Como Lidar Com Darwinistas – 2

Continuando com as ilusões criadas pelos darwinistas para proteger a sua fé em Darwin, vamos vêr mais algumas. A primeira parte pode sêr lida aqui.
.
.
4. Os darwinistas têm tentado com algum sucesso separar publicamente a teoria da evolução da origem da vida.  Isso deve-se ao fracasso total do Naturalismo no que toca à origem da vida na Terra. Uma vez que a teoria da evolução é a consequência lógica na crença no Naturalismo, e cientes das ramificações que esse fracasso teria na teoria da evolução, os darwinistas anunciam em vários círculos que a origem da vida é independente da teoria da evolução.
.
O problema é que isto é contradito pelas suas próprias palavras e pelas suas acções.
.
Se, como dizem os darwinistas“Nada na biologia faz sentido excepto à luz da evolução”, então isso inclui a origem das formas de vida presentes no mundo biológico. Se a evolução não explica a origem da vida biológica, então há um evento muito importante que pode ser estudado sem ser “à luz da evolução”. (Não sendo a origem da vida é um “evento menor” no que toca a história biológica, é curioso que a teoria da evolução “nada tenha a dizer”).
.
.
Por outro lado, se a origem da vida é independente da teoria da evolução, como publicamente anunciam os darwinistas, como é que se explica que os livros que abordem a temática evolutiva abordem também a origem da vida?
.
.
O Dr Jonathan Wells, o biólogo que escreveu o livro “Icons of Evolution”, diz o seguinte:
Campbell, Reece and Mitchell’s Biology (5th Edition, 1999), one of the most widely used introductory textbooks for college undergraduates, discusses the Miller-Urey experiment in “Unit Five: The Evolutionary History of Biological Diversity.”
 
Similarly, Mader’s Biology (6th Edition, 1998), Starr and Taggart’s Biology: The Unity and Diversity of Life (8th Edition, 1998), Schraer and Stoltze’s Biology: The Study of Life (7th Edition, 1999), Guttman’s Biology (1999), Audesirk, Audesirk and Byers’s Life On Earth (2nd Edition, 2000), and Purves, Sadava, Orians and Heller’s Life: The Science of Biology (6th Edition, 2001) all feature the Miller-Urey experiment in their sections dealing with evolution.
 
Alberts, Bray, Lewis, Raff, Roberts and Watson’s upper-division textbook for biology majors, Molecular Biology of the Cell (3rd Edition, 1994), discusses it in a chapter titled “Evolution of the Cell.” The Miller-Urey experiment is also standard fare in upper division and graduate-level textbooks devoted entirely to evolution, such as Futuyma’s Evolutionary Biology (3rd Edition, 1998) and Freeman and Herron’s Evolutionary Analysis (2nd Edition, 2000).
 
Conclusão:
A  necessidade de separar a evolução da origem da vida é uma necessidade filosófica. Como o Naturalismo falha logo à partida, os darwinistas (firmes crentes no Naturalismo) tentam a todo o custo criar uma distinção ilusória entre uma e a outra (origem da vida e evolução) como forma de proteger a teoria da evolução. No entanto, quando escrevem livros sobre a temática darwinista, eles invariavelmente abordam a origem da vida, sendo cuidadosos em mencionar a descartada experiência Urey-Miller.
.
Se a evolução é a teoria unificadora da Biologia, então ela tem que explicar a origem da vida biológica. Se não explica a origem da vida, então a teoria falha no evento biológico mais importante de sempre.
.
Com grande prejuízo para a ciência, a teoria da evolução vai sendo sustendada com mais e mais ilusões.

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Não classificado and tagged , , , . Bookmark the permalink.

13 Responses to Como Lidar Com Darwinistas – 2

  1. Joaquim Coelho says:

    Mais asneiras, também outra coisa não era de esperar …

    Nunca em ponto nenhum a origem da vida é uma premissa para a teoria da evolução, ela parte do primeiro organismo unicelular e da sua transformação.

    A origem da vida é um problema cientifico e interessante e ao qual ainda não sabemos responder.

    Mas não tem implicações sobre a actual teoria da evolução. Seria interessante conhece-la mas não coloca o minimo obstaculo á evolução.

