Comunismo e Ateísmo

Artigo Original

Communism: Atheism ’Я Us

 

Soviet poster “Religion is the Enemy of Industrialization”
as printed in the official government journal Atheist

Atheism is the driving force behind Communism, Fascism, and National Socialism: all three—to one extent or another—viewed atheism as centrally-important to promoting their causes. This is especially the case regarding communism: atheism is the spirit inseparably and formally animating communist ideology that permitted this political ideology to inject itself into the modern world and to spread its malevolent ideas in such a short period of time. To employ a metaphor: atheism is the engine that provides the thrust behind communism, while communism acts as a kind of the steering wheel—organizing, directing, and implementing the hatred of religious faith with deadly effectiveness (see also here).

← Soviet poster ridiculing Judaism—as printed in the official government journal Atheist

  1. “Communism begins where atheism begins…” (Karl Marx)
  2. “The first requisite for the happiness of the people is the abolition of religion” (Karl Marx)
  3. “I wish to avenge myself against the One who rules above.” (Karl Marx)
  4. “The hellish vapors rise and fill the brain, till I go mad and my heart is utterly changed. See this sword? The prince of darkness sold it to me.” (Karl Marx)
  5. “With disdain I will throw my gauntlet full in the fact of the world and see the collapse of this pygmy giant. Then will I wander god-like and victorious through the ruins of the world. And giving my words an active force, I will feel equal to the Creator.” (Karl Marx)
  6. “Karl Marx is a monster possessed by ten thousand devils.” (Frederick Engels)
  7. Karl Marx “had the devil’s view of the world and the devil’s malignity. Sometimes he seemed to know that he was accomplishing the works of evil.” (Robert Payne, a friend of Karl Marx)
  8. “Atheism is the natural and inseparable part of Communism.” (attributed to Vladimir I. Lenin)
  9. “Our program necessarily includes the propaganda of atheism.” (V.I. Lenin)
  10. “There are no morals in politics; there is only expedience. A scoundrel may be of use to us just because he is a scoundrel.” (V.I. Lenin)
  11. “We do not fight against believers and not even clergymen. WE FIGHT AGAINST GOD to snatch believers from Him.” (Vechernaia Moskva, a Soviet newspaper)
  12. “Let us drive out the Capitalists from the earth, and God from Heaven!” (early Soviet slogan)
  13. “With an iron fist we will drive mankind to happiness!” (Soviet slogan)
  14. “Hatred is an element of the struggle, a relentless hatred of the enemy transforming him into an effective, violent and selective, cold blooded killing machine. A people without hatred cannot vanquish a brutal enemy.” (Che Guevare)
  15. The official journal of the Soviet Academy of Pedagogical Sciences published a government directive Atheistic Education in the School as a resource on how to separate God from human society. The opening paragraph is revealing: “The Soviet school, as an instrument for the Communist education of the rising generation, can, as a matter of principle, take up no other attitude towards religion than one of irreconcilable opposition; for Communist education has as its philosophical basis Marxism, and Marxism is irreconcilably hostile to religion. ‘Marxism is materialism,’ says V. I. Lenin; ‘as such, it is as relentlessly hostile to religion as the materialism of the Encyclopedaists of the eighteenth century or the materialism of Feuerbach.’” Another excerpt reads: “‘Religion’,” Marx said, “is nourished not on heaven but on earth, and with the annihilation of that perverted reality, of which capitalism is the theory, religion will perish of its own accord.’”
  16. “The World has never before known a godlessness as organized, militarized and tenaciously malevolent as that preached by Marxism. Within the philosophical system of Marx and Lenin and at the heart of their psychology, HATRED OF GOD is the principle driving force, more fundamental than all their political and economic pretensions. Militant atheism is not merely incidental or marginal to Communist policy; it is not a side effect, but the central pivot. To achieve its diabolical ends, Communism needs to control a population devoid of religious and national feeling, and this entails a destruction of faith and nationhood. Communists proclaim both of these objectives openly, and just as openly put them into practice.” (Alexander Solzhenitsyn)

 

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Política, Sociedade and tagged , . Bookmark the permalink.

46 Responses to Comunismo e Ateísmo

  1. Joaquim Coelho says:

    Ora vejamos alguns ateus fascistas:
    Salazar, Franco, Mussolini, Pinochet e todos os ditadores da américa latina, agrande maioria dos operacionais de Hitler e muitas das suas figuras proeminentes (católicos e protestantes declarados)
    O pseudopresidente da Croácia, e seus capangas, etc etc

    Sobes cada vez mais no indice de estupidez religiosa fanática.

    Like

    • Nilson says:

      Dizer que Hitler era de alguma religião Cristã é no mínimo ignorância histórica. Pode juntar todos esses ditadores que mencionou que as mortes deles não chega nem aos pés de Stalin.

      Like

  2. Joaquim Coelho says:

    E logo por azar, eu ateu, não sou comunista, nem fascista, nem Nazi.
    E não conheço nehum ateu que o seja, apesar de ter a certeza que os haverá.

    E basta vir ao alentejo projundo, para conhecer imensos cristão devotos (conhecidos aqui pela beatice) comunistas.
    E também imensos betaos/beatas que foram fascistas.
    Eu conhecia pessoalmente um apoiante de Salazar, denunciante da PIDE e lider da Mocidade Portuguesa, que era mais religioso que a minha avó (não sei como, mas era)
    🙂

    Like

  3. Joaquim Coelho says:

    PS. E a minha avó era comunista renhida.

    Eh eh eh

    Like

  4. Joaquim Coelho says:

    A cristandade e o totalitarismo no Seculo XX

    1918 -1945
    Os anos do compromisso. A Igreja católica apóia ativamente o crescimento dos totalitarismos na Europa. Na Áustria, o seu apoio ao Austro-Fascismo é total. Na Itália, ela assina com o regime fascista uma concordata que faz do catolicismo a religião de estado: os italianos podem de novo votar sem serem excomungados, pena que isso de pouco serve em período de ditadura. A Igreja sacrifica em grande parte as suas próprias associações: todas, exceto a Ação Católica, devem integrar as organizações fascistas. O Vaticano promete a Mussolini de fazer com que a Ação Católica não se deixe tentar por ações antifascistas.

    Em 1929, Mussolini, depois de ter assinado a concordata dita “Patti Lateranensi”, é qualificado pelo papa como “o homem da providência”. Em 1932, o ditador recebe das mãos do papa a Ordem da Espora de Ouro, que é a mais alta distinção concedida pelo Estado do Vaticano.

    Essa bela harmonia vai resistir mesmo ao momento de tensão causado pela estátua de Giordano Bruno. O papa aproveita a concordata para pedir ao seu amigo ditador que destrua a estátua erigida em 1889. O ditador, que tem um filho com o nome de Bruno, toma a defesa do livre-pensador e declara à Câmara de Deputados que “A estátua de Giordano Bruno, melancólica como o destino desse monge, ficará onde ela está. Tenho a impressão que seria se encarniçar contra esse filósofo que, se equivocado e persistiu no erro, no entanto já pagou”. Para mostrar que não se arrepende de nada a Igreja canoniza então Roberto Bellarmino, o acusador de G. Bruno, nomeando-o “Doutor da Igreja”.

