Resposta ao Leandro – Parte 4

Continuando a série onde o Leandro tenta dizer o porquê não podermos inferir causa inteligente por trás da biosfera

«Mas Dawkins diz…»Então seria melhor ires falar com ele 🙂

Mas não é isso que vocês dizem quando querem listar “cientistas” que escrevem sobre a evolução. Mas enfim, a tua resposta é mais ou menos o que eu estava à espera: “a teoria da evolução é fácil de entender, excepto quando é difícil de entender“.

«1. É a teoria da evolução tão fácil tão fácil (mas tão fácil!) que só os ignorantes não a compreendem? OU 2. Ela é tão complexa (mas tão complexa!) que só uma minoria de iluminados é que “viram a luz”?»Eu acho que a teoria da evolução (aquela a sério, com dados estatísticos, tabelas de genomas, etc) é mais difícil de compreender que aceitar, simplesmente, que alguém criou tudo de uma assentada. Tu não achas?

Mas a teoria da evolução que é ensinada nas escolas às crianças qual é? É a teoria dos “dados estatísticos, e genomas” (como se a genoma oferece alguma evidência para a crença que afirma que a biosfera criou-se a si própria), ou a outra que supostamente “refuta” a Criação Bìblica? Quantas teorias da evolução existem afinal?A teoria da evoluçao ou é fácil de entender ou não é. Não pode ser fácil de entender quando as pessoas a aceitam, mas “difícil” quando as pessoas não a aceitam. Não esperas que com este malabarismo linguísticio alguém leve a teoria a sério, pois não?Ou é ou não é.

«O fracasso darwinista não pode ser porque há evidências contrárias, mas sim porque as pessoas são (passe a expressão) “burrinhas” para compreender como é que o mundo animal (e floral) criou-se a si próprio.»Que evidências contrárias?

A total ausência de um mecanismo “natural” capaz de evoluir um dinossauro para uma áve, por exemplo. Qual é a força da natureza capaz de fazer isso?

Evidências contrárias a que parte da teoria?

À parte que tenta explicar o aparecimento de novos sistemas biológicos.

À teoria como um todo? A detalhes da teoria?

A teoria veio para explicar como é que o mundo animal apareceu sem plano, sem intervenção Divina, sem direcção e aleatóriamente. Se os darwinistas não forem capazes de mostrar a força “natural” capaz de fazer isso, tudo o resto cai por terra porque o resto assenta nas imaginadas forças criativas da natureza.

Isso haverá sempre. É uma das coisas boas de uma boa teoria científica: nunca explica tudo

Por acaso a teoria da evolução explica tudo, até mesmo a razão pela qual os homens são infiéis, ou porque é que homens abusam de mulheres.

e há sempre espaço para alterá-la à luz de novas evidência. Há alguma teoria científica que seja imbatível? Imutável? Perene? Agora: não podes é esperar que alguém considere “a perplexidade perante a complexidade do mundo vivo” como uma evidência científica… ou esperas?

Eu nunca vi cientista nenhuma usar apenas a “perpeplexidade perante a complexidade do mundo vivo” como evidência única contra o darwinismo.Ah, e darwinismo (ou a sua descendente, “neo-darwinismo”) é a crença que postula que o mundo animal é o resultado de um processo não inteligente, não direccionado e aleatório.

Quanto à “burrice” (a maior parte da população não atinge o estágio lógico-formal… referir isto está longe de chamá-las de burras) das pessoas, façamos assim: se queres despistar se a aceitação ou não da teoria da evolução (darwinismo não sei o que é…) se deve às tais evidências em contrário ou ao desconhecimento dos detalhes da mesma, então tens de fazer um estudo sério (estudo científico, não inquéritos de rua): aplicar o inquérito à população, mas, juntamente com o mesmo, colocar questões que determinem qual o conhecimento que cada um tem dos detalhes da teoria. Assim poderias obter correlações interessantes e com importância.

Porque é que vocês gostam de esconder a teoria quando as pessoas não a aceitam? Já te passou pela cabeça que as pessoas podem rejeitar a teoria precisamente porque a compreendem?

