A FRAGILIDADE DE UMA CRENÇA

http://dn.sapo.pt/2008/05/26/opiniao/a_fragilidade_uma_crenca.html

A FRAGILIDADE DE UMA CRENÇA


João César das Neves
professor universitário
naohaalmocosgratis@fcee.ucp.pt

A vida pública é hoje ateia ou agnóstica. Ouve-se muito criticar a tolice e o delírio das religiões, mas raramente se refere a fragilidade intelectual da própria atitude ateísta que, com todo o respeito, é muito inconsistente.

Recusar Deus é uma crença como as outras. No fundo trata-se de ter fé na ausência divina. Mas esta crença considera-se a si mesma lógica e natural. A Antropologia e Sociologia sérias mostram o oposto: a religiosidade é o normal em todas as culturas e épocas. O ateísmo é uma construção tardia e artificial de elites, sobretudo desde o Iluminismo. Mantido em ínfima minoria, agora está em clara decadência. Vendo- -lhe a lógica interna, percebe-se porquê.

O agnosticismo, hoje variante dominante, justificar-se-ia se a existência de Deus fosse inconsequente e negligenciável. Mas ignorar a possibilidade de Deus é como desinteressar-se da existência do pai, benfeitor ou patrão, senhorio ou polícia. E se Ele aparece? Os verdadeiros agnósticos, com reais dúvidas, são poucos porque a maioria assume a resposta negativa implícita, vivendo um ateísmo disfarçado. O disfarce evita as dificuldades conceptuais e empíricas do ateísmo aberto, superiores a qualquer religião ou ideologia.

A dificuldade mais visível vem da existência da realidade. Porque há algo em vez de nada? Porque existe ordem, não caos? A resposta ateia era recusar a questão, porque o universo sempre existira assim, mas a teoria do Big Bang explodiu essa certeza e deu solidez científica ao facto da Criação.

Eu e o mundo, as coisas, pessoas e outros seres não existiam e passaram a existir. E existem de forma harmónica e coerente. A realidade é um infinito mosaico de minúcia e complexidade incompreensíveis. A ciência demonstrou que variações infinitesimais de parâmetros fundamentais, das forças do núcleo atómico à densidade do universo, torná-lo-iam impossível. Uma obra supõe um autor. Falar em leis da natureza apenas recua a questão para a origem dessas leis. Seria supina tolice supor um relógio surgindo perfeito das forças fortuitas da geologia e erosão. Um cérebro, muito mais complexo, quem o fez?

A resposta ateia tem de ser que o acaso de milhões de anos conduziu de uma explosão ao sorriso da minha filha. Ou o acaso é Deus, e o ateísmo nega-se, ou essa explicação é muito mais frágil que supor um Autor para a cosmos. Não tem certamente motivos científicos, ou até razoáveis, a recusa da hipótese plausível de um Criador inteligente. Muito inteligente.

Uma segunda dificuldade vem de dentro. Todos os humanos sentem em si uma ânsia de justiça e verdade, um sentido de bem e mal. Os actuais direitos universais apenas corporizam essa herança original e nela se justificam. Alguns valores são comuns, na enorme variedade de culturas e hábitos. Essa mesma variedade confirma que tal não pode vir de construções históricas e sociais, porque subjaz a todas.

A violação da lei moral apenas confirma a sua existência. Muitos conseguem suprimir em si esta busca da justiça (embora a sintam quando vítimas), mas o trabalho que dá apagá-la revela a inscrição na própria identidade da raça. Uma lei implica um legislador. Como podem meros atómos de carbono, aglomerados em aminoácidos e evoluindo pela selecção natural, gritar que salário digno é valor universal?

O terceiro e pior obstáculo do ateísmo é a ausência de finalidade. Para o ateu este universo, sem origem nem orientação, também não tem propósito. Bons e maus têm o mesmo destino vazio. Saber que vivemos num mundo que se dirige à morte e ao nada faz de nós os mais infelizes dos seres. Se Deus não existe não existem o bem, a moral, a própria razão. Esta crueldade ontológica é tão avassaladora que poucos que a afirmam a enfrentam com honestidade.

