As ursas do Profeta Eliseu

2 Reis 2:23-24
Então subiu dali a Betel; e, subindo ele pelo caminho, uns meninos saíram da cidade, e zombavam dele, dizendo: Sobe, calvo; sobe, calvo! E, virando-se ele para trás, os viu, e os amaldiçoou em nome do Senhor. Então duas ursas saíram do bosque, e despedaçaram quarenta e dois daqueles meninos.

Este evento tem sido alvo de muito criticismo por arte dos cépticos. Os mesmos “cépticos” que não tem problemas em abrir a barriga de uma mulher e matar o bébé que lá se encontra, acusam Eliseu de “extrema crueldade” por enviar duas ursas contra os “meninos” que gozavam com ele. Na verdade, não foi Eliseu quem mandou as ursas mas sim Deus.

Como se isto não fosse suficiente, convém ressalvar que os “meninos” não eram bem “meninos”. A palavra Hebraica para “meninos” pode ser aplicada a qualquer criança desde a sua infância até a sua adolescência. A palavra usada para os 42 “meninos” é, no entanto, uma palavra usualmente aplicada a “mancebos” ou “jovens adultos”. Ambas as palavras são, na verdade, mais usadas em referência a jovens adultos do que a crianças.

A situação aparentemente envolvia um gang de jovens arruaceiros de várias idades, lideradas pelos mais velhos, e certamente instigadas pelos sacerdotes pagãos de Betel. As ursas que emergiram subitamente da floresta “despedaçaram” (não necessariamente de forma fatal) 42 dos arruaceiros mais velhos.

A exortação “sobe calvo, sobe calvo!” era ao mesmo tempo uma referência sarcástica à ascenção de Elias e um insulto ao profeta de Deus. Isto era na verdade um desafio a Deus, e como tal não poderia ser ignorado. Como tal, Deus confirmou o que Ele já anteriormente tinha prometido (embora numa escala mais reduzida):

Ora, se andardes contrariamente para Comigo, e não Me quiseres ouvir, trarei sobre vos pragas sete vezes mais, conforme os vossos pecados. Enviarei para o meio de vós as feras do campo, as quais vos desfilharão, e destruirão o vosso gado, e vos reduzirão a pequeno número; e os vossos caminhos se tornarão desertos.
(Lev 26:21-22)

Insultar o Deus Vivo e a Sua Palavra (Bíblia) podem ser coisas muito perigosas.

Horrenda coisa é cair nas mãos do Deus vivo.
(Hebreus 10:31)

…………
Modificado a partir do original de Henry M. Morris.

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Bíblia and tagged , , . Bookmark the permalink.

19 Responses to As ursas do Profeta Eliseu

  1. Joaquim Coelho says:

    Eh! Meu Irmão (Ou Mais Uma Canção de Medo)
    Sérgio Godinho
    Composição: Sérgio Godinho

    Eh, meu irmão, que é que tens
    que tremes como um chouriço?
    Eh, meu irmão que é que tens,
    parece que vistes bicho!
    Um bicho vi, sim senhor,
    enroscou-se a mim e pediu-me amor
    tinha corpo de mulher
    cabelo encaracolado
    beijou-me, apagou as luzes
    e eu então gritei!
    Ai, um bicho!

    Eh, meu irmão, que é que tens
    estás branco que nem um nabo!
    Eh, meu irmão que é que tens,
    parece que vistes o diabo!
    Vi mesmo, bateu-me à porta
    disse que o povo estava na rua
    e que a rua era do povo
    que é p´ra quem ela foi feita
    e o povo somos nós todos
    e eu então gritei!
    Ai, o diabo!

    Eh, meu irmão, que é que tens
    estás branco como o jasmim!
    Eh, meu irmão, que é que tens
    o que é que te pôs assim!
    Foi o medo da água fria
    o medo da vida, o medo da morte
    o medo da lua-cheia
    o medo da lua-nova
    o medo até de ter medo
    que me faz gritar
    Ai, que medo!