    Na Alemanha, em janeiro de 1933, o Zentrum, partido católico, cujo líder é um prelado católico (Pralat Kaas), vota plenos poderes para Hitler: este último pode assim atingir a maioria de dois terços necessária para suspender os direitos garantidos pela Constituição. Com uma caridade toda cristã, o bom prelado aceita também fechar os olhos para os discutíveis processos nazistas, como a prisão dos deputados comunistas antes da votação. Depois a Igreja começa a negociar uma nova concordata com a Alemanha: nesse cenário, ela sacrifica o Zentrum, então o único partido significativo que os nazistas não tinham proibido. Na realidade ele tinha-o ajudado a chegar ao poder. Em 5 de julho de 1933, o Zentrum se dissolve sob solicitação da hierarquia católica, deixando o caminho livre para o NSDAP de Hitler, então partido único.

    Hitler declara-se católico no “Mein Kampf”, o livro onde ele anuncia o seu programa político. Também afirma que está convencido ser ele um “instrumento de deus”. A Igreja católica nunca colocou no seu Índex o “Mein Kampf”, mesmo antes da ascensão de Hitler ao poder. Podemos acreditar que o programa anti-semita do futuro chanceler não desagradava à Igreja. Hitler mostrará o seu reconhecimento tornando obrigatória uma prece a Jesus nas escolas públicas alemãs e reintroduzindo a frase “Gott mit uns” (Deus está conosco) nos uniformes do exército alemão.

    Em 1938, as SS e SA organizam a “Noite de Cristal”: com trajes civis, os milicianos nazistas atacam sinagogas e lojas pertencentes a judeus. A população alemã está horrorizada e aterrorizada. O bispo de Freiburg, monsenhor Gröber, declara então, em resposta às perguntas sobre as leis racistas e os pogroms da noite de cristal: “Não podemos recusar a ninguém o direito de salvaguardar a pureza da sua raça e de elaborar medidas necessárias a esse fim”.

    Na Espanha, um general tenta um golpe de estado militar, que aborta mas degenera em guerra civil. A Igreja o apóia, padres e bispos benzem os canhões de Franco, celebram com muita pompa Te Deum pelas suas vitórias contra o governo republicano legítimo. A guerra faz mais de um milhão de mortos, e Franco fuzila todos os prisioneiros. Franco se mostrará reconhecido por seus piedosos aliados, nomeando diversos membros da Opus Dei para o seu governo. A influência da Opus Dei crescerá ao longo da ditadura franquista, ao ponto de se chegar a mais de metade dos ministros serem membros dessa venerável instituição católica.

    Na França, a Igreja declara, desde 1940, que “Petain é a França”: ela prefere de fato o Trabalho-Família-Pátria do estado francês às Liberté-Égalité-Fraternité da República, que sempre a horrorizaram.

    Durante a 2a guerra mundial, o Vaticano estava ciente do extermínio dos judeus pelos nazistas. Saber-se-á, após a guerra, que o papa diversas vezes esteve para fazer um pronunciamento público, mas que finalmente se absteve essencialmente pela sua comunistofobia e achando que uma vitória russa seria “pior”.

    1948
    O papa declara que todo aquele que votar nos comunistas ou que ajudar esse partido de qualquer maneira será automaticamente excomungado. Essa medida divide as famílias, provoca exclusões socialmente intoleráveis para muitos e obriga à clandestinidade de numerosos comunistas nas zonas rurais.

    Os curas italianos apressaram-se a traduzir essa decisão em fatos, e pedem que as suas ovelhas votem no grande partido anticomunista (DC – Democrazia Cristiana).

    1961

    Última edição do índex (Índex Additus Librorum Prohibitorum), que cita como autores cujas obras são proibidas de leitura pelos católicos entre outros: Jean-Paul Sartre, Alberto Moravia, André Gide.

    O caso da Jugoslávia
    a religião separa os croatas dos Sérvios: os croatas foram cristianizados por Roma e são católicos. Os sérvios foram cristianizados pelos bizantinos e são ortodoxos. Quando Milosevitch começa a agitar o espectro da “Grande Sérvia”, a Croácia declara a independência. Imediatamente o Vaticano e a R. F. da Alemanha, cujo chanceler se declarava um católico convicto, reconhecem a Croácia católica como estado independente. O Vaticano mandou para todo o mundo anúncios para que os países reconhecessem o novo estado católico. O papa multiplica os apelos, as preces e as missas pela independência da Croácia. Durante esse tempo, o ditador croata, antigo oficial superior do regime comunista e também católico praticante, deu férias para todos os seus funcionários ortodoxos, isto é, sérvios. Depois escolheu como bandeira nacional a antiga insígnia dos Oustachis, que entre 1940 e 44 tinham praticado um genocídio de cerca de 600.000 sérvios. A guerra civil iniciou-se.

    Finalmente termina essa guerra, e o papa beatifica o cardeal Stepinac que havia qualificado Ante Palevitc, o ditador Oustachi durante a ocupação de 1940/44, de “Dom de deus”, para a Croácia e o havia apoiado ativamente.

    A guerra da Iugoslávia continuou depois na Bósnia, onde os membros dos três grupos religiosos (ortodoxos, muçulmanos e católicos) se enfrentaram em uma série de combates triangulares, tendo a população civil como a principal vítima. Depois a guerra passou para o Kosovo, província agrícola sem interesse estratégico, e todos sabemos o que se passou.

    As guerras da Iugoslávia são um caso emblemático da catastrófica intolerância que é típica das religiões “reveladas”: as comunidades religiosas se enfrentam, neste final de século, em nome de religiões que elas receberam dos acasos da expansão dos diversos impérios (Romano, Bizantino e Otomano) desde a idade-média.

    Like

  5. Mats says:

    Joaquim,
    Tu precisas desesperadamente de algumas aulas de lógica simples.
    O facto de ter havido pessoas que se auto-denominavam de cristãs, não invalida o que o Karl Marx, e quase todos os grandes ateus comunistas do século disseram.
    Tu não podes refutar a frase “O ateísmo e o comunismo começam onde o outro começa” com a frase “Ah, mas eu conheço comunistas que não são ateus!”

    O facto de haver comunistas que não são ateus não muda aquilo que o fundador do comunismo disse, e o que os seus seguidores disseram ao longo dos séculos.