    Claro que os evolucionsitas e todos os cientistas podem ter as suas interpretações e propostas para esse aparecimento.
    Mas a forma como surgiu não trapalha em nada a forma como evoluio desde que se conhece a vida.

    O esrto é treta e maluquices criacionistas, que como é obvio tem uma execelente, comprovada e cientifica teoria para o surgimento da vida: uma entitade maluca a que resolveram chamar deus.
    Não me gozes Matts

    Like

  2. Mats says:

    Joaquim,

    Nunca em ponto nenhum a origem da vida é uma premissa para a teoria da evolução, ela parte do primeiro organismo unicelular e da sua transformação.

    A origem da vida naturalista é condição importante para os darwinistas, coisa que é facilmente verificável pelo número de vezes que a experiência Miller-Urey é citada nos livros escolares darwinistas.

    A origem da vida é um problema cientifico e interessante e ao qual ainda não sabemos responder.

    Nãoo é um “problema científico”; é um problema naturalista. Vários cientistas fazem a sua ciência normalmente sabendo que o mundo foi criado por Deus.

    Mas não tem implicações sobre a actual teoria da evolução.

    Claro que tem. Se o naturalismo não consegue começar o processo da vida, não há razões para se pensar que o mesmo naturalismo consegue organizar, estruturar e codificar as formas de vida existentes.
    Segundo, se Deus criou a vida, então a teoria da evolução é desnecessária.
    Terceiro, se Deus criou a vida, então teorias que assumem o naturalismo como regra da ciência são falsas.
    Por estas e por outras razões é que a teoria da evolução precisas de uma origem da vida naturalista.

    Seria interessante conhece-la mas não coloca o minimo obstaculo á evolução.

    Como se vê em cima, coloca grandes problemas para a evolução. O propósito da evolução é o de explicar toda a história da vida segundo naturalismo. Se o naturalismo falha logo no princípio, então podemos descartá-lo.
    Além disso, se se pode estudar a origem da vida biológica sem referência à teoria da evolução, então a teoria da evolução falha ao não explicar o evento biológico mais importante que alguma vez aconteceu.

    Claro que os evolucionsitas e todos os cientistas podem ter as suas interpretações e propostas para esse aparecimento.
    Mas a forma como surgiu não trapalha em nada a forma como evoluio desde que se conhece a vida.

    Atrapalha sim senhor.

    O resto é treta e maluquices criacionistas, que como é obvio tem uma execelente, comprovada e cientifica teoria para o surgimento da vida: uma entitade maluca a que resolveram chamar deus. Não me gozes Matts

    Maluca ou não, Essa Entidade deixou evidencias suficientes para nós vêrmos que Ele é o Criador, e que crenças religiosas que veneram a natureza como toda poderosa estão erradas.

    Like

  3. Joaquim Coelho says:

    Que grande ignorância Matts.

    A evolução começa no LUCA (last universal common ancestor), uma espécie de bactéria.

    Sabe-se que antes da LUCA existiam riboorganismos que não tinham ADN mas apenas ARN e que esse riboorganismo num dado momento, por tentativa e erro originou o ADN e um sistema para fazer cópias de ARN a partir dela.
    Isto porque o ARN é uma substância instável que se desintegra ao fim de algumas horas, ao contrário do ADN

    A forma como eram e como apareceram esses riboorganismos é totalmente irrelevante para o estudo da evolução, pois da forma como hoje existe e como originou todos or seres vivos actuais, inicia-se no LUCA.
    Podes pregar e gritar o contrário, que não passa a ser verdade.

    E não é por tu dizeres que atrapalha. Não há um unico cientista que estude estes assuntos que afirme o contrário. Só os maluquinhos da criação.

    E evidêndicias de deus ? Eh eh eh, esta é boa para anedota 🙂
    Talvez um livro maluco escrito por delirantes inspirados na “palavra” de deus.
    Grande evidencia cientifica. isto está cada vez mais divertido…

    Like

  4. Mats says:

    Joaquim,

    A evolução começa no LUCA (last universal common ancestor), uma espécie de bactéria.

    Nem nisso vocês estão de acordo.
    Parece que alguns darwinistas estão a começar a deixar que a ciência fale mais alto do que o naturalismo.

