Fora do contexto?

The uncritical acceptance of natural selection as an explanatory force for all aspects of biodiversity (without any direct evidence) is not much different than invoking an intelligent designer

Michael Lynch
The Origins of Genome Architecture, p 368

 

Certamente que os darwinistas vão dizer que está descontextualizada.

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Não classificado and tagged . Bookmark the permalink.

8 Responses to Fora do contexto?

  1. João Vasco says:

    Mats:

    Como sabes que não terão razão, se eles disserem isso?

    Like

  2. João Vasco says:

    Naquele video que eu te aconselhei, explicando a teoria aceite para a origem da vida, tem uma frase com um sentido semelhante – podes verificar:

    “Life poping out of nowhere is no better a theory than life poping out of the hand of a deity”

    http://br.youtube.com/watch?v=ozbFerzjkz4

    Citar essa frase como querendo dizer que o autor duvida da explicação científica actual para o surgimento da vida seria uma enorme descontextualização.

    Nesse caso o contexto não é o surgimento da vida, mas sim a sua evolução. Mas a situação pode ser análoga.

    Não sei se é…
    …mas tu também não.

    Like

  3. João Vasco says:

    «Nesse caso o contexto»

    Por “Nesse caso”, refiro-me à citação do teu texto

    Like

  4. Mackenzie says:

    I Simpósio Internacional Darwinismo Hoje

    As palestras e os debates da mesa redonda serão transmitidos pela Internet. Para acesso, visite essa página nos horários dos eventos, onde haverá o link para a transmissão

    http://www4.mackenzie.br/darwin.html

    Like

  5. leprechaun says:

    But the point is… religion and science seem to agree that…

    matter popped out of nowhere!

    Criação “ex-nihilo”, é por aqui que devemos mesmo começar a investigar! Filosoficamente, claro, e talvez um dia se chegue ao milagre raro:

    Ciência e Religião de novo em conjunção…

    Rui leprechaun

    (…unidas no conhecimento da razão! :))

    PS: Pode ser… e será!… ai não!!!

    Like

  6. Mats says:

    João,

    Como sabes que não terão razão, se eles disserem isso?

    Não tenho razões para duvidar da citação.

    Mas acreditar na evolução não implica acreditar na teoria da abiogénese.

    É ilógico acreditar na evolução e não acreditar na abiogénesis. É ilógico acreditar em Deus e acreditar na evolução. Há coisas, que pela naturea das coisas, não combinam.

    Vou dar um exemplo: tu podes duvidar do funcionamento de transistores, e ainda assim acreditar na electricidade. Não precisas de acreditar em transistores para acreditar na electricidade.

    Lá estás tu a dar exemplos de coisas que podemos vêr hoje.

    A teoria da evolução explica como é que as populações evoluem. Isso é usado para várias coisas: para saber como é que as bactérias evoluem e melhorar medicamentos;

    Já tinha dito que fazer medicamentos não tem nada a ver com a crença de que as formas biológias são o resultado de forças impessoais, não-guiadas e sem propósito. Há imensos criacionistas que são microbiologistas, médicos, farmacêuticos, e tudo o mais, no entanto não usam princípios darwinistas. Se fosse necessário ser-se um darwinistas para fazer medicamentos, então pessoas como Louis Pasteur, que practicamente ignorou a teoria da evolução, não teria feito nada.

    para explicar porque é que os fósseis de animais mais simples estão em camadas abaixo dos fósseis de animais mais complexos;

    TODOS os fósseis de animais mais simples estão abaixo de TODOS os fósseis de animais mais complexos?

    para explicar as semelhanças/diferenças entre o ADN dos diferentes ainmais, etc…

    Obviamente, isso nada deve à teoria da evolução. Comparação genética +e comparação de genes que já existam. A teoria da evolução suposta deveria explicar como é que esse ADN surgiu.

    Também pode ser usada na teoria da origem da vida. Mas a teoria da evolução não inclui esse uso. Ou seja: é possível acreditares na teoria da evolução, e acreditar que a primeira vida foi criada por Deus.

