“Cala a boca, idiota criacionista!”

Num colorido comentário relativo a este post, um ateu evolucionista afirmou o seguinte:

Cala a boca, idiota criacionista. Pare de falar besteiras. Pra você saber todos os répteis modernos, aves e mamíferos são descendentes de répteis antigos.

Existem vários tipos de répteis. Qual deles é que o “pai” dos répteis, áves e dos mamíferos modernos? Como é que um réptil se “transformou” numa áve, e qual é a força natural capaz de o fazer? E mais, para que tipo de áve é que o réptil se transformou? Vamos supor que isso aconteceu de facto. Porque é que não há evidências no registo fóssil? Repara no que este evolucionista diz:

Well, I’ve studied bird skulls for 25 years and I don’t see any similarities whatsoever. I just don’t see it… The theropod origins of birds, in my opinion, will be the greatest embarrassment of paleontology of the 20th century Pat Shipman, “Birds Do It… Did Dinosaurs?,” New Scientist, 1 February 1997, p. 28.

A tua fé nesta suposta evolução é controversa mesmo entre os darwinistas.

Caso você não saiba, tanto as aves atuais quanto os répteis modernos possuem genes para a formação da dentição. No caso das aves esses genes são inativos. A ciência PROVOU que se “ativarmos” estes genes, começará a formação de dentes numa ave (dentes semelhantes à dos crocodilos).

Isso é excelente. Só um problema: de que forma isso serve de evidência para a evolução de um dinossauro para uma áve? Como é que a perda de funções genéticas serve de evidência para a evolução? E mais , porque é que as áves perderam os dentes, se os mesmos funcionam tão bem para répteis e mamíferos?

Assim PROVANDO mais uma vez a veracidade da TEORIA DA EVOLUÇÃO DAS ESPÉCIES (algo que NÃO é imaginário como o seu deus, por exemplo).

Amigo, a inactividade de um gene num animal que ti acreditas ser descendente de um animal com dentes não serve de evidência para a teoria. Existem símios que não têm o apêndice, mas os seres humanos, supostamente mais evoluídos, têm o apêndice. Qual é que evoluiu de qual?

Se calhar as áves evoluiram para répteis, uma vez que as áves não têm dentes mas os répteis já têm, certo?

Vá estudar seriamente. Comece a PENSAR caro colega antropóide primata e pare de rezar e enxer o saco daqueles que possuem provas para derrubar suas bobagens.

Mas, segundo as evidências médicas, as “rezas” fazem bem a saúde. Para quê parar aquilo que é bom para mim?

Se quer falar besteiras, volte pra aquele estado judeu lá no oriente médio. Lá é o lugar para suas idéias perturbadas e inconssistentes.

Evolucionista e anti-semita. Excelente combinação:

“The German Führer, as I have consistently maintained, is an evolutionist; he has consciously sought to make the practice of Germany conform to the theory of evolution.”Keith, A., Evolution and Ethics, Putnam, NY, USA, p. 230, 1947

A tua mentalidade já foi tentada no passado, com os resultados que todos nós sabemos.

A ciência se baseia em FATOS PROVADOS, COISAS REAIS e não em tolices ou visões do além.

Factos provados como por exemplo, o universo a criar-se a si próprio, a vida a criar-se a si própria, dinossauros a transformarem-se em passarinhos, e animais terrestes a transformarem-se em baleias? São esses os “fatos” que tens mente? Se sim, então arranja-me fatos novos porque esses não me servem!

E pra deixar claro: TUDO QUE ATÉ HOJE FOI PROVADO não é uma crença religiosa. SÃO FATOS REAIS.

Mas quem disse que “factos reais” e “crenças religiosas” são mutuamente exclusivas? Uma crença religiosa pode ser um facto real.

(Usei as maiúsculas para destacar alguns termos).

Ainda bem que me disseste, senão nunca teria notado.

Entendendo sua estupidez, desejo que sua mente se abra algum dia e você possa ver tudo de forma mais clara e racional.

