1 – Fraudes Evolucionistas: Piltdown Man

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Não classificado and tagged , . Bookmark the permalink.

33 Responses to 1 – Fraudes Evolucionistas: Piltdown Man

  1. ó Mats… esta fraude já foi explicada… ts ts… sempre a bater no mesmo

    o peer-review dá conta das fraudes, ainda que tenhamos de esperar 41 anos para o efeito.

    Like

  2. Joaquim Coelho says:

    Tens razão Sabino. As fraudes já foram bem explicadas.
    Acontecem, vão continuar a acontecer e a ser descobertas.
    Infelizmente muitas vezes mesmo depois de descobertas continuam nos livros e acima de tudo na Net onde os autores não se dão ao trabalho de actualizar os dados, fazendo com que internautas incautos (como eu 🙂 ) se deixem levar por falta de rigor nas suas pesquizas. Reconheço-o.

    A questão é que as fraudes representam 0,000000000001 % das descobertas em que a evolução se baseia.

    E já que falamos de desonestidade, os criacionista também são experts nessa matéria.
    http://dererummundi.blogspot.com/2007/12/criacionismodesonestidade.html
    (Nota: há um tempo um de vocês dizia que os criacionistas, a proposito desse anacronismo chamado Adauto, não ganhavam dinheiro com palestras.
    Se 10000 dólares não é dinheiro. Bem lá tenho de virar “palestrante criacionista”)

    Like

  3. Joaquim Coelho says:

    Fraudes Ecriacionsitas (por eles reconhecidas, o que é acontecimento raro)

    No portal evangélico
    O Creation Evidences Museum (Museu de Evidências da Criação), que já existe há alguns anos, fica nos arredores da cidade de Glen Rose, no Texas. O museu é dirigido pelo Pastor Carl Baugh, PhD em Antropologia. As atrações mais importantes do museu são as célebres pegadas humanas que ficam ao lado do Dinosaur Valley State Park, ao longo do rio Paluxy. O parque estadual contém pegadas de dinossauro ao lado de pegadas de humanos modernos, provando que os dois foram contemporâneos

    Na sociedade brasileira de criacionismo
    . Foram encontradas pegadas de seres humanos junto a pegadas de dinossauros?
    Não. Houve um anúncio de que tais pegadas foram encontradas juntas, no leito do rio Paluxy no Texas, mas esta afirmação foi abandonada por todos os criacionistas que têm treinamento científico. Aquelas pegadas de dinossauro são genuínas, mas as humanas não são (3).

    Like

  4. pedro romano says:

    Joaquim, concordo que há fraudes dos dois lados, mas penso que a comparação é despropositada. As fraudes do campo evolucionista são uma parte ínfima comparada com a quantidade avassaladora de dados a favor. No caso dos criacionistas, o grosso do argumentário é cientificamente errado, factualmente impreciso e, na maioria das vezes, completamente desonesto.

    Repara no caso do Jónatas Machado. Quase tudo o que ele diz é treta clara. Mas fá-lo com um tom tão douto e confiante que o público sem formação científica engole aquilo na maior. Isto para não referir as mentiras puras e duras, como as que disparou num debate recente com o Ludwig Krippahl.

    Mas a táctica é transversal ao movimento criacionista. É incrível as deturpações que alguns sites fazem de citações de famosos. Não são erros ingénuos, muitas vezes são enganos deliberados, do género alguém dizer «Não acredito no criacionismo nem que fique bêbedo» e a frase final aparecer como «Acredito no criacionismo». A táctica é muito usual e, porque perceber patranhas destas em debate ao vivo é complicado, há muita gente que recomenda que não se debata com criacionistas.

    Penso que a maior parte dos criacionistas que se defronta com estas fraudes está pouco preocupado com isto. O facto de continuarem a citar os mesmos sites, os mesmos autores e os mesmos livros que já foram desmascarados mostra que estão mais preocupados em manter a farsa do que em investigar a realidade. Também por isso não gosto de perder muito tempo em grandes debates neste campo. Se não houver alguma honestidade, não se chega a lado nenhum. Claro que às vezes a treta é tanta que não dá para resistir 😉

    Like

  5. alogicadosabino says:

    “Quase tudo o que ele diz é treta clara.”

    dá-me 3 ou 4 exemplos sff

    Like

  6. pedro romano says:

    Do Jónatas Machado? No debate com o Ludwig foi praticamente tudo. Olha os tais três ou quatro exemplos (só do debate, e apenas do que lembro…):

    1. A treta do osso que se partiu e que levou a paleontóloga a afirmar que aquilo tinha nove dias. Parece que afinal não eram pedaços do tamanho de um naco de carne, foi tudo em contexto laboratorial e que a Maria não sei das quantas não disse nada do que ele lhe atribuiu.Esta é a parte da mentira factual.

