Corrupção Na União Europeia

E a corrupção continua. Esta é a mesma organização que promove o islão na europa, e combate o criacionismo bíblico por ser “um atentado aos direitos humanos” (!)
.……………………

Sleaze might bring down the EU

Posted By: Daniel Hannan at Jun 11, 2008 at 22:22:00 [General]

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Política, Sociedade and tagged , . Bookmark the permalink.

23 Responses to Corrupção Na União Europeia

  1. PR says:

    lol

    O próximo post pode ser Pedofilia na Igreja Católica.

    Ou Mentira e Aldrabice nas Igrejas Evangélicas.

    Ou Evangélico viola criança de cinco anos.

    E depois tens de vir dizer que sem Deus não há certo e errado. 😀

    Like

  2. Ska says:

    Este consegue ser o post mais estúpido que alguma vez fizeste.

    Like

  3. Mats says:

    Ska,

    Este consegue ser o post mais estúpido que alguma vez fizeste.

    Bolas, todos os posts são sempre mais “estupidos” que o anterior? 🙂
    Incrível!
    Ficava-te bem indicares a “estupidez” do post.

    PR

    lol
    O próximo post pode ser Pedofilia na Igreja Católica.
    Ou Mentira e Aldrabice nas Igrejas Evangélicas.
    Ou Evangélico viola criança de cinco anos.
    E depois tens de vir dizer que sem Deus não há certo e errado.

    Eu tenho a certeza que esta “resposta” tem um objectivo.. Queres ser mais específico? 🙂

    Like

  4. Ska says:

    “Bolas, todos os posts são sempre mais “estupidos” que o anterior? 🙂
    Incrível!
    Ficava-te bem indicares a “estupidez” do post.”

    Nunca disse que os outros eram sempre mais estúpidos.

    “Esta é a mesma organização que (…)”

    A estupidez está nesta associação de ideias. Como, de resto, o PR já respondeu também

    Like

  5. PR says:

    «Bolas, todos os posts são sempre mais “estupidos” que o anterior?»

    LOL

    «Queres ser mais específico?»

    Não posso… 😛

    Like

  6. Mats says:

    A estupidez está nesta associação de ideias. Como, de resto, o PR já respondeu também

    A “associação de ideias” é relevante porque a falta de moralidade numa actuação pode explicar a sua rejeição do criacionismo.
    Quanto menos uma pessoa acredita que um dia vai ter que responder ao Criador pelas escolhas que fez durante vida, mais propensas elas estão para se degenerarem, “cristãos” incluídos. Como tal, a “associação de ideias” é relevante.

    Like

  7. Ska says:

    “Quanto menos uma pessoa acredita que um dia vai ter que responder ao Criador pelas escolhas que fez durante vida, mais propensas elas estão para se degenerarem, “cristãos” incluídos. Como tal, a “associação de ideias” é relevante.”

    quanto mais medo uma pessoa tiver do big brother melhor é? excelente visão do mundo. “sou boa pessoa porque senão o chefão mata-me”.
    A associação é tão boa como a dos padres pedófilos. Quanto menos medo tiverem da justiça humana e acreditarem que têm algum efeito na justiça divina… vale tudo

    Like

  8. alogicadosabino says:

    Este pessoal vem com os evangelicos que roubam e que violam… por cada caso que eles apresentam de um evangelico que rouba ou viola, nós damos 10 ateus que roubam e violam… basta abrir o jornal todos os dias.

    Like

  9. Mats says:

    Ska,


    “Quanto menos uma pessoa acredita que um dia vai ter que responder ao Criador pelas escolhas que fez durante vida, mais propensas elas estão para se degenerarem, “cristãos” incluídos. Como tal, a “associação de ideias” é relevante.”

    Quanto mais medo uma pessoa tiver do big brother melhor é?

    Quanto mais uma pessoa se mentalizar que actos têm consequências, melhor é.

    excelente visão do mundo. “sou boa pessoa porque senão o chefão mata-me”.