    “Thus, while we may still appreciate the role of Darwin in helping scientists wining a upper hand in fighting against the creationists for filling our intellectual void of understanding life’s origin and evolution, we must realize that Darwin’s fetal (sic) mistakes have also misled science into a dead end of fruitless search for the non-existent last common ancestor (LCA) and some useless constructions of some untruthful universal tree of life (TOL) (4-5).

    Sabe-se que antes da LUCA existiam riboorganismos que não tinham ADN mas apenas ARN e que esse riboorganismo num dado momento, por tentativa e erro originou o ADN e um sistema para fazer cópias de ARN a partir dela.

    Sabe-se ou imagina-se?

    Isto porque o ARN é uma substância instável que se desintegra ao fim de algumas horas, ao contrário do ADN
    A forma como eram e como apareceram esses riboorganismos é totalmente irrelevante para o estudo da evolução, pois da forma como hoje existe e como originou todos or seres vivos actuais, inicia-se no LUCA.

    Ou seja, depois do mais difícil estar feito, entra a evolução! Que pena que os livros darwinistas falem tanto da origem da vida. Bolas.

    Podes pregar e gritar o contrário, que não passa a ser verdade.

    O problema é que não sou só eu a pregar, mas os teus próprios coreligionistas darwinistas. Como já disse, se a evolução não explica a origem da vida, então ela nãop explica o evento mais importante da Biologia. Não deixa de ser curioso, especialmente quando somos indoctrinados com o mito de que nada na Biologia faz sentido a não ser à luz da evolução.

    E não é por tu dizeres que atrapalha. Não há um unico cientista que estude estes assuntos que afirme o contrário. Só os maluquinhos da criação.

    Há n cientistas no mundo que afirmam o contrário do que tu disseste.

    E evidêndicias de deus ? Eh eh eh, esta é boa para anedota
    Talvez um livro maluco escrito por delirantes inspirados na “palavra” de deus.
    Grande evidencia cientifica. isto está cada vez mais divertido…

    Sim, há imensas evidências que confirmam a Bìblia. Desde o design existente no mundo animal,, passando pela natureza moral do ser humano, as leis da ciência, as leis da lógica e muitas outras coisas.

    Like

  5. Joaquim Coelho says:

    Não serve falar por falar. Mostra provas das tretas em todos os pontos anteriores.

    O LUCA é um conceito existente e consistente.

    A origem da vida, é certamente um tema atraente para qualquer cientista e evolucionistas em geral (darwinistas está em desuso, pois muito já mudou desde a teoria inicial de darwin, mesmo mantendo-se o seu postulado principal) e é absolutamente normal, logico e correcto que quem trata de evolução questione a origem da vida.
    Mas a origem da vida , qualquer que ela seja, não invalida ou coloca qualquer entrave á evolução a partir do LUCA (qualquer que ele seja também).

    UMa coisa é certa: um determinado tipo de organismos simples evoluio até aos complexos. E isto é totalmente independente da forma como esse organismo surgiu.

    Dos dinossauros a nós houve evolução pelos modelos apresentados pela teoria da evolução. Como começou não é importante para a teoria, embora interessante. O mesmo para o Big-Bang, não sabercomo se originou, não muda uma virgula as condições e processos posteriores conhecidos. E há muitos cientistas a tentarem saber o que foi e a proporem teorias.

    Quanto ao ARN as descobertas de Thomas Cech e Sidney Altman, no inicio dos anos 80. Experiências que permitiram fazer evoluir ARNs cataliticos a partir do zero, são um bom apontador para que os riborganismos sejam primordiais.
    As pistas sobre o papel do ARN que hoje em dia sobrevivem nos organismos vivos, e a forma como sobrevivem em termos quimicos permitem ter quase a certeza (em ciencia raramente se pode usar a palavra certeza) de que existiram.

    E prefiro acreditar em quem dedica uma vida a estes estudos, a acreditar em alguém que já várias vezes demonstrou o seu grande desconhecimento em quase tudo o que tem a ver com ciência, e que demonstra uma tremenda demagogia (como o novo post ateus/comunistas), como é o teu caso Matts.

    Para se falar de certos assuntos é preciso conhecimento e credibilidade. E para mim (nestas questões, e só nestas, realço) tu não tens nem uma coisa nem outra.