    # “Communism begins where atheism begins…” (Karl Marx)
    # “The first requisite for the happiness of the people is the abolition of religion” (Karl Marx)
    # “I wish to avenge myself against the One who rules above.” (Karl Marx)
    # “The hellish vapors rise and fill the brain, till I go mad and my heart is utterly changed. See this sword? The prince of darkness sold it to me.” (Karl Marx)

    Like

  6. Mats, enviei um comentário horas atrás com vários links. Acho que o teu spambot detectou e bloqueou. Por favor, me envie um e-mail pois quero te passar um bom material para tua apreciação. Abraço!

    Like

  7. Samuel Skinner says:

    First of, the national socialist (nazi’s) and the other facists were religious- Franco is the most egregious example, but the dictator of Italy signed the corcondat with the pope. Hitler was a religious Christian who may have had heretical views, but he wasn’t an athiest- and neither was the Third Reich. Atheism was associated with the communist threat- the red menace and it was every citizens duty to loyal to God AND the people (with the furher representing both) to combat that menace.

    Marx was atheistic, but that has no bearing on his followers- they picked and choose liberally from his writings… mostly because his ideas were batshit insane.
    http://www.stardestroyer.net/Empire/Essays/Marxism.html
    Notably they dumped the elimination of currancy, the elimination of family, the elimination of God (the Soviet Union did have religion- a third of its population was theists in the 1960s), dispersal of industries and others.

    The reason they attacked religion is the same reason the French revolutionaries did- because it DID ostruct progress, was allied with the old regime, was inefficient and had lots of money that could be used to finance the people’s army.

    Seriously, the Soviets had just said they weren’t going to pay the debt and their credit rating was in the toilet- where do you think they were going to get money?

    It is worth noting that communism ISN’T tied to atheism- the ancient Incans were a communist theocracy, China has declared religion is important for “social harmony” and that they get to determine who gets to reincarnate and the Spartans definately were not atheistic (all property belonged to the state to be divided up amoung citizens, remember? They had money… but it was accepted no where, all citizens had assigned jobs, assigned homes, etc).

    Need I go on? (apologies to non-English speakers).

    Like

  8. alogicadosabino says:

    4 comentários seguidos Joaquim, o post tocou-te bem lá no fundo

    Like

  9. Joaquim Coelho says:

    Sabino

    As demagogias tolas e falsas, tocam-se sempre fundo …

    Like

  10. Mats says:

    Joaquim,
    Não é falso que a teoria de Karl Marx é fortemente influenciada pelo ateísmo, tal como ele mesmo disse, e como os seus seguidores fizeram o favor de mostrar com a sua perseguição aos religiosos judeus e cristãos.

    Like

  11. Joaquim Coelho says:

    Os maiores perseguidores de Judeus ao longo da história foram cristãos.

    E parece-me que como é costume sabes tanto de Karl marx como de Jupiter.

    Like

  12. Mats says:

    Joaquim,

    Os maiores perseguidores de Judeus ao longo da história foram cristãos

    Isso não invalida que o comunismo seja uma teoria com forte característca ateísta, e que os regimes ateus comunistas tenham perseguido os religiosos cristãos e judeus.

    Like

  13. alogicadosabino says:

    “A religião é o ópio do povo”

    Like

  14. Joaquim Coelho says:

    Sabino

    Nesse aspecto, Karl Marx tem toda a razão.

    Matts

    Podemos dizer que regra geral os regimes comunistas eram contra as religiões (ateus) e que por isso perseguiram religiosos. Sem qualquer dúvida.
    Tal como perseguiram médicos e intelectuais, trabalhadores e industrias.
    Todos aqueles que eram para eles um obstaculo.
    Essas perseguições foram feitas em nome de um estado despotico em que valia tudo para fazer valer a sua visão do mundo (e isto inclui a religião e a sua visão ateista do mundo).

    O inverso também se passa e em maior grau. Perseguisões em nome de uma religião.

    Há no entanto um pormenor a ter em conta: Um ateu não está vinculado a nenhum postulado, livro, corrente ou direcção.
    Nenhum ateu tem a obrigação de apoiar posições de outros ateus.

    Porque uma coisa que ainda não meteram nessas cabeças duras é que o ateismo é uma posição exclusivamente individual e que significa apenas: não acreditar em Deus.
    Por isso podem existir ateus de qualquer ideologia e feitio.
    Se não concordas com uma ideologia ou passas a discordar dela deixas de o ser: podes deixar de ser comunista ou fascista ou seja o que for, por discordância com praticas ou ideologias.

    Mas não podes deixar de ser ateu por discordancia com ateus ou ideias propaladas por ateus. Podes e deves confronta-las e rejeita-las, mas não deixas de ser ateu. A única forma de deixar de ser ateu é passar a acreditar em Deus. E isso não vem de praticas boas ou más de qualquer regime.

    Se existiram pessoas que se tornaram ateus porque o regime comunista os influenciou, problema deles, não do ateismo nem do resto dos ateus.

    E no que respeita a capacidade de praticar o mal (ou o bem) os ateus não são diferentes dos teistas: ela é imensa.

    Por isso toda esta discussão (tal como usar o mal religioso como justificação para não acreditar em deus) é estúpida, vazia e sem sentido.

    Obviamente quando a beatada vem com os males do ateismo tem de levar com o imenso mal religioso em cima, mesmo sendo estúpido faze-lo.

    Like

  15. alogicadosabino says:

    Mas quando um crente diz que mata em nome de Deus, está a ser inconsistente com a sua crença (se estivermos a falar do cristianismo), já que a Bíblia diz para amarmos os outros como a nos mesmos.

    No caso do comunismo e neste caso do Marx em particular, ele estava a agir de acordo com a sua crença. Estava a ser consistente.

    Like

  16. Joaquim Coelho says:

    Fo… Sabino que grande estupidez e fanatsimo

    Diz lá aonde é que o facto de se ser ateu é consistente com praticar barbaridades.

    A biblia também diz que se pode e deve matar, é dos livros em que se elogiam dos mais vis actos e vens com tretas.

    Voces gostam de jogar para debiaxo do tapete o lixo da biblia e vir emproados com o amor. Treetas

    A dualidade bem/mal odio/amor faz parte do ser humano em qualuer religiao ou falta delta.

    Influenciar as pessoas para o mal em nome de uma religião ou falta dela também faz parte da psicologia humana.

    Há alguma biblia ateia onde se diz para matar ?
    Bolas que tanto lunatismo, ceguira e estupidez até me faz apetecer encher este comentário com palavrões com as letras todas.

    Devem ter a mania que são os melhores do mundo, mas depois vem-se a ver e são tal e qual os outros. Uns bons outros maus, uns heróis outros assassinas.
    Mas vocês evangélicos têm uma coisa em comum: o odio visceral a quem não partilha as vossas demências e o facto de em questões religiosas serem absolutamente demagogos e MENTIROSOS.

    Like

  17. Joaquim Coelho says:

    PS.

    Tinha-te um pouco mais em consideração em termos fanáticos que o Matts, mas após a estupidez que disseste conseguiste iguala-no no podium da estupidez, ignorancia, demagogia e fanatismo religioso.