A fragilidade lógica do ateísmo é pouco relevante por ser um fenómeno elitista ocidental contemporâneo que, exportado à força pelo marxismo, está em extinção. A única questão interessante é saber porque coisas tão simples foram escondidas aos sábios e inteligentes e reveladas aos pequeninos.

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Pecado and tagged , . Bookmark the permalink.

25 Responses to A FRAGILIDADE DE UMA CRENÇA

  1. Joaquim Coelho says:

    Epá, não me digas que também és fã do mui católico Opus Dei abominável César das Neves.

    A personagem mais gozada cá pleos ateus da nossa praça.

    O mkomento zen de segunda feira protagonizado pelo JCN é sempre muito apreciado. Umas boas gargalhadas fazem sempre bem.

    Uma boa resposta de Ricardo Alves:
    Finalmente, a terceira dificuldade seria que «para o ateu este universo, sem origem nem orientação, também não tem propósito». Sinceramente, sempre me pareceu de uma enorme falta de verticalidade precisar de uma muleta divina para discernir o «bem» do «mal». Sim, o universo, em si, não tem propósito ético. E depois? Continuamos a poder decidir, à escala humana, qual é o propósito das nossas vidas. A indiferença do universo é apenas o cenário sobre o qual o fazemos.

    Like

  2. Mats says:

    Joaquim
    a “resposta” do Ricardo Alves deveria dar-te pesadelos. Ora vê o que ele diz:

    Sinceramente, sempre me pareceu de uma enorme falta de verticalidade precisar de uma muleta divina para discernir o «bem» do «mal».

    Tu podes descirnir o “bem” do “mal” que se ajuste a ti. O problema é que outras pessoas podem fazer o mesmo para si próprias.Quem ´que tem razão, tu ou ele?

    Sim, o universo, em si, não tem propósito ético. E depois? Continuamos a poder decidir, à escala humana, qual é o propósito das nossas vidas.

    Sim, e foi isso que Stalin fêz. ele decidiu, à escala humana, qual era o propósito e a lei moral que melhor lhe interessava. Como é que tu, como ateu o poderias corrigir, sem apelares a uma Lei Moral Absoluta?

    Like

  3. Joaquim Coelho says:

    Lei Moral Absoluta – Não existe. nem no cristianismo.
    No cristianismo há interpretações morais sobre o que é bom e mau e que está implicito na biblia.

    Se seguissemos as leis morais do velho testamento e dos seus protagonistas estavamos bem f…

    Moises, Lot, Abraão são o prefeito exemplo de comportamentos que hoje a maioria das pessoas condenaria sem hesitação (apesar de terem sido sancionados pelo teu legislador.

    A moral é criada pelos homens e sociedades. Para Stalin poderia parecer correcto o que fez, mas para uma maioria não o era. O mesmo se aplica a figuras cristãs.

    É essa capacidade de poder decidir e corrigir as decissões em função dos resultados que faz as sociedades evoluir.

    Como diria Einstein: se as pessoas só são boas porque temem o castigo e esperam uma recompensa, então somos mesmo uma triste cambada.
    E os religiosos mais acérrimos não passam de uma cambada de engraxadores e bajuladores, acrescento eu.

    Talvez devesses ler Kant e Hauser para depois falares em moral.
    A moral não difere em nada de outros conceitos que evoluriam ao longo das sociedades.

    Há 1500 anos os católicos consideravam a escravtura correcta. Hoje não consideram (tal como os ateus). E isto deveu-se não aos escritos biblicos mas a evolução da perpectiva da sociedade sobre a questão.

    As interpretações morais sobre a biblia sofreram alterações em função da forma como a moral da sociedade evoluiu e não o contrário.

    Morais absolutas são mais uma das tuas tretas.

    Like

  4. alogicadosabino says:

    “Se seguissemos as leis morais do velho testamento e dos seus protagonistas estavamos bem f…”

    epa, sempre a dar no mesmo. Então, por favor, se não conheces o que diz a biblia acerca da nova aliança não me digas coisas como “Ó Sabino, não sabes do que falas”… ok?