«Se um sistema tem todas as propriedades de um sistema arquitetado, é apenas lógico seguir as evidências e postular o design.»Ou seja: dás-me razão – o design não é uma observação! Fazemos progressos 🙂

É uma observação baseada nas características e propriedades do didto sistema.

«2. O argumento “mau design” é do domínio da teologia e não da Biologia.»De acordo: e por isso é que, em biologia, se estão nas tintas para isso do “mau design” 🙂

Isso é que era bom. Quantos e quantos darwinistas usam o argumento “mau design” nos seus escritos como forma de atacar a Bìblia? O que é que achas que está por trás do princípo “Panda’s Thumb” do falecido Stephen Jay Gould? Porque é que achas que o Dawkins diz que o sistema de visão dos vertebrados tem um “mau design”? Isto são argumentos teológicos que eles julgam suportar a crença que o mundo biológico criou-se a si próprio.As deficiências, dizem eles, são evidência contra Deus, e como tal, elas não podem ter sido criadas. O que é que sobra? A evolução.

Tal como tu reparaste, é um argumento que só surge nestas discussões. Quase de certeza que não vais encontrar artigos “à séria” que falem disso, mas podes procurar.

Por acaso até há livros com essa temática (Panda’s Thumb).

«3. O argumento “mau design” não é evidência para a evolução. »Mas quem é que o usou como evidência para a evolução? 🙂 Tu é que usas o teu critério de “bom design” como evidência para a criação.

O facto de eu usar o “bom design” como evidência para a criação não justifica a tua utilização do “mau design” como evidência para a evolução. Seria como dizer que um carro avariado é evidência para a crença de que niguém fêz o carro. Um quadro mal pintado mesmo assim foi pintado por alguém. Mau design não deixa de ser design.

«4. Por fim, e o facto mais devastante, é que se Deus não existe, o conceito de “mau” é relativo. Pode ser “mau” para ti, mas “bom” para mim.»Neste ponto tu és um chato do caraças! Resposta um: mesmo que Deus exista, o conceito humano de Bom e Mau é relativo, uma vez que ninguém conhece o seu suposto conceito.

Ninguém conhece, ou tu acreditas que ninguém conhece?

Mesmo os que acham que conhecem não estão de acordo entre si. Logo, é relativo.

O facto de as pessoas não estarem de acordo entre si não indica que não exista uma verdade absoluta. Há pessoas que não estão de acordo sobre a evolução aconteceu ou não, mas tu acreditas que a falta de acordo (entre os darwinistas) não é evidência para a falsidade da teoria.Se Deus não existe, os conceitos de “bem” e “mal” são relativos, e como tal o “mau design” não é evidência contra Deus.

Resposta dois: já não consigo contar o número de vezes em que te demonstraram que é perfeitamente possível construir um sistema de ética e moral sem recorrer ao Demiurgo.

Tu podes criar tudo o que quiseres, mas o problema é tu afirmares que essa ética é absoluta. A criação de uma ética não é sinónimo da sua natureza absoluta. Tu confundes “existência” com “absoluta”.Os criminosos também “criam a sua ética”, certo? Uma vez que eles criaram uma ética, isso é sinal de nós devêmos segui-la?Tu podes criar a ética que quiseres, mas tens que dizer se essa ética é relativa apenas à pessoa que a criou, ou se todos os seres humanos estão obrigados a segui-la. Se todos os seres humanos estão obrigados a segui-la, tens que justificar essa posição.

«Qual foi a observação que te fêz vêr que o design na Biologia não está lá?»Mas eu não vi se está lá ou não está. Aliás: nem me interessa. O que me interessa não é quem supostamente fez, mas como foi feito e como funciona.

Como foi feito e como funciona são duas coisas distintas. A primeria faz parte da ciência histórica, e a segunda da ciência operacional. Os criacionistas e os darwinistas estão de acordo em relação à segunda, mas em desacordo em relação à primeira.Mas convém dizer que não chegaste a dizer o porquê não podermos inferir para o design levando em consideração as propriedades, características e funcionalidades dos sistemas biológicos. As tuas analogias levavam a indicar que inferir-se para o design é tão errado como inferir-se que o sól gira à volta da Terra, mas não chegaste a justificar essa posição.

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Biologia and tagged , , . Bookmark the permalink.

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s