Ateus e criacionistas concordam: existe design no mundo natural

Digno és, Senhor, de receber glória, e honra, e poder; porque Tu criaste todas as coisas, e por Tua vontade são e foram criadas. – Revelação 4:11

FLorestaO conceito da criação através Dum Criador Sobrenatural tem sido um aspecto persuasivo e poderoso da verdade desde o início dos tempos. A ideia de que não existe nenhum Criador sobrenatural, e que tudo no Universo – desde os colibris até aos seres humanos – evoluiu através de processos impessoais e aleatórios, foi avançada como tentativa de refutar a verdade da criação.

Uma das razões por trás do falhanço do evolucionismo naturalista em refutar por completo a noção da criação é o facto de, intuitivamente, os seres humanos serem capazes de observar que o mundo exibe sinais de design inteligente. Até mesmo o mais ardente ateu evolucionista admite este ponto, embora de modo tácito. Por exemplo, Richard Dawkins declarou:

As formas de vida não foram criadas, mas a selecção natural Darwiniana autoriza uma posição de design em relação a elas. Nós chegamos mais facilmente à resposta certa se assumirmos que o coração foi feito para bombear sangue. (2006, p. 182).

Apanharam o que ele disse? Essencialmente ele afirma que as formas de vida não foram criadas mas que o nosso entendimento em relação à sua funcionalidade é maior se assumirmos que as coisas existem segundo um propósito [isto é, criadas].

No seu livro “Why Evolution is True“, Jerry Coyne, professor da Universidade de Chicago, escreveu:

Se há algo que é verdade em relação à natureza, é que as plantas e os animais parecem criadas de modo intrincado e quase perfeito para viver as suas vidas. (2009, p. 1). 

Ele acrescentou ainda:

A natureza tem a aparência duma máquina bem lubrificada, onde cada espécie é uma engrenagem ou uma roda dentada. (p. 1).

Na página 3 do mesmo livro, ele escreveu:

Quanto mais nós aprendemos sobre as plantas e os animais, mais ficamos maravilhados com a forma como o seu design se ajusta ao seu estilo de vida.

No seu livro “Why Darwin Matters“, o ateu Michael Shermer declarou:

A inferência de design chega até nós de modo natural. O motivo que leva muitas pessoas a pensar que um Criador moldou o mundo é porque o mundo realmente parece que foi criado. (2006, p. 65)

Consideremos outro exemplo. Kenneth Miller [que não é ateu mas acredita virtualmente no mesmo modelo evolutivo que os ateus]  é um biólogo evolucionista da Brown University e co-editor do livro escolar (publicado pela Prentice Hall) que é amplamente usado nas escolas do país.

TigresNo seu livro “Only a Theory: Evolution and the Battle for America’s Soul“, Miller admite que, à medida que eles estudam a ordem natural, os biólogos moleculares e os biólogos estruturais frequentemente fazem menção da presença de design nas suas explorações. Ele mesmo admite que o corpo humano exibe evidências de design – apontando como exemplos o design “juntas + bola + soquetes” do quadris e dos ombros, bem como a curva em “S” da espinha dornal humana que nos permite caminhar de forma erecta (2008).

A inferência de design é tão poderosa que Dawkins foi forçado a admitir:

A ilusão [de design] é tão poderosa que enganou as mentes mais brilhantes durante séculos, até que Charles Darwin apareceu em cena. (2009, p. 416).

A ironia da situação é que cada um destes escritores afirma que tal design é produto de factores naturalistas e impessoais, mas as suas declarações sublinham a conclusão óbvia: se Um Designer Inteligente realmente tivesse criado o mundo, qual seria a aparência deste último? Resposta: Exactamente tal como ele é hoje!

Portanto, discutir se Deus existe ou não existe, é mais ridículo do que dois peixes questionarem a existência da água. As evidências para a existência de Deus são tão óbvias que a negação das mesmas não tem como base a ciência, mas a ideologia.