    Não é lógico. Se Deus pode criar a vida a partir do nada, então ele pode criar formas biológicas directamente, sem ter que passar por métodos cruéis e demorados.

    Jacques Monod disse:

    The more cruel because it is a process of elimination, of destruction. The struggle for life and elimination of the weakest is a horrible process, against which our whole modern ethics revolts. An ideal society is a non-selective society, is one where the weak is protected; which is exactly the reverse of the so-called natural law. I am surprised that a Christian would defend the idea that this is the process which God more or less set up in order to have evolution (enfasê adicionado).

    Ou seja, até os próprios ateus vêm que o evolucionismo teísta é ilógico.

    «O problema, claro está, é que quase todos os campos científicos que tu enumeraste são coisas que podem ser verificadas empiricamente.:
    – heliocentrismo, teoria da relatividade, termodinâmica, quântica mecânica e a terra redonda são coisas que podem ser verificadas HOJE.»

    A teoria da selecção natural também.

    Sim, a selecção natural opera, mas ela apenas escolhe de entre aquilo que já existe. Nada de novo é criado. Nunca niguém viu a SN a transformar um largato num pássaro, nem um elefante/vaca/lobo numa baleia.
    A SN apenas escolhe em favor de algo que já exista. Olha que os próprios evolucionistas começam a aceitar isso:

    “Natural selection does not act on anything, nor does it select (for or against), force, maximize, create, modify, shape, operate, drive, favor, maintain, push, or adjust. Natural selection does nothing….Having natural selection select is nifty because it excuses the necessity of talking about the actual causation of natural selection. Such talk was excusable for Charles Darwin, but inexcusable for evolutionists now. Creationists have discovered our empty “natural selection” language, and the “actions” of natural selection make huge, vulnerable targets”. (pp. 199-200)

    A evolução de mamute para elefante não pode ser observada hoje, nisso estamos de acordo. Pode ser deduzida hoje, face aos dados que temos acesso.

    Os mesmos dados podem ser interpretados em favor de uma teoria oposta.

    Mas a “criação de nova informação”, que tu disseste que nunca foi observada, isso já foi. Várias vezes. E isso é observar a evolução.

    Parece-me que estás a fazer uma lógica circular:

    – “A evolução aconteceu porque houve acréscimo de informação”
    – “Como é que sabes que houve acréscimo de informação”
    – “Porque houve evolução”.

    Se tu tens que usar este tipo de lógica, então o darwinismo está em pior estado do que pensava.

    Mas tu podes VER essas estrelas, o que quer dizer que elas já existiam há mais de 6000 anos.

    Não necessariamente. O Dr Russ Humpryes já esclareceu esse ponto no video “Startlight and Time”.

    «Os criacionistas estão legalmente proibidos de apresentarem evidências que suportem a criação, quer nas escolas públicas (nos EUA, pelo menos), quer nos jornáis científicos arbitrados pelos pares.»

    A teoria do geocentrismo foi excluída por causa das evidências, tal como a da criação.

    Mis uma vez comparas o que pode ser viste hole com a teoria da evoluçao

    O geocentrismo não pode ser ensinado nas escolas públicas, tal como a criação.

    Graças a Deus que não se pode , uma vez que podemos vêr hoje que estaria errado. NO entanto, no que toca à criação, não nenhum dado dque vã contra a criação.

    «Porque é que Deus iria usar um processo tão longo, dispendioso e cruel para criar o homem e todos os outros animais? Porque não ir directamente ao que quer criar e pronto? »

    Isso é uma excelente pergunta para fazeres aos cristãos evolucionistas.
    O movimento criacionista, fazendo perguntas inteligentes como essa, ainda pode fazer muito pelo ateísmo.

    Ou não. O que isto faz é mostrar a incoerência dos evolucionistas que acreditam em Deus.

    Like

  7. João Vasco says:

    «Não tenho razões para duvidar da citação»

    Que tu não duvidas da citação, eu sei. Tu confias nos sites criacionistas cheios de mentiras, já percebi isso.

    Mas tu escreves “agora os darwinistas vão dizer que está fora de contexto” como se isso fosse ridículo. Mas que razões tens tu para saber que eles não terão razão?