    Que tal “Eu não tomo droga porque sei que mais tarde há más consequências”? É isto uma “excelente visão do mundo”, ou é melhor ignorar este tipo de lóica?

    A associação é tão boa como a dos padres pedófilos.

    Padres pedófilos não são pessoas que acreditam que actos têm consequências, senão não seriam pedófilos (Tito 1:16).

    Quanto menos medo tiverem da justiça humana e acreditarem que têm algum efeito na justiça divina… vale tudo

    Só é pena que a Justiça Divina condena a pedofilia, coisa que a “justiça humana” nem sempre condena.

    Like

  10. PR says:

    «Que tal “Eu não tomo droga porque sei que mais tarde há más consequências”? É isto uma “excelente visão do mundo”, ou é melhor ignorar este tipo de lóica?»

    De facto, é melhor ignorar. 99% dos medicamentos são, na prática, drogas. A razão pelas quais a tomamos é exactamente porque têm boas consequências. As que têm más consequências são de evitar exactamente porque têm más consequências. Ó Mats, sinceramente. Isto está pior do que a coisa das gaivotas…

    Like

  11. Mats says:

    PR,

    De facto, é melhor ignorar. 99% dos medicamentos são, na prática, drogas.

    Então….como 99% dos meds são, “na práctica”, drogas, e como a heroína é uma droga, então…. pode-se tratar do consumo da heroína como se trata o consumo da aspirina?

    Não brinques com as pessoas.
    Condicionar o seu comportamento devido a más consequências futuras é a coisa mais normal do mundo. O irracional é saber-se que Deus existe, mas agir como se Ele não existisse.

    A razão pelas quais a tomamos é exactamente porque têm boas consequências.

    Então pode-se consumir heroína à vontade?

    As que têm más consequências são de evitar exactamente porque têm más consequências. Ó Mats, sinceramente. Isto está pior do que a coisa das gaivotas…

    Então concordas comigo: é de se evitar comportamentos que têm consequências negativas, tal como é de evitar comportamentos morais que têm consequências negativas, que nesta vida, quer na vida que existe depois da morte biológica.

    Like

  12. Ska says:

    “pode-se tratar do consumo da heroína como se trata o consumo da aspirina?”

    Começou por ser “o medo do chefão, tenho de acreditar nele e temê-lo porque no dia do juízo final sou castigado por não ter acreditado com todas as células”; passou a ser toxicodependência, agora já vais em legalização da heroína?

    Já ouviste falar numa cena chamada morfina? É um fármaco ou uma droga?

    Like

  13. PR says:

    «Então pode-se consumir heroína à vontade?»

    Eu penso que o que eu disse foi exactamente o contrário: uma vez que a heroína não tem propriamente boas consequências, recomenda-se alguma prudência.

    Mas, desde que se assumam as consequências, não vejo por que não se possa consumir. O meu primo come quatro malgas de leite creme por dia. Desde que depois se aguente com a diarria…

    «Então concordas comigo: é de se evitar comportamentos que têm consequências negativas, tal como é de evitar comportamentos morais que têm consequências negativas»

    Eu não digo que é de evitar num sentido moral. O que eu digo é que alguma coisa com más consequências para a própria pessoa deve ser bem ponderada. Mas não é, em si, moral ou não. A moral emerge do relacionamento entre as pessoas.

    Agora era o momento em que se podia falar da moral enquanto avaliação das consequências (utilitarismo) ou da moral enquanto imperativo categórico (kant), mas já se sabe que a vossa bibliografia é bastante restrita e permanece relativamente estável desde há 2000 anos.

    Like

  14. BR says:

    “Este pessoal vem com os evangelicos que roubam e que violam… por cada caso que eles apresentam de um evangelico que rouba ou viola, nós damos 10 ateus que roubam e violam… basta abrir o jornal todos os dias.”

