Criacionistas usam argumentos científicos

Se perguntarmos a um grupo de darwinistas o que leva os criacionistas a rejeitar a evolução, a maioria vai concerteza dizer que as causas dessa rejeição são maioritariamente religiosas. Muito poucos darwinistas vão conceder que alguém se oponha à sua religião por razões científicas.
Como é normal acontecer no que toca à evolução, a realidade diz-nos exactamente o contrário.

Os resultados de uma sondagem levada a cabo por uma das mais antigas organizações criacionistas dos EUA mostra que as razões principais que levam os criacionistas a rejeitar a teoria da evolução são puramente científicas.

“Creation Moments” lançou há poucos dias os resultados da sua sondagem levada a cabo junto a criacionistas. Quando convidados a listar uma ou duas razões que os levam a rejeitar a teoria da evolução, apenas 12% respondeu que a razão única é a de que o darwinismo contradiz a Bíblia. Por contraste, 47% listaram motivos exclusivamente científicos. Os restantes 41% citaram razões científicas e Bíblicas.

Esta sondagem levada a cabo pela “Creation Moments” revelou que 88% dos questionados listou motivos científicos na base da sua rejeição da teoria da evolução.

Ian Taylor, anfitrião do programa de rádio da organização “Creation Moments” afirmou:

“Nós não nos surpreendêmos com o facto de uma larga margem dos criacionistas basear a sua rejeição da teoria da evolução em critérios científicos. Os académicos evolucionistas tentam classificar os criacionistas de trogloditas ignorantes da ciência, mas estes resultados mostram exactamente o contrário.”

Como estas razões demonstram, os criacionistas, embora distintos do Movimento do Design Inteligente, estão a ser fortemente influenciados pelos argumentos científicos destes últimos.

Conclusão
Aquilo que os darwinistas mais temem está a acontecer. As pessoas estão a informar-se mais sobre este assunto, e estão a descobrir que o rei Darwin vai nu. Uma das formas mais rápidas de se vêr quem está certo ou errado é vêr quem tenta limitar o livre acesso aos dados. Aqueles que usam a censura como forma de promover a sua ideologia ou não estão confiantes naquilo que acreditam, ou sabem que o que acreditam está errado, mas não querem que os outros saibam.

De qualquer das formas, a informação está a chegar aos nossos ouvidos, e aquilo que estamos a descobrir não está de acordo com o que nos foi ensinado nas escolas.

O livre acesso à informação é o pesadelo das falsas ideologias.

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Biologia, Ciência, Cosmologia and tagged , , , , . Bookmark the permalink.

3 Responses to Criacionistas usam argumentos científicos

  1. MVR says:

    Perfeito!

    Like

  2. olharateu says:

    Livre acesso à (des)informação é dizer-se, como diz o Anuário Católico agora divulgado, que 88,1 % dos portugueses são católicos !!!

    Cordialmente

    Like

  3. Estudante says:

    “1. Falta de fósseis transicionais
    2. A ausência de espécies intermédias contemporâneas”

    Todas as formas de vida são transicionais, uma vez que estamos sempre nos modificando.

    “3. A complexidade do ADN”

    O ADN vem da primeira forma de vida, cuja a origem é explicada por outra teoria que não é a evolução. Além disso, o ADN está se modificando de forma a compatibilizar a evolução.

    “4. As mutações são maioritariamente malignas.”

    Até que o ambiente mude e a a mutação maligna passe a ser benigna.

    “5. O aparecimento abrupto de todas as formas básicas de vida no registo fóssil”

    Abrupto? Como já disso, todas as formas de vida são transicionais. Por isso, aparecimento abrupto não existe. Basta ver a evolução humana e a evolução das aves bem documentada.

    “6. A evolução contradiz a Primeira e a Segunda Leis da Termodinâmica.”

    O que contradiz a Primeira Lei da Termodinâmica é o criacionismo, que diz que Deus criou o Universo a partir do nada. Já a Segunda Lei da Termodinâmica não tem nada a ver com a evolução biológica, e sim com a conservação de energia.

    “7. A complexidade irredutível das formas de vida”

    A complexidade irredutível significa apenas que não podemos retirar organelas das células sem que elas morram, e não que células mais complexas não possam ter evoluído a partir de células mais simples.

    “8. A perfeita calibração do universo implica Um Designer.”

    Não necessariamente. O Universo é calibrado por Leis da Física, mas isso não indica que haja um legislador.

    Definitivamente o criacionismo não tem bases cientificas, exceto quando as evidências são distorcidas em favor dele, já que evidências podem ser interpretadas de diversas formas. Evidências por si só não dizem nada. Até a Idade Média, diversas observações do céu foram usadas como evidência para o geocentrismo, porém hoje sabemos que o Heliocentrismo é verdadeiro. E o mesmo que ocorreu com o geocentrismo está ocorrendo com o criacionismo.

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s