução: muitas provas de micro-evolução (pequenas adaptações do biotipo inerente), mas nenhuma que se indique mutações trans-espécimes e a origem da vida na Terra COM ESTUDOS E EQUIPAMENTOS BILIONÁRIOS.

        Se tú acreditas na ciência e aparentemente estuda ciência, verifique atravéz da precisão matemática o cálculo de probabilidade do DNA ter surgido do nada. Até mesmo Dr. Francis Collins, ex-diretor do Projeto Genoma, admite que o DNA é demasiadamente complexo para ter nascido do acaso… e isso foi com BILHÕES… B-I-L-H-Õ-E-S DE D-Ó-L-A-R-E-S A-M-E-R-I-C-A-N-O-S. Inclusive ele foi um dos primeiros a apontar a possibilidade do DNA Lixo não ser “lixo”. Não tem UM que conteste este respeitado Doutor.

        Mais um detalhe: não é somente de equipamentos, ferramentas e patrocínio que se formam grandes estudos. Muitos deles foram provados E DESPROVADOS… Não basta somente estudar, mas também ter compromisso com a verdade, que só se torna verdade SE FOR PROVADA TAL. Não podemos provar Deus… não com método ciêntífico. Prove a EVOLUÇÃO… prove que a tal da “árvore da vida” de Darwin realmente existiu. Me ensinaram na a evolução… COMO SE FOSSE A MAIS PURA VERDADE (perceba esta conspiração manipuladora). Desde quando “teorias” são verdades…?

        Eu sou cristão a 2 anos. Antes disso, fui ateu radical anti-cristão 100% movido pelo racional.

        Seja cético: não acredite em tudo o que lê. Pesquise, vá atrás. Desconfie do “mainstream” DE TUDO.

        Gosto

  13. Azetech diz:

    Jamorreuenemsabe
    Ad populum? Acho que vc se enganou. Ad populum é relativo à opinião do POVO e não da comunidade científica. Cuidado com essa mania de dizer que tudo é falácia, termina errando.

    Bela tentativa, mas seu sofisma não colou. Argumentum ad populum é uma falácia classificada em um posicionamento onde se deduz que uma determinada proposição é verdadeira ou falsa simplesmente porque muitas pessoas (Sendo cientistas ou não) acreditam que seja assim.
    Talvez , para apoiar seu sofisma, deva ter apelado para a literalidade da palavra “Populus” (que em Latim significa plebe\população), porém no ramo da filosofia esta falácia não significa a literalidade da palavra, mas sim a inconsistência da ideia “Se muitos falaram, então é verdade”

    Quem tem que provar que o mundo tem 6000 anos são vocês, coisa que esse post nem de longe fez.

    Como se não bastasse, além da falácia do Argumentum ad populum, utilizou também a “Inversão do ônus da prova” Típico. ¬¬
    Prezado, veja o seguinte, o Mats demonstrou 15 argumentos que defendem que o planeta não poderia possui a suposta idade pregada pelos crentes darwinistas.
    Eu não ví em nenhuma parte que ele afirmou “A Terra tem 6000 anos”
    Cremos que o mais plausível, de acordo com as evidências, que ela possua uma idade jovem.

    Agora se vocês dizem que não, que o planeta possui os “zilhões” de anos pregado pela fé darwinista então SOLUCIONE as 15 questões apresentadas e COMPROVE que o planeta e o universo possui esta idade toda. Simples.
    Ficar apelando para falácias e sofismas não nos convencerá de nada.

    São vocês que estão contra T-O-D-A a comunidade científica, que não canso de repetir: estudaram décadas, usaram equipamentos que custam o dinheiro que toda sua família ganhou em pelo menos 10.000 mil anos.

    TODA??? como assim TODA?? Não conhece os cientistas céticos da fé darwinista não? Não conhece o “Discovery Institute”, “Institute for Creation Research” e outros do gênero?
    E mesmo que seu argumento fosse verdadeiro (o que NÃO CONCORDO que seja), e TODOS os cientistas pensassem assim, este argumento seria falacioso (Argumentum ad populum), pois opiniões, sem COMPROVAÇÕES, mesmo que seja pela opinião da maioria ou até mesmo a totalidade, NÃO VALIDA uma questão.

    Quer dizer que todas as camadas geológicas e os fósseis formados, tem no máximo 6000 anos?

    Imagine.. de jeito nenhum, de onde tiraste este raciocínio tão equivocado?. Eles se formaram em UM ANO heheheh ^_~

    O Universo tem esse tamanho todo em 10 mil anos?

    Não sei se você sabe, mas TAMANHO não significa TEMPO, mas sim DIMENSÃO.
    O principal erro de vocês, crentes darwinistas, é esquecerem este conceito e tentar justificar um suposto tempo através da DIMENSÃO do universo.
    Uma coisa não tem nada a haver com a outra.

    Então a velocidade da luz está errada?