    “Como diria Einstein: se as pessoas só são boas porque temem o castigo e esperam uma recompensa, então somos mesmo uma triste cambada.”

    É uma frase redutora, típica de um céptico. Os cristãos que acreditam na biblia esperam a recompensa e não temem o castigo. Se já “estou crucificado com Cristo” (Gálatas 2:20) não tenho porque temer o castigo pois “nenhuma condenação há para aqueles que estão em Cristo (Romanos 8:1)

    Like

  5. Mats says:

    Joaquim

    Lei Moral Absoluta – Não existe. nem no cristianismo.

    Claro que existe: Mandamento #1: “Não terás outros deuses diante de Mim”, diz o Senhor. Posso dar outros, mas essa Lei Moral é absoluta.

    Se tu acreditas que a Lei Moral absoluta não existe, então presumo que matar pessoas devido a sua raça pode ser moralmente correcto, certo? Ou matar as pessoas por causa da sua religião pode ser moralmente aceitável, certo? Ou ainda vilar bébés pode ser moralmente aceitável. Concordas com isto, ou acreditas que estas coisas são todas absolutamente erradas?

    A moral é criada pelos homens e sociedades. Para Stalin poderia parecer correcto o que fez, mas para uma maioria não o era. O mesmo se aplica a figuras cristãs.

    E o que Stalin fez era correcto ou não?

    Há 1500 anos os católicos consideravam a escravtura correcta. Hoje não consideram (tal como os ateus). E isto deveu-se não aos escritos biblicos mas a evolução da perpectiva da sociedade sobre a questão.

    E a escravatura é absolutamente errada ou há situações onde a escravatura pode ser moralmente correcta?

    Morais absolutas são mais uma das tuas tretas.

    Fico à espera das tuas respostas para comentar esta frase.

    Like

  6. Joaquim Coelho says:

    “Não terás outros deuses diante de Mim”,

    Isto não é moral, é ditadura :-)~

    Se tu acreditas que a Lei Moral absoluta não existe, então presumo que matar pessoas devido a sua raça pode ser moralmente correcto, certo? Ou matar as pessoas por causa da sua religião pode ser moralmente aceitável, certo? Ou ainda vilar bébés pode ser moralmente aceitável. Concordas com isto, ou acreditas que estas coisas são todas absolutamente erradas?

    Na moral que eu aplico e que a sociedade moderna hoje aplica (a maioria) isso está errado. Lê Kant e saberás porquê.

    Mas isto “Ou matar as pessoas por causa da sua religião pode ser moralmente aceitável, certo?” tens de perguntar aos talibas e ao papa pelas cruzadas e ao protestantes da guerra dos 30 anos ?

    A moral evolui com o homem. Durante muitos anos foi considerado moralmente correcto escravizar pessoas de outras etnias/religiões.
    Os humanos primitivos consideravam correcto e até essencial eliminar os grupos humanos vizinhos. era uma questão de sobrevivência.

    Por outro lado, não me posso basear na biblia para não matar.
    Lá está implicito que matar homosexuais e apostatas é tolerado, se não mesmo correcto.

    Uma pessoa que hoje se comportasse como Noé, ou Abraão seria implacavelmente condenada pela sua moralidade por toda a sociedade.
    PS. E não esquçamos que o noezito era o único justo. Alia´s como mais trade na treta de sodoma e gomorra e outro artista biblico que também tinha um comportamente moral lindo (e sendo escolhido por Deus como o mais justo).

    Portanto continuo na minha: morais absolutas são tretas.

    Like

  7. Joaquim Coelho says:

    Sabino, se não acreditasses em Deus fazias as mesmas coisas do ponto de vista moral, em assuntos como não roubar, não matar, não prejudicar outros, ser solidário, ser tolerante, não ser indiferente ?

    Like

  8. Joaquim Coelho says:

    Sabino, estou-me borrifando para a nova ou velha aliança.