“Eu fiz a terra, o homem e os animais que estão sobre a face da terra, pelo Meu Grande Poder e com o Meu Braço estendido, e a dou àquele que Me agrada em Meus Olhos.”
Jeremias 27:5

REFERÊNCIAS
Brown University (2008), “There is ‘Design’ in Nature, Biologist Argues,” ScienceDaily, http://www.sciencedaily.com/releases/2008/02/080217143838.htm.
Coyne, Jerry (2009), Why Evolution Is True (New York: Viking).
Dawkins, Richard (2006), The God Delusion (Boston, MA: Houghton Mifflin).
Dawkins, Richard (2009), The Greatest Show on Earth (New York: Free Press).
Shermer, Michael (2006), Why Darwin Matters (New York: Henry Holt and Company).

Fonte

About these ads

Sobre Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
Esta entrada foi publicada em Biologia com as etiquetas , , , , , , , , , , . ligação permanente.

19 respostas a Ateus e criacionistas concordam: existe design no mundo natural

  1. Interessante, mas os ateus da internet, na sua maioria não gostam nem de ouvir falar nisso.

    Falar isso perto deles é cometer uma heresia.

    Falam até que o Design Inteligente não é ciência, sendo que dizer que alguém criou algo é científico.

    Gosto

  2. Massena diz:

    Não percebi a “moderação” do meu comentário.

    Não gostas de ter argumentos contra o que escreves e não teres resposta? É que se considerares os argumentos, estúpidos, conseguirias refutá-los, ou não?

    Os humanos não sobrevivem em 99.99% do Universo, algo que vocês dizem ter sido criado propositadamente para os humanos. Isto é ofensivo ou é um facto? Que inteligência criaria algo para outrem, sendo esse algo mortífero para referido outrem? É que nem 50% da Terra é habitável para os humanos e é o único planeta que temos ao nosso dispôr por enquanto.

    Esquecendo isso tudo, afirmam as evidências de criação e de um criador. Depois daí saltam que é o Deus judeio-cristão. Porquê? Porque não pode ser um outro qualquer de outro mito criacionista? Ou outro que nem se tenha ouvido falar?

    Não percebo o porquê da moderação destes pontos que introduzi. São questões que poderiam muito bem surgir numa catequese, por parte de uma criança minimamente informada sobre certos factos.

    Gosto

    • Mats diz:

      Não percebi a “moderação” do meu comentário. Não gostas de ter argumentos contra o que escreves e não teres resposta? É que se considerares os argumentos, estúpidos, conseguirias refutá-los, ou não?

      É isso que estou a fazer.

      Os humanos não sobrevivem em 99.99% do Universo, algo que vocês dizem ter sido criado propositadamente para os humanos.

      Mostra-me aí uma fonte Bíblica que diga que o universo *actual* foi feito para habitação.

      Que inteligência criaria algo para outrem, sendo esse algo mortífero para referido outrem?

      O lugar onde o ser humano não era mortífero originalmente. Só passou a ser quando os seres humanos começaram a pensar como ateus.

      É que nem 50% da Terra é habitável para os humanos e é o único planeta que temos ao nosso dispôr por enquanto.

      E vocês têm que explicar como é possível que forças aleatórias consigam organizar as constantes da física e da química de modo a permitir vida. Boa sorte.

      Esquecendo isso tudo, afirmam as evidências de criação e de um criador. Depois daí saltam que é o Deus judeio-cristão. Porquê? Porque não pode ser um outro qualquer de outro mito criacionista? Ou outro que nem se tenha ouvido falar?

      Se tu acreditas que pode, é só mostrar as tuas evidências para nós analisarmos. Pelo menos já deixaste de lado o ateísmo/evoluvionismo, o que já é bom. Agora a questão é saber qual das várias concepções do Criador está correcta. Que existe Um Criador é óbvio.

      Não percebo o porquê da moderação destes pontos que introduzi. São questões que poderiam muito bem surgir numa catequese, por parte de uma criança minimamente informada sobre certos factos.

      Sim, este tipo de argumentos geralmente são feitos por crianças mal informadas. Nisso tens razão.

