Resposta ao Leandro – O Design é Aparente – Parte 2

Mais um leque de respostas ao argumentativo Leandro relativas a este post.

«A minha pergunta era exactamente o porquê de tu assumires que a nossa observação (e não intuição) está enganada quando concluímos que o design por trás das formas de vida tem uma Causa Inteligente?»

(…) eu não disse que o criacionismo estava errado.

O teu post: o evolucionismo está errado porque a maioria da população admitiria que o mundo vivo aparenta ter uma origem inteligente.

Eu não disse que o evolucionismo está errado porque a maior parte das pessoas apercebem-se que há design por trás das formas de vida. Repara no que eu disse:

“A pergunta impõe-se: A que é que se deve o fracasso darwinista em fazer vêr as pessoas que o mundo animal criou-se a si próprio? Das duas uma:
1. Ou os darwinistas são mesmo péssimos professores (o que eu duvido),
2. Ou as evidências de design na natureza são tão óbvias que até os seculares rejeitam teorias que dizem o contrário daquilo que podemos observar.”

Vês alguma parte do texto que diga que o criacionismo está certo (ou o evolucionismo está errado) apenas porque a maior parte das pessoas vê design no mundo animal?

A minha resposta: esse argumento não é válido, dado que muito do que sabemos hoje corresponder à realidade vai contra as aparências.

Questão frontal, simples e directa: continuas a achar o teu argumento inicial como sendo válido, Mats?

Claro que sim. Eu ainda penso que o fracasso darwinista em convencer os seculares ingleses que o mundo animal criou-se a si próprio deve-se ao facto de a natureza exibir evidências de design. Tens alguma outra razão para explicares esse facto? Como é que explicas que na terra do Charles Darwin (e depois de décadas de posição previlegiada nas escolas públicas) os darwinistas só tenham convencido cerca de metade da população de que mundo animal criou-se a si próprio?

«Mas todo o “aparentemente” é um engano?»Mais uma vez, lá estás tu a tirar nabos da púcara! Eu não disse que todo o aparentemente é um engano: se leres bem – mas tens de ler mesmo bem, Mats! – vês que o que eu disse foi que não é por ser aparente que é verdade.

Não foi só isso que tu disseste, amigo Leandro. Tu usaste de exemplos de coisas que eram aparente mas falsas como analogia para o facto de o design na biologia ser aparente mas, segundo a tua visão, essa aparência de design é tão falsa como a aparência do sól se mover à volta da Terra. A minha pergunta é: O que é que te faz pensar que o design do mundo animal é falso? Nós descobrimos que o sól não se move à volta da Terra mas o contrário devido a observações contrárias. Qual foi a observação que te fêz vêr que o design na Biologia não está lá? Percebes onde quero chegar?

Vês a diferença? Não? Eu ajudo: não é por ser aparente que é verdade, nem é por não ser aparente que é mentira, nem é por ser aparente que é mentira, nem é por não ser aparente que é verdade. Ficou claro, agora?

Já tinha ficado claro há muito. O problema é que tu dizes “O facto de ser aparente não quer dizer que seja verdade uma vez que houve outras coisas que eram aparentes mas que eram falsas!”
Pois bem. É o aparente design existente no mundo biológico falso ou verdadeiro?

«Porque é que as pessoas julgam que as formas de vida possuem um design embutido nelas?»

Oblá, eu já te respondi a isto! Espera… deixa-me ir ali… Ah! Cá está! Pelo mesmo motivo que durante muito tempo acharam que: a Terra aparenta ser plana; a Terra aparenta estar no centro do Universo; os objectos aparentam movimentar-se apenas quando sobre eles é exercida uma força; um relâmpago aparenta vir do céu e “cair”; o vermelho aparenta ser “mais quente” que o azul; o tempo e o espaço aparentam ser referenciais estáticos; os objectos mais pesados aparentam cair com maior aceleração que os objectos mais leves; etc.

Sim? Porque é que as pessoas pensavam nessas coisas, e porque é que as pessoas hoje em dia apercebem-se de design por trás das formas de vida? Não chegaste a dar uma resposta, e voltaste a usar da analogia que parece supor que uns estão tão errados como os outros.

«No caso da Biologia, qual é a observação (algo que podemos vêr a contecer à nossa frente) que refuta a sugestão que o design existente no mundo animal tem uma Causa Inteligente?»

Isto é de uma patetice tão grande e tão ignorante que nem sei por onde lhe pegar: diz-me, doce Mats, quantas teorias científicas aceitas e conheces tu e que não envolvam fenómenos que podes ver acontecer à tua frente? 🙂

Nao chegaste a dar uma resposta à minha pergunta, mas respondo à tua pergunta: A ciência histórica não depende de eventos que se possam reproduzir. Por exemplo, as teorias relativas ao Antigo Egipto não podem ser testadas da mesma forma que testmos as teorias da Química.

Fica a minha pergunta:

Porque é que é tão difícil de aceitar a noção evolucionista que afirma não haver nenhum design por trás das formas de vida?

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Não classificado and tagged , , . Bookmark the permalink.

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s