Mas a minha mente não pode fazer nada mais para além daquilo que as forças da natureza a deixam fazer. Se nós não fomos criados por Deus, mas somos sim o resultado de um processo aleatório, não-inteligente e sem visão, a nossa mente também é o resultado de tais forças. Como tal, a nossa mente é o resultado de forças irracionais.Porque é que tu assumes que a minha mente deve obedecer a “outras leis” que não as leis da Química e da Física? Talvez tu faças isso porque, no fundo no fundo, tu sabes que foste criado por Deus, e que a tua mente é o resultado de seres feito à Imagem de Deus. Tu instintivamente assumes que as leias da lógica que operam na tua mente são as mesmas que operam na minha mente, e que nós os dois, para sermos lógicos, temos que levá-las sempre em consideração. Por outras palavras, tu dizes que não acreditas em Deus, mas para criticares a existência de Deus, tu assumes coisas que só fazem sentido se Deus existir!

Só um conselho: vive de acordo com a tua crença. Se Deus não existe, então não esperes que toda a gente pense como tu. Somos todos o resultado de processos aleatórios, portanto é perfeitamente normal que cada pessoa siga as suas próprias leis do pensamento. Se és ateu, não tens justificação nenhuma para criticares a forma como eu penso.

Abraços, colega primata.

Abraços, meu irmão em Adão, criado à Imagem dO Deus Vivo (O Senhor Jesus Cristo)

Actos 17:26
E de um só [homem] fez toda a geração dos homens para habitar sobre toda a face da Terra.

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Ciência and tagged , , , . Bookmark the permalink.

15 Responses to “Cala a boca, idiota criacionista!”

  1. “Caso você não saiba, tanto as aves atuais quanto os répteis modernos possuem genes para a formação da dentição. No caso das aves esses genes são inativos. A ciência PROVOU que se “ativarmos” estes genes, começará a formação de dentes numa ave (dentes semelhantes à dos crocodilos).”

    Os ouriços-do-mar têm os mesmos genes que os seres humanos têm para a visão, audição e olfacto, apesar de não terem olhos, ouvidos nem nariz. Quem sabe se ciência não consegue fazer crescer olhos, narizes e ouvidos nos ouriços-do-mar.

    Like

  2. Joaquim Coelho says:

    Bem Mats, conseguiste ser mais “parolo” e radical que o ateu que originou o post.

    Como é evidente não concordo nem com o tom nem com a forma do post contra o criacionismo. nem sequer com muitos dos arguemntos usados de forma errada, quando não mesmo errados.

    Mas o teu uso deste exemplo, do anti-semitismo (que eu saiba é de origem cristã), das parvoices do costume sobre Hitler e evolucionismo e da costumeira demagogia e desonestidade intelectual, apenas me permitem concluir: tal ateu tal criacionista.

    Like

  3. Joaquim Coelho says:

    E mais , porque é que as áves perderam os dentes, se os mesmos funcionam tão bem para répteis e mamíferos?
    Porque têm moelas.
    Não mastigam a comida, engolem tudo inteiro.

    Like

  4. Desiste Mats… se têm dentição é porque a evolução a favoreceu. Se não têm é porque a evolução favoreceu outra coisa.

    Like

  5. Joaquim Coelho says:

    Sabino
    Desiste Mats… se têm dentição é porque a evolução a favoreceu. Se não têm é porque a evolução favoreceu outra coisa.

    Pela primeira vez consegues dizer uma coisa acertada.

    É pena que seja irónicamente, pois isto só revela que não fazes a minima ideia do que significa evolução das espécies.
    Recomendo-te novamente que faças o esforço de ler atentamente a evolução das espécies de Darwin.
    Pelo menos falavas de algo que leste, já era um avanço.

    Eu pelo menos tapei o nariz e li a biblia de ponta a ponta e vátrias partes mais que uma vez, e também o corão.

    A evolução das espécies não é mais que a adaptação ao meio, através da selecção das caracteristicas que melhor adaptam uma especie a um dado ecosistema.
    é reversivel, pode ser dentes->sem dentes->dentes
    (a única coisa que nunca muda é o dogmatismo criacionista e o deusito das barbas brancas (ñunca percebi porque raio a representação desta personagem sombria tem barbas brancas, bom mais uma invenção humana como, tal como o p´roprio dito cujo)

    Para um determinado nicho do ecosistema e espécie um bico pode ser mais vantajoso que dentes (e bico e dentes não é coisa que ligue muito bem). Ao lado, os dentes podem revelar-se a melhor das escolhas.