    O que tem a haver a velocidade da luz com o tempo, se a mesma mede DISTÂNCIA e não TEMPO.
    O que vocês se esquecem é que não temos a fé que uma EXPLOSÃO gerada pelo acaso criou o UNIVERSO.
    Nós simplesmente aceitamos que Deus criou o universo, com uma IDADE APARENTE, com FLUXO CONTÍNUO, em um período de tempo curto (1 dia).
    Esta crença vem desde o primeiro ser humano, e não tenho motivos para descrer dele.
    Mas se vocês acham mais plausível vossa fé, mostre-nos COMPROVAÇÕES de que ela é verdadeira. Caso contrário continuaremos a descrer dela, enxergando apenas como um mito, como muitos outros.

    Qual a velocidade dela? Hein?

    Puxa vida, você não sabe? TEORICAMENTE a velocidade da luz é de 299 792 458 m / s.
    Porém há dúvidas se ela é constante ou não.

    Criacionista bíblico que NUNCA, NUNCA, NUNCA olhou em um microscópio/telescópio na vida.

    Mas é claro que olhamos, e o que vimos (Ordem nas galáxias, precisões matemáticas nas leis naturais, complexidade irredutível, DNA) apenas comprova o que a bíblia diz.
    Porém ao contrário do que sua fé te condiciona a crer, estas evidências a refuta (Pois acaso não cria ordem, acaso não cria informação, acaso não traz “racionalidade” a matéria inanimada, etc..)

    Tenha vergonha rapaz. Vá estudar.

    Puxa vida, mas não enjoa de cometer tantas gafes intelectuais não? Já é a terceira falácia que comete (Ad Hominen), em poucas frases.
    hehehe fico impressionado como vocês fanáticos religiosos tentam enfiar em nossa goela a crença que possui.
    Com se não bastasse algumas seitas teistas fazendo isso, agora seitas ateistas fazendo o mesmo.
    Acha mesmo que me fará acreditar que uma EXPLOSÃO criou ordem? Que o ACASO fez a LAMA virar VIDA em um ambiente ESTÉRIL? Que uma “AMEBA” chegou a se tornar SER HUMANO???
    Está enganado meu caro.. não tenho tanta fé parar crer em tal irracionalidade.

    Gosto

    • Jamorreuenemsabe diz:

      Não tenho paciência para responder essas velhas pataquadas de que evolução é acaso, e que big bang é explosão ordenada. É risível ver que ainda tem crente fanático que acha que os céticos acreditam nisso.

      É simples: prove que o Universo tem 10 mil anos e a Terra 6 mil. É possível?

      Ps: Acredito demaissssssssssssss que vc já olhou em um microscópio/telescópio na vida. Acredito…sério, eu acredito. Não é brincadeira não! Eu acredito cara! parabéns.

      Gosto

      • Mats diz:

        É simples: prove que o Universo tem 10 mil anos e a Terra 6 mil. É possível?

        Leste alguma linha do post que estás a comentar? Talvez seja melhor do leres os posts que comentas antes de fazeres figuras de ignorante, não?

        Gosto

      • Azetech diz:

        Jamorreuenemsabe

        Não tenho paciência para responder essas velhas pataquadas de que evolução é acaso, e que big bang é explosão ordenada. É risível ver que ainda tem crente fanático que acha que os céticos acreditam nisso.

        Qual é.. está com vergonha de sua própria crença? hehehe
        Pelo visto está tomando uma atitude RACIONAL por reconhecer que explosões que geram ordem, acasos que transformam amebas em seres humanos e, sem contar é claro, da LAMA que vira VIDA pelo acaso em um ambiente ESTÉRIL , é tremendamente RIDÍCULO e RISÍVEL ;-)

        É simples: prove que o Universo tem 10 mil anos e a Terra 6 mil. É possível?

        Inversão do ônus da prova novamente??!!! Quer justificar esta falácia por outra falácia (Argumentum ad nauseam) É risível ver que ainda tem crente fanático que acha que os cristãos cairão nesta falácia tão infantil. Uma falácia não tornará a outra válida.

        Acredito demaissssssssssssss que vc já olhou em um microscópio/telescópio na vida. Acredito…sério, eu acredito. Não é brincadeira não! Eu acredito cara! parabéns.
        Acredita tanto quanto acredita que a LAMA virou VIDA sozinha em um ambiênte ESTÉRIL? :-)

        Gosto

  14. Azetech diz:

    MATS

    Veja o que encontrei navegando na net:

    http://noticias.uol.com.br/ciencia/ultimas-noticias/redacao/2012/11/03/cientistas-tentam-provar-existencia-da-alma.htm

    Como sei que gosta de noticias que envolve o meio científico, decidi compartilhar este link.

    Abraços,
    Diogo.

    Gosto

    • Jamorreuenemsabe diz:

      Cara,

      vc acha mesmo que os céticos não querem que isso seja verdade? Vc acha mesmo que a gente defende que não existe alma por teimosia?

      Meu amigo…deixa te dizer uma coisa. A gente ADORARIA que existisse alma e deus. Eu mesmo pularia de alegria se essa pesquisa fosse comprovada.

      Eu seria o primeiro a divulgar a 1000 cantos do mundo se tal pesquisa fosse comprovada. O problema é que nós não colocamos vontade na frente da realidade.