      Gosto

      • Massena diz:

        “Mostra-me aí uma fonte Bíblica que diga que o universo *actual* foi feito para habitação.”
        Vais dizer que o dilúvio, para além de ter rebentado com a atmosfera terrestre, também influenciou o *resto* do universo? Ou estás a dizer que era possível ao Homem viver no vácuo do espaço? Ou que Deus só criou o resto do Universo depois do “pecado original” ou do dilúvio? Ou que este tinha planos para o Homem andar por aí pelo Universo fora mas depois arrependeu-se e tornou tudo inabitável?
        E de facto sem ser a Terra, os seus seres e os “luminares”, não há qualquer referência a outro astro, ou espaço ou vácuo ou galáxias. Se quiseres, podes interpretar, mas como já disseste muita vez, não é preciso interpretar nada, está tudo dito como é.

        “O lugar onde o ser humano não era mortífero originalmente. Só passou a ser quando os seres humanos começaram a pensar como ateus.”
        Devias querer dizer universo na primeira frase em vez de ser humano, mas parece que me respondeste à questão anterior. Então o Homem conseguiria viver no vácuo espacial? E ir fazer um passeio ao Sol? Ou andar a passear montado num cometa?
        É que estas especulações são todas derivadas da tua. Isso é o que tu opinas que tenha acontecido porque nem na bíblia há qualquer referência a sobrevivencia “extra-terrestre” do Homem (ou outro ser que seja).

        “E vocês têm que explicar como é possível que forças aleatórias consigam organizar as constantes da física e da química de modo a permitir vida. Boa sorte.”
        “Nós” não temos de explicar nada meu caro, mas de facto tenta-se explicar o que não se conhece, usando as evidencias que se tem. Haja ou não haja uma explicação para determinado fenómeno por parte da ciência não faz com que seja Deus. Já te expliquei isso do argumento da ignorância não já? Não sei != foi deus. Esse era o argumento para o “movimento do sol em redor da Terra” e dos planetas “em redor da Terra” e a luz da lua e as doenças eram obra de demónios etc, etc, etc… Porque hoje não sabes, não quer dizer que amanhã continues a não saber. E da forma como vocês falam e refutam tudo, nem mesmo que se encontre a explicação natural para todos os fenómenos, vocês vão continuar a dizer que é tudo uma conspiração dos “darwinistas”. Aliás, a lavagem cerebral deve ser tanta nesta conspiração que praticamente todos os cientistas, crentes ou não, aceitam a evolução e os bilhões de anos, assim como os métodos para que se cheguem a essas conclusões e valores.

        “Se tu acreditas que pode, é só mostrar as tuas evidências para nós analisarmos.”
        Tenho as mesmas que tu tens para o Judeo-Cristão. E acabaste por não me responder, porque aqui pregas o Deus da Bíblia, não falas em outros mitos.
        “Que existe Um Criador é óbvio.”
        Se nada do que vemos, nem as leis que nos governam podem ter originado do nada, como pregas, como pode uma inteligência capaz de criar isso tudo ter originado do nada. Podes responder algo como intemporal, mas quais as evidências tens disso?

        “Sim, este tipo de argumentos geralmente são feitos por crianças mal informadas.”
        Estás a querer dizer que as crianças não nascem com a noção de divindade? É preciso alguém informá-las dessas fábulas? É que tu, ou os teus amigos aqui dos comentários dizem o contrário.

        Gosto

      • Mats diz:

        “Mostra-me aí uma fonte Bíblica que diga que o universo *actual* foi feito para habitação.”
        Vais dizer que o dilúvio, para além de ter rebentado com a atmosfera terrestre, também influenciou o *resto* do universo?

        eu não vou dizer porcaria nenhuma. Tu fizeste várias alegações que eu deixei passar de modo condescendente. Mas agora chega.

        Mostra-me aí uma fonte Bíblica que diga que o universo *actual* foi feito para habitação. Se no próximo comentário não mostrares isso, ou assumires publicamente a tua mentira, nem te dês ao trabalho de comentares. De mentirosos estou eu fartíssimo.