    E assim com medo de tudo
    perdeu meu irmão a vida
    e assim com medo de tudo
    viveu-a e não foi vivida
    meteram-no num caixão
    às duas por três, num dia de Verão
    desceram-no p´ra uma cova
    deitaram terra por cima
    espetaram-lhe uma cruz
    ita missa est
    Amen.

    Like

  2. Joaquim Coelho says:

    Então Mats e Sabino, não gostaram do poema ou não perceberam a ironia ?

    Like

  3. Não. Sérgio Godinho é demais para a minha caixa craniana de 1500 cm cubicos.

    Like

  4. Joaquim Coelho says:

    Como podes não gostar do melhor poeta da musica popular/intervenção portuguesa ?

    Alguém disse: poeta bom não morre à sombra e ele é exemplo disso

    Eu não gosto muito das letras marcadamente politicas da era intervencionista dele (até porque não simpatizo nada nada com o comunismo).

    Mas isto por exemplo é magnifico

    A principio é simples, anda-se sózinho
    passa-se nas ruas bem devagarinho
    está-se bem no silêncio e no borborinho
    bebe-se as certezas num copo de vinho
    e vem-nos à memória uma frase batida
    hoje é o primeiro dia do resto da tua vida

    Pouco a pouco o passo faz-se vagabundo
    dá-se a volta ao medo, dá-se a volta ao mundo
    diz-se do passado, que está moribundo
    bebe-se o alento num copo sem fundo
    e vem-nos à memória uma frase batida
    hoje é o primeiro dia do resto da tua vida

    E é então que amigos nos oferecem leito
    entra-se cansado e sai-se refeito
    luta-se por tudo o que se leva a peito
    bebe-se, come-se e alguém nos diz: bom proveito
    e vem-nos à memória uma frase batida
    hoje é o primeiro dia do resto da tua vida

    Depois vêm cansaços e o corpo fraqueja
    olha-se para dentro e já pouco sobeja
    pede-se o descanso, por curto que seja
    apagam-se dúvidas num mar de cerveja
    e vem-nos à memória uma frase batida
    hoje é o primeiro dia do resto da tua vida

    Enfim duma escolha faz-se um desafio
    enfrenta-se a vida de fio a pavio
    navega-se sem mar, sem vela ou navio
    bebe-se a coragem até dum copo vazio
    e vem-nos à memória uma frase batida
    hoje é o primeiro dia do resto da tua vida

    E entretanto o tempo fez cinza da brasa
    e outra maré cheia virá da maré vazia
    nasce um novo dia e no braço outra asa
    brinda-se aos amores com o vinho da casa
    e vem-nos à memória uma frase batida
    hoje é o primeiro dia do resto da tua vida.

    E vai mais uma provocaçãozinha também pelo punho do Sérgioeh eh eh eh

    OS DEMÓNIO DE ALCÁCER QUIBIR

    O D. Sebastião foi para Alcácer-Quibir
    de lança na mão a investir a investir
    com o cavalo atulhado de livros de história
    e guitarras de fado para cantar vitória

    O D. Sebastião já tinha hipotecado
    toda a nação por dez réis de mel coado
    para comprar soldados lanças armaduras
    para comprar o V das vitórias futuras

    O D. Sebastião era um belo pedante
    foi mandar vir para uma terra distante
    pôs-se a discursar isto aqui é só meu
    vamos lá trabalhar que quem manda sou eu

    Mas o mouro é que conhecia o deserto
    de trás para diante e de longe e de perto
    o mouro é que sabia que o deserto queima e abrasa
    o mouro é que jogava em casa

    E o D. Sebastião levou tantas na pinha
    que ao voltar cá encontrou a vizinha
    espanhola sentada na cama deitada no trono
    e o país mudado de dono

    E o D. Sebastião acabou na moirama
    um bebé chorão sem regaço nem mama
    a beber a contar tim tim por tim tim
    a explicar a morrer sim mas devagar

    E apanhou tal dose do tal nevoeiro
    que a tuberculose o mandou para o galheiro
    fez-se um funeral com princesas e reis
    e etcetera e tal viva Portugal

    Like

  5. Mats says:

    Joaquim,
    Para ser sincero, não cheguei a lê-lo todo. Qual é o propósito?