    Like

  6. Joaquim Coelho says:

    Uma achega ao LUCA
    Fiz umas pesquizas acerca do que disseste sobre o LUCA mas não corresponde á verdade. E que esse organismo é quase certo que existiu.
    Mas descobri uma coisa interessante, (e pode pegar por aí para dizer que eu estava errado 🙂 ). É que segundo alguns cientistas o luca é o organismo unico de onde todos evoluimos mas não é o mais antigo. Isto é teve antecessores multiplos:
    Segundo Carl Woese, esse ser pode derivar de uma comunidade de organismos geneticos. No entanto esses organismos antecessores não seriam duradouros, mas uma equipa temporária de genes. Assim poderiamos descender de uma comunidade inteira de organismos geneticos e seria fútil agrupá-las em linhagens.
    Esta é uma teoria embrionária, vejamos o que dará.
    Note-se que não coloca em causa a evolução nem o LUCA mas apenas afirma que entre os riboroganismos (ARN) e o LUCA existiu um passo intermédio.

    Esta teoria baseou-se no facto de ser possivel certos organismos adquirir genes sem ser a partir dos pais e portanto, apesar de hoje em dia a quase totalidade dos animais herdar os seus genes dos pais, poder não ter sido sempre assim.

    Ainda hoje existem bactérias que podem adquirir genes de outras bactérias apenas por as ingerirem.

    O caminho que a ciência conhece bem é de algumas gerações após o LUCA para a frente, para trás existem ainda inumeras lacunas e desconhecimento. Novas descobertas irão certamente tapar essas lacunas e mostar como se chegou ao LUCA.
    O tempo o dirá e espero que ainda seja enquanto for vivo.

    No entanto Matts, aqui até de dou de barato que podemos vir a descobrir que a LUCA (enquanto organismo unicelular tipo bacteria) não é o nosso ancestral mas sim um descendente tal como nós de outro organismo tipo protozoários. Parece que há uma corrente que defende isso.
    Assim o LUCA passaria a ser um protozoario.
    Como digo, toda esta area é ainda um imenso territorio por inexplorar e muitas coisas podem ser descobertas até o caminho estar totalmente descoberto.
    Também se pode chegar á conclusão que estas novas teorias não têm pernas para andar.

    Like

  7. Mats says:

    Nenhuma delas tem pernas para andar, e e por isso que existem tantas e auto-contraditórias teorias naturalistas sobre a origem da vida.
    Os meus pontos mantém-se:

    1. Se a evolução não fala na origem da vida, então a Biologia pode ser estudada sem apelar a Darwin. Isto é algo que os darwinistas negam.

    2. Livros darwinistas falam da origem da viida diversas vezes.Se é um assunto fora da teoria, para quê falar tanto dela?

    Like

  8. Joaquim Coelho says:

    1. Talvez. Mas a evolução faz parte da ciência e importante no campo do conheciemnto. As suas investigações e a teoria em si já forma usadas e importantes em descobertas no ramo da bioquimica e outras areas.
    O que está na origem da vida é que me parece pouco relevante para a biologia actaul pois provavelmente esse mecanismo já desapareceu e/ou não é compativel com as formas de vida actuais, mais desenvolvidas.

    2. Poruqe é um assunto interessante e que tratria para o mapa da ciencia mais um caminho cartografada. E o facto de não ser necessário o como a vida surgiu para o estudo da evolução, não deixa de ser um assunto paralelo e relacionado.

    O grande Matts afirma que nehuma tem pernas para andar. Já o prémio Nobel para o grande cientista Matts.

    Mas publica lá os estudos que te levam a concluir isso 🙂

    Like

  9. Mats says:

    Joaquim,

    1. Talvez. Mas a evolução faz parte da ciência e importante no campo do conheciemnto.

    Irrelevante. Os darwinistas dizem que a teoria da evolução é a teoria unificadora na Biologia (e não só). No entanto, essa mesma teoria falha em explicar a origem dos sistemas que ela (a teoria) diz-se ser a autoridade suprema. Totalmente ilógico.

    O que está na origem da vida é que me parece pouco relevante para a biologia actaul pois provavelmente esse mecanismo já desapareceu e/ou não é compativel com as formas de vida actuais, mais desenvolvidas.