        Fico à espera.

        Gosto

    • jephsimple diz:

      Tem algum argumento lógico, racional, evidências, matemática contra o design encontrado na natureza ??? Massena?

      Qual a inferência lógica para design inteligente?

      1)Designer? Ou

      2)Forças aleatórias,acaso,processos estocásticos?

      1 e 2 são contraditórios ?

      Aí vc nos forneça uma hipótese testável, reproduzível e falseável sobre sua posição 2).

      É simples.

      Gosto

      • Massena diz:

        “Tem algum argumento lógico, racional, evidências, matemática contra o design encontrado na natureza ???”
        *Contra*? Não, de facto considero que o design *aparente* existe.

        “Qual a inferência lógica para design inteligente”
        Qual a inferência lógica para o formato da Terra? Talvez que seja plana, ou não?
        Qual a inferência lógica para o movimento do Sol? Talvez que o Sol ande em torno da Terra.
        No entanto sabemos que essas “inferências lógicas” não eram suficientes para chegar aos factos,
        O que quero dizer é que inferências lógicas não são suficientes, sem mais apoios evidenciais como medições e observações.

        A tua pergunta poderia levar alguém pouco informado a chutar designer, deve funcionar na maioria das “missas”. Mas isso levantaria um problema, que seria a origem do designer e aí terias de entrar em campos do sobrenatural e da religião, o que tornaria essa hipótese não falseável.

        Relativamente ao que me pedes a mim, já te disse que existem milhares de artigos sobre esse assunto, que apenas os criacionistas rejeitam por desonestidade inteletual.
        Não te esqueças que o vosso campeão Behe disse sob julgamento que astrologia era uma ciência. segundo os padrões dele…

        Gosto

  3. Muito bacana esse artigo

    Gosto

  4. Uma reflexão ….

    Eu durante muito tempo fui contra o ensino de criacionismo de terra jovem, astrologia, homeopatia e outras pseudociencias.

    Achava errado ensinar a jovens que a astrologia podia ser uma alternativa válida à astronomia, que se pode ensinar que a terra tem seis mil anos, ou três mil ou mesmo vinte e sete minutos.

    A verdade é que mesmo em Portugal, nem falo no Brasil, uma percentagem enorme dos jovens não conseguem ler um livro e perceber os rudimentos da ciência.

    Para quê cansar num jovem que nem entende matemática ou consegue interpretar um texto com coisas como :

    6,023 X 10 ^23

    A terra tem 4,5 mil milhões de anos

    Eu penso, sem ironia, que nem seria mau de todo para jovens que claramente não consigam resultados escolares criar escolas com curriculuns mais simples.

    Dar-lhes uma mundividência e uma história do mundo que possam compreender sem terem de ler muita coisa ou perceberem teorias complicadas .

    Regras básicas de comportamento social, a bíblia, o Alcorão, a tora ou o livro dos mortos pode ser uma boa base de trabalho.

    Como por cá estamos mais acostumados com a Bíblia até podíamos usar umas da versões mais correntes ou outra tradução qualquer e usar como base para um ensino com crianças e jovens com dificuldades.

    Uma mundividência simples mas completa para alguns.

    Claro que se o aluno tivesse bons resultados, fosse pontual e assíduo teria a educação cientifica.

    Eu penso que isto satisfaria toda a gente.

    Que acham ?

    Gosto

    • Massena diz:

      João,
      Acho que estás a ver a coisa da forma errada.

      Ias estar a privilegiar a preguiça mental, não por falares em textos religiosos, mas apenas por recompensares os que têm menos capacidade. Como distinguirias inequivocamente quem tinha capacidades ou não? Apenas os verdadeiros “génios” e interessados em sabedoria se iriam continuar a esforçar. Os que têm menos capacidade factualmente até poderiam estar melhor. Mas e os que tinham potencial mas, como ninguém puxou por eles, queriam ter a mesma facilidade que os menos espertos?