    Um religião que teve como genese um livro como o velho testamento e pessoas que se reviam naquelas barbaridades só pode ser treta.

    Até porque continuam a adorar o Deus que supostamente foi responsável por aquelas atrocidades.

    Like

  9. Mats says:

    Joaquim,

    Não terás outros deuses diante de Mim”,

    Isto não é moral, é ditadura :-)~

    Quando eu cito os Mandamentos do Senhor, não estou a insinuar que tu acredites neles (embora estarias melhor se assim o fizesses). Tu não és obrigado a concordar, mas tem que vêr que a Bíblia tem moral absoluta.

    Se tu acreditas que a Lei Moral absoluta não existe, então presumo que matar pessoas devido a sua raça pode ser moralmente correcto, certo? Ou matar as pessoas por causa da sua religião pode ser moralmente aceitável, certo? Ou ainda violar bébés pode ser moralmente aceitável. Concordas com isto, ou acreditas que estas coisas são todas absolutamente erradas?

    Na moral que eu aplico e que a sociedade moderna hoje aplica (a maioria) isso está errado. Lê Kant e saberás porquê.

    Então matar pessoas por motivos religiosos, ou violar bébés, ou descriminação racial está errado absolutamente, ou está segundo do teu ponto de vista? Há situações em que essas coisa podem ser moralmente aceitáveis?

    Mas isto “Ou matar as pessoas por causa da sua religião pode ser moralmente aceitável, certo?” tens de perguntar aos talibas e ao papa pelas cruzadas e ao protestantes da guerra dos 30 anos ?

    Eles estão absolutamente errados, ou podem estar certos?

    A moral evolui com o homem. Durante muitos anos foi considerado moralmente correcto escravizar pessoas de outras etnias/religiões.

    E isso é absolutamente errado, ou pode ser moralmente certo?

    Os humanos primitivos consideravam correcto e até essencial eliminar os grupos humanos vizinhos. era uma questão de sobrevivência.

    Concordas com isso?

    Por outro lado, não me posso basear na biblia para não matar.
    Lá está implicito que matar homosexuais e apostatas é tolerado, se não mesmo correcto.

    Mas, uma vez que não há moralidade absoluta, então executar homosexuais e as bruxas e os violadores, se calhar era moralmente aceite naquela altura. De que forma é que podes criticar a moralidade da época sem apelar a uma Lei moral absoluta?

    Uma pessoa que hoje se comportasse como Noé, ou Abraão seria implacavelmente condenada pela sua moralidade por toda a sociedade.

    O que é que Noé fêz que era condenável segundo a moralidade actual?

    PS. E não esquçamos que o noezito era o único justo. Alia´s como mais trade na treta de sodoma e gomorra e outro artista biblico que também tinha um comportamente moral lindo (e sendo escolhido por Deus como o mais justo).

    Estás a falar do incesto de Lot cmo as filhas? Mas isso moralmente errado absolutamente ou há situaçóes em que pode ser aceitável?

    Like

  10. Joaquim Coelho says:

    O que é que Noé fêz que era condenável segundo a moralidade actual?

    Após o Dilúvio, Cam ter-se-ia deparado com Noé embriagado, tendo visto a sua nudez em sua tenda, contando o fato a seus irmãos, ao invés de cobrir o pai (Gênesis 9). Quando recobrou a consciência, Noé amaldiçoou o filho de Cam, Canaã, referindo-se a ele como o “servo dos servos”. Gênesis 9:25 “e disse: Maldito seja Canaã; seja servo dos servos a seus irmãos”.

    Estás a falar do incesto de Lot cmo as filhas? Mas isso moralmente errado absolutamente ou há situaçóes em que pode ser aceitável?
    Segundo a moral comum actual é errado.

    mas tem que vêr que a Bíblia tem moral absoluta
    Ten ordens, não moral. A moral derivada da bíblia sofreu várias alterações ao longo dos tempos. E ainda bem.

    Quanto às outras perguntas: quanto a mim está errado, e para generalidade da sociedade actual também . E a moral tal como as leis é definida pelas sociedades e os tempos.