    Reza uns pais nossos e faz uns exorcismos, como a outra demente da Pallin que talvez te passe.

    Like

  18. alogicadosabino says:

    “Mas vocês evangélicos têm uma coisa em comum: o odio visceral a quem não partilha as vossas demências e o facto de em questões religiosas serem absolutamente demagogos e MENTIROSOS.”

    Mas vocês ateus têm uma coisa em comum: o ódio visceral a quem não partilha da vossa crença de que o universo e tudo que nele existe surgiu através de processos naturais.

    Like

  19. Joaquim Coelho says:

    Por acaso tanto me faz que acreditem ou não, e que professem o que entenderem, até podem adorar vacas.

    Só vou aos arames quando tentam impor a vossa visão através de leis civis e da utilização do estado.

    Like

  20. pedroromano says:

    Nem na porcaria do marxismo acertam. A propósito, já leram o Manifesto? E o Capital? É que a julgar pelo que escrevem devem perceber o pensamento marxista tão bem como percebem o pensamento científico.

    Like

  21. Mats says:

    Joaquim

    Diz lá aonde é que o facto de se ser ateu é consistente com praticar barbaridades.

    Pelo simpls facto de que no mundo ateu não há forma absoluta de se descernir o Bem do Mal, para além do subjectivismo pessoal. Como tal, o ateísmo pode justificar qualquer comportamente moral, desde que a pessoa que o practice o considere “moral”.
    Como tal, nada do que o ateu Stalin ou os outros ateus comunistas fizeram vai contra o ateísmo. Tu ao criticares o que eles fizeram estás a dizer que a tua moral é melhor que a deles, mas isso é só a tua opinião- Eles diriam o contrário, e diriam que o ateísmo jsutifica a perseguição de judeus e cristãos.

    Like

  22. Mats says:

    Pedro,

    Nem na porcaria do marxismo acertam

    O fundador do marxismo acertou ao dizer que o comunismo começa onde começa o ateísmo?

    Like

  23. Mats says:

    Joaquim,

    Por acaso tanto me faz que acreditem ou não, e que professem o que entenderem, até podem adorar vacas.
    Só vou aos arames quando tentam impor a vossa visão através de leis civis e da utilização do estado

    Mais ou menos o que fazem os darwinistas ao imporem a sua religião nas escolas públicas com dinheiro público?

    Like

  24. Mats says:

    Joaquim

    Tinha-te um pouco mais em consideração em termos fanáticos que o Matts, mas após a estupidez que disseste conseguiste iguala-no no podium da estupidez, ignorancia, demagogia e fanatismo religioso.

    Por outras palavras, se não se aceita a fantasia darwinista, somos “estupidos, ignorantes, demagogos, e fanáticos”.

    Reza uns pais nossos e faz uns exorcismos, como a outra demente da Pallin que talvez te passe.

    Sarah Palin está longe de ser demente. Tu deverias filtrar a porcaria que os média da estrema esquerda te ensinam, e tentar vêr as coisas como elas são.
    A Sarah Palin está longe de ser uma mulher da política, mas ela representa a verdadeira mulher americana (cristã, a favor da 2ªEmenda, contra o aborto, etc).
    O Obama é o candidato da extrema esquerda, tão à esquerda que muitos apoiantes da Hillary vão votar pelo McCain. Ou seja, nem mesmo as pessoas do seu próprio partido podem com o Obama.

    Like

  25. Joaquim Coelho says:

    Por outras palavras, se não se aceita a fantasia darwinista, somos “estupidos, ignorantes, demagogos, e fanáticos”.

    Não, há muitos que não aceitam a teoria da evolução e não são.

    São-no pelas tolices e inanidades que debitam.

    Like

  26. Joaquim Coelho says:

    Matts hoje ainda estás mais bronco que o costume.
    Quanto à moral absoluta treta.

    O ateismo não tem uma moral definida nem boa nem má.
    Existia moral antes do teus deus ser conhecido.
    E a moral tem sempre como base aquilo que de forma obvia prejudica ou beneficia as comunidade em geral. E evolui em função dos tempos.
    A escravatura já foi moralmente aceite, até pelo teu deusinho da treta.
    E deixa estar que a pseudo-moral cristã serviu de muito ao longo dos tempos enquanto se praticaram barbaridades religiosas e por religiosos
    A mim a religião e a sua moral não me incomoda nada. O que me incomoda são fanáticos como tu. Quase posso garantir que se vivesses no oriente e serias um bom candidato a terrorista islâmico 🙂

    Além de estupidez religiosa pessoalmente também és adepto de estupidez politica. Sempre que trataste assuntos políticos (quando falas da Europa demonstras uma tão grande ignorância que até dói) só dissertes asneiras e tonteiras que nem um miúdo de 10 anos diria.
    Bem sei que é influenciado pela religião, mas modera-te Matss, porque passar a vida a dizer asneiras é triste.

    Sarah Pallin é uma ignorante politica que desconhecia até o nome do presidente iraniano. (o que convenhamos é um pouco inconveniente numa candidata a vice)
    Espanha para ela não significava nada. Apesar de ter tido 1 curso rápido de politica internacional só diz asneiras sobre o tema.
    Defende o uso e porte de arma totalmente livre e a pena de morte.
    Abriu as portas à exploração petrolífera sem regras no Alasca com as futuras consequências ambientais.
    Nem sabe o que o seu chefe quer, visto tê-lo embaraçado ao defender posição idêntica ao de Obama.
    É defensora da politica financeira sem regras e sem supervisão de Bush que levou á actual situação financiara de pré hecatombe.
    É contra a implementação de um sistema nacional de saúde do que resulta que cerca de 30 por cento dos americanos têm uma protecção muito baixa em termos de saúde. Uma ONG que actuava no exterior está agora a actuar nos USA fornecendo serviços de saúde ao fim de semana e não conseguindo atender toda a gente que a solicita.

    Bom, mas não vou perder muito tempo com parvoíces de quem diz que Obama é de extrema-esquerda. Os democratas corresponderiam em Portugal á ala direita do PSD (quase extrema esquerda hã matts).

    Confirmo pelo que dizes que a tua ignorância politica é equivalente à cientifica.

    Essa do Obama ser de extrema-esquerda é comparável a monumental asneira do teu post sobre planetas.

    Like

  27. Beowulf says:

    “Mas vocês ateus têm uma coisa em comum: o ódio visceral a quem não partilha da vossa crença de que o universo e tudo que nele existe surgiu através de processos naturais.”

    Não Sabino, ódio visceral tinham os Nazis pelos Judeus. Eu não acho que tu devias ser gaseado ou submetido a experiências médicas grotescas.Antes pelo contrário, eu acho que tu devias ser acariciado por uma loira de peitos inflados extremament sensual em locais sensíveis. Como vê, não há aqui nenhum ódio visceral a ti. Eu acho é que tu precisas apenas de carinho!