      Se for comprovado que deus e alma existem, nós vamos acreditar. Acreditamos naquilo que possa ser comprovado.

      Até lá…não existe. Sem comprovação = não existe.

      Só lembrando que:

      1) Consciência continuar existindo
      2) Consciência SE TRANSFORMAR em algo
      3) Consciência deixar de existir

      São coisas DIFERENTES ok? Eu nego a número 1. A 2 e a 3 são perfeitamente esperadas. A consciência pode se transformar em algo após a morte, assim como acontece com nossos átomos. Problema é que transformação não é lá coisa boa, vida a combustão, por exemplo. É uma transformação danosa.

      Gosto

      • Mats diz:

        Até lá…não existe. Sem comprovação = não existe.

        Isto é um tremendo erro de lógica da tua parte. Só porque tu não tens evidências de que exista, tu inferes que não existe?
        Durante todos os anos em que não se sabia da acção das bactérias, essas bactérias não existiam, certo?

        O facto de não haver aquilo que tu chamas de “evidências”, não significa que não existe. Na melhor das hipóteses, signfica que não se sabe se existe.

        Gosto

      • Azetech diz:

        Jamorreuenemsabe

        vc acha mesmo que os céticos não querem que isso seja verdade? Vc acha mesmo que a gente defende que não existe alma por teimosia?

        Crentes ateus só querem provar UMA COISA: DEUS NÃO EXISTE
        fazem isso por teimosia, irracionalidade e cegueira por não enxergar o óbvio

        Meu amigo…deixa te dizer uma coisa. A gente ADORARIA que existisse alma e deus. Eu mesmo pularia de alegria se essa pesquisa fosse comprovada.

        Claro claro… se realmente adorasse já teria pulado de alegria, pois para crer que NÃO EXISTE Deus, teria de ir contra as evidências e toda lógica da “Revelação Geral” que ele proporcionou.
        Acha mesmo que acreditaremos em mentiras ateístas?

        Eu seria o primeiro a divulgar a 1000 cantos do mundo se tal pesquisa fosse comprovada. O problema é que nós não colocamos vontade na frente da realidade.

        Claro, claro… divulgaria tanto quanto um Judeu divulgando Maomé como “Messias”. Me poupe de sua falsidade meu caro. Creio que terá mais sucesso em tentar me convencer que “Papai Noel” é teu avô do que me convencer que está sendo sincero.

        Se for comprovado que deus e alma existem, nós vamos acreditar. Acreditamos naquilo que possa ser comprovado.
        Até lá…não existe. Sem comprovação = não existe.

        Primeiro, ausência de evidência não é evidência de ausência meu caro. Se não sabia deste detalhe, fica sabendo agora.
        Segundo: Deus se revela de duas formas: Revelação GERAL e revelação ESPECIAL
        A revelação GERAL (Indiretamente) é presenciado por TODOS sem exceção. Ela pode ser encontrada na simples observação do UNIVERSO e da VIDA.
        A revelação ESPECIAL (Diretamente) é dada aos crentes NELE (pois TODO MUNDO é crente em algo) de maneira pessoal. Esta segunda NUNCA será dada a você se continuar tendo fé que ele não existe.

        Só lembrando que:
        1) Consciência continuar existindo
        2) Consciência SE TRANSFORMAR em algo
        3) Consciência deixar de existir
        São coisas DIFERENTES ok? Eu nego a número 1. A 2 e a 3 são perfeitamente esperadas. A consciência pode se transformar em algo após a morte, assim como acontece com nossos átomos. Problema é que transformação não é lá coisa boa, vida a combustão, por exemplo. É uma transformação danosa.

        Ok, nisso eu concordo (pois creio que SOMOS a alma e não que TEMOS uma alma).
        Creio que a vida volta a Deus (Pois foi ELE que a deu) e nosso corpo volta a terra (sendo destruída), nos deixando em um estado de “Sono” (similar a nosso “estado” antes de nascer)
        Porém por ser Cristão e aceitar o evento histórico da ressurreição de Cristo, sei que serei ressuscitado novamente, galardoado segundo minhas obras e viverei ETERNAMENTE.
        Tu, por sua vez, também será ressuscitado, serás julgado de acordo com tuas obras e destruído novamente para NUNCA MAIS existir.
        O sofrimento de tua destruição para o “NADA”, será de acordo com o que fizeste aqui. Se viveu em paz, apenas rejeitando a vida eterna (Cristo), terá um destruição rápida. Se viveu de forma a prejudicar muita gente, chorará e rangerá os dentes, antes de ser aniquilado ao nada.
        Cada um terá aquilo que pelo livre arbítrio escolheu.

        Porém podes me perguntar: “Como tens certeza disso” ?
        Eu mesmo respondo: “Tenho certeza tanto da existência de Deus como da autoridade de Cristo através de sua revelação GERAL (indireta) e principalmente da ESPECIAL (direta).”
        Agora te pergunto, como me garante que Deus não existe e NÃO ME RESSUSCITARÁ da morte por meio de Cristo? Consegues?
        Estarei no aguarde para ver quais falácias ou

        Gosto

      • Azetech diz:

        Continuando o que cortou no texto anterior…
        Estarei no aguarde para ver quais falácias ou sofismas utilizarás

        Gosto

      • Azfargh diz:

        “Até lá…não existe. Sem comprovação = não existe.”