    É simples, barato e dá milhões (de espécies, eh eh eh ).
    Ao contrário do teu deusito que só dá ovelhas.

    Like

  6. “Pela primeira vez consegues dizer uma coisa acertada.

    É pena que seja irónicamente, pois isto só revela que não fazes a minima ideia do que significa evolução das espécies.”

    Enganas-te… sei muito bem o que significa a evolução das espécies. Eis aqui um pequeno apanhado:

    – Evolução é toda a variação biológica que ocorre, por mais pequena e insignificante que seja.

    – A evolução é um processo muito lento, excepto quando é muito rápido.

    – A evolução favorece a entreajuda das espécies, excepto quando favorece o egoísmo.

    – A evolução conduz ao aumento de informação genética no genoma, excepto quando reduz ou mantém a informação genética.

    – Nos chamados hominídeos, a evolução conduz ao aumento da capacidade cranial, excepto quando reduz a capacidade cranial.

    – A evolução cria predadores ferozes e rápidos, excepto quando cria criaturas lentas de movimentos.

    – Se existe inveja é porque ela evoluiu, a certa altura, para ser útil em determinado contexto. Se existe altruísmo é porque ele evoluiu, a certa altura, para ser útil em determinado contexto. Se existe bondade é porque ela evoluiu, a certa altura, para ser útil em determinado contexto. Se existe maldade é porque ela evoluiu, a certa altura, para ser útil em determinado contexto. Se existe… [acrescentar todas as posições antagónicas que vierem a cabeça]

    Vês? Ao contrário do que dizes, eu percebo bem o que significa a evolução.

    Like

  7. Joaquim Coelho says:

    Tás a concorrer a algum programa de “palermice” ? 🙂

    É que te arriscas a conseguir o primeiro lugar.

    Demonstras que nunca leste nem a evolução das especies, nem nenhum estudo sério sobre o assunto.
    E confirmas que não fazes a minima ideia do assunto quer tanto combates.

    Era como se eu viesse para aqui contestar as regras de sintaxe do chinês antigo…

    Like

  8. Acabei de demonstrar que sei muito bem o que é a evolução das espécies. Cá para mimi tu é que não fazes a mínima do que significa a evolução. Mas isso resolve-se. É só estudares Joaquim.

    Like

  9. VFS says:

    “Só um conselho: vive de acordo com a tua crença. Se Deus não existe, então não esperes que toda a gente pense como tu. Somos todos o resultado de processos aleatórios, portanto é perfeitamente normal que cada pessoa siga as suas próprias leis do pensamento. Se és ateu, não tens justificação nenhuma para criticares a forma como eu penso.”

    Com o devido respeito, o mesmo se aplica a si. A tolerância é um caminho de dois sentidos. Se há outros que não pensam como você, respeite a posição deles.

    É verdade que a pessoa em questão não foi educada na maneira como se dirigiu a si, mas também não deixa de ser verdade que os seus post podem ser passiveis de serem interpretados como um ataque a posições que são distintas das suas.

    Ao contrário do que você afirma, o processo que o Criador instaurou para a criação da vida é a desigualdade. Se fosse a igualdade, todos seriamos iguais.

    Se acredita que o que está na Biblia é integralmente a palavra de Deus – convém não esquecer que foram os homens e não Deus que escreveram a Biblia – então talvez me consiga explicar donde surgiram as mulheres que casaram com os filhos de Adão e Eva ou donde surgiram os homens que poderiam matar Caim depois do sinal que o Senhor lhe colocou. Isto para não lhe colocar mais questões.

    A Biblia é um livro que afirma a três povos diferentes que são o povo eleito.
    Depois, na mesma existe uma cronologia eventos, ou seja, uma linha temporal. A mensagem de Jesus, é uma mensagem de amor e tolerância. Ora, na sua postura face à teoria da evolução vê-se tudo excepto amor e tolerância por aqueles que não concordam com a sua posição.

