“Tudo Menos Deus, Por Favor!”

Será que a calibração perfeita do universo exige uma crença em Deus? Ou será que a teoria dos multiversos permite um universo auto-perpetuante, eterno, e sem Deus?
.
Numa entrevista publicada na Discovery Magazine, Tim Folger explorou este tópico com Andrei Linde, um cosmólogo da Stanford. O início da entrevista resume de forma sucinta a controvérsia:

“O nosso universo está perfeitamente arquitetado para a vida. Isto pode ter sido causado por Deus, ou pode ser que o nosso universo seja um de muitos.

Folger e Linde repetiram enfaticamente que o nosso universo parece ter sido criado. Linde afirma: “Nós estamos presentes a um número elevado de coincidências, e todas estas concidências estão de tal forma que elas permitem que a vida seja possível.”
.
Folger afirmou que os físicos não gostam de coincidências. Para evitá-las, alguns cosmólogos foram forçados a postular que o nosso universo pode ser um de muitos.
.
A pergunta que surge na mente é: O que é que os forçou a postular essa hipótese? De certo que não foi nenhuma observação científica uma vez que, até hoje, não há evidência nenhuma da existência de outros universos materiais para além do nosso. Provavelmente eles foram “forçados” a postular uma hipótese não-científica por motivos ideológicos, os mesmos motivos que levam homens inteligentes a acreditar que dinossauros evoluiram para pássaros.
.
Segundo a teoria dos multiversos, supostamente o que aconteceu é que nós habitamos um dos muitos universos que, por acaso, tem as constantes da Física perfeitamente ajustadas para a existência da vida.
.
O todo poderoso “acaso”. Sim, se Deus não existe, então o “acaso” tem que ser o nosso “criador”. Impressionante que pessoas inteligentes atribuam poderes criativos às forças da natureza. Mas se levarmos em conta Romanos 1, talvez não seja tão impressionante. A ginástica mental que as pessoas fazem para rejeitarem o óbvio (Deus Criador) é perfeitamente manifesto na teoria dos “multiversos”.

“Chamem-no de um golpe de sorte, um mistério, um milagre. Ou chamem-no de o maior problema para a Física”.

Como é que a ordem do universo é uma problema para a Física? A ordem existente no universo não é um problema para a Física mas sim para o Naturalismo. Como é hábito nos cientistas seculares, eles equivocam o Naturalismo com a ciência.

“Em vez de se invocar Um Criador Benevolente, muitos físicos vêem apenas uma explicação possível: o nosso universo pode ser um de um numero infinito de universos.”

Tradução: muitos físicos vêem apenas uma explicação NATURALISTA possível: tudo isto foi uma coincidência!
Por outras palavras, em vez de aceitarem as evidências, postularam uma teoria que não tem evidências nenhumas como forma de manterem Deus Afastado.

“Os críticos dizem que a teoria dos multiversos não é uma teoria científica uma vez que ela não pode ser confirmada nem refutada.”

Obviamente! Este é mais um exemplo em como a ciênca está a ser destruída devido ao Naturalismo.

“Os proponentes da teoria afirmam que, quer se goste ou não, esta hipótese pode muito bem ser a única alternativa não-religiosa para o que é chamado de “o problema da calibração afinada” – a observação de que as leis do universo aparentam terem sido feitas à medida para o aparecimento da vida.

Por outras palavras, “vamos aceitar o que é totalmente não-científico, não-observável, não-refutável porque não gostamos de Deus”.
.
Linde afirmou que:

“Para mim, a realidade da existência de muitos universos é uma possibilidade lógica.”

Não, não é uma “possibilidade lógica” mas sim uma necessidade ideológica.

“Pode ser dito como resposta ‘Talvez isto seja uma coincidência misteriosa. Talvez Deus tenha criado o universo para o nosso benefício'”

Escolha difícil: 1) Coincidência ou 2) Design. Hmmm…….

Well, I don’t know about God, but the universe itself might reproduce itself eternally in all its possible manifestations.”

Nem me dei ao trabalho de traduzir isso para que as pessoas leiam e vejam um dos pontos mais baixos do pensamento humano, se é que se pode chamar isto de “pensamento”.
.
O artigo diz ainda:

If you don’t want God, you’d better have a multiverse.