    Além disso, poesia por poesia, prefiro esta.

    Like

  6. Mats says:

    Por acaso gosto de algumas músicas do Sérgio Godinho, para além de achar o seu primeiro nome (Sérgio) um excelente nome.

    Like

  7. Joaquim Coelho says:

    Para ser sincero, não cheguei a lê-lo todo. Qual é o propósito?

    primeiro lês o poema

    Like

  8. Eu já li mas não encaixei a ironia ou a sátira…

    Like

  9. Joaquim Coelho says:

    Eh, meu irmão, que é que tens
    estás branco como o jasmim!
    Eh, meu irmão, que é que tens
    o que é que te pôs assim!
    Foi o medo da água fria
    o medo da vida, o medo da morte
    o medo da lua-cheia
    o medo da lua-nova
    o medo até de ter medo
    que me faz gritar
    Ai, que medo!

    Insultar o Deus Vivo e a Sua Palavra (Bíblia) podem ser coisas muito perigosas.

    Horrenda coisa é cair nas mãos do Deus vivo.

    Ai que medo …..

    E assim com medo de tudo
    perdeu meu irmão a vida
    e assim com medo de tudo
    viveu-a e não foi vivida

    Os medos que a biblia e a religião são prodigos em oferecr aos crentes se ….

    Like

  10. E assim com medo de tudo
    ganhou meu irmão a vida
    e assim com medo de tudo
    viveu-a muito bem vivida

    Like

  11. Mats says:

    Joaquim

    Os medos que a biblia e a religião são prodigos em oferecr aos crentes se

    Mas esses medoas não são para os crentes, mas para os descrentes, grupo onde estás inserido. Estes avisos são primeiramente para ti.
    Os cristãos estão firmes na Mão do Criador Jesus Cristo, e como tal não temos que temer a morte. Vocês é que têm que temer o vosso futuro eterno.

    Like

  12. Joaquim Coelho says:

    Eh eh

    Como posso ter medo de uma coisa que não acredito ?

    Que ridiculo.

    A mim as tretas religiosas não me assustam.

    A vossas é que sim, que até condicionam a vossa vida com medo do Inferno.

    Não podem dar umas quecas sem que o Deusinho barafustre e imponha as regras.
    Têm de fazer isto e mais aquilo para el ficar contentinho e não os colocar em fogo brando.

    Não podem tomar decisões sem pensar no impacto na vida do além (vida que é uma treta aliás)

    Etc etc. O medo é o cimento da religião e as benesses são a pintura bonita para enganar distraidos.

    Like

  13. Mats says:

    Que ridiculo. A mim as tretas religiosas não me assustam.A vossas é que sim, que até condicionam a vossa vida com medo do Inferno.

    Do mesmo modo que condicionamos a nossa vida para não apanharmos doenças contagiosas, ou outras coisas que façam mal. É perfeitamente normal que alguém que acredite que aproxima-se o Dia do Julgamento Universal condicioanr o seu comportamento e emular o Carácter de Deus. s outros julgam que a morte é apenas um adormecer eterno, e como tal continuam a imaginar formas de justificar a sua rejeição de Deus. Mas Deus conhece os seus pensamentos.

    Não podem dar umas quecas sem que o Deusinho barafustre e imponha as regras.

    Regras essas que, de acordo com as evidências, só nos fazem é bem. As alternativas (promiscuidade) têm-se revelado desastrosas.

    Têm de fazer isto e mais aquilo para el ficar contentinho e não os colocar em fogo brando.

    O ilógico é uma pessoa saber que Deus existe e viver como se Ele não existisse. O lógico é alguém saber e agir de acordo com o Carácter de Deus.

    Não podem tomar decisões sem pensar no impacto na vida do além (vida que é uma treta aliás)

    Qual é a alternativa? “Goze o momento sem pensar nas conseuquências!” ? É isso que achas melhor?

    Etc etc. O medo é o cimento da religião e as benesses são a pintura bonita para enganar distraidos.

    Qual religião?