    Like

  28. pedroromano says:

    «Não Sabino, ódio visceral tinham os Nazis pelos Judeus. Eu não acho que tu devias ser gaseado ou submetido a experiências médicas grotescas.Antes pelo contrário, eu acho que tu devias ser acariciado por uma loira de peitos inflados extremament sensual em locais sensíveis»

    Irra. Se é a paga por ser crente, até eu me converto! 😉

    Like

  29. Mats says:

    Joaquim,

    Matts hoje ainda estás mais bronco que o costume.
    Quanto à moral absoluta treta. O ateismo não tem uma moral definida nem boa nem má.

    Exactamente. Volta a lêr o que eu disse e vê que o que dizes não refuta o que eu disse.

    E a moral tem sempre como base aquilo que de forma obvia prejudica ou beneficia as comunidade em geral. E evolui em função dos tempos.

    De certo que não pensas assim. No entanto, se pensas assim, então não tens argumentos contra o Hitler, uma vez que para ele, os Judeus “prejudicavam a comunidade germânica”.

    A escravatura já foi moralmente aceite, até pelo teu deusinho da treta.

    A Bíblia não defende escravatura rácica. Mas mesmo que que defende-se, tu assumes que há algo de mal com a escravatura. Mas isso é uma opinião moral tua. O que tu consideras ser o “bem” ou o “mal” não se aplica a mim. Se Deus não existe, não há referência absoluta para a moralidade.

    E deixa estar que a pseudo-moral cristã serviu de muito ao longo dos tempos enquanto se praticaram barbaridades religiosas e por religiosos

    Barbaridades que TU consideras serem barbaridades.

    Além de estupidez religiosa pessoalmente também és adepto de estupidez politica. Sempre que trataste assuntos políticos (quando falas da Europa demonstras uma tão grande ignorância que até dói) só dissertes asneiras e tonteiras que nem um miúdo de 10 anos diria.

    Curiosamente, aquilo que tenho escrito é defendido por outras pessoas de “10 anos”. Entende uma coisa: só porque as pessoas não concordam contigo, isso não quer dizer falta de inteligência.

    Bem sei que é influenciado pela religião, mas modera-te Matss, porque passar a vida a dizer asneiras é triste.

    Experiência própria?

    Sarah Pallin é uma ignorante politica que desconhecia até o nome do presidente iraniano.

    Sim, o Obama nem sabia quantos estados há nos EUA . Muito “melhor”. Não só isso, mas é alguém associado a uma “igreja” racista, é um antigo companheiro de um terrorrista da extrema esquerda (Bill Ayers), promove o aborto de tal forma que se os bébés nascerem vivos, ele defende que se devem deixar os bébés morrer-
    A Sarah é governadora do Alaska, e conduziu uma política de limpeza no seu próprio partido. Os níveis de aprovação da Sarah no Alaska estão na ordem dos 80%. Mas pronto, tu sabes mais que eles.

    Defende o uso e porte de arma totalmente livre e a pena de morte.

    Mais coisas boas nela. Eu também defendo a pena de morte, e a posse de arma para defesa.
    Antigamente, nos EUA, as pessoas levavam armas para escolas, e ficando mesmo à vista nos carros. NO entanto, não havia nem metade dos ataques nas escolas que há hoje. A decadência moral, fortemente ajudada pela teoria da evolução e pelo ateísmo, tem elevado as mortes nas escolas públicas, a violência, a pornografia e tudo o mais.

    Abriu as portas à exploração petrolífera sem regras no Alasca com as futuras consequências ambientais.

    Duvido muito. Tens links para isso?

    É defensora da politica financeira sem regras e sem supervisão de Bush que levou á actual situação financiara de pré hecatombe.

    A situação actual não é só responsabilidade de Bush.

    Bom, mas não vou perder muito tempo com parvoíces de quem diz que Obama é de extrema-esquerda. Os democratas corresponderiam em Portugal á ala direita do PSD (quase extrema esquerda hã matts).

    Demonstras total ignorância do conteúdo ideológico do partido democrata. Não confudas os democratas americanos com os totalmente liberais europeus. Na eurolpa não existe aquilo que chamamos uma direita cristã como nos estados unidos. A direita europeia está uma desgraça. Ou está totalmente volta para ideias de esquerda, ou está cheia de neo-nazis. A única deireita em que eu confio é naquela representa pelos criacionistas americanos, tipo a Sarah. Repito, a Sarah tem muitos problemas, e tem que aprender muito, mas é bem melhor que o Obama.

    Essa do Obama ser de extrema-esquerda é comparável a monumental asneira do teu post sobre planetas.

    Lê sobre a ideologia do partido democrata americano. Vê quem o defende (abortionistas, homosexuais, ateus, ACLU – esquerda -, neo-stalinistas, marxistas, etc) e depois vê quem é o ignorante. Procura quem não apoia o Obama e depois vê se ele é ou não é da extrema esquerda.
    Antes de criticares, aprende.

    Like

  30. Joaquim Coelho says:

    A única resposta possivel ao teu delirio é:

    eh eh eh eh eh eh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eheh eh eh eh eh

    Like

  31. Joaquim Coelho says:

    Adoro o teu fanatismo cego:

    Clinton deixou o maior super-avit da história dos EUA.
    O Busha em 8 anos transformou-o no maior défice da história dos EUA.

    As questões ético-morais são apenas uma parte e pequena das ideologias politicas.

    Antes da treta do cristianismo não havia moral ?

    O candidato democrata à vice-presidência dos EUA, Joe Biden, venceu claramente a sua rival republicana Sarah Palin no único debate «vice-presidencial» que se realizou na quinta-feira, revela uma sondagem da CNN.

    até os apoiantes inefáveis do Busha o reconhecem: Eleições nos EUA: Sarah Palin resiste, Joe Biden ganha

    Entre os analistas a visão ainda é pior para Palin

    Claro que para fanáticos como tu (onde a única coisa que conta é a historieta do menino jesus) ela ganhou.
    O probblema é que o teu histórico de afirmações malucas te tira qualquer credibilidade.

    Grande bacorada Matts:
    A direita europeia está uma desgraça. Ou está totalmente volta para ideias de esquerda, ou está cheia de neo-nazis.
    Onde colocas o CDS ? (esquerda ou neo-nazis)

    Tu não tens uma visão politica Matts: tens apenas radicalismo criacionista e defendes tudo o que esses broncos defendem.

    Curiosamente, aquilo que tenho escrito é defendido por outras pessoas de “10 anos”.
    Tira 10 anos e mete fanáticos. E mesmo esses são mais moderados que tudo.
    Os 10 anos são um previlégio para ti e outros com a interpretação que tu fazes do que esses fanáticos dizem.

    A Bíblia não defende escravatura rácica
    Os teus truques já não enganam niguém.
    A escravatura é escravatura em qualquer situação e eu disse “escravatura” solo. Ok ?