      Estás a falar de uma espécie de segregação que nunca deveria ocorrer, sendo neste ou em qualquer outro assunto. As leis, deveres e deireitos têm de ser iguais para todas as pessoas “normais”. Obviamente que as pessoas com deficiências físicas (mentais, cegos, surdos, etc) têm necessidades especiais,

      E como escolherias os livros? Era a bíblia toda para todos? E os muçulmanos, ateus, judeus, pagãos? Tinham de mudar de país? Estás a ver os problemas desses métodos “elitistas”?

      Gosto

      • Mats diz:

        E como escolherias os livros? Era a bíblia toda para todos? E os muçulmanos, ateus, judeus, pagãos? Tinham de mudar de país? Estás a ver os problemas desses métodos “elitistas”?

        Então quando vocês impõem sobre Cristãos, muçulmanos, judeus a vossa religião, já pode?

        Ou seja, tu não és contra o ensino de religião: tu és o ensino duma relig~ia contrária a tua.

        E nem vale a pena dizeres que evolução é “ciência” porque já te dei a citação dum evolucionista que afirma que a evolução é religião.

        Portanto, vocês são hipócritas e falsos. Mas isso é o normal entre as pessoas quem procedem da favela moral anti-Deus.

        Gosto

      • Mats diz:

        Para o caso de te esqueceres do que mentirosamente alegaste:

        1. Mostra-me aí uma fonte Bíblica que diga que o universo *actual* foi feito para habitação.
        2. Qual era o nome dessa “versão” da Bíblia que “surgiu 500 anos” depois do Senhor? (Santa ignorância!)
        3. Mostra-me onde eu disse “a ciência está do lado da religião”.

        Gosto

      • jephsimple diz:

        Massena,

        “*Contra*? Não, de facto considero que o design *aparente* existe.”

        Primeiro baseado em que dizes que o design encontrado nos seres vivos é aparente … assim como vcs acham nossa crença uma espécie de ilusão … a vossa crença em design aparente me parece uma ilusão dos naturalistas.

        É um amuletinho nasturalista, existe design, sim existe dizem eles, mas é aparente, uma ilusão, não passam de efeitos despropositados, sem direção, sem inteligência, sem projeto da matéria e energia através de processos puramente físicos/naturais.

        “O que quero dizer é que inferências lógicas não são suficientes, sem mais apoios evidenciais como medições e observações.”

        Eu vejo isso na T.E, estranho *vc não enxerga isso, nem por um instante considera a hipótese da TE ser falsa[*deuduzo].

        Se vc ler todo meu comentário, eu não disse que somente lógica é suficiente, eu tbm falei sobre evidências e a matemática.Depois qndo eu disse qual a inferência lógica para D.I, eu me refiro a parcimônia, e claro para D.I, designer tem muito mais parcimônia, e até agora, acaso, aleatoriedade, despropósito,eventos estocásticos sem direção e objetivos não ofereçe nenhuma parcimônia para D.I. Daí vcs usando de sofisma alegam design aparente, e a vossas única saída, pois uma vez confirmado design real, ou seja design inteligente, vosso castelo naturalista é destruído.

        É isso !

        Gosto

    • Adalberto Felipe diz:

      João Melo:

      Eu durante muito tempo fui contra o ensino de criacionismo de terra jovem, astrologia, homeopatia e outras pseudociencias.

      Achava errado ensinar a jovens que a astrologia podia ser uma alternativa válida à astronomia, que se pode ensinar que a terra tem seis mil anos, ou três mil ou mesmo vinte e sete minutos.

      Lá vem o João de novo. Continua insistindo no mesmo e mistura outras coisas que não tem nada haver como astrologia e homeopatia com esse blog.

      O objetivo dele, claro é querer comparar o criacionismo com essas coisas, que todo mundo sabe que não é ciência, independente se são ateus ou cristãos e continuar batendo na mesma tecla. É fácil falar isso, mas na hora de refutar os argumentos dos membros aqui ele foge e depois e creio que nesses anos de trollagem debate aqui nesse blog ele já deve ter visto muitas argumentações interessantes aqui.