    2. A treta do código genético enquanto código que exige consciência para atribuir significado (referente proteico) ao significado (complexos constituintes do ADN). É treta, e das fortes, mas que um leigo engole bem. Esta é a parte em que se aproveita da ignorância científica da audiência.

    3. A treta das “premissas naturalistas que afastam Deus à partida”. Aquilo é filosofia da ciência do mais deturpado que há, e provavelmente uma desonestidade de todo o tamanho. Penso que é a nata do JM (o texto é citado por toda a blogosfera criacionista), mas ainda por cima é historicamente incorrecto. Esta é a parte em que se aproveita da ignorância filosófica do público.

    4. A treta divisão da ciência em ciência das origens e ciência operacional (ou algo que o valha), como se a ciência fosse um tabuleiro de xadrez com casas individualizadas. Esta é a parte em que se aproveita da ignorância da audiência relativamente à ciência e à filosofia.

    5. A treta da irrefutabilidade da teoria da evolução, com referência às teses do falsificacionismo de Popper – curiosamente, quando o próprio Popper admitiu que a teoria era falsificável. Esta é a parte em que já apetece dar-lhe um par de estaladas para ver se tem um pingo de vergonha na cara.

    6. A treta de que as mutações apenas causam perda de informação genética ou que a deturpam. Isto é das palermices que qualquer estudante de biologia do primeiro ano apanha. Imagina tu que biologicamente nem há essa coisa de mutações más e boas. Uma mutação confere mais adaptabilidade conforme o contexto.

    Mas se me arranjares o vídeo do debate penso que consigo arranjar muito mais tretas.

    Like

  7. Beowulf says:

    Não Pedro, o Jónatas ou não disse nada disse,ou tu não percebeste o que ele disse, ou então as mentiras não são nada mentiras. Pode ir ao site http://www.answersingenesis.com que está lá tudo explicado! Já sabes que para o Sabino e o Mats a verdade não interessa, só interessa aqueles versinhos em código traduzias milhares de vezes escritos naquele livrinho mágico!

    Like

  8. Mats says:

    Joaquim
    Acho que nunca houve cientista criacionista que tenha dito que não há evidências que eram usadas anteriormente que já não são usadas hoje.
    O problema é que a tua crença evolucionista é usada pelos ateus como plataforma anti-cristã, e é suportada pelo dinheiro público. Como se isto não fosse suficiente, ainda há evolucionistas que nem sequer admitem que as colossais evidências contra a evolução sejam sequer mencionadas nas escolas!
    Ou seja, todos nós pagamos por ela, mas só o lado ateu é aceite.

    Like

    • Delegado says:

      “ainda há evolucionistas que nem sequer admitem que as colossais evidências contra a evolução sejam sequer mencionadas nas escolas!
      Ou seja, todos nós pagamos por ela, mas só o lado ateu é aceite.”

      Eu sou pobre e estudei em uma escola publica (eleita a pior de Osasco).
      Nunca que ensinaram a teoria da evolução lá.
      Mas ainda bem que estudei por conta propria, ao contrario de….

      Like

      • jephsimple says:

        Pois eu estudei em escola pública, e pelas bandas de biologia lá estava Darwin… E eu não lhe dava bola e ó que eu nem imaginava que era rival a Genesis…

        Like

  9. Beowulf says:

    “O problema é que a tua crença evolucionista é usada pelos ateus como plataforma anti-cristã, e é suportada pelo dinheiro público.”

    Explica lá isto melhor?! Plataforma anti-cristã?! Mas o que é que tu andas a injectar para a veia meu?!

    “Como se isto não fosse suficiente, ainda há evolucionistas que nem sequer admitem que as colossais evidências contra a evolução sejam sequer mencionadas nas escolas!”

    Quais evidências, aquelas patetices que tu pões aqui, e nas quais nem a grande maioria dos cristão acredita?! Se eu disser que há um livro antigo cuja identidade dos autores é incerta e que diz que Deus não existe e que toda a bíblia foi uma invençaõ (como há aliás, não bem assim,mas existem registos desse tipo) também passa a ser uma evidência fortíssima e que tem que ser tida em conta no ensino público,etc., etc.?! Já ouviste falar no concílio de Trento? Porque razão o evangelho segundo S. Judas nunca foi aceite como parte da bíblia? E o terceiro segredo de Fátima? Se fosses tão rigoroso com a tua religião como és com a evolução tornavas-te Niilista!

    Like

  10. Mats says:

    Pedro,
    Acho que não percebeste bem o que o JM disse, ou ele explicou-se mal.

    1. A treta do osso que se partiu e que levou a paleontóloga a afirmar que aquilo tinha nove dias. Parece que afinal não eram pedaços do tamanho de um naco de carne, foi tudo em contexto laboratorial e que a Maria não sei das quantas não disse nada do que ele lhe atribuiu.Esta é a parte da mentira factual.