    Like

  14. João Gabriel says:

    “A vossas (seria vocês??) é que sim, que até condicionam a vossa vida com medo do Inferno.”

    Mesmo assumindo que isso seja verdade (que não é), qual é exactamente o problema? Existe algum mal (moral ou racional) em alguém condicionar a vida com medo do Inferno? Justifica a tua resposta.

    “Não podem dar umas quecas sem que o Deusinho barafustre e imponha as regras.”
    “Têm de fazer isto e mais aquilo para el ficar contentinho e não os colocar em fogo brando.

    “Não podem tomar decisões sem pensar no impacto na vida do além (vida que é uma treta aliás)

    “Etc etc. O medo é o cimento da religião e as benesses são a pintura bonita para enganar distraidos.”

    Um belo exemplo da falácia do ataque a um homem de palha (e Deus de palha).

    Like

  15. Joaquim Coelho says:

    A vossas (seria vocês??)

    Olha olha começamos logo com uma correcção para distrair, uma forma muito usada de falácia.

    Mas tiveste azar é mesmo vossas. As vossas tretas , como o que escrevi
    :”A mim as tretas religiosas não me assustam.

    A vossas é que sim, que até condicionam a vossa vida com medo do Inferno.

    Saiu o tiro pela culatra: erro de interpretação ou desatenção ? eh eh eh

    O que costumo dar é imensos erros por não reler e trocar as letras.~

    Pessoalmente não tenho problema nenhum no que fazem por medo do Inferno desde que não colida com os direitos dos outros, só acho piada.

    Não o deus palha mas o inexistente.

    Mas creio que basta ler a biblia para se retirar as conclusões que tiro e que apelidas de falácia do homem palha . Nem isso é porque não estou a usar arguementos para atcar algo mas apenas a constatar.
    Ora para a falácia do homem palha é essencial a parte do “ataque” como em

    O meu adversário na disputa pela prefeitura defende a descriminalização da maconha. Se ele for eleito, nossa cidade vai abrir as portas para os traficantes! sorry mas fica mesmo em brasileiro.

    Eu afirmo o correspondente á primeira parte, mas onde está o correspondente à segunda.

    Like

  16. Joaquim Coelho says:

    “A vossas (seria vocês??) é que sim, que até condicionam a vossa vida com medo do Inferno.”

    Lê com mais atenção 🙂

    Vossas tretas e não vocês tretas é o que disse e que queria dizer.

    Like

  17. O que eu entendi foi (parafraseando o que disseste):

    As tretas religiosas não me assustam; mas a vocês é que sim, assustam, como é o caso de condicionarem a vossa vida com uma dessas tretas religiosas – o medo do inferno.

    É isso de alguma forma diferente de: “A mim as tretas religiosas não me assustam. A(s) vossas (tretas religiosas) é que sim, que até (i.e. as tretas religiosas) condicionam a vossa vida com (o) medo do Inferno”?

    Seja como fôr, este detalhe é irrelevante no que toca à validade das questões que te fiz.

    Like

  18. Hemerson Ferreira says:

    Meu amigo, que resposta crerina: “Num eram menininhos, eram uma gang”. E “a ursas so os rasgaram, mas num mataram, nao”.

    Like

  19. fococristao says:

    Não existe essa definição de “adulto maior de 18 anos” no contexto da Bíblia. Que chamamos hoje de “adolescentes” também eram considerados “adultos”, como está na própria tradição judaica. E a gente ver na Bíblia, Jesus aos 12 discutindo com sábios, Salomão sendo rei aos 12, Davi enfrentando o Golias lá pelos 14, Apóstolo João, outro garoto de 14 anos. Maria, a mãe de Jesus, sendo desposada aos 12-14 anos por um senhor da idade avançada (a tal “pedofilia” pregada pela mídia?).
    Você tem dois caminhos, ou para de considerar adolescentes como crianças ou continua tratando adolescentes como meras criança, colaborando com a apostasia, a descrença, com o secularismo anticristão.
    Leia o meu blog e veja meus textos sobre adolescentes. Qualquer dúvida, crítica ou sugestão, fique à vontade para entrar em contato comigo.

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s