“He loved Big Brother”

A frase final do clássico de George Orwell “1984” sumariza o triunfo da ideologia sobre a verdade. Como crentes no Senhor Jesus Cristo, será que presentemente encaramos o mesmo perigo?

No livro supra citado, Orwell reporta a crescente insatisfação de Winston Smith em relação ao Partido governante personificado pelo Big Brother. Orwell não só menciona o que aconteceu quando a dessidência de Smith foi detectada pela “Polícia do Pensamento”, como também reporta o processo de “re-educação” (tortura e lavagem cerebral) a que ele foi submetido como forma de aceitar a versão de realidade ditada pelo Partido.

É o Partido – “o Big Brother” – que define o que é a verdade para todos. Tal como Winston aprendeu no livro, se nós contestamos a versão da realidade imposta pelo Partido, nós temos primeiramente que esquecer tudo aquilo que o “Big Brother” quer que nós esqueçamos. Temos que aceitar contradições como algo perfeitamente normal, e como forma de mantermos paz pessoal e segurança, temos que conformar-mo-nos à realidade imposta pelo Big Brother .

Não é muito difícil para mentiras tornarem-se verdades aceites. Como Winston foi forçado a aceitar, não existe tal coisa chamada de realidade externa. A realidade está na mente – na mente do Big Brother.

O clássico de Orwell tem sido considerado uma sátira às políticas de poder e barbarismo do Estalinismo e outros regimes totalitários, no entanto é de sobremaneira profético àcerca do poder de qualquer classe governante para ditar o que deve e não deve ser aceite como verdade.

O influente pensador cristão Francis Schaeffer (escrevendo uma geração depois de Orwell) descreveu como à medida que os princípios absolutos de Deus vão sendo são descartados, princípios humanos aparecem para os substituir. Os novos “absolutos” tornam-se então aqueles que são ditados pela pessoa mais poderosa do grupo governante.

Hoje em dia o grupo governante impõe às massas que a evolução é a verdade. Inquestionável verdade, dizem-nos eles. Juntamente com a sua Polícia do Pensamento, eles querem matar à nascença qualquer debate sobre esta “verdade”.

Infelizmente, eles têm sido bem sucedidos.

Um exemplo do seu sucesso: Durante o mês de Janeiro de 2009 um grupo preocupado com o “crescente criacionismo” nas escolas públicas foi bem sucedido em influenciar o “Texas State Board of Education” de modo a estes removerem legislação com mais de 20 anos que afirmava que os “pontos fortes e as fraquezas” das teorias científicas devem ser discutidas. A Polícia do Pensamento não queria que o Darwinismo fosse criticado.

O lobby pro-Darwin era composto por membros de 3 organizações: “American Civil Liberties Union” (União Americana das Liberdades Civis), “Texas Freedom Network” (Rede de Liberdade do Texas) e “National Center for Science Education” (Centro Nacional a favor da Educação Científica).

Reparem neste paradoxo:
• Um grupo preocupado com as “Liberdades Civis” que quer tirar a liberdade de discussão.
• Uma “Rede de Liberdade” que quer impedir a liberdade de expressão.
• Um grupo a favor da “Educação Científica” quer impor um dogma em vêz dos normais espíritos e pensamentos críticos.

Tal como na sociedade Orwelliana descrita no livro “1984”, hoje em dia somos compelidos a ignorar as imensas evidências a favor do design existente no mundo biológico, e a aceitar a versão da realidade imposta pelo Big Brother (evolução, naturalismo, humanismo, ateísmo, aborcionismo, homosexualismo, etc).

O estabelecimento onde Winston foi torturado chamava-se “O Ministério do Amor”, e o departamento de propaganda do mesmo Partido chamava-se “O Ministério da Verdade”.

A Polícia do Pensamento contemporânea não só está a forçar a maioria da população a aceitar a teoria da evolução, como também está a tentar que todos aceitem a “realidade” do aquecimento global. As coisas chegaram ao ponto de um ex-vice presidente americano receber um prémio Nobel da Paz por avançar com a causa do aquecimento global.

Tentem pôr de parte o ridículo e o absurdo de um Prémio Nobel da “Paz” ser oferecido a uma pessoa que avança com uma teoria científica. Ponham de parte também o facto de muitos cientistas estarem a reportar a severidade dos invernos e o declínio nas temperaturas médias durante a década passada. Esqueçam todas estas contradições. Apenas mudem a etiqueta de “aquecimento global” para “mudança climática”, e nós ainda estamos perante uma catástrofe. Como é que sabemos? Porque….. o Big Brother assim o disse.

E nós todos nós sabemos que tudo o que os evolucionistas querem é o bem de todos nós……certo?

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Ciência, Sociedade and tagged , , . Bookmark the permalink.

3 Responses to “He loved Big Brother”

  1. Darjo says:

    “…como também está a tentar que todos aceitem a “realidade” do aquecimento global.”

    Mats, não vi os vídeos. Apenas li o artigo, que achei interessante.

    http://talk.thinkingmatters.org.nz/2008/global-warming-a-new-religion/

    Like

  2. Bia says:

    Adorei o post! Muito bem escrito e pensado. Esses dias eu vi num site varias curiosidades sobre o aquecimento global, se voce quiser ver: http://www.natgeo.com.br/br/voce-sabia
    Valeu!

    Like

  3. Abraão says:

    Pois é, todos os meus conhecidos me chamam de maluco por não concordar com as ideologias apregoadas pelos “senhores do saber”. Chega a ser chato, pois sou tratado como um ignorante que não consegue abrir a mente para aceitar essas sandices que andam espalhando por ai, como evolucionismo e aquecimento global. É como meu irmão me disse uma vez:
    Eles são praticantes de coprofilia.

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s