Uma prova lógica de que a defesa do aborto é irracional

via rei nada ::: um weblog editado por Marcos Ludwig de marcosludwig em 07/03/09

Objeção do defensor “pró-escolha”:

Mas nem no caso de [um estupro de uma menina de 9 anos pelo padrasto][*][**] você acha que o aborto poderia ser realizado?

Réplica do defensor da Vida:

Nem mesmo neste caso. E por mais triste e miserável que seja o exemplo que você venha me dar, e considerando: A) Os mais de dois mil anos de tempo em gerações e; B) A condição de miséria que a humanidade enfrentava séculos atrás; é corretíssimo afirmar que uma ancestral minha tenha passado por uma condição de tristeza e miséria EQUIVALENTE, IGUAL ou PIOR do que esta. É corretíssimo afirmar o mesmo para uma ancestral SUA.

Portanto, se usássemos esse seu critério de decisão para o assassinato ou não de Vidas de seres humanos inocentes e indefesos, um descendente dela não teria nascido, e não teria dado origem à descendência que chegou até a mim. Nós não estaríamos aqui e agora tendo esta conversa. Em outras palavras, EU NÃO TERIA EXISTIDO. E EXATAMENTE O MESMO VALE PARA VOCÊ.

É por isso que eu defendo a Vida — a minha, a de todos, até mesmo a SUA — indo contra o aborto EM QUALQUER CONDIÇÃO. É por isso que você deveria fazer exatamente o MESMO.

Isso também prova que quem dá valor à própria Vida DEVE ser contrário ao aborto, mesmo que seja o dos outros. Ou esta pessoa é coerente defendendo a Vida, ou ela estará numa terrível contradição consigo própria. Não existe meio-termo. Em outras palavras, ela estará abrindo mão da sua faculdade da Razão. Ela estará sendo irracional. Ela estará escolhendo agir como um estúpido, quando evidentemente está propondo a possibilidadade da sua própria inexistência enquanto necessariamente está preferindo o contrário.

Logo: É irracional defender a “interrupção voluntária de gravidez”; É irracional defender o aborto; Qualquer que seja a nomenclatura espertinha que venham a dar a isso, é irracional defender o assassinato de um ser humano em gestação, em qualquer condição.

[*] Entre [colchetes] e marcado em amarelo, substitua por qualquer exemplo que o indivíduo “pró-escolha” venha a dar, por pior que seja. Pode ter certeza que será sempre um exemplo trágico, engenhosamente calculado para tentar lhe persuadir através da emoção. É um expediente dos mais desonestos, já que no fundo todos sabem que a propaganda abortista têm a intenção de liberar o aborto para qualquer situação.

[**] Já que eu usei um exemplo bastante atual, aqui, aqui e aqui vão alguns casos registrados de gravidezes precoces bem sucedidas, eliminando a hipótese de que seja uma gravidez FATAL, embora de certo risco.

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Sociedade and tagged . Bookmark the permalink.

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s