    E se tiverem? Se realmente esse texto for uma descontextualização?
    Como sabes que não é?

    «É ilógico acreditar em Deus e acreditar na evolução.»
    Isso é uma opinião tua. E não acho inválida.
    Mas muitos cristãos não partilham dessa opinião. Eles acham perfeitamente lógico. Isso é uma discussão para teres com eles.

    «A teoria da evolução suposta deveria explicar como é que esse ADN surgiu»
    A teoria eléctrica não explica o transistor (é preciso a MQ)
    Mas sem a teoria eléctrica não é possível explicar o transistor.
    A teoria da evolução por selecção natural não explica como é que o ADN surgiu.
    Mas é necessário a teoria da evolução por selecção natural para entender como é que o ADN surgiu naturalmente.

    «Não é lógico. Se Deus pode criar a vida a partir do nada, então ele pode criar formas biológicas directamente, sem ter que passar por métodos cruéis e demorados.»
    Excelente pergunta para fazeres aos cristãos evolucionistas.
    Eles acham lógico.

    «Sim, a selecção natural opera, mas ela apenas escolhe de entre aquilo que já existe»
    Isso é falso. Já te dei exemplos em que mutações criam informação nova.
    Para justificares que “evolucionistas” reconhecem isto recorres a… citações. Leste as obras integralmente? Não, aposto.
    Mas todos os “evolucionistas” que eu conheço sabem que as mutações criam nova informação. Por isso, eu aposto que as citações estão descontextualizadas.

    Like

  8. João Vasco says:

    Mats,

    Já que gostas de citações, vamos ver o que é que tens a dizer sobre estas:

    «Assim, nós assumimos a luta contra o movimento ateísta, e não apenas com algumas declarações teóricas: nós eliminámo-lo»
    Adolf Hitler, discurso em Berlim, 24 de Outubro de 1933.

    «Escolas laicas não podem alguma vez ser toleradas porque escolas dessas não têm instrução religiosa; uma instrução moral sem fundação religiosa é construída no ar; consequentemente toda a formação de carácter deve ser assente na fé»
    Adolf Hitler, discurso de 26 de Abril de 1933.

    «Imbuídos do desejo de garantir para o povo alemão os grandiosos valores religiosos, morais e culturais enraízados nas duas confissões cristãs, nós abolimos as organizações políticas mas fortalecemos as instituições religiosas»
    Adolf Hitler, discurso no Reichstag, Berlim, 30 de Janeiro, 1934.

    «Porque os seus interesses [da Igreja] não podem deixar de coincidir com os nossos na luta contra os sintomas de degenerescência no mundo de hoje, na nossa luta contra a cultura bolchevique, contra o movimento ateísta, contra a criminalidade e na nossa luta por uma consciência de comunidade na nossa vida nacional». Adolf Hitler, discurso em Koblenz, 26 de Agosto de 1934.

    Um artigo publicado no jornal Lansing State Journal (Lansing, Michigan) de 23 de Fevereiro de 1933 dá conta das intenções do nazismo em combater o ateísmo, via uma campanha contra o «movimento sem Deus».

    Alguns discursos de Hitler, recheados de cristianismo, podem ser encontrados aqui. A colecção completa, incluindo as citações reproduzidas, pode ser apreciada em «The Speeches of Adolf Hitler», April 1922-August 1939, Vol. 1 of 2, Oxford University Press, 1942.

    Sites para confirmares:
    http://www.buzzle.com/editorials/6-30-2005-72402.asp
    http://www.stephenjaygould.org/ctrl/quotes_hitler.html
    http://www.infidels.org/library/historical/unknown/hitler.html
    http://www.hitler.org/speeches/

    Isto tudo sem contar com as citações em que além de anti-ateísta, Hitler se mostra criacionista, conforme mostrei naquele site anterior.

    Sabes que ele pintava? Pintava presépios e Jesus com Maria. Um Jesus ariano, claro. Se quiseres ainda consigo encontrar os vários quadros que ele pintou com motivos religiosos.

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s