    O Jonatas disse que a Mary tinha dito que o osso tniha 9 dias? Ou será que ela disse que os ossos não pareciam ter mais do que nove diaS?

    2. A treta do código genético enquanto código que exige consciência para atribuir significado (referente proteico) ao significado (complexos constituintes do ADN). É treta, e das fortes, mas que um leigo engole bem. Esta é a parte em que se aproveita da ignorância científica da audiência.

    Conheces algum sistema de informação que não tenha sido feito por uma ou mais inteligências? Se conheces, apressa-te a apresentar porque, graças aos avanços na ciência da informação, o darwinismo está a ser demolido cientificamente.

    3. A treta das “premissas naturalistas que afastam Deus à partida”. Aquilo é filosofia da ciência do mais deturpado que há, e provavelmente uma desonestidade de todo o tamanho.

    Tu negas que haja predisposição naturalista na teoria da evolução? Faz uma pesquisa no google pelas frase “We cannot allow a divine Foot”, e verás muito bem que a teoria da evolução é a lógica consequência da crença no naturalismo.

    4. A treta divisão da ciência em ciência das origens e ciência operacional (ou algo que o valha), como se a ciência fosse um tabuleiro de xadrez com casas individualizadas. Esta é a parte em que se aproveita da ignorância da audiência relativamente à ciência e à filosofia.

    Se calhar a ignorância não é da audiência. Tu achas mesmo que a forma como se trabalha na arqueologia, ou na medicina forense é exactamente igual à forma como se trabalha nos laboratórios de química?
    Tu provas um facto arquelógico da mesma forma que provas um facto químico?

    5. A treta da irrefutabilidade da teoria da evolução, com referência às teses do falsificacionismo de Popper – curiosamente, quando o próprio Popper admitiu que a teoria era falsificável.

    Para tua informação, o Popper admitiu a evolução como uma ciência HISTÓRICA, e não ao mesmo nivel da química ou Física.

    “Returning to (1), it does appear from your article (provided its quotation from Colin Patterson’s book – which I do not know – is not as misleading as your quotations from my book) that some people think that I have denied scientific character to the historical sciences, such as palaeontology, or the history of the evolution of life on Earth; or to say, the history of literature, or of technology, or of science.

    This is a mistake, and I here wish to affirm that these and other historical sciences have in my opinion scientific character: their hypotheses can in many cases be tested. – POPPER, Karl, 1980. Evolution. New Scientist 87(1215):

    Resumindo, e segundo as evidências, a ignorância não era do JM nem era da audiência. tu é que não sabias que de facto há ciência operacional e ciência histórica.
    Segundo, o Karl Popper disse que a teoria da evolução está no campo da ciência histórica. Ou seja, com uma citação, os teus dois pontos em cia são refutados.

    6. A treta de que as mutações apenas causam perda de informação genética ou que a deturpam. Isto é das palermices que qualquer estudante de biologia do primeiro ano apanha. Imagina tu que biologicamente nem há essa coisa de mutações más e boas. Uma mutação confere mais adaptabilidade conforme o contexto.

    Ou seja, o que será será!
    As mutações genéticas apenas recombinam, ou eliminam informação QUE JÁ EXISTA. Pode haver uma mutação que causa perda de informação mas que conere uma vantagem seleccionável (ex: baratas que perdem a capacidade e voar em ilhas com muito vento).

    Resumindo:
    Contrariamente ao que dizes, o problem não está no JM, nem a audiência. tu é que não aceitas aquilo que a ciência diz no que respeita às mutações.
    Além disso, existem divisões entre a ciência hitórica (que lida com o passado) e a ciência operacional (que lida com eventos observáveis).

    Like

  11. Mats says:

    Pedro,

    Joaquim, concordo que há fraudes dos dois lados, mas penso que a comparação é despropositada. As fraudes do campo evolucionista são uma parte ínfima comparada com a quantidade avassaladora de dados a favor.

    Deves estar a falar de outra teoria da evolução, de certeza. A história da teoria da evolução é um pesadelo no que toca a fraudes e má ciência, e uso da Lei como forma de silenciar os cientistas que a opõem.
    Desde a fraude de Heackel, o seu racismo, passando pelo Nebraska Man, o Piltdown Man, o JavaMan, Lucy, Neanderthal, “junk DNA”, “vestigial organs”, e todos os outros fósseis que mais tarde foram discartados pelos próprios evolucionsitas, o passado da teoria da evolução é uma vergonha para a ciência.

    Mas graças a Deus, mais e mais cientistas estão a levantar a voz contra a ditadura darwinista.

    Like

  12. Mats says:

    Beowulf,

    “O problema é que a tua crença evolucionista é usada pelos ateus como plataforma anti-cristã, e é suportada pelo dinheiro público.”

