Ateu Inglês Usa Métodos “Diferentes”

Um ateu submeteu uma cristã a uma campanha de perseguição que incluiu prácticas como espalhar fezes de cão no carro dela, e urinar na porta de entrada.
Timothy Brown, morador em Edwin Avenue – Woodbrige, poderá procurar ajuda médica depois de passar um ano a tentar mudar a crença religiosa da sra Helen Watson.

Brown, de 37 anos casado, e com um filho, declarou-se ontem culpado do crime de “racially aggravated harassment”. A perseguição durou desde 1 de Setembro de 2007 até 10 de Setembro deste ano.

O seu advogado, Neil Sanders, disse o seguinte aos magistrados: “Isto é totalmente bizzaro. Ele deveria vêr o seu médico”

Tudo começou no ano passado depois de a sra Watson ter colocado um simbolo religioso em forma de peixe no seu carro.Depois desse evento, ela regularmente encontrou outros autocolantes postos por cima desse com as palavras “mito”, “enganada”, ou “ficção”.

A sra Watson decidiu não fazer nada em relação a isto, esperando que o ateu parasse por si só de fazer estas coisas. No entanto em Agosto do ano corrente, ele avançou com a sua campanha.

Em diversas ocasiões a sra Watson chegou a casa e encontrou excremento de cão sobre o seu carro e no seu relvado. Isto indicava que Brown tinha permitido que o cão dele defecasse na sua relva. Como se isto não fosse suficiente, o próprio ateu tinha urinado nas suas instalações.

Numa declaração lida no tribunal, a sra Watson disse que ela tinha sido forçada a trancar as portas enquanto estava em casa, e que ela achou esta situação perturbante.

Ela afirmou: “Sinto que estou a ser vitimizada devido às minhas convicções religiosas. Estou preocupada porque os meus filhos tem que sair e entrar no carro. Acho também que é embaraçoso as pessoas virem à minha casa, e sentirem um forte cheiro a urina. Esta perseguição é constante.”

Durante os últimos ataques a polícia instalou câmaras de vigilância na casa da sra Watson. Essas câmaras filmaram o Brown a visitiar a sua propiedade várias vezes.

A advogada de acusação Naomi Turner disse que Brown foi preso na 4ª Feira. Depois da prisão, Brown admitiu à polícia que ele era um ateu, e que ele queria que a sra Watson “reconsidera-se as suas crenças religiosas”.

A sra Turner acrescentou: “O Brown ficou frustrado quando não teve nenhuma reacção. O incidente que envolveu excremento de cão foi feito num momento de raiva, e o urinar nas suas instalações foi uma forma suja de protestar”.

Este post de maneira nenhuma quer fazer passar a ideia que todos os ateus concordam com eventos como este. Estou certo que a maioria dos ateus se insurgiria contra o Brown, e estariam do lado da sra Watson.

Mas ficam, umas questões:
O Brown achou que, de acordo com a sua moralidade, o que ele fêz estava certo. Se Deus não existe, e a moralidade é definida pelas pessoas da forma que cada um quer, será que o Brown fêz alguma coisa de mal? De que forma poderíamos condenar o que Brown fêz, sem apelar a uma Lei Moral que esteja acima do que cada pessoa diz que a moral é?

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Não classificado and tagged , , , , , . Bookmark the permalink.

6 Responses to Ateu Inglês Usa Métodos “Diferentes”

  1. pedroromano says:

    De cada vez que passo por aqui acho este espaço mais ridículo. Ó Mats, sinceramente.

    Like

  2. Joaquim Coelho says:

    Pelo bom senso Matts. É por isso que condeno o que foi feito. Aquele senhor condicionou e afectou a Sra.

    Pelo mesmo motivo condeno as actuações evangélicas de violência contra médicos que abortam.

    Não é preciso moral Universal, mas bom senso, que é o que vai faltando por aqui🙂

    Like

  3. Pingback: O “bom-senso que não coincide com a moral” « perspectivas

  4. Mats says:

    Joaquim,
    O bom senso segundo quem? O teu bom senso ou o bom senso do Brown?

    Like

  5. alogicadosabino says:

    Infelizmente, isto há malucos pra tudo… independentemente das convicções

    Like

  6. Daniel Lagares says:

    Bom pessoal, o bom senso a ser seguido deveria ser a da maioria claro…
    Pra isso temos eleições. O que a população não acha certo em um lugar em outro pode ser que sim. Por isso temos penas de morte em certos lugares e em outros não etc…
    Acho que não é necessário religião para ditar os rumos de uma sociedade tendo como base a sanidade da mesma.

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s