    Dou-te um exemplo: hoje a muitas pessoas considera que assistir a espectáculos de diversões onde se firam ou matem certos animais não tem qualquer problema. A moral social não condena este acto.
    Acredito que dentro de 200 ou 300 anos será olhado como um acto bárbaro.

    Os sacrifícios rituais foram aceites como normais durante muito tempo. Hoje considera-se errado á luz da moral vigente. Se eu vivesse naquela altura eventualmente concordaria com eles. (Ou talvez não, pois gosto de ser contra a corrente 🙂 )

    Mas, uma vez que não há moralidade absoluta, então executar homossexuais e as bruxas e os violadores, se calhar era moralmente aceite naquela altura. De que forma é que podes criticar a moralidade da época sem apelar a uma Lei moral absoluta?

    Óptimo. Concordas comigo. Eu condeno isto á luz da moral actual.
    A questão da homossexualidade e da apostasia emanava directamente da bíblia e da concordância de deus. Logo como a moral mudou (e ainda bem) a bíblia não emana uma moral global e absoluta, senão ainda hoje defendiam o castigo máximo ou perto para estes casos. (Infelizmente ainda há muito boa gente a fazê-lo, no Islão e nos talibãs evangélicos dos USA que pretendem um estado teocrático com pena de morte em vigor para estes casos)

    Like

  11. Mats says:

    Jjoaquim,
    então se vivesses na alemanha nos anos 30, tu estarias de acordo em perseguir os Judeus, uma vez que era o que a maioria da altura pensava ? É moralmente certo perseguir-se pessoas por causa da raça, ou isso está errado em qualquer situação em que tu estejas?

    Like

  12. Joaquim Coelho says:

    e vivesses na alemanha nos anos 30, tu estarias de acordo em perseguir os Judeus, uma vez que era o que a maioria da altura pensava ? É moralmente certo perseguir-se pessoas por causa da raça, ou isso está errado em qualquer situação em que tu estejas?

    Matts, provavelmente não, pois sou ateu.
    mas se fosse cristão protestante da altura e da corrente fortemente apoiante de Hitler, provavelmente sim.
    Uma parte substancial dos alemães incluindo católicos e protestantes concordava com a perseguição aos judeus.
    Votou em Hitler após as leis de exclusão dos judeus.
    Apoiou o ensino das teorias anti-judaicas às crianças. Etc
    Isto porque o anti-semitismo era endémico aí e considerado moralmente certo.
    Ao contrário a maioria não concordou com as medidas contra os eslavos.

    Nota: os judeus não são uma raça mas uma religião a que se pode acrescentar certas características de um povo
    Para mim e hoje é moralmente errado perseguir quem quer que seja em nome seja do que for.
    Se viajasse no tempo, onde quer que fosse no passado pensaria da mesma forma.
    Mas se nascesse numa época passada com a influencia da educação da época não faço ideia de como pensaria.

    Like

  13. Joaquim Coelho says:

    Diz Matts, que moral é esta, é absoluta ou pode-se modificar ?

    Deuteronômio 22
    20. Se, porém, esta acusação for confirmada, não se achando na moça os sinais da virgindade,
    21. levarão a moça à porta da casa de seu pai, e os homens da sua cidade a apedrejarão até que morra; porque fez loucura em Israel, prostituindo-se na casa de seu pai. Assim exterminarás o mal do meio de ti.

    Levítico 21
    9. E se a filha dum sacerdote se profanar, tornando-se prostituta, profana a seu pai; no fogo será queimada.