    Explica lá isto melhor?! Plataforma anti-cristã?! Mas o que é que tu andas a injectar para a veia meu?!

    Qual foi a parte que não percebeste?

    “Como se isto não fosse suficiente, ainda há evolucionistas que nem sequer admitem que as colossais evidências contra a evolução sejam sequer mencionadas nas escolas!”

    Quais evidências, aquelas patetices que tu pões aqui, e nas quais nem a grande maioria dos cristão acredita?!

    Os fósseis, o código genético, os limites naturais das variações, Complexidade Irredutível, ausência de forças naturais com capacidade para escrever códigos de informação, evidências archeológicas que suportam a crença de que os homens e os dinossauros forma contemporaneos, evidências que estão de acordom com um Terra Jovem, etc, etc.

    Resumindo, não há falta de evidências contra o evolucionismo ateu.

    Segundo, o facto de que “outros cristãos” não acreditam no que a Bíblia, ou no que a ciência dizem não invalida o que eu disse. Qualquer pessoa pode encontrar um evolucionista que refuta tudo aquilo em que tu te baseas apra considerares a evolução como “um facto”.

    Se eu disser que há um livro antigo cuja identidade dos autores é incerta e que diz que Deus não existe e que toda a bíblia foi uma invençaõ (como há aliás, não bem assim,mas existem registos desse tipo) também passa a ser uma evidência fortíssima e que tem que ser tida em conta no ensino público,etc., etc.?!

    E o problemas que OUTROS CIENTISTAS levantam contra a evolução, pode ser considerado nas escolas, ou só a versão ateia da criação é que pode ser paga com o dinheiro público?

    Já ouviste falar no concílio de Trento? Porque razão o evangelho segundo S. Judas nunca foi aceite como parte da bíblia?

    Pela mesma razão que o Alcorão não foi aceite como inspirado.

    E o terceiro segredo de Fátima?

    O que é que tem o “terceiro segredo de Fátima”?

    Se fosses tão rigoroso com a tua religião como és com a evolução tornavas-te Niilista!

    Mas quem é que disse que os criacionsitas não são rigorosos com a criação ? Vocês evolucionsitas é que engolem tudo aquilo que pessoas como o ludwig vos escreve, sem o mínimo espírito crítico. Ninguém pára para pensar se o que estão a receber são factos ou interpretação de factos.

    Like

  13. Beowulf says:

    Eu bem te disse Pedro! Vês como o Mats veio com a conversa que te tinha dito. É um verdadeiro Houdini intelectual! Diz que são inúmeras as evidências e apresenta sempre as mesmas 5 ou 6 que já sabes ou são patéticas ou são fraudes que nunca foram usadas como suporte da evolução.

    “Mas quem é que disse que os criacionsitas não são rigorosos com a criação ?”

    Nãoé preciso ninguém dizer-me, está aqui à vista de todos nos teus comentários.

    “Vocês evolucionsitas é que engolem tudo aquilo que pessoas como o ludwig vos escreve, sem o mínimo espírito crítico. ”

    Ludwig? Não sei quem é, nunca me foi apresentado. Lamento desiludir-te!

    Like

  14. alogicadosabino says:

    Pedro Romano… eu vou responder ao teu comentário num post.

    E sabes que não posso apresentar-te o vídeo porque não me permitiram filmar.

    Like

  15. alogicadosabino says:

    Mats… se tu fores responder a todas as ignorâncias do lado ateu não fazes outra coisa na vida. O melhor que tens a fazer é responderes em forma de post. Ao menos fica visível e podes linká-lo quando quiseres.

    O exemplo do Beowulf a falar no 3º segredo de fatima é um bom exemplo da predisposição dos ateus. Não conhecem a bíblia mas conhecem todas as supostas contradições e publicações que atacam a autenticidade da bíblia.

    Like

  16. pedroromano says:

    Mats,

    «O Jonatas disse que a Mary tinha dito que o osso tniha 9 dias? Ou será que ela disse que os ossos não pareciam ter mais do que nove dias?»

    O Jónatas disse que o osso se tinha partido ao ser carregado para o helicóptero e que de imediato a Mary exclamou que o osso tinha nove dias. Ao mesmo tempo mostrou uma imagem que dava a entender que do osso tinham saído vigorosos nacos de carne.

    Soube-se depois que afinal a imagem era falsa, que a Mary não disse nada daquilo e que tudo aconteceu dentro de um laboratório. Pensava que podias confirmar pelo vídeo, mas o Marcos lembrou-me que, de facto, a organização não o deixou filmar. O Jónatas Machado demonstrou ignorância e irresponsabilidade se não se informou previamente, ou má fé se conhecia bem a estória.

    «Conheces algum sistema de informação que não tenha sido feito por uma ou mais inteligências?»