    Não necessariamente. Se a vida foi criada por Deus, entãp o naturalismo falha logo à partida. Se o naturalismo falha logo à partida, então não há necessidade em limitar o desenvolvimento das formas de vida DENTRO do naturalismo. Isto é precisamente a razão pela qual os darwinistas desesperadamente precisam de uma origem de vida naturalista.

    2. Porque é um assunto interessante e que traria para o mapa da ciencia mais um caminho cartografada.

    O facto de a origem da vida ser “um assunto interessante” não invalida o nível da inconsistência darwinista. Por um lado afirmam que a sua teoria não tem nada a ver com a origem da vida, mas por outro lado abordam a origem da vida sempre que falam da evolução.
    Parece-me que estão a fazer jogo duplo.

    E o facto de não ser necessário o como a vida surgiu para o estudo da evolução, não deixa de ser um assunto paralelo e relacionado.

    A origem da vida é absolutamente fundamental para a credibilidade da evolução. Se a vida foi criada por Deus, a evolução, que se basea no naturalismo, sofre um duro revés.

    O grande Matts afirma que nehuma tem pernas para andar. Já o prémio Nobel para o grande cientista Matts.
    Mas publica lá os estudos que te levam a concluir isso

    A existência de várias e mutuamente exclusivas teorias para a origem naturalista da vida.
    Vê lá tu como as coisas estão tão más para os naturalistas que eles até oferecem 1 milhão de dollares a quem descobrir como a vida se criou a si própria.

    Like

  10. Joaquim Coelho says:

    Matts

    Hoje acordei mal disposto, não estou com pachorra para parvoices.

    Like

  11. alogicadosabino says:

    “Mas a origem da vida , qualquer que ela seja, não invalida ou coloca qualquer entrave á evolução a partir do LUCA”

    O Mats já disse qual o ponto essencial desta questão. Se Deus criou a vida em 6 dias como diz Génesis, qualquer teoria naturalista deixa de ter qualquer veracidade, logo, é uma questão importante esta da Evolução não explicar a origem da vida.

    É estar a falhar logo no início e construir uma teoria sobre uma base falsa.

    “mas por outro lado abordam a origem da vida sempre que falam da evolução.”

    Eu sei porquê Mats… não convém deixar no ar a ideia de que Deus possa estar envolvido no processo.

    Like

  12. Joaquim Coelho says:

    Viva o genesis, é sem dúvida uma prova irrefutavel.

    Grande treta, a ciencia não se baseia num livreco cheio de patacoadas, e quando não sabe diz que não sabe.
    E conforme vão surgindo alguns dados vai apresentando hipoteses, que poderão ou não ser confirmadas, até que os dados sejam suficientes para se transformar numa teoria consistente.

    Não é o mesmo que enfiar um homenzito pela goela abaixo de uma baleia (ou lá o que é) para fazer um cruzeiro.

    Like

  13. Mats says:

    Joaquim,

    Viva o genesis, é sem dúvida uma prova irrefutavel.

    Como as observações estão de acordo com o Livro de Génesis, então sim, viva Génesis.

    Grande treta, a ciencia não se baseia num livreco cheio de patacoadas, e quando não sabe diz que não sabe.

    A ciência não se baseia em livrescos cheio de patacoadas tipo o livro de Darwin.
    Segundo, ninguém neste blog estava a a falar mal da ciência.
    Terceiro, os darwinsitas nem sempre asumem ignorância. O que eles fazem é pôr a evolução como a posição por defeito. Se não sabem como é que uma coisa aconteceu, então deve ter sido a evolução!

    E conforme vão surgindo alguns dados vai apresentando hipoteses, que poderão ou não ser confirmadas, até que os dados sejam suficientes para se transformar numa teoria consistente.

    Ou para refutar uma teoria que se diz consistente, como é o caso da teoria da evolução.

    Não é o mesmo que enfiar um homenzito pela goela abaixo de uma baleia (ou lá o que é) para fazer um cruzeiro.

    Nem é o mesmo que dizer que, se fores mergulhando na água durante alguns milhões de anos, mais cedo ou mais tarde evoluis para uma baleia.

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s