Então……segundo o artigo, a razão que leva estes cientistas a postularem a teoria dos multiversos, é puramente ideológica. Não gostam de interpretações que estejam de acordo com a crença de Deus, e como tal, preferem acreditar naquilo que não tem evidências a seu favor. Isto é o ateísmo a suprimir a conclusão mais óbvia.
.
Interessante.

Conclusão:
Se mais evidências fossem necessárias para se vêr que as crenças pessoais têm um peso enorme na forma como interpretamos as evidências, este artigo dissipa todas as dúvidas.
Estes cientistas, sabendo que a explicação mais lógica para a ordem existente no universo é a Acção Criadora de Deus, preferem imaginar fábulas enganosas como forma de manterem a sua fé nos poderes mágicos da natureza. Coisas como esta acontecem não só na Astronomia, mas principalmente na Biologia. Sabendo a verdade, os naturalistas preferem aceitar a fábula do darwinismo como forma de manterem a sua fé em Darwin, em vez de aceitarem o que Revelação 4:11 diz:

“Digno és, Senhor, de receber glória, e honra, e poder; porque Tu criaste todas as coisas, e por Tua Vontade são e foram criadas.”

Será que vale a pena perder a alma por causa de teorias tão ridículas como a teoria da evolução, ou a teoria dos multiversos? Eu acho que não…

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Cosmologia and tagged , , , . Bookmark the permalink.

11 Responses to “Tudo Menos Deus, Por Favor!”

  1. Mats says:

    Incrível como este post passou bem por baixo do radar darwinista. 😀

    Like

  2. Ska says:

    “O todo poderoso “acaso”. Sim, se Deus não existe, então o “acaso” tem que ser o nosso “criador”. Impressionante que pessoas inteligentes atribuam poderes criativos às forças da natureza.”

    Porquê? Nunca ouviste falar de contas probabilísticas?

    Like

  3. Darjo says:

    “Incrível como este post passou bem por baixo do radar darwinista.”

    Mats,

    Este e o “o Naturalismo e a Ciência”.

    Like

  4. Mats says:

    Ska,

    Porquê? Nunca ouviste falar de contas probabilísticas?

    Sim, já. De que forma é que isso é relevante para o tópico?

    Like

  5. alogicadosabino says:

    “Incrível como este post passou bem por baixo do radar darwinista.”

    A minha versão deste post também passou ao lado do radar darwinista :]

    Like

  6. ELTON says:

    INFESLIMENTE O ORGULHO O EGOISMO E A REBELDIA DO HOMEM CAIDO, SE REVELA EM SUA FORMA DE DESACREDITAR O CRIADOR, E A TEREM MESTRES SEGUNDOS SEUS PROPRIOS PENSAMENTOS, SE APOIANDO EM ACHADOS, NA NATUREZA, EM CIVILIZAÇÕES ANTIGAS, E NÃO QUEREM ADMITIR A EXISTENCIA DE UM UNICO SENHOR. SEM O QUAL NADA DISTO EXISTIRIA INCLUSIVE ELES……………………

    Like

  7. Sodré says:

    Certos factos da Natureza ainda não estão explicados ou mesmo nunca serão explicados pela ciência produzida pelos recursos limitados da humanidade, logo é preciso inventar uma estória que recorra ao sobrenatural para nos sentirmos bem com uma suposta “explicação”, que até traz o bónus de nos “salvar” pessoalmente (se estamos a inventar o melhor é fazê-lo em grande)…
    Exatamente o mesmo acontecia quando a ciência não explicava o trovão e os raios, mas era preciso um “explicação”… Thor, evidentemente… e então nem havia inteligentes descrentes, e mesmo assim essa “explicação” acabou sendo superada… As “explicações” vão sendo superadas, e os devotos de todos os tempos vão tendo de se habituar e adaptar, reinventando as suas crenças e “explicações”, sempre resistindo à luz da razão.

    Like

    • Lucas says:

      As “explicações” vão sendo superadas, e os devotos de todos os tempos vão tendo de se habituar e adaptar, reinventando as suas crenças e “explicações”, sempre resistindo à luz da razão.

      Isso parece mesmo a teoria da evolução.

      Like

  8. jephsimple says:

    “reinventando as suas crenças e “explicações”, sempre resistindo à luz da razão.”

    Quando os dados contrariam “TE” essa frase se encaixa bem.

    Nem é preciso descartar essa hipótese…

    Like

  9. Sodré says:

    Pois é…, o problema é mesmo a parte anterior e assaz maioritária do meu texto… Aí nem uma palavra…, evidentemente…

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s