    Por acaso até conheço (o sistema de preços, entre outros), mas o código genético não envolve nenhum código no sentido semiótico em que o JM o trata. Desde logo, porque a semiose não é arbitrária. Faz tanto sentido dizer que o código genético comporta uma semântica como dizer que a minha lesão no joelho é o significado de um significante chamado «pontapé do adversário». A lesão é uma consequência natural das leis da física; não há nenhuma inteligência a transformar o pontapé em lesão através de uma semântica divina.

    «Tu negas que haja predisposição naturalista na teoria da evolução?»

    Mats, eu nego o conceito de naturalismo na forma que os criacionistas o utilizam. Mas isto já dava para um post. (Mesmo assim, o que o JM diz é historicamente incorrecto porque modelos como o de Newton recorriam a Deus).

    «Se calhar a ignorância não é da audiência. Tu achas mesmo que a forma como se trabalha na arqueologia, ou na medicina forense é exactamente igual à forma como se trabalha nos laboratórios de química?»

    Não é exactamente a mesma, mas é semelhante. Propondo hipóteses, extraindo conclusões e testando os dados.

    «Para tua informação, o Popper admitiu a evolução como uma ciência HISTÓRICA, e não ao mesmo nivel da química ou Física (…) Segundo, o Karl Popper disse que a teoria da evolução está no campo da ciência histórica. Ou seja, com uma citação, os teus dois pontos em cia são refutados.»

    E daí, ser histórica? O que a citação mostra é que o Popper afirma que as ciências históricas são falsificáveis. O que é exactamente o contrário daquilo que o JM disse que ele disse… (só em mentiras pegadas já vamos em duas, portanto).

    «As mutações genéticas apenas recombinam, ou eliminam informação QUE JÁ EXISTA. Pode haver uma mutação que causa perda de informação mas que conere uma vantagem seleccionável (ex: baratas que perdem a capacidade e voar em ilhas com muito vento).»

    Nope. As mutações recombinam elementos básicos, mas criando, muitas vezes, informação nova que se traduz em novas características. A palavra ‘computador’ não existia há 200 anos. Mas, apesar de apenas recombinar elementos que já existiam (as letras), codifica um significado completamente novo (o computador).

    «Desde a fraude de Heackel, o seu racismo, passando pelo Nebraska Man, o Piltdown Man, o JavaMan, Lucy, Neanderthal, “junk DNA”, “vestigial organs”, e todos os outros fósseis que mais tarde foram discartados pelos próprios evolucionsitas, o passado da teoria da evolução é uma vergonha para a ciência.»

    Tens razão, a história da evolução está cheia de fraudes. Como, aliás, grande parte da ciência. Mas, como apontas, a maioria foi apontada pelos próprios evolucionistas. No que toca aos criacionistas, não conheço nenhum que aponte alguma desonestidade do próprio lado. Pelo contrário, a única coisa que vejo é continuarem a citar os mesmos autores, sites e livros, mesmo depois de já terem descoberto desonestidades, erros e mentiras óbvias. A diferença é reveladora.

    Like

  17. Beowulf says:

    Sabino,para quem nunca leu referências básicas e essenciais da teoria da evolução (como a origem das espécies)falas muito de boca cheia. Há muitos ignorantes por aqui, a começar pelo autor do blogue!

    Like

  18. alogicadosabino says:

    há mais ignorantes pela caixa de comentários 😉

    Like

  19. alogicadosabino says:

    “Soube-se depois que afinal a imagem era falsa”

    ai que grande mentira… meu deus

    Like

  20. Mats says:

    Pedro,

    «O Jonatas disse que a Mary tinha dito que o osso tniha 9 dias? Ou será que ela disse que os ossos não pareciam ter mais do que nove dias?»

    O Jónatas disse que o osso se tinha partido ao ser carregado para o helicóptero e que de imediato a Mary exclamou que o osso tinha nove dias.

    Deixa-me vêr se entendo:
    O JM disse que a Mary disse que o osso não tinha mais do que nove dias, certo?
    Eu infelizmente não estive no debate, portanto não poso comentar. A pergunta que eu te faço é: o que é que a Mary disse verdadeiramente?

    «Conheces algum sistema de informação que não tenha sido feito por uma ou mais inteligências?»

    Por acaso até conheço (o sistema de preços, entre outros),

    O sistema de preços é feito por seres inteligentes.( Bem, menos o preço do gasóleo, porque esse é feito por energúmenos!)

    mas o código genético não envolve nenhum código no sentido semiótico em que o JM o trata.

    Nem o JM nem os genéticistas tratam o código genético como informação no sentido semiótico, mas sim no sentido linguístico.
    Bill Gates, por exemplo, disse que o ADN é como “software”, mas bem mais complexo do que alguma coisas que nós humanos podemos fazer. Sim, eu sei que o Bill não é um cientista, ms ele é alguém que tem “background” para saber vêr onde está informaao ou não

    Repara que eu não digo que o ADN é informaçao porque o Bill Gates disse que é. Eu estou do lado dos cientistas que dizem que o código genetico é o sistema de informação mais complexo que existe. Tem um código. emissor, receptores, significado, propósito, etc, etc.