        Esse argumento já indica que você não tem contato ALGUM com a área da ciência… tu seria um PÉSSIMO advogado/investigador de polícia/jornalista/ciêntista.

        Usarei um exemplo bem simples:
        Se você tivesse no mesmo local de um crime que você não cometeu, mas a polícia te pegou e o posicionou-o como principal suspeito, e por “insuficiência de provas” que comprovem sua inocência o júri e juiz o julga CULPADO, então, pela sua lógica, é correto que você seja punido… justamente por não haver comprovação de sua inocência atravéz de provas/evidências.

        “…Sem comprovação = não existe.”

        A lógica da veracidade ciêntifica pouco se difere desta lógica que exemplifiquei.

        Espero que ajude exclarecer o seu pequeno deslize (digo isso com todo o respeito, sem sarcasmo nem nada pejorativo).

        PS: Não sou cientista, sou um entusiasta da ciência desde que era ateu.

        Gosto

    • Mats diz:

      Veja o que encontrei navegando na net:

      http://noticias.uol.com.br/ciencia/ultimas-noticias/redacao/2012/11/03/cientistas-tentam-provar-existencia-da-alma.htm

      Obrigado. É muito interessante.

      Mas se formos ler o que eles escrevem, continuam presos ao mundo material.

      Gosto

      • Jamorreuenemsabe diz:

        Até lá…não existe. Sem comprovação = não existe.

        Sim. Até que não se tenha comprovações, tal coisa inexiste em nossa realidade. Estamos de mentes completamente abertas (vc falam tanto nisso não é? esse tal de mente aberta). Pois é, estamos completamente dispostos a mudar de opinião.

        Porém não faremos isso para nos sentir bem, nem por ser confortante. Faremos isso mediante comprovações. Apenas isso.

        Até lá NÃO EXISTE em nossa realidade. Modos práticos. Não vivemos com a possibilidade de tal coisa existir. Vivemos não acreditando em sobrenatural, até que se comprove algo.

        É muito simples, absurdamente simples. Não tem nenhum crente ateu, nenhum revoltado, nada. Apenas pessoas que vivem a realidade nua e crua.

        Gosto

      • Mats diz:

        Sim. Até que não se tenha comprovações, tal coisa inexiste em nossa realidade.

        Ah, não existe NA TUA realidade? Muito. TU és livre de pensar que Deus não existe, mas o facto de TU PESSOALMENTE não teres evidências de que Ele existe, não significa que Ele não exista.

        Gosto

  15. Ismael diz:

    Hahaha

    Eu comparo a teoria do big-bang como se alguém tivesse feito uma granada de mão com pólvora e metal com uma espuleta com temporizador, e puxasse o gatilho dela e a jogasse no vaco. Depois de bilhões de anos surge um planeta chamado terra e com vida… Isso é o que os ciêntistas evolucionistas (em outras palavras) dizem a respeito da origem da terra, com toda sua “pesquisa”. Com minhas palavras é claro…que depois disso em meios a pedras, explosões de alguma forma surje algo microscópico vivo, com uma complexidade não visel a olho nu… a partir dai, por força de dificuldades essas coisas evoluem por problemas genéticos (desorganização de seus códigos padrões que se organizaram anteriormente de alguma forma(??)) a coisas “macro” e assim criam diversas criaturas que além de diferentes, vivem dependendo umas das outras (ciclos de vida – que ainda se relacionam com o ambiente exteriror)…e bilhões de anos depois aparece o Homem!!!

    É, isso me parece uma história que uma criança conta para esconder uma mentira. Porque a lógica é :inteligência gera inteligência ou nada gera nada;

    Mas os evolucionistas de alguma forma quebraram esses paradigmas sem NENHUMA prova a favor disso criando uma filosofia e uma lei absoluta: o NADA gera inteligência. – Costumam dizer “essa questão foi um milagre científico: matéria bruta originou códigos genéticos, que por sua vez originou vida!!!”.

    Grande descoberta científica?! Ela é uma mentira, porque não existem provas de que um monte de matéria no vacuo originaram vida! Porque além de gerar vida teriam que ao mesmo tempo gerar um ambiente propício para isso. E provas que eu falo são: pegar matéria bruta e apartir delas gerarem células vivas… consequentemente fazerem evoluir até chegar nas diversidades biológicas – até criarem um homem… e ficarem em observação por bilhões de anos até que todo processo termine. Ops…tem algo de errado, não é? Isso é impossível… Não existe testemunhas mortas, vivas ou escritas que possam que isso aconteceu. Mas é claro, os evolucionistas tentam preencher isso com fósseis mortos… ah se os fósseis falassem e fossem testemunhas em um tribunal!!

    Quem está a se enganar? Não são aqueles que usam essa teora para explicar a origem da vida? Olha quanto tempo se passou desde que a comunidade cientíica a aceitou e só conseguiram levantar mais contradições!?