    Na Europa a o centro-direita tem mais a ver com o partido Democrata que com o Republicano. Dizer que o partido Democrata é de extrema-esquerda é uma tolice que não lembra nem ao diabo.

    E ainda bem que fico a saber que és defensor da pena de morte e do uso livre de armas.
    Revela um pouco mais do que és. E ainda vens com tretas moralisticas.

    E como é obvio a moral evolui: há 2000 anos a escravatura, o assassinato dos vencidos, a violação, o direito de vida sobre filhos e esposa eram aceites pela generalidade da sociedade Romana e noutras sociedades.
    Hoje não. E os exemplos são aos milhares. E ainda bem que assim é.

    Presidenciais americanas. ‘Vice’ de McCain defende exploração petrolífera em parques naturais

    Durante décadas, a caça aos ursos polares foi uma tradição no Alasca. Mas depois da assinatura de um tratado para a protecção dos mamíferos marinhos em 1972, só os nativos continuaram autorizados a caçar estes mamíferos marinhos. Hoje, a maior ameaça a esses animais é a degradação do seu habitat, muito devido à exploração de petróleo naquele estado americano. E para Sarah Palin, candidata à vice-presidência do republicano John McCain, os recursos energéticos parecem estar à frente da fauna. E quando o Governo federal americano, já este ano, tentou classificar os ursos polares como espécie ameaçada, a governadora do Alasca fez tudo para travar a medida

    Governadora do Alasca desde 2006, Palin defende o alargamento da exploração de petróleo a novas áreas. A vice de McCain pretende alargar a perfuração à Reserva Natural do Árctico.

    esta mãe de cinco filhos, membros desde criança do maior lóbi das armas americano e caçadora convicta, se opôs à protecção dos ursos polares
    Chega ou queres mais Matts ?

    Like

  32. Joaquim Coelho says:

    E Palin não levou mais na pá, porque pouco ou nada disse. Refugiou-se em trivialidades e limitou-se a debitar o bem estudado esquema Republicano.
    Há que reconhece-lo.

    Pois é Matts, estes jornalistas são todos de extrema esquerda.

    Eu também defendo o aborto, o direito dos homosexuais, do divorcio, da separação estado/religião, e não sou de extrema-esquerda. Bem pelo menos segundo a definição de 99% das pessoas.

    Para ti serei certamente de extrema-extrema-extrema esquerda.
    És um cromo Matts 🙂

    Sobre a tua amiga Palin recaem graves acusações de absuso de poder no Alasca.

    Like

  33. Mats says:

    Joaquim da extrema esquerda:

    As questões ético-morais são apenas uma parte e pequena das ideologias politicas.

    Mais um erro. Se um político acredita no que a Bíblia diz, ele não vai suportar abortos, casamentos gay e outras coisas morais.
    Obama não acredita no que a Bíblia diz (embora se chame de “cristão”), como tal defende o infanticídio, o casamento gay, etc

    O candidato democrata à vice-presidência dos EUA, Joe Biden, venceu claramente a sua rival republicana Sarah Palin no único debate «vice-presidencial» que se realizou na quinta-feira, revela uma sondagem da CNN.

    Sabes como é que alguns republicanos chamavam à `CNN” durante a adminsitração Clinton? ? Clinton Network News.

    Pensa nisso e depois pergunta-te sobre as “sondagens” da CNN.

    Entre os analistas a visão ainda é pior para Palin

    Lê o post sobre a Palin e o Biden, e vê os artigos lá expostos. Até pessoas do DailyKos, que é extrema esquerda, dizem que a Sarah esteve melhor.
    Mas mesmo assim, se calahar o Obama vai ganhar. Tem o peso dos media todo do seu lado.

    Claro que para fanáticos como tu (onde a única coisa que conta é a historieta do menino jesus) ela ganhou.

    E tu és totalmente neutro em análises políticas, certo?

    O probblema é que o teu histórico de afirmações malucas te tira qualquer credibilidade.

    Isto vindo de uma pessoa que acha que a moralidade dos indivídous não influiencia as políticas, é deveras alarmante.
    A tua ignorância volutária sobre o assunto da moralidade na vida política leva-te a tapar os olhos como forma de observar o óbvio.

    Grande bacorada Matts:

    Jovem, é “Mats” só com um “t”. Onde é que vês dois “t” no meu nome ? loll

    A direita europeia está uma desgraça. Ou está totalmente volta para ideias de esquerda, ou está cheia de neo-nazis.
    Onde colocas o CDS ? (esquerda ou neo-nazis)

    O mesmo CDS que teve a homosexual Dina a cantar numa das suas convênções? Ou o mesmo CDS cujo líder (de então) Paulo Portas vai a mesquita e mostra “respeito” pela religião que desde sempre tentou destruir a europa?
    A direita europeia é um desgraça.

    Tu não tens uma visão politica Matts: tens apenas radicalismo criacionista e defendes tudo o que esses broncos defendem.

    Tu não tens uma visão politica Joaquim: tens apenas radicalismo evolucionista e defendes tudo o que esses broncos defendem.

    Curiosamente, aquilo que tenho escrito é defendido por outras pessoas de “10 anos”.
    Tira 10 anos e mete fanáticos. E mesmo esses são mais moderados que tudo.
    Os 10 anos são um previlégio para ti e outros com a interpretação que tu fazes do que esses fanáticos dizem.

    Tu também és um fanático, só que és um fanático darwinista. Tu não és contra os fanáticos. Tu és contra os fanáticos que são fanáticso por coisas que opem o teu fanatismo.

    A Bíblia não defende escravatura rácica
    Os teus truques já não enganam niguém.
    A escravatura é escravatura em qualquer situação e eu disse “escravatura” solo. Ok ?

    Amigo, mesmo que seja verdade (não é) não tens fundamento moral para atacar a moralidade da Bíblia. Não faças dizêr porquê outra vez.

    Na Europa a o centro-direita tem mais a ver com o partido Democrata que com o Republicano. Dizer que o partido Democrata é de extrema-esquerda é uma tolice que não lembra nem ao diabo.

    Eu disse que o OBAMA é extrema esquerda. A Hillary, embora pertença ao mesmo partido, não é de extrema esquerda.

    Vê se consegues entender o que te dizem, e não ponhas palavras na minha boca.

    E ainda bem que fico a saber que és defensor da pena de morte e do uso livre de armas.
    Revela um pouco mais do que és. E ainda vens com tretas moralisticas.

    Sim, de facto, o ser a favor da pena de morte a quem mata outro ser humano revela muito sobre mim. Para ti, como a moralidade é tão firme como os teus métodos de adivinhação, quem mata um ser humano propositadamente e premiditadamente não merece a pena de morte.