    Portanto ADN é um código de informação.

    Desde logo, porque a semiose não é arbitrária. Faz tanto sentido dizer que o código genético comporta uma semântica como dizer que a minha lesão no joelho é o significado de um significante chamado «pontapé do adversário».

    Sim, de facto, isso não faz sentido nenhum. O problema é que isso é uma falsa analogia. Se queres comparar o ADN com alguma coisa, a cmparação mais realiísta é o código binário.

    «Tu negas que haja predisposição naturalista na teoria da evolução?»

    Mats, eu nego o conceito de naturalismo na forma que os criacionistas o utilizam.

    Qual é a forma que nós usamos que não é a que os darwinsitas usam?

    «Se calhar a ignorância não é da audiência. Tu achas mesmo que a forma como se trabalha na arqueologia, ou na medicina forense é exactamente igual à forma como se trabalha nos laboratórios de química?»

    Não é exactamente a mesma, mas é semelhante. Propondo hipóteses, extraindo conclusões e testando os dados.

    Isso são as semelhanças. E o que dizes das coisas que são diferentes, nomeadamente, a impossibilidade de se repetir o que se está a estudar? Não achas que iso torna as coisas fundamentalmente diferentes ?

    «Para tua informação, o Popper admitiu a evolução como uma ciência HISTÓRICA, e não ao mesmo nivel da química ou Física ( … ) Segundo, o Karl Popper disse que a teoria da evolução está no campo da ciência histórica. Ou seja, com uma citação, os teus dois pontos em cima são refutados.»

    E daí, ser histórica?

    E daí que acusaste o Jm de falta de verdade, quando na verdade foi a tua falta de conhecimento em relação a ciência que te fez pensar que o JM estava a mentir. Não só isso, mas citaste mal o Popper, uma vez que o que ele disse está de acordo com o Jónatas.

    Não quero ser paternalista nem arrogante, nem presunçoso, mas da próxima vez antes de chamares de mentiroso a alguém, ao menos dá as pessoas o benefício da dúvida.O JM não é propriamente um ignorante.

    O que a citação mostra é que o Popper afirma que as ciências históricas são falsificáveis. O que é exactamente o contrário daquilo que o JM disse que ele disse… (só em mentiras pegadas já vamos em duas, portanto).

    Amigo, tu disseste que o JM tinha dito que havia divisão entre a ciência operacional e a histórica, Tu negaste isso, quando até o filósofo da ciência disse que havia.
    O ser testável ou não depende muito da tua presopusição. Consegues testar o Big Bang? Ou testas os supsotos efeitos do Big Bang?
    Tu podes testar as evidências mas não consegues repetir o evento. Nesse sentido, o JM e o Popper estão de acordo.

    «As mutações genéticas apenas recombinam, ou eliminam informação QUE JÁ EXISTA. Pode haver uma mutação que causa perda de informação mas que confere uma vantagem seleccionável (ex: baratas que perdem a capacidade e voar em ilhas com muito vento).»

    Nope. As mutações recombinam elementos básicos, mas criando, muitas vezes, informação nova que se traduz em novas características.

    Amigo Pedro, “novas características” não quer dizer “nova informação”. Já te dei o exemplo das baratas que perdem a capacidade de voar em ilhas com muito vento. Essa “nova característica” é o resultado de PERDA de informação genética (a capacidade de voar). Houve recombinação de informação que JÁ EXISTIA.

    A palavra ‘computador’ não existia há 200 anos. Mas, apesar de apenas recombinar elementos que já existiam (as letras), codifica um significado completamente novo (o computador).

    Isso usando letras que já existiam. ou seja, recombinação de letras que já existiam.
    Portanto, o JM tinha razão.

    «Desde a fraude de Heackel, o seu racismo, passando pelo Nebraska Man, o Piltdown Man, o JavaMan, Lucy, Neanderthal, “junk DNA”, “vestigial organs”, e todos os outros fósseis que mais tarde foram discartados pelos próprios evolucionsitas, o passado da teoria da evolução é uma vergonha para a ciência.»

    Tens razão, a história da evolução está cheia de fraudes. Como, aliás, grande parte da ciência.

    Achas? Onde estão as fraudes da termodinâmica? Ou as fraudes da Botânica? Ou as fraudes da Química? Ou as fraudes da Física?
    Sim, de certeza que as há, mas não em tão grande número como na teoria da evolução.

    Mas, como apontas, a maioria foi apontada pelos próprios evolucionistas.