    Bla Bla Bla… Isso é um mundo de fantasias ateísta…

    Parabéns – Jamorreuenemsabe – porque por causa de sua ignorância você vai morrer sem saber, esse seu nome falso é o título de sua lapide…

    Gosto

  16. Ismael diz:

    Surge*

    possam dizer que*

    Gosto

  17. Ismael diz:

    Outra coisa que eu não falei:

    Fazer com que todos esses acontecimentos de evolução, sejam feitos em laboratório sem manipulação mas ao acaso… ai fica muito pior para que essa coisa que chamam de evolucionismo aconteça de verdade e seja comprovada…

    Gosto

    • Jamorreuenemsabe diz:

      Evolução não é acaso colega…até quando vcs vão pensar que acreditamos nisso?

      Gosto

      • Mats diz:

        Evolução não é acaso colega…até quando vcs vão pensar que acreditamos nisso?

        Qual é o contrário de “acaso” ?

        Gosto

      • Ismael diz:

        Não? Então você acaba de admitir que exite uma mente por trás da evolução, alguém manipulando ela… porque se não tiver “algo” é o “acaso” que rege.

        As palavras de resposta do Mats aos seus comentários, fasso as minhas.

        Gosto

    • Jamorreuenemsabe diz:

      Se evolução fosse acaso, todas as formas de vida seriam totalmente diferentes.

      Veja que curioso. Se fosse o acaso que agisse em cada espécie, todas elas seriam gigantescamente diferentes, pois era sorte demais da conta, que o acaso fosse parecido em cada formação de espécie.

      É justamente o contrário que verificamos. As espécies tem genes em comum. Muitas vezes formas em comum, sejam visíveis a olho nu ou a nível microscópico.

      Difícil compreender a ideia?

      O que vemos é que existe um padrão. A que se chama, e que vcs teimam em não entender, de SELEÇÃO NATURAL. Podemos chamar até de intenção da natureza. Porém ela não tem causa sobrenatural.

      É simplesmente o que se pode verificar. Querer acreditar em coisas que não podem ser verificadas está a par da insanidade.

      Gosto

      • Mats diz:

        Se evolução fosse acaso, todas as formas de vida seriam totalmente diferentes Veja que curioso. Se fosse o acaso que agisse em cada espécie, todas elas seriam gigantescamente diferentes, pois era sorte demais da conta, que o acaso fosse parecido em cada formação de espécie.

        Então se as formas de vida não são o resultado do acaso, são resultado de intencionalidade e propósito?

        É justamente o contrário que verificamos. As espécies tem genes em comum. Muitas vezes formas em comum, sejam visíveis a olho nu ou a nível microscópico.

        Se calhar porque têm um Criador comum.

        O que vemos é que existe um padrão. A que se chama, e que vcs teimam em não entender, de SELEÇÃO NATURAL.

        Selecção natural = morte dos menos aptos. Essa forma não é aleatória, mas não tem poder criativo. O facto dos menos aptos morrerem não explica a sua origem. E sim, a natureza têm um padrão, precisamente o que seria de esperar as formas de vida tivessem o Mesmo Criador.

        Podemos chamar até de intenção da natureza. Porém ela não tem causa sobrenatural.

        Intencionalidade só é possível através duma mente. Se existe intencionalidade na natureza, então Alguém tencionou que asim fosse.

        É simplesmente o que se pode verificar. Querer acreditar em coisas que não podem ser verificadas está a par da insanidade.

        Concordo. Acreditar que forças sem uma mente possam gerar intencionalidade é insanidade evolucionista.

        Gosto

      • Vitor diz:

        Qd eu penso que o limite da insensatez tinha chegado, agora vc se superou!!! Acredita mesmo nas coisas que diz?

        Gosto

  18. Azetech diz:

    Mats

    Pelos comentários do Jamorreuenemsabe , tenho a impressão de que ele é um panteísta, crendo que os padrões verificados na natureza, foram formados pela “Mãe Natureza”.
    O interessante é que na visão fanática que o mesmo possui, quem não crer no “pai” sol e na “mãe” lua, são considerados insanos hehehehehe
    Será que devo perguntar a ele COMO, segundo sua fé, a “Mãe Natureza” se originou? Será que ele terá as respostas LOL ;-)

    Abraços,
    Diogo.

    Gosto

    • Koala diz:

      Breve reflexão da teoria do Big Bang:

      – Havia um tal átomo primordial, que por algum motivo liberou uma imensa quantidade de energia, literalmente explodiu, criando o Universo onde vivemos.

      Ok… então deixa eu perguntar..Se REALMENTE esse tal átomo primordial, partícula, ou seja lá o que for, existia, quem o criou? Surgiu do nada? É sério que pessoas que se dizem inteligentes realmente acreditam que TUDO surgiu do NADA? Que num vácuo infinito onde só existe o vazio temporal e de espaço, surgiu uma partícula que RESOLVEU explodir e formar TUDO o que conhecemos?