    Não ponho em causa a sua fé, que respeito, mas parece-me que a necessidade que os criacionistas têm em desdenhar a evolução só mostra falta de convicção no que defendem. Que eu saiba, a teoria da evolução não veio atacar a Igreja. A Igreja é que se sentou ameaçada por ela. E a reacção que teve não foi diferente da que teve em outros tempos.

    Não, não me estou a referir ao caso do heliocentrismo. Estou a referir-me, por exemplo, à questão do sindroma dos meninos azuis. Vivian Thomas e Alfred Blalock criaram um processo cirurgico que salvou vidas mas, como implicava uma operação ao coração, foram atacados pela Igreja.

    Por fim, digo-lhe que acredito no Criador. Mas procuro saber distinguir o que é o ensinamento de Deus e a interferência dos homens nos ensinamentos do Criador.

    Muito obrigado.

    Like

  10. Darjo says:

    Mats,
    Solicito tua ajuda aqui (mas sendo o assunto off topic, fica à vontade para publicar ou não o comentário) :

    “To observe diligently the consent of Scriptures and analogy of the prophetic style, and to reject those interpretations where this is not duly observed. Thus if any man interpret a Beast to signify some great vice, this is to be rejected as his private imagination because according to the style and tenor of the Apocalypse and of all other Prophetic scriptures a Beast signifies a body politic and sometimes a single person which heads that body, and there is no ground in scripture for any other interpretation.”

    Estou com dificuldades para traduzir, ainda que livremente, a expressão “some great vice”. Algum palpite?

    A propósito, identificas o autor da regra? Certamente, deve ser alguém que nada alcança de ciência, não é mesmo? eheh

    http://www.newtonproject.sussex.ac.uk/catalogue/viewcat.php?id=THEM00044

    Like

  11. Mats says:

    Darjo
    Acho que o termo vice neste contexto está dentro disto:

    “Vice is a practice or a habit considered immoral, depraved, and/or degrading in the associated society. In more minor usage, vice can refer to a fault, a defect, an infirmity or merely a bad habit. Synonyms for vice include fault, depravity, sin, iniquity, wickedness and corruption. The modern English term that best captures its original meaning is the word vicious, which means “full of vice”. In this sense, the word vice comes from the Latin word vitium, meaning “failing or defect”. Vice is the opposite of virtue.

    http://en.wikipedia.org/wiki/Vice

    Portanto a besta não é um “vice” (hábito imoral) mas um sistema político ou uma pessoa.

    Espero que ajude….

    Like

  12. Mats says:

    VFS,

    Com o devido respeito, o mesmo se aplica a si. A tolerância é um caminho de dois sentidos. Se há outros que não pensam como você, respeite a posição deles.

    Mas eu respeito a sua posição. O que eu digo é que o que eles afirmam não está de acordo com o seu ateísmo.

    É verdade que a pessoa em questão não foi educada na maneira como se dirigiu a si, mas também não deixa de ser verdade que os seus post podem ser passiveis de serem interpretados como um ataque a posições que são distintas das suas.

    Mas se fôres a lêr o post, ele não só ataca as minhas posições, mas ataca a minha pessoa. Eu tento sempre atacar as crenças e não as pessoas. Se calhar nem sempre o consigo, mas é esse o meu objectivo.

    Se acredita que o que está na Biblia é integralmente a palavra de Deus – convém não esquecer que foram os homens e não Deus que escreveram a Biblia

    Homens inspirados por Deus. Essa lógica é a mesma que eu dizer “Quem partiu o Mar Vermelho foi Moisés e não Deus”.
    Pois foi Moisés, mas sem Deus Moisés não o teria feito. Da mesma forma, os homens escreveram a Bíblia, mas Deus é quem inspirou.

    então talvez me consiga explicar donde surgiram as mulheres que casaram com os filhos de Adão e Eva ou donde surgiram os homens que poderiam matar Caim depois do sinal que o Senhor lhe colocou. Isto para não lhe colocar mais questões.