    E como é obvio a moral evolui: há 2000 anos a escravatura, o assassinato dos vencidos, a violação, o direito de vida sobre filhos e esposa eram aceites pela generalidade da sociedade Romana e noutras sociedades.
    Hoje não. E os exemplos são aos milhares. E ainda bem que assim é.

    Graças oa Cristinianismo que muitas das prácticas romanas foram abolidas. Mas continuas a falar de moralidade sem teres um fundamento absoluto para ele, para além da tua opinião pessoal.

    Presidenciais americanas. ‘Vice’ de McCain defende exploração petrolífera em parques naturais

    Durante décadas, a caça aos ursos polares foi uma tradição no Alasca. Mas depois da assinatura de um tratado para a protecção dos mamíferos marinhos em 1972, só os nativos continuaram autorizados a caçar estes mamíferos marinhos. Hoje, a maior ameaça a esses animais é a degradação do seu habitat, muito devido à exploração de petróleo naquele estado americano. E para Sarah Palin, candidata à vice-presidência do republicano John McCain, os recursos energéticos parecem estar à frente da fauna. E quando o Governo federal americano, já este ano, tentou classificar os ursos polares como espécie ameaçada, a governadora do Alasca fez tudo para travar a medida

    Amigo, a natureza foi feita para o homem, e não o cnotrário. Se eu estiver a morrer a fome, frio e sem roupa, vou deixar de caçar animais?
    Pensa.

    Esta mãe de cinco filhos, membros desde criança do maior lóbi das armas americano e caçadora convicta, se opôs à protecção dos ursos polares
    Chega ou queres mais Matts ?

    Cada vez gosto mais dela!

    E Palin não levou mais na pá, porque pouco ou nada disse. Refugiou-se em trivialidades e limitou-se a debitar o bem estudado esquema Republicano.
    Há que reconhece-lo. Pois é Matts, estes jornalistas são todos de extrema esquerda.

    Estás a falar do New York Times, que é declaradamente de esquerda? Ou do LA Times que é pior? Ou da anti-cristã CNN?
    Não há neutralidade, sr Joaquim.

    Eu também defendo o aborto

    Portanto, os ursos do Alasca tem direito à vida, mas os seres humanos não?

    o direito dos homosexuais,

    Mesmo sabendo que o estilo de vida homosexual, mesmo em países como a Holanda, gera mais problemas psicológicos, problems médicos, e muitas outras coisas para quem está nesse estilo de vida?
    Não sabia que suportavas estilos de vida que prejudicam as pessoas que estão neles. Também suportas o consumo de drogas?

    do divorcio, da separação estado/religião, e não sou de extrema-esquerda. Bem pelo menos segundo a definição de 99% das pessoas.

    Boa. quando te candidatares a presidente dos EUA, deposi falamos melhor.

    Like

  34. Joaquim Coelho says:

    Fonix Mats ainda és pior do que eu pensava.

    A moral é algo intrínseco e deve ser livre. Cada um faz o que lhe apetece.
    a bíblia não tem nada a ver com a minha vida pessoal.
    os malucos da religião pretendem transformar em leis civis as parvoíces da bíblia, do corão e outras tretas religiosas.

    A questão é que a moral não deve ser consignada em lei civil, apenas por ser moral.

    O assassinato é punido legalmente, não por uma questão de moral mas por uma questão de vivência em sociedade e em que existe uma regra básica: aquilo que prejudica os outros, ou viola a sua liberdade e os seus pertences é punido.
    Não por causa da moral. Pode haver quem ache que o assassinato é moralmente aceite, mas isso é problema dessa pessoa, não meu.
    Agora se assassinar, prejudicou e violou leis e regras essenciais á vivência em comunidade. E sobre essa forma de interagir, não prejudicando os outros que um estado de direito deve agir, e não por motivos morais.

    Eu não tenho de impor a minha moral ou amoral a ninguém, e não admito que a porcaria de uma religião tente transformar em lei civil tretas de moralidade.

    És politicamente e religiosamente completamente maluco e intolerante. DEUS nos livre de pessoas como tu ascenderem ao poder 🙂

    Eu também era capaz de ter gostado da Palin aqui há vinte anos, pelo aspecto hoje deve ter sido bem boazona.

    Quanto às perguntas tolas que fazes: Sou contra a pena de morte e activista da AI (uma perigosa organização de extrema esquerda 🙂 ).
    Sou a favor do aborto até à altura em que se torna viável a sua sobrevivência fora da placenta.
    Não considero que a vida humana seja semelhante em termos de direito à proto-vida de um embrião.

    Não sei se as tretas desse site ultra conservador têm alguma validade, mas admitamos que sim e respondo: sim. Cada um faz o que quer com a sua saúde e assume os riscos que quer. Desde que a opção seja tomada de livre vontade é com eles.

    E sim sou a favor da liberalização de drogas leves.

    As outras é preciso estudar melhor o assunto e saber que implicações tem para a sociedade, antes de decidir. Se for contra estas é por uma questão de protecção da sociedade em si e não de proteger o individuo. Ele tem de ser informado e escolher o que quer.

    E nem nos estados unidos seria de extrema esquerda: defendo o mercado livre e o capitalismo (embora com regras). Defendo que o estado deve servir de fiscalizador e regulador, mas não deve intervir na economia.
    Sou contra uma cultura de subsidio – dependência, embora ache que o estado tem obrigações em áreas essenciais como a saúde.

    A questão é que para os fanáticos da bíblia quem se esta borrifando para as tretas morais dessa coisa, é de extrema esquerda. Ou seja catalogam a politica segundo a aderência a esse livro estúpido.

    E não somos donos do planeta, temos a obrigação de o preservar e usufruir de forma correcta para passar o aluguer do nosso tempo de uso às futuras gerações.
    E os tontos do ultra-religiosos que defendem a não protecção ambiental parece que não sabem que no planeta terra tudo está interligado e que a destruição de uma coisa implica a destruição daqueles que dependem dela: incluindo nós.
    A capacidade de recuperação da natureza é extraordinária, mas não infinita e leva tempo.
    E nos últimos a150 anos temos destruído a um ritmo e dimensão impensável e insustentável.

    Um criacionista radical já chegou a defender que não vale a pena ter preocupações ambientais porque deus acabara com o mundo antes de haver problemas.

    E mesmo que não nos afectasse, os animais, plantas e planeta têm o direito de viver e usufruir dele.
    Só a tosca visão bíblica é que acha que não.

    Like

  35. Mats says:

    Joaquim,

    A moral é algo intrínseco e deve ser livre. Cada um faz o que lhe apetece.

    Se é assim, porque é que criticas aqueles que discordam da tua moral?

    Like

  36. Joaquim Coelho says:

    Matts: eu tenho cerebro para pensar. Tenho opinião, e tenho o direito de criticar o que os outros pensam, e eles o que eu penso. Por isso digo que a moral é de cada um, não sou obrigado é a concordar com ela.