      O João Melo trolla debate mas deve ter bom senso.

      A verdade é que mesmo em Portugal, nem falo no Brasil, uma percentagem enorme dos jovens não conseguem ler um livro e perceber os rudimentos da ciência.”

      Sim e daí?

      Para quê cansar num jovem que nem entende matemática ou consegue interpretar um texto com coisas como :

      6,023 X 10 ^23

      A terra tem 4,5 mil milhões de anos

      A primeira é uma expressão matemática fácil de resolver, dá 602.300.000.000.000.000.000.000. Se refere a constante de Avogrado (ou Advogado como era conhecido na escola :D), de um mol.

      Já a segunda é uma asserção, que pode ser verdadeira ou falsa. Já, verificar se ela é verdadeira já é outra coisa.

      Eu penso, sem ironia, que nem seria mau de todo para jovens que claramente não consigam resultados escolares criar escolas com curriculuns mais simples.
      Dar-lhes uma mundividência e uma história do mundo que possam compreender sem “terem de ler muita coisa ou perceberem teorias complicadas .

      Ou seja, como os jovens estão ruins em ciência, temos que ensinar coisas “fáceis” e “pseudociência” para você, como o criacionismo, pois essas coisas não são complicadas enquanto o evolucionismo é e é pura ciência.

      “Regras básicas de comportamento social, a bíblia, o Alcorão, a tora ou o livro dos mortos pode ser uma boa base de trabalho.”

      Ou observar o comportamento de pessoas que seguem cada um dos livros que você falou. Não recomendo ir a países que seguem certos livros desses não, pois sabe como é, do mesmo jeito que o pior dos comunistas não quer ir à Cuba ou à Coréia do Norte.

      Uma mundividência simples mas completa para alguns.
      Claro que se o aluno tivesse bons resultados, fosse pontual e assíduo teria a educação cientifica.

      E tudo do seu modo, ensina-se o que “não é ciência para alguns” e depois vamos à ciência mesmo: evolução, naturalismo, meteoro extinguiu os dinossauros, etc.

      “Eu penso que isto satisfaria toda a gente.
      Que acham ?”

      Que é muito falacioso:

      Há muitos alunos ruins, especialmente nessa época de “liberação geral”, mas não quer dizer que se possa mostrar algo que para você não é científico, aos menos capacitados, pois como pode-se ver nesse blog, apresentamos muitos argumentos a você já, que você insiste em fazer vista grossa.

      Sim, existem religiões bem diferentes do cristianismo e que querem nos matar.

      Não há mundividência. Ou um ponto de vista é verdadeiro ou é falso. É como a sua asserção: “A terra tem 4,5 mil milhões de anos”. Ela pode ser verdadeira ou falsa e muitas evidências, como as já mostradas aqui, apontam para a falseabilidade dos métodos de datação.

      Gosto

  5. Dawkisn faz a pergunta : quem criou o criador?
    Se formos por esse caminho, podemos perguntar a ele: como, e da onde tudo surgiu.
    Em outras palavras, seu ateísmo “científico” estaria destruído.

    Gosto

  6. Desculpem lá mas eu fui mal entendido.

    Mea culpa!

    O que eu digo é o seguinte:

    Os recursos do planeta são finitos. A vontade de os consumir é mais ou menos infinita.

    Há países, como a Noruega ou a Suécia que podem oferecer serviços de saúde, reformas,, ensino, etc e etc e etc grátis.

    Há países , como Portugal, o Brasil ou Espanha que não se podem dar a esse luxo.

    Ora como não podemos dar essas mordomias de pais rico e como as pessoas tem o péssimo hábito de quererem para si e para os seus filhos o melhor que há temos de encontrar um solução que satisfaça a todos.

    Se dividíssemos o Produto interno bruto de Portugal ou do Brasil por todos os habitantes iamos ter dois países de pobres. É a dura realidade.