    Levítico 20
    13. Se um homem se deitar com outro homem, como se fosse com mulher, ambos terão praticado abominação; certamente serão mortos; o seu sangue será sobre eles.
    15. Se um homem se ajuntar com um animal, certamente será morto; também matareis o animal.
    16. Se uma mulher se chegar a algum animal, para ajuntar-se com ele, matarás a mulher e bem assim o animal; certamente serão mortos; o seu sangue será sobre eles:
    Êxodo 22
    19. Todo aquele que se deitar com animal, certamente será morto.
    Números 31
    14. E indignou-se Moisés contra os oficiais do exército, chefes dos milhares e chefes das centenas, que vinham do serviço da guerra,
    15. e lhes disse: Deixastes viver todas as mulheres?
    16. Eis que estas foram as que, por conselho de Balaão, fizeram que os filhos de Israel pecassem contra o Senhor no caso de Peor, pelo que houve a praga entre a congregação do Senhor.
    17. Agora, pois, matai todos os meninos entre as crianças, e todas as mulheres que conheceram homem, deitando-se com ele.
    18. Mas todas as meninas, que não conheceram homem, deitando-se com ele, deixai-as viver para vós.

    Jeremias 11
    22. por isso assim diz o Senhor dos exércitos: Eis que eu os punirei; os mancebos morrerão à espada, os seus filhos e as suas filhas morrerão de fome.
    Ezequiel 26
    6. Também suas filhas que estão no campo serão mortas à espada; e saberão que eu sou o Senhor.
    Josué 6
    21. E destruíram totalmente, ao fio da espada, tudo quanto havia na cidade, homem e mulher, menino e velho, bois, ovelhas e jumentos.
    Levítico 25
    44. E quanto aos escravos ou às escravas que chegares a possuir, das nações que estiverem ao redor de vós, delas é que os comprareis.
    45. Também os comprareis dentre os filhos dos estrangeiros que peregrinarem entre vós, tanto dentre esses como dentre as suas famílias que estiverem convosco, que tiverem eles gerado na vossa terra; e vos serão por possessão.
    46. E deixá-los-eis por herança aos vossos filhos depois de vós, para os herdarem como possessão; desses tomareis os vossos escravos para sempre; mas sobre vossos irmãos, os filhos de Israel, não dominareis com rigor, uns sobre os outros.

    Levítico 20
    10. O homem que adulterar com a mulher de outro, sim, aquele que adulterar com a mulher do seu próximo, certamente será morto, tanto o adúltero, como a adúltera.
    11. O homem que se deitar com a mulher de seu pai terá descoberto a nudez de seu pai; ambos os adúlteros certamente serão mortos; o seu sangue será sobre eles.
    12. Se um homem se deitar com a sua nora, ambos certamente serão mortos; cometeram uma confusão; o seu sangue será sobre eles.
    20. Se um homem se deitar com a sua tia, terá descoberto a nudez de seu tio; levarão sobre si o seu pecado; sem filhos morrerão.
    Deuteronômio 22
    22. Se um homem for encontrado deitado com mulher que tenha marido, morrerão ambos, o homem que se tiver deitado com a mulher, e a mulher. Assim exterminarás o mal de Israel.
    NÚMEROS 15
    32 Estando, pois, os filhos de Israel no deserto, acharam um homem apanhando lenha no dia de sábado.
    33 E os que o acharam apanhando lenha o trouxeram a Moisés e a Arão, e a toda a congregação.
    34 E o puseram em guarda; porquanto ainda não estava declarado o que se lhe devia fazer.
    35 Disse, pois, o SENHOR a Moisés: Certamente morrerá aquele homem; toda a congregação o apedrejará fora do arraial.
    36 Então toda a congregação o tirou para fora do arraial, e o apedrejaram, e morreu, como o SENHOR ordenara a Moisés.

    Levítico 20
    9. Qualquer que amaldiçoar a seu pai ou a sua mãe, certamente será morto; amaldiçoou a seu pai ou a sua mãe; o seu sangue será sobre ele.
    Levítico 24
    16. E aquele que blasfemar o nome do Senhor, certamente será morto; toda a congregação certamente o apedrejará. Tanto o estrangeiro como o natural, que blasfemar o nome do Senhor, será morto

    E por agora chega que isto de ler a bíblia é uma seca.
    Nota: versão evangélica da bíblia

    Like

  14. Mats says:

    Joaquim,

    Se vivesses na alemanha nos anos 30, tu estarias de acordo em perseguir os Judeus, uma vez que era o que a maioria da altura pensava ? É moralmente certo perseguir-se pessoas por causa da raça, ou isso está errado em qualquer situação em que tu estejas?