      Como o próprio nome diz, é uma TEORIA, e como tal, precisa se de fé para acreditar em sua veracidade. É mais coerente acreditar que o NADA gerou TUDO, do que um ser superior, dotado de INTELIGÊNCIA criou tudo que conhecemos?

      Mas então suponhamos que realmente esse tal “átomo” surgiu do nada, explodiu e virou tudo…e, bom, a partir dele surgiram planetas, estrelas, cometas, e tudo que há ao nosso redor. Tudo ordenado, cheio de equilíbrio e regido a leis naturais. Ora, pergunto a vocês, já viram alguma explosão, uma sequer, que trouxesse equilíbrio, padrão, ordem e principalmente, VIDA? É incoerente por definição.

      Óbvio que ninguém conhece realmente Deus afundo, pois sua infinita inteligência é muito superior a nossa limitação humana. Por isso, prefiro me ater aos argumentos bastante válidos de que a Terra tem menos de 10 mil anos do que tenha lá seus bilhões de anos, explicados por teorias e estudos falhos. Aliás, a única técnica que diz que nosso planeta tem essa idate toda é por medições radiométricas. Todos os outros modos datam de um período de 1000 – 6000 anos de idade.

      A respeito da evolução, que também é baseada EM CRENÇAS, já caiu por água abaixo. Ou por acaso algum ser humano já viu organismo vivos se desenvolverem e formar novas estruturas e orgãos, a ponto de dar origem a novas espécies, a chamada macroevolução? Ou então os evolucionistas se esquecem do fato de que já foi provado que os órgãos mais rudimentares, até eles tem sua função? Ou então ALGUÉM tem uma explicação por parte da teoria da evolução, sobre os sistemas irredutivelmente complexos que há em organismos vivos? A resposta é NÃO, pois é uma farsa, ensinada religiosamente nas escolas do mundo todo.

      Enfim, se for para ter fé, prefiro acreditar em Deus, que é o criador de tudo e todos, do que ficar depositando minha fé em homens, que falham, mentem e ensinam coisas absurdas por pura especulação.

      Grande abraço.

      Gosto

  19. Azfargh diz:

    Já discuti com pessoas com provas, links, estudos, reportagens, etc etc a respeito do embate secular: Sim, Deus! VS Que Deus?
    Este, DE LONGE passa como uma das pessoas mais despreparadas, ilógicas (que ironico… um ateu “ilógico”) e imparciais que já vi… me preocupo com o futuro desta pessoa… que Deus Todo Poderoso e Jesus Cristo Salvador abençoe esta pessoa e ilumine o com a verdade absoluta… não só ele, mas todos que leram, participam e participarão deste blog.

    Amém.

    Gosto

  20. Luiz diz:

    Olá, Jeph.

    O link não é de algum trabalho meu, mas é do dono do site http://www.respostasaoateismo.com/.
    Eu o encontrei ontem, por “acaso”.

    A propósito, seu site também é muito interessante.
    Ele tem perfil no facebook?

    Abraço!

    Gosto

  21. Eu ia falar sobre a falta de conhecimento astronômico nessa matéria, e comentar sobre a luz dos quasares a bilhões de anos luz, que levou bilhões de anos luz pra chegar até aqui confirmando a idade de bilhões de anos irrefutável no Universo – como “prova objetiva”, contra todos estes argumentos desse post, que mesmo que fossem mais verídicos do que a mera pseudociência clássica desse blog, ainda não em nada valeriam contra o fato – eu intencionava dar luz ao debate mas já vi que aqui seria pérola aos porcos. Vai ver iam fazer outro post cheio de rotulação e desonestidade pra me responder -atacando a mim mais que a meus argumentos.

    Mas observei uma coisa, vocês falam “mil milhões” e não bilhões – e isso é familiar, eu sou brasileiro mas escrevo no AstroPT, de Portugal, e então estou quase certo que o darwinismo.wordpress é Português – e quem diria, um “rival” do AstroPT com histórico de confronto interessante.

    eu me dei conta do recurso desonesto desse site: “mitológicos milhões de anos” – nisso, um ato ridículo no qual esse blog se julga acima de toda a Ciência *ele não questiona, ele afirma, como se vocês fossem donos da verdade – chega a ser cômico. Mas eu não preciso mais fazer isso, no AstroPt vejo Mats escancarar sua falta de conhecimento e levar um surra quando tenta confrontar cientistas de verdade. O recurso é, através de títulos, palavras em negrito e muita pseudociência, o criacionista querer trocar de lado com o evolucionista *tornar a mitologia bíblica um fato e a TE um mito. No título do blog está “A Bíblia e a Ciência contra o Darwinismo” – devia ser O Fundamentalismo Bíblico e a Pseudociência contra a Ciência (pois não só o Darwinismo foi atacado aqui, mas toda a Astronomia, Física, Cosmologia). Mas você só convence seus seguidores, afinal todo o Teísta Inteligente que conheço reconhece a Evolução como fato.

    Gosto

    • Mats diz:

      Tanta palavreado mas nenhuma refutação ao texto.

      E o uso do termo “mitológicos milhões de anos” é ajustado.