    Se dermos a uma minoria os recursos e afastarmos a maioria dos mesmos a coisa compõe-se.

    Salvo melhor opinião a ideologia judaico-cristã é do melhor que há.

    Mesmo o NT feito por alguns gentios, excepto Paulo que era dos nossos, cumpre a sua função.

    Penso, salvo melhor opinião, que instituir de novo a moral judaico-cristã, um ensino religioso baseado em :

    Se vocês são pobres e filhos de pobres alguma coisa fizeram para que Deus não vos proteja.

    A propriedade alheia é sagrada – A César o que é de César – e que devem acatar as ordens do poder estabelecido e nada de sindicatos e partidos comunistas e quejandos.

    Até podem proibir o aborto para as pobres, a contracepção para os pobres e o casamento gay para os pobres e por aí fora.

    Agora cumpram é a vossa função com instituições de ensino que funcionem dando o terror aos miúdos do fogo do inferno, medo dos desejos sexuais e vontade de obedecerem ao desígnio divino de outros terem mais coisas que eles e de isso ser natural devido à culpa deles – mea culpa – do pecado original..

    Não….

    Perdem tempo com criacionismo da terra jovem e deixam teólogos falarem de liberdades e igualdades e de teologia da libertação à solta…

    O criacionismo da terra jovem pode ser um corolário duma cultura bem orientada. Não a prioridade.

    Primeiro a doutrinação e a programação e só depois algo como o criacionismo.

    Gosto

  7. Eu defendo a ideia de que o neo-ateísmo não passa de uma seita satânica formada por idiotas, escrevi isto em um artigo longo onde refuto com clareza quase todas as argumentações estúpidas desta classe.

    Defino o neo-ateu da seguinte forma:

    Neo-ateu: Pessoa que tenta se camuflar entre os ateus, às vezes se auto-intitula também de livre pensador. É frustrada em muitas áreas de sua vida, principalmente a psicológica, sexual e espiritual, tentam achar na não religião ou no neo-ateísmo a cura destas frustrações. Também é insano ao ponto de ficar formulando perguntas que nem mesmo ele entende e que não aceitaria nenhuma resposta dada porque está predisposto a não acreditar, ataca a fé alheia, principalmente a fé cristã.

    A oração deles deve ser esta:

    Acaso, obrigado por ter feito e detonado do nada a bomba do big bang e organizado tudo de modo tão perfeito ate formar ao que hoje chamamos de universo com suas incontáveis galáxias, com seus incontáveis sistemas, com seus incontáveis planetas com suas incontáveis leis e condições. Sou-lhe grato por ter colaborado para que se formasse uma ameba dos rejeitos da matéria desta grande explosão, ainda bem senhor acaso que colaborastes para que a descendente mais burra desta ameba regredisse ao ponto de formar uma classe desprezível que são os neo-ateus, pois sabemos oh senhor acaso que uma única ameba por mais burra que seja tem mais cérebro, inteligência e espiritualidade que todos os neo-ateus do mundo, amém.

    A origem do universo e da vida descrita por um neo-ateu deve ser assim:

    ão sei e nunca vou saber quando uma força chamada acaso detonou uma grande bomba que foi feita de material vindo do nada e que não teve inicio, mas posso afirmar e provar segundo algumas teorias que esta explosão aconteceu e criou tudo que hoje chamamos de universo, ai parte deste material que não serviu nem para fazer a bomba se organizou dando origem a uma ameba, depois de trilhões e trilhões de anos a descendente mais idiota desta ameba regrediu em capacidade mental e intelectual dando assim origem aos neo-ateus.

    Se for útil favor publicar o link do artigo de onde foram retirados os trechos acima.

    http://www.edigarcaires.com.br/neo_ateismo_seita_satanica.php

    Fiquem na paz

    Edigar Caires

    Gosto

  8. Rembrandt Donizette Castro diz:

    Isto é mais do que certo. Não é possível alguém estudar a vida em seus diferentes aspectos e não
    perceber um planejamento

    Gosto

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s