Biólogo diz: “Ensinem o Criacionismo Nas Escolas”

De acordo com a Royal Society, e numa declaração que põe esta organização em rota de colisão com o governo, o Criacionismo tem que ser ensinado nas aulas de ciência como um ponto de vista legitimo.

Quem o diz é o professor Michael Reiss, membro da Royal Society e o seu director educativo.


O Dr Reiss diz ainda:

So when teaching evolution, there is much to be said for allowing students to raise any doubts they have (hardly a revolutionary idea in science teaching) and doing one’s best to have a genuine discussion.”

Curiosamente, a posição do Dr Reiss é a posição lógica num debate que tem ramificações que vão para além da ciência. Se durante uma aula de ciência um estudante começa a enumerar evidências que ele julga suportarem uma teoria que contradiz a teoria da evolução, o que é que o professor deve fazer? Acabar com a aula, e mandar todos os alunos para casa, ou mostrar ao aluno como as ditas evidências estão de acordo com a teoria da evolução e não com a criação ou com a teoria do Design Inteligente?

Os fundamentalistas darwinistas, inseguros na sua fé em Darwin, nem sequer podem conceber que alguém ataque o “Holy Graal” do ateísmo chamado de “Evolução”. No entanto, a ciência não precisa de pessoas inseguras no seu meio. Se a teoria da evolução é de facto suportada por inumeráveis evidências, então não há problemas em testar essas ditas evidências à luz de teorias competitivas.

Convém ressalvar que o Dr Reiss não considera que o cracionismo ou o DI estão ao mesmo nível científico da teoria da evolução:

“The overwhelming majority of biologists consider evolution to be the central concept in biological sciences, providing a conceptual framework that unifies every aspect of the life sciences into a single coherent discipline.”

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Não classificado and tagged , , , , , . Bookmark the permalink.

5 Responses to Biólogo diz: “Ensinem o Criacionismo Nas Escolas”

  1. Darjo says:

    Mats,

    Pensava em comentar aqui sobre a possibilidade de o Professor Reiss sofrer algum tipo de retaliação, quando me deparei com esta notícia:

    http://criacionista.blogspot.com/2008/09/bilogo-que-defendeu-criacionismo-foi.html

    Para manifestar sua insegurança na forma de intolerância, os darwinistas se movem na velocidade da luz.

    Like

  2. Mats says:

    Pois é, Dário. A elite darwinista não põe sequer a ideia do darwinismo ser testado em aulas cujo professor é um darwinista.

    Estamos a assistir ao cair de uma máscara de muitos anos. A natureza religiosa da teoria da evolução está cada vez mais difícil de esconder.

    Like

  3. Carlos says:

    O que foi sugerirdo por Reiss, e muito bem, foi que o “Criacionismo” deveria ser discutido na aulas de ciências da natureza. O ponto de vista criacionista é legítimo, como qualquer outro, não é é científico. Contudo, pode e deve ser discutido num contexto científico. Em contrapartida, se a “Teoria da Evolução” é uma religião (como muitos advogam), então também ela deveria poder ser ensinada, por “darwinistas”, nas catequeses e nas aulas de teologia.

    Like

  4. Mats says:

    Carlos,
    Uma vez que defendes que a teoria da evolução seja ensinada por darwinistas nas catequeses e nas aulas de teologia, suponho que defendes a tese que diz que os cientistas cracionistas possam ensinar o criacionismo nas aulas de ciência, certo?

    Like

  5. Carlos says:

    Caro Mats,

    Eu defendo que se deve tratar por igual o que é igual e de modo diferente o que é diferente.

    O que eu acho é que está tão fora de sítio ensinar Evolucionismo na catequese como ensinar Criacionismo numa aula de ciências.

    Ensinar Criacionismo numa aula de ciências é como tentar jogar futebol com uma bola de reiguebi. Não funciona! Não faz sentido! Ambas são bolas, ambas têm direito a existir, mas cada uma só funciona no seu jogo, no seu campo. Mas isso não impede que as pessoas possam, simultaneamente, ser adeptas do futebol e de reiguebi! Não há incompatibilidade, desde que se entenda a especificidade de cada jogo.

    Criacionismo não é ciência e Evolucionismo não é religião. Criacionismo e Evolucionismo só são incompatíveis se se tomarem como equivalentes (e não são).

    Ciência e religião não são incompatíveis. Há muitos cientistas crentes e muitas correntes religiosas e muitos crentes, que aceitam a visão evolucionista.

    Contudo, tentar passar a ideia de que a visão criacionista do mundo é uma visão científica e que, como tal deve ser ensinada em pé de igualdade com o Evolucionismo nas aulas de ciências é, no mínimo, má fé.

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s