      Gosto

      • Mats, eu não preciso refutar o teu texto, ele refuta-se por si próprio – ao menos na parte da Astronomia, que entendo mais * não sou indicado por exemplo para refutar as partes sobre geologia, não é minha área.*
        Vou dizer o que observei na astronomia – datação alternativa do Universo querendo achar milhares de anos só porque não encontramos tantas supernovas ou porque as galáxias se comportam meio que inesperadamente. Em astronomia temos várias dúvidas, os mistério do Universo são maiores do que podemos supor, como dizem. Mas temos indicadores seguros da idade acima de bilhões de anos – a luz de objetos a essa distância que chegou até aqui – na sétima série eu já entendia porque a Astronomia considera a idade de bilhões de anos para o Universo.
        Mas você quer refutação:
        Nós podemos ver o tempo todo estrelas e galáxias a milhões e até bilhões de anos-luz de distância, o que significa que o Universo deve ter no mínimo alguns bilhões de anos de idade, caso contrário não haveria tempo suficiente para a luz desses objetos astronômicos chegar até nós. É um fato irrefutável.
        Mesmo se a luz tivesse sido criada no caminho para a Terra, como dizem alguns criacionistas, não haveria tempo suficiente para a luz de eventos astronômicos como a explosão da supernova 1994D, localizada a 55 milhões de anos-luz da Terra, chegar até aqui.

        Outras formas de medir a idade das galáxias é a metalicidade em suas estrelas, a distribuição das nebulosas etc, todas são formas melhores e objetivas de entendermos o Universo e sua idade do que indicativos como supernovas ou giro galáctico – o mais certo é que essas dúvidas entrem nos campos das dúvidas da cosmologia, que nos levaram às teorias da Matéria e Energia Escura.

        Mais uma vez, naquilo que chamamos de lacunas da ciência que não tem nem poderá ter tão cedo todas as respostas do Universo, entra o criacionismo e coloca suas certezas religiosas no meio.

        Gosto

      • edu diz:

        Grande discussão aqui, fiquei com vontade de participar. Na verdade ninguem tem certeza de nada, não importa qual teoria defenda, pois senão, não haveriam discussões ! O fato de se ter discussões é porque ninguém, ainda, conseguiu provar nada com 100% de certeza, então, eu fico com o que está escrito na bíblia, que é o que Deus disse e assunto encerrado.

        Gosto

      • Ismael diz:

        Jonatas,

        “Mesmo se a luz tivesse sido criada no caminho para a Terra, como dizem alguns criacionistas, não haveria tempo suficiente para a luz de eventos astronômicos como a explosão da supernova 1994D, localizada a 55 milhões de anos-luz da Terra, chegar até aqui.”

        Só que existe um grande problema nisso, ninguém esteva lá para ver de perto o que aconteceu, se supõe por causa do tempo e a velocidade da luz. Isto é, só se tem imagens. E você sabe que é muti fácil se iludir com imagens. Aliás não se tem nem o material do que é feita essa supernova e outros afins. Se nem nós humanos conseguimos passar da lua, quanto mais a distância da supernova!? Imagens são imagens… E não tempo. O universo é tão desconhecido como a origem dos choques elétricos dos seus pensamentos. Tempo é algo tão complexo tanto no micro como no macro que seuposições não o podem resumir.

        Gosto

  22. Está na hora de dar um lida aqui https://www.youtube.com/watch?v=3fpVb7emjo0 para tentar acreditar em algo, porque acreditar em nada é algo que irracinal demais!

    Gosto

  23. Sodré diz:

    Aos 17 de Março de 2014

    São os primeiros ecos do “Big Bang”, diz um grupo de físicos norte-americanos. Os peritos anunciaram esta segunda-feira a detecção directa de ondas gravitacionais primordiais, os primeiros ecos do “Big Bang”, que marcou o nascimento do Universo, há cerca de 14 mil milhões de anos.
    A “primeira evidência directa da inflacção cósmica” foi captada pelo telescópio BICEP2, no Pólo Sul, e anunciada por peritos do Centro de Astrofísica de Harvard-Smithsonian, nos Estados Unidos, que analisaram as imagens durante três anos.
    A existência das ondas do espaço-tempo – previstas, mas não testadas, na teoria da relatividade de Albert Einstein (1879-1955) – testemunham a expansão extremamente rápida do Universo na primeira fracção de segundo da sua existência (uma fase chamada de “inflação cósmica”).
    “A detecção deste sinal é hoje um dos objectivos mais importantes em cosmologia e resulta de um enorme trabalho conduzido por um grande número de investigadores”, assinalou John Kovac, professor de astronomia e física no Centro de Astrofísica de Harvard-Smithsonian e responsável pela equipa de investigação BICEP2, que fez a descoberta.
    Segundo um outro investigador, o físico Avi Loeb, da Universidade de Harvard, o feito “traz uma nova luz a certas questões, as mais fundamentais”, como a de que forma começou o Universo.
    “Não só estes resultados são a prova irrefutável da inflação cósmica, mas também nos indicam o momento da expansão rápida do Universo e do poder deste fenómeno”, sustentou, citado pela agência AFP.
    A detecção directa de ondas gravitacionais primordiais resultou de observações do fundo difuso cosmológico, uma radiação fraca deixada pelo “Big Bang”.
    De acordo com os cientistas, as minúsculas flutuações fornecem sinais do Universo na sua primeira infância. Pequenas diferenças de temperatura através do céu revelam onde o Cosmos era mais denso e onde se formaram as galáxias.