    Durante os anos em que os darwinistas propagavam que o Piltdown Man era isto e aquilo, o que é que achas que os criacionistas diziam? Diziam precisamente aquilo que se descobriu mais tarde, nomeadamente, que o Piltdown man era falso.
    O problema é que os darwinistas não levam em consideração o que os críticos dizem. Só aceitam um facto que vá contra a teoria quando outro evolcionista o confirma. Depois, em casos desses, dizem o que tu disseste agora: “Essa fraude foi descoberta por evolucionistas”..

    No que toca aos criacionistas, não conheço nenhum que aponte alguma desonestidade do próprio lado.

    Há vários. Procura no Creation Ministries International artigos que falam do Kent Hovind, e vais vêr que os cientistas desse site criticam duramente o Kent Hovind. A eu vêr, cmo razão em alguns pontos, e sem razão em outros pontos.
    Esse mesmo site tem artigos onde aconselham os cristãos a não usarem argumentos que já foram esclarecidos no que toca à evolução.
    Portanto, contrariamente ao que dizes, os criacionistas também se criticam internamente em pontos vários.
    Os evolucionistas, por outro lado, não concordam em quase nada e no entanto põe uma ~máscara ao público como se estivesse tudo bem com a teoria.

    Like

  21. pedro romano says:

    Mats, o sistema de preços é um sistema impessoal. E um código linguístico é um código semiótico (aliás, a semiótica nasce da linguística). Ninguém é obrigado a perceber de tudo,mas quando se fala sobre assuntos que não se domina deve-se pelo menos deixar bem claro que se está a falar por falar. A desonestidade também se faz de omissões.

    Quanto ao Jónatas Machado, estava, de facto, a mentir. Disse que a evolução era irrefutável quando o Popper, na verdade, disse precisamente o contrário. A citação é tua, não deve dar muito trabalho ir atrás confirmar. Olha que defender a desonestidade com outra desonestidade não é propriamente a melhor forma de mostrar que o JM não é desonesto.

    Novas características e nova informação. O exemplo das baratas não mostra que é impossível que as mutações gerem nova informação. O que o exemplo das baratas mostra é que há situações em que há perdas de características (o que até é um truísmo). O meu exemplo mostra que não faz sentido dizer que a recombinação de um conjunto de elementos finitos (letras, ou aminoácidos) não pode criar novas características (fenótipo, produto de um genótipo). E o teu comentário mostra de novo alguma má fé, razão pela qual abandono também este debate.

    «ai que grande mentira… meu deus» – Marcos

    De facto, é preciso ser muito mentiroso para se dar ao trabalho de arranjar uma foto adulterada apenas para enganar deliberadamente o público em relação ao tamanho da massa encontrada dentro do fóssil.

    Like

  22. alogicadosabino says:

    Romano,

    olha os teus saborosos nacos de carne

    Like

  23. Mats says:

    Pedro,
    Vais abandonar também o meu ponto sobre a falta de uma Referência Absoluta para a moralidade no mundo ateu?

    Like

  24. DARCY ROGÉRIO BAZZO says:

    PREZADOS!
    As lavadeiras de beira de rio, para o tempo passar e não perceberem que estão trabalhando pesado para remover “as freadas de bicicleta” das cuecas de seus amásios, também discutem em vão. Vamos discorrer um pouco sobre todas as teorias de origem da vida e evolução. A evolução explica que a presença de um orgão-adaptação quando traz vantagens a espécie, permite que este ser sobreviva e leve vantagens diante dos demais. Mas o que literalmente ela não explica é como este órgão surgiu e como a natureza sabia que era exatamente esta estrutura que solucionaria a necessidade deste ser “levar vantagem” (lei de Gerson) em relação aos outros e ainda ter a sorte (4×1 da gametogenese) de transferir exatamente este conjunto hereditário protéico para sua prole. Todos, tanto criacionistas como evolucionistas, como cosmogenistas, panspermistas e outros (design inteligente), ainda, e mesmo utililando nosso tosco cérebro não conseguem explicar como a pressão exercida pelos meios (fisico, quimico e biológico) Interferem na síntese das respostas (proteinas/enzimas) que permitem o ser vivo, praticamente de imediato, ou a certo prazo adaptar-se as novas condições. SPLICING é uma das variáveis enzimáticas, que permitem que os seres vivos criem em seus organismos uni ou pluricelulares as condições de sobrevivência. Lembrando que estas condições já estão pré determinadas no seu conjunto genético. Portanto, eventos evolucionistas só são possíveis se e somente se todo o processo esteja préviamente programado. E ocorre quando as condições dos meios e ambientes exigem tal resposta. Creio que se temos algo préviamente previsto, alguém tem o poder da predição. QUEM SERIA O “SER” OU EVENTO CAPAZ DE TAMANHA ORGANIZAÇÃO E PREVISÃO?
    Devemos nos lembrar que se existimos é porque temos uma origem. E desde essa origem jamais deixamos de ser SERES HUMANOS, DUVIDOSOS, PENSANTES, ARROGANTES, PREPOTENTES, EXAGERADOS, TENDENCIOSOS, SOBERBOS, e outros atributos ora não necessários. SEJAMOS SENSATOS. ONDE QUEREMOS CHEGAR? Porque temos que tentar explicar de onde viemos, se evoluimos, se surgimos de forma abrupta etc… Se a vida é bem mais fácil na PRESENÇA DE UM DEUS MISERICORDIOSO, PERDOADOR, PODEROSO E ACIMA DE TUDO QUE AMA TODAS AS SUAS CRIATURAS, INDEPENDENTES DE EVOLUCIONISTAS, CRIACIONISTAS E OUTROS ISTAS…
    Que o Deus todo poderoso continue amando a todos nos em todo o tempo e lugar, cientificos ou não.
    DARCY