    Como sabes se são ateus? Agora viras com o argumento mas se roubam e violam não acreditam em Deus. Mas ao mesmo tempo não refutas que hajam evangélicos que roubam e violam. Tu falhas Sabino

    “Que tal “Eu não tomo droga porque sei que mais tarde há más consequências”?”

    O seu argumento primeiro falava sobre algo vivo e consciente que ira julgar-te no “Juizo Final” por tuas ações e passou para o consumo de substancias que danificam o corpo humano???

    Like

  15. Mats says:

    PR,

    «Então pode-se consumir heroína à vontade?»

    Eu penso que o que eu disse foi exactamente o contrário: uma vez que a heroína não tem propriamente boas consequências, recomenda-se alguma prudência.

    Deixa-me repetir o que escrevi:
    “Quanto menos uma pessoa acredita que um dia vai ter que responder ao Criador pelas escolhas que fez durante vida, mais propensas elas estão para se degenerarem, “cristãos” incluídos.
    De maneira nenhuma isto valida o consumo de drogas. É precisamente o contrário.
    Quanto menos uma pessoa acredita que ela foi criada por Deus, mais propensa ela a adoptar comportamentos que ela julga não terem consequências espirituais. Isso pode explicar o porquê de a União europeia estar cheia de corrupção, e ao mesmo tempo ser contra o criacionismo.

    mas já se sabe que a vossa bibliografia é bastante restrita e permanece relativamente estável desde há 2000 anos.

    Boa tentativa de humor.

    Like

  16. PR says:

    «Boa tentativa de humor.»

    Não é humor. A treta da religião enquanto fundamento da moral já era gozada pelo Aristóteles. Desde então, apareceram Stuart Mill, Kant, Bentham, Ascomb, Singer, Nietzche, etc. Os criacionistas enterraram a cabeça na areia.

    «Quanto menos uma pessoa acredita que ela foi criada por Deus, mais propensa ela a adoptar comportamentos que ela julga não terem consequências espirituais. Isso pode explicar o porquê de a União europeia estar cheia de corrupção, e ao mesmo tempo ser contra o criacionismo.»

    Lol

    Like

  17. alogicadosabino says:

    BR,

    “Como sabes se são ateus? Agora viras com o argumento mas se roubam e violam não acreditam em Deus.”

    Posso partir deste princípio: Se os jornais tratam de referir que determinado ladrão ou violador é evangélico, então quando os jornais não revelam a confissão religiosa de determinado ladrão ou violador , esse tal é ateu.

    Felizmente, praticamente só os tablóides brasileiros fazem menção às confissões religiosas dos prevaricadores. Os jornais a sério sabem como fazer jornalismo.

    “Mas ao mesmo tempo não refutas que hajam evangélicos que roubam e violam.”

    Nem me cabe a mim refutar nada disso. Só sou responsável pelas minhas acções.

    “Tu falhas Sabino””

    Todos os dias.

    Like

  18. Mats says:

    PR,

    «Boa tentativa de humor.»

    Não é humor. A treta da religião enquanto fundamento da moral já era gozada pelo Aristóteles. Desde então, apareceram Stuart Mill, Kant, Bentham, Ascomb, Singer, Nietzche, etc. Os criacionistas enterraram a cabeça na areia.

    Mas eu nunca disse que a “religião” (seja lá o que isso for) é o fundamento da moral. Porque é que, para variar, não respondes a coisas que eu digo, em vez de “responderes” com respostas pré-programadas a questões imaginadas?

    Por favor, lê outra vez o post, e tenta comentar contextualmente.

    Tal como eu já disse várias vezes em vários blogs, todo o ser humano tem dentro de si moralidade. Todos nós fazemos juízos de valor, e consideramos algumas coisas como “boas” e outras como “más”. A questão levanta-se quando duas pessoas com moralidades distintas entra em conflito. Se Deus não existe, qual é a moralidade que deve ser seguida, e porquê? Se o bem e o mal são definidos por nós, então qualquer moralidade feita por humanos é válida.
    Se não existem absolutos morais, que é o que a corrupta UE pelos vistos acredita, então de que forma podemos condenar os actos de Hitler como errados?

