Mentindo Para Darwin

“it is OK to use some inaccuracies temporarily if they help you reach the students.”
Traduzido: Não há problema em usar factos incorrectos temporariamente, se os mesmos factos servem para convencer o estudante. (Citação no contexto)
 
Várias perguntas:
1. Se existem evidências verdadeiras, porquê usar falsidades para promover a teoria da evolução?
2. É honesto mentir aos alunos quando se “ensina” a teoria da evolução?
3. Existe alguma outra área científica onde se aceitem “temporariamente” mentiras para convencer os alunos?
4. Porque é que os darwinistas aceitam que coisas como estas aconteçam?
5. Existe alguma coisa na teoria da evolução que a ilibe do rigor da Verdade?
6. Que outras “evidências” presentemente usadas para suportar a teoria não são usadas como “mentiras temporárias”, apenas com o propósito de convencer/enganar/mentir aos alunos?
Talvez a falsa informação relativa à evolução dos cavalos, ou os desenhos fraudulentos de Haeckel sejam mais “mentiras temporárias”, certo?
O pior disto tudo é que o darwinista que disse a frase em cima não teria problemas nenhuns se os alunos ficassem acreditar nessas falsidades para o resto das suas vidas. O que interessa é os alunos não se tornarem em criacionistas!
 
it is OK if they keep some of those little inaccuracies for the rest of their lives. It is perfectly fine if they keep thinking that Mickey Mouse evolved as long as they think evolution is fine and dandy overall. Without Mickey, they may have become Creationist activists instead.”
Por outras palavras, o que interessa é que os alunos não pensem que em tornarem-se activos na propagação do facto da criação, mesmo que para isso se tenha que usar mentiras!
Na verdade, eu entendo o desespero deste darwinista. Se eu também acreditasse numa teoria que não tivesse evidências confirmatórias, e se eu fosse uma pessoa que não acreditasse em valores morais absolutos (“Não Dirás Falso Testemunho” – 9º Mandamento ), provavelmente também usaria mentiras para suportar as minhas crenças.

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Biologia, Ciência, Pecado and tagged , , , . Bookmark the permalink.

8 Responses to Mentindo Para Darwin

  1. alogicadosabino says:

    os ateus ficam chateados quando se coloca textos destes… para eles, a opinião de um não manifesta a opinião dos demais.

    No entanto, são os primeiros a dizer que muitos teólogos dizem que a biblia não é para ser entendida de forma literal e mais bla bla bla

    Like

  2. pedro romano says:

    Não entendo a relevância.

    Apesar de tudo o que esse senhor diz, apenas vemos macacos a nascerem de macacos e galinhas a produzirem galinhas.

    E o cérebro do Sabino, que o Mats acha ser produto do acaso e da evolução aleatória, revela, contudo, maior complexidade do que a de qualquer programa computacional.

    Like

  3. Mats says:

    Pedro,
    Eu não tenho razões nenhumas para aceitar a noção que afirma que a inteligência humana é obra do acaso e de forças aleatórias.

    Like

  4. pedroromano says:

    Mats, estava a imitar o Jónatas, pá. Fiquei sem net quase um mês e agora estou a vingar-me 😛

    Like

  5. alogicadosabino says:

    gaivotas ainda dão gaivotas, até ver

    Like

  6. pedroromano says:

    E pássaros darão pássaros 😀

    Like

  7. Pingback: Mentira a mentira, enche a Evolução o papo! « No princípio criou Deus os céus e a Terra

  8. BabyGoten says:

    Acho que isso resolve
    mas não será compreendido por algums:

    Quando um homem enfrenta uma força que ele não e capaz de destruir.
    Ele destroi a sí mesmo!!!

    Não adianta tentar descobrir,
    Voçes humanos, sao apenas simples formas de vida baseada em Carbono,

    Voçes ”Humanos”

    São uma PRAGA !!!!1

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s