    Like

    • É isso aííííí…Darcy!!!!…Aí mano, você me surpreendeu. Li seu texto e assino em baixo! Forta abraços!!!!

      Like

      • Sabe Darcy, por conta de minha saúde, estou trabalhando como digitadora de uma professora de Biologia e outra de Geografia. Vou mostrar este texto para a professora de Biologia…isso vai dar uma chacoalhada na linha de ensino que ela vem transmitindo que só eu sei como o chão aqui vai tremer…hahahahahahahaha…parabéns Darcy!!!!

        Like

  25. SkiN says:

    PROFESSOR DARCY ROGÉRIO BAZZO…voce foi um sargento do EB na decada de 80?…

    Like

  26. Mário says:

    Não entendi qual foi a fraude do criacionismo. Acessei o blog e somente vi acusações e nada com nexo. Por exemplo afirmar que Michael Behe não olhou dentro da célula, mas somente literatura a respeito é outra FRAUDE, só que do autor de quem postou. Behe é um PhD em bioquímica e para ele nunca ter olhado dentro de uma célula seria como se a Lucy tivesse existido um dia.

    Evolucionismo é sinônimo de fraude, preconceito e, muitas vezes, insensatez.

    Like

  27. Webmarlin says:

    “Eu bem te disse Pedro! Vês como o Mats veio com a conversa que te tinha dito. É um verdadeiro Houdini intelectual! Diz que são inúmeras as evidências e apresenta sempre as mesmas 5 ou 6 que já sabes ou são patéticas ou são fraudes que nunca foram usadas como suporte da evolução. ”

    Então eu queria saber o que Piltdown, Lucy e o Neander (o tal) estão fazendo nos livros de ciências dos meus filhos. Será que alguém pode me responder?

    Like

  28. Kleber says:

    Gostaria de argumentar aqui, todas alterações morfofisiológicas deve ser repassada através das sequências de DNA, e essas alterações deve ocorrer nas células das gônadas dos animais, e exatamente no gametas que devem fecundar-se e gerar um indivíduo com maior probabilidade de repassar suas características ao maior número de indivíduo.
    Tese da Mutação-Seleção Natural-Neodarwinismo, acho muito difícil, apesar dos 4,5 bilhões de anos, que esse processo por tão implicado que seja, seja responsável por nosso arquivamento genético, as criações de rotas bioquímicas tão complexas, com especificidades estruturais terciárias proteicas enzimáticas, tão mecanicamente e determinista como Darwin instituiu assim como seus colegas cientistas, conseguiam determinar humanos diferentes na África, o Human negrumen africanus, eles não podem determinar nada, podem somente levantar hipóteses.
    Nesse mesmo ano, a revista Cell, divulgou a observação de um processo novo de Splicing do DNA, o tal beijo do DNA, onde através do estímulo da célula através do estrógeno, os cromossomos diferentes “dançavam” através de um mecanismo para ativar genes de cromossomos diferentes, entre zonas de regiões H, esse genes se abriam e interagiam. Não podem fazer isso na região das Gônadas, no momento da reprodução, através do estímulo de hormônios sexuais, ativar segundo nosso psiquismo, regiões cromossômicas que interessam ambos os sexos para uma melhor geração de filhos?
    Alguém de vocês já viram os livros de Zecharia Sitchin sobre traduções suméricas no Livro 12º Planeta, de tábuas do povo Annunaki, que viveu aqui no período anti diluviano, ou alguém sabe de civilizações mais antigas que eles? Esses era os gigantes que na Bíblia em Gênesis 6, eram chamados os filhos dos deuses, que tinham desenhos de filamentos de dupla hélice, e tinham dito que manipularam genes de macacos e criaram um indivíduo mais inteligente, para serví-los de escravos? e disse que voltariam!!!

    Me desculpem se fugir muito de tema!!!

    Like

Leave a Reply to Joaquim Coelho Cancel reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s