    A pessoa pode fazer e eu criticar. Não posso é impedir e obrigar a outro comportamento porque eu não gosto.

    Agora se o que essa pessoa faz prejudica de forma gravosa outros ou a sociedade, então o estado tem obrigação de intervir. Não por motivos ideológicos ou morais, mas por regras necessárias á convivência na sociedade.

    Pinir o roubo, não é feito por ser moralmente errado, mas porque prejudica outros. Se roubar não prejudicasse mesmo que fosse moralmente condenado pela esmagadora maioria da população, não tinha de ser punido.

    Estás a perceber a minha opinião sobre esta coisa da moral/lei ?

    Like

  37. Mats says:

    Joaquim,

    Matts: eu tenho cerebro para pensar. Tenho opinião, e tenho o direito de criticar o que os outros pensam, e eles o que eu penso. Por isso digo que a moral é de cada um, não sou obrigado é a concordar com ela

    Mas ao não concordar com ela estás a dizer que a tua moral é superior a da pessoa que criticas. No entanto, se a moral “é de cada um”, e as pessoas são todas iguais, o que é que faz a tua moral melhor que a ds outros?

    Like

  38. Joaquim Coelho says:

    Bolas Mats, não sejas absurdo, não estou a dizer que é melhor ou pior.
    Mas que na minha opnião e na minha forma de pensar aquela é a minha opinião. E a minha opinião faz uma coisa melhor que a outra, ou pior.
    A moral e muitas coisas são subjectivas e dependem da opinião das pessoas. Por isso não devem ser impostas etransformadas em leis.

    Eu acho que um bom charuto Havano é melhor que um mau charuto Dominicano (e mesmo que um bom).
    E pode haver quem julgo o contrário. Agora eu não tenho qualquer dúvida : um bom Havano saba-me sempre melhor que um mau Dominicano que o preço obriga a fumar.

    Like

  39. Joaquim Coelho says:

    Mats, como aparentes não saber o que é o ateismo, e ligas ateismo a comunismo como sinonimos, deixo-te aqui um texto, que não sendo meu, representa aquilo que penso e que mostra o que o ateismo não é, e que regra geral insistes em dizer que é:

    O que o ateísmo não é

    Bertrand Russell, representante do ateismo fraco século XX.O ateísmo é considerado como uma posição ideológica em relação à crença em deuses. Não pode ser considerado como um tipo específico de religião já que, na maioria das definições aceitas, para que uma dada perspectiva seja classificada como tendo caráter religioso, esta deve ter como elemento central um ou mais deuses, ou entidades divinas. Certas correntes filosóficas podem ser consideradas como ateístas, mas o conceito de ateísmo não se prende a uma filosofia ou religião específica. Devemos lembrar que algumas correntes do Budismo e Jainismo podem ser denominadas ateístas por não apresentarem nenhuma definição de deus, (mas isso é controverso e não devemos confundir Budismo com ateísmo, ou, muito menos, o inverso).

    De fato, existem tantos ateus, diferentes entre si, quanto as pessoas de uma dada população, no seu todo. Pelo simples fato de uma pessoa ser atéia, não se pode inferir que esta pessoa esteja alinhada a qualquer crença positiva particular (isto é, que não se limite à ausência de crença) e não implica a aceitação de qualquer sistema filosófico específico. O ateísmo também não é uma visão do mundo ou um modo de vida: existem ateus com os mais diversos gostos musicais, preferências políticas, clubes de futebol, escolhas morais, etc. Além disso, o indivíduo ateu não é necessariamente ligado ao comunismo ou a qualquer outro sistema particular de organização social. Os ateus representam muitas vertentes do espectro político. Obviamente, o fato dos ateus discordarem das idéias de pessoas religiosas não significa que defendam a perseguição dos religiosos – embora algumas correntes políticas tenham optado pela repressão, como na antiga União Soviética, alegando que os religiosos tinham sido cúmplices do regime czarista.

    Em discursos contra o ateísmo são, ainda, frequentes algumas acusações infundadas e que entrariam mesmo em contradição com a própria definição do termo. Por exemplo, os ateus não defendem a adoração de Satã (do hebraico satan, “o adversário”), já que a crença em forças demoníacas só faria sentido se se aceitasse a existência de um ou mais deuses. O Satanismo, portanto, é uma religião por definição, sendo rejeitada pelos seguidores do ateísmo. As crenças típicas da “nova era”, ou semelhantes, são também rejeitadas, em princípio, por qualquer ateu.

    Like

    • Sodré says:

      Difícil comentar o evidente…, só que inconveniente para a propaganda adversária…
      Ainda assim, porque falar de “ateísmo fraco” em vez de simples “descrentes”? Será de juntar todo o “não-teísmo” numa grande massa de “ateísmo” com várias correntes dentro de si? Ou será mais correto a separação em diversas correntes das quais o “ateísmo” seria apenas a mais radical? (ateísmo = ateísmo forte).
      Por mim, tendo a ver o ateísmo apenas como o ateísmo forte…, mas tenho de reconhecer que o comum dos crentes tende a considerar “ateu” todo e qualquer descrente do Deus bíblico ou alcorânico, o que encaro como simplismo ignorante… Já os “militantes religiosos” “têm dias” e, conforme lhes convém num dado momento, ora chamam ateus a todos, ora só aos “radicais”.

      Like

  40. Sodré says:

    http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2014/06/1476610-nigeriano-e-internado-depois-de-se-dizer-ateu.shtml

    Um mero descrente num país de ignorância e obscurantismo…, só o conhecimento liberta.

    Like

    • Lucas says:

      Esperamos ansiosamente que os grupos ateus ocidentais desenvolvam esforços para salvar estes homem.

      Like

  41. Nilson says:

    Um ateu provoca mais o sobrenatural de Deus do que um cristão sem fé.

    Like

    • Sodré says:

      Não é o “sobrenatural de Deus” que é provocado…, o que é provocado é o poder sobre as pessoas e seus comportamentos daqueles que manipulam esse “sobrenatural de Deus” em prol dos seus interesses pessoais de domínio social… É sempre o poder de homens sobre outros homens o que realmente está em causa… Deus é mero pretexto para justificar a opressão duns sobre outros…

      Like

      • Lucas says:

        Não é o “sobrenatural de Deus” que é provocado…, o que é provocado é o poder sobre as pessoas e seus comportamentos daqueles que manipulam esse “sobrenatural de Deus” em prol dos seus interesses pessoais de domínio social…

        Só que não há forma de confirmar esta tese sem a mesma lógica ser usada para QUALQUER coisa.

        É sempre o poder de homens sobre outros homens o que realmente está em causa… Deus é mero pretexto para justificar a opressão duns sobre outros…

        O mesmo se aplica à teoria da evolução? Ou neste caso o “poder de homens sobre outros homens” já não está em causa?

        Mais uma vez, crias critérios arbitrários que podem ser logicamente usados contra que tu defendes

        Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s