    Matts, provavelmente não, pois sou ateu.

    Porque é que não haverias de perseguir os Judeus, se a maiorira das pessoas da altura pensava que perseguir os Judeus era moralmente correcto?

    Se viajasse no tempo, onde quer que fosse no passado pensaria da mesma forma.

    Porquê? Será porque sabes que a xenofobia é absolutamente errada, em qualquer situação, qualquer contexto, qualquer época?

    Like

  15. alogicadosabino says:

    “Sabino, se não acreditasses em Deus fazias as mesmas coisas do ponto de vista moral, em assuntos como não roubar, não matar, não prejudicar outros, ser solidário, ser tolerante, não ser indiferente”

    Isso não dá para dizer. É entrar no campo dos “ses”. Se eu não tivesse crescido num lar cristão se calhar poderia ser um adepto fervoroso da evolução, como tu és. Podia pertencer a um gang; poderia ser pedófilo; poderia ser um rapaz correcto, poderia ser uma infinidade de coisas.

    O que eu te posso dizer, com toda a certeza, porque acontece no presente é que eu sei que matar seres humanos está errado, pois devo amá-los como a mim mesmo; roubar está errado porque devo fazer aos outros aquilo que gostaria que me fizessem a mim e isso não gostaria, certamente, que me fizessem a mim. Mas isto porque eu acredito na biblia.

    Agora tu que acreditas que o ser humano e a mosca passaram pelo mesmo processo impessoal, não-direccionada da evolução, não tens porque dizer que a vida humana é mais especial ou importante do que a vida de uma mosca. Os processos que operaram nela são os mesmos que operaram em ti.

    “Sabino, estou-me borrifando para a nova ou velha aliança.”

    Eu sei que estás… caso contrário, mostravas algum discernimento.

    “Diz Matts, que moral é esta, é absoluta ou pode-se modificar ?”

    Se te estás a borrifar para a nova ou velha aliança, não precisas de ser respondido em relação aos versículos do copy-paste.

    Like

  16. Joaquim Coelho says:

    Porque é que não haverias de perseguir os Judeus, se a maiorira das pessoas da altura pensava que perseguir os Judeus era moralmente correcto

    Porque é um preconceito religioso acima de tudo, e sendo ateu era possivel que não alinhasse nisso. Mas não é certo …

    Porquê? Será porque sabes que a xenofobia é absolutamente errada, em qualquer situação, qualquer contexto, qualquer época?

    Não Matts, porque a minha moral tinha sido formada em função de valores e epocas diferentes e estava consolidada no meu tempo (se tivesse nascido na época era diferente).
    Mais uma vez te aconselho a ler Kant e outros autores que reflectem sobre a moral. Aprendes mais do que comigo 🙂

    Like

  17. Joaquim Coelho says:

    Excelente fuga para a frente Sabino. Parabéns por não responderes …

    Mas o que eu disse foi :
    Sabino, estou-me borrifando para a nova ou velha aliança.

    Um religião que teve como genese um livro como o velho testamento e pessoas que se reviam naquelas barbaridades só pode ser treta.
    A segunda frase é importante. Porque com ou sem aliança aquilo está lá escrito, e não pode ser negado.

    Eu não mato e não roubo. E não por causa da biblia. E também não pertenço a gangs ou sou pedófilo.E sou ateu.
    Sou dador de sangue e inscrito como dador de medula há mais de 15 anos.
    Pertenço à AI e AMI. Sou sócio da SPEA e da LPN.
    Colaboro com várias iniciativas locais ambientais e de combate á pobreza.
    Eu e muitos católicos e mais alguns ateus.
    A religião ou o ateismo não esta na base de eu ou tu sermos bons ou maus.
    Não há correlação directa entre religiosidade ou ateismo e aquilo que somos. Há religiosos e ateus pedófilos, ladróes, assassinos, etc.
    Há religiosos e ateus que são pessoas fabulosoas e moralmente intocáveis.

    não tens porque dizer que a vida humana é mais especial ou importante do que a vida de uma mosca A teoria da evolução explica parte disso. As relações sociais e a sociobiologia explicam o resto.