    Gosto

  24. Roger Lemos diz:

    Parabéns! Adorei as fontes de instituições criacionistas para suportar suas alegações criacionistas. Sou cético e procuro argumentos criacionistas para entender melhor a alegação fantasiosa que tanto defende. Pensei que neste site eu poderia contar com minhas ‘pesquisas’, mas vi que as insistentes posturas de desonestidade intelectual se apresentaram um irrecusável convite para ignorar esse portal falacioso.

    Dica1: Só entende evolução quem se dá ao prazer de estudá-la (não é à toa que ignorantes a descartam e se baseiam no conto de fadas criacionista = crer é mais fácil do que pensar);
    Dica 2: Pseudociência não faz bem ao intelecto;
    Dica 3: Seu deus odeia a mentira e qualquer tipo de falsidade. Cuidado para não defender toda essa parafernália divina e acabar no inferno (não, isso não é um desejo meu, jamais. É apenas uma condicional entre tantas do seu criador: ‘Apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade’). rs

    PS.: Possivelmente meu comentário não será aprovado, mas essa mensagem é direcionada ao moderador mesmo.

    Sabedoria e honestidade, sempre!

    Gosto

    • Lucas diz:

      Parabéns! Adorei as fontes de instituições criacionistas para suportar suas alegações criacionistas.

      http://pt.wikipedia.org/wiki/Fal%C3%A1cia_gen%C3%A9tica

      Sou cético e procuro argumentos criacionistas para entender melhor a alegação fantasiosa que tanto defende.

      És “céptico” mas já qualificaste de “fantasiosas” as minhas alegações? Isso não é céptismo. Ou tens algum prazer em te declarares publicamente como “céptico”?

      Bastaram duas frases para rapidamente te revelares uma fraude intelectual. Normalmente demora mais tempo, mas contigo foi rápido.

      Pensei que neste site eu poderia contar com minhas ‘pesquisas’, mas vi que as insistentes posturas de desonestidade intelectual se apresentaram um irrecusável convite para ignorar esse portal falacioso.

      A tua irrecusável missão, caso aceites o convite, é ler este “portal falacioso”, listar a “desonestidade intelectual” lá presente, e refutá-las mediante o uso das tuas “pesquisas”. O uso do pensamento circular está proibido.

      Dica1: Só entende evolução quem se dá ao prazer de estudá-la

      Dito de outra forma, quem critica a teoria da evolução não a entende, e não a estudou. E como é que sabemos que não a entende e não a estudou? Ora, porque critica a teoria da evolução. Círculo completo.

      http://pt.wikipedia.org/wiki/Expuls%C3%A3o_do_Grupo

      (não é à toa que ignorantes a descartam e se baseiam no conto de fadas criacionista = crer é mais fácil do que pensar);

      Ou seja, quem descarta a teoria da evolução e adopta o criacionismo é um “ignorante” e baseia-se em “fadas criacionistas” (???).
      Vários erros numa só frase:

      1. Nem toda a gente que descarta o evolucionismo adopta o criacionismo. Mas mesmo que fosse verdade, é irrelevante.

      2. É falacioso afirmar que a rejeição da teoria da evolução e baseada na ignorância. (Pensamento circular, como visto em cima).

      3. Afirmar que “crer é mais fácil do que pensar” é mais fácil do que refutar o que se está a comentar. Logo, e usando a tua “lógica”, como uma é mais fácil do que a outra, isso automaticamente significa que a que é mais fácil é falsa. Afinal, para ti “ser mais fácil” significa ” falso”.

      Dica 2: Pseudociência não faz bem ao intelecto;

      Isso explica a mentalidade dos evolucionistas.

      Dica 3: Seu Deus odeia a mentira e qualquer tipo de falsidade.

      O meu Deus também odeia o evolucionismo. Qual é o teu argumento?

      Cuidado para não defender toda essa parafernália divina e acabar no inferno (não, isso não é um desejo meu, jamais. É apenas uma condicional entre tantas do seu criador: ‘Apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade’).

      Incapaz de defender o evolucionismo segundo o seu próprio mas não-existente mérito, o evolucionista diz que eu não devo aceitar o criacionismo senão o Deus que revelou o criacionismo pode me mandar para o inferno.

      Não faz sentido nenhum, porque não é suposto fazer sentido.

      PS.: Possivelmente meu comentário não será aprovado, mas essa mensagem é direcionada ao moderador mesmo.

      Com esta frase o evolucionista tenta-se fazer, ao mesmo tempo, de “vítima” e de “instrutor”. Ele deve ter alguma satisfação em “revelar” o que ele pensa serem “argumentos” sólidos. MAs deu para eu me rir um bocado.

      O próximo comentário dele vai ser ainda mais hilariante que este.

      Gosto

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s