    Se existem coisas que são absolutamente erradas, independentemente de quem as faça, onde as faça, e porque as faça, o que é que torna essa moral absoluta?

    Tu, como sempre, vais dizer que existem “boas pessoas” que não acreditam em Deus. O problema é: elas são boas de acordo com que lei moral? É essa lei moral absoluta, ou é relativa a ti próprio? Se é absoluta, o que é que a torna absoluta? Se é relativa, então essas “boas pessoas” se calhar são “boas” para ti mas não para mim.

    Se Deus não existe, então a moralidade é o que cada pessoa diz que é.

    Vocês ateus pensam que, ao “livrarem-se de Deus” (embora vivam do ar que ELe providencia, vejam à luz do Seu sól, bebam a agua que Ele providencia), tornam-se “livres”, no entanto exactamente o contrário acontece.

    O século 20 deveria ser um bom exemplo da “liberdade” que há debaixo do jugo da moralidade humana/ateísta/materialista/evolucionista (Hitler, Mao Tse Tung, Pol Pot, Stalin, etc).

    Like

  19. PR says:

    Lol desisto.

    Like

  20. BR says:

    Sabino

    Somente especulas a religião dos delatores.

    Atacar meu país de origem não ajuda em nada.

    Mats, Precisas mesmo de algo absoluto para ter como moralidade, uma pedra forte para ancorar sua personalidade submissa daonde podes olhar os outros com uma sensação de superioridade sobre nós os desprezíveis infiéis ignorantes?

    “livrarem-se de Deus”

    Não imagino-me se livrando de algo que nunca existiu.

    Like

  21. alogicadosabino says:

    “Somente especulas a religião dos delatores.”

    Diz onde é que o meu raciocínio está errado.

    “Não imagino-me se livrando de algo que nunca existiu.”

    A loucura dos ateus!

    Like

  22. Mats says:

    BR:

    Mats, Precisas mesmo de algo absoluto para ter como moralidade

    Tal como já disse várias vezes, todo o ser humano tem moralidade. O problema é que se não há uma forma absoluta para demarcar o bem do mal, toda a moralidade humana é igualmente válida, incluindo o racismo, a pedofilia e tudo o mais.
    Eu espero não ter que voltar a dizer isto.

    , uma pedra forte para ancorar sua personalidade submissa daonde podes olhar os outros com uma sensação de superioridade sobre nós os desprezíveis infiéis ignorantes?

    Tito 1:15 para ti, amigo.

    Like

  23. BR says:

    “Tal como já disse várias vezes, todo o ser humano tem moralidade. O problema é que se não há uma forma absoluta para demarcar o bem do mal, toda a moralidade humana é igualmente válida, incluindo o racismo, a pedofilia e tudo o mais.”

    Vou dar um Exemplo; Na Papua-Nova Guiné, existe o hábito de ‘honrar’ os mortos praticando o canibalismo em seus corpos. Para nós, ocidentais, isso é abominável e mau. Já para eles nós somos abomináveis e maus por não honrar os espíritos dos mortos. Voçe, acredita que a moral absoluta é de acordo com a Bíblia, já eles acreditam que a moral absoluta é a ensinada através de suas tradições.No caso da pedofilia, sabemos com certeza que na maioria das vezes que isto ocorre as vítimas ficam com sequelas profundas, então como nós condenamos os que causam sofrimento, decidimos que tal agressor deve ser punido.

    “Tito 1:15 para ti, amigo.”
    Acusas-me de impuro e corrupto! Sou sim, como o resto da raça humana.

    Sabino

    Aqui acredito que aqui mostro sua logica. Alguem diz que viu uma bola. Como não diz a cor de tal bola, assumo que seja Cinza.

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s