    A vida humana é para mim mais importante porque sou da mesma espécie. Há laços de compreensão entre os membros das espécies racionais.
    Também são mais importantes para mim as pessoas da minha familia e amigos e aqueles que me estão mais próximos do que os que não conheço. isto não faz que me sejam indiferentes. Nem os animais me são indiferentes.

    Like

  18. Joaquim Coelho says:

    versículos do copy-paste.
    São falsos Sabino ?
    Não fazem parte da Biblia

    E com a nova aliança que fez com os homens e que selou com o sangue de cristo (senão estou errado) Deus retratou-se das barbaridades da velha aliança de Noé ?
    Parece que não, pois começou logo por permitir a morte do filho …..

    Like

  19. alogicadosabino says:

    Sim… permitir a morte do único capaz de morrer pelos pecados da humanidade é uma tremenda demonstração de amor que o ser humano não consegue compreender. Em ti está a prova.

    Like

  20. alogicadosabino says:

    “Sou dador de sangue e inscrito como dador de medula há mais de 15 anos.
    Pertenço à AI e AMI. Sou sócio da SPEA e da LPN.
    Colaboro com várias iniciativas locais ambientais e de combate á pobreza.
    Eu e muitos católicos e mais alguns ateus.

    Meu tu és passado da cabeça… porque te preocupas em ajudar os outros? não vais ter nenhuma recompensa por isso. Guarda o sangue pra ti. Dentro de ti é que ele está bem.

    Deixa lá o ambiente. Usa e abusa dele. As gerações futuras que se danem.

    Deixa os pobres morrerem à fome. Paciência pá… a selecção natural é implacável e vai tratar de lhes limpar a saúde.

    Agora a sério:
    Que vale é que tu não ages segundo as tuas crenças materialistas 🙂

    Like

  21. Mats says:

    Joaquim

    Porque é que não haverias de perseguir os Judeus, se a maiorira das pessoas da altura pensava que perseguir os Judeus era moralmente correcto

    Porque é um preconceito religioso acima de tudo, e sendo ateu era possivel que não alinhasse nisso. Mas não é certo …

    Não é certo sempre, ou não foi certo naquela altura, mas pode ser certo no futuro?

    Porquê? Será porque sabes que a xenofobia é absolutamente errada, em qualquer situação, qualquer contexto, qualquer época?

    Não Matts, porque a minha moral tinha sido formada em função de valores e epocas diferentes e estava consolidada no meu tempo (se tivesse nascido na época era diferente).

    Se tivesses nascido na época, então haverias de vêr que matar Judeus é moralmente correcto? Então concordas que, uma vez que não há absolutos morais, pode haver socidedades onde matar pessoas por motivos raciais ou religiosos pode ser moralmente aceite e correto?

    Like

  22. Mats says:

    Joaquim
    Tu não matas e nao roubas porquê? Porque é absolutamente errado roubar ematar, ou há situações onde roubar e matar pode ser moralmente certo?

    Like

  23. Beowulf says:

    Mats, um pequeno aparte da discussão, novamente só para sabermos se tens a noção do que dizes. Passas a vida a citar o Hitler e o Holocausto, e os valores morais da altura, etc.,etc. Mas pergunto-te uma coisa, conheces alguém que tenha vivido nessa parte do mundo nessa época? Fazes a mais pequena ideia de como funcionava a sociedade na altura? Mas não vale ir ver à Wikipedia ou aos documentários da Odisseia!

    Like

  24. alogicadosabino says:

    “conheces alguém que tenha vivido nessa parte do mundo nessa época?”

    tou tramado… não posso falar de nada anterior a 1930

    Like

  25. Pingback: Agir como Jesus agiu « No princípio criou Deus os céus e a Terra

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s