    Podes colocar as questões que quiseres. Se eu souber, respondo. Se eu não souber, procuro resposta.
    As mulheres com as quais os filhos de Adão e Eva casaram eram suas irmãs, uma vez que na altura não havia mais niguém na Terra.
    OS homens que poderiam matar a Caim eram ou seus irmãos ou seus sobrinhos.

    A Biblia é um livro que afirma a três povos diferentes que são o povo eleito.

    Depende do contexto. QUal é o verso que tens em mente?

    Depois, na mesma existe uma cronologia eventos, ou seja, uma linha temporal. A mensagem de Jesus, é uma mensagem de amor e tolerância. Ora, na sua postura face à teoria da evolução vê-se tudo excepto amor e tolerância por aqueles que não concordam com a sua posição.

    Partes do princípio que como cristãos, nós temos que mostrar amor e tolerância a teorias que chamam Deus de “mentiroso”, certo?
    Será que devêmos mostrar “amor e tolerância” a livros que ensinem que é bom bater na esposa? (Não estou com isto a dizer que a evolução afirma isto. Estou apenas a dar um exemplo). O nosso amor e tolerância é para com as pessoas e não com as mentiras que as pessoas possam inventar. A teoria da evolução é uma mentira.

    Não ponho em causa a sua fé, que respeito, mas parece-me que a necessidade que os criacionistas têm em desdenhar a evolução só mostra falta de convicção no que defendem.

    Não necessariamente. Refutar o erro e apregoar a Verdade de Deus é o dever de todo o cristão.
    Além disso convém não esquecer que foram os evolucionistas que nos declararam guerra, e não o contrário. Nós estamos apenas a responder aos seus ataques.

    Que eu saiba, a teoria da evolução não veio atacar a Igreja.

    Por acaso, o propósito da teoria da evolução é remover Deus do Papel de Criador.

    A Igreja é que se sentou ameaçada por ela.

    Com razão, uma vez que a mentira, quando deixada À solta, tem tendência a propagar-se.

    Não, não me estou a referir ao caso do heliocentrismo. Estou a referir-me, por exemplo, à questão do sindroma dos meninos azuis. Vivian Thomas e Alfred Blalock criaram um processo cirurgico que salvou vidas mas, como implicava uma operação ao coração, foram atacados pela Igreja.

    Os erros dos cristãos no passado não significam que estamos errados em mostrar que a teoria da evolução é uma fábula.

    Por fim, digo-lhe que acredito no Criador.

    Acreditas no Senhor Jesus Cristo?

    Mas procuro saber distinguir o que é o ensinamento de Deus e a interferência dos homens nos ensinamentos do Criador.

    Como é que sabes onde estãos as interferências dos homens nos ensinamentos do Criador?

    Like

  13. Darjo says:

    Mats,

    Obrigado pela ajuda. A partir do teu link, cheguei a este aqui, que também achei interessante, mas será que, ao escrever “vice”, Newton tinha essa figura “alegórica” em mente?

    http://en.wikipedia.org/wiki/Vice_(character)

    Like

  14. Mats says:

    Acho que não, mas nunca li muito sobre a escatologia do Newton…

    O Newton escreveu mais sobre o Cristianismo do que sobre ciência, mas eu pouco ou nada li sobre a sua interpretação Escatológica.

    Like

  15. Darjo says:

    Mats,
    Sabendo do teu interesse pelos estudos proféticos (de Daniel, por exemplo), um artigo do Dr. Ruy Vieira, da Sociedade Criacionista Brasileira, com um pouco da escatologia de Newton:

    “Na interpretação de profecias relacionadas com tempo, Newton sustentava que “os dias de Daniel são anos”. Ele aplicou este princípio às 70 semanas e aos “três tempos e meio” do período de apostasia. Newton deixa claro que o “dia profético” é “um ano solar”, e que “tempo” na profecia também é equivalente a um ano solar”; “E tempos e leis foram daí em diante dados em sua mão, por um tempo, tempos e metade de um tempo, ou três tempos e meio; isto é por 1260 anos solares, calculando o tempo por um ano de 360 dias, e um dia por um ano solar”.”

    http://dialogue.adventist.org/articles/09_3_vieira_p.htm

    A “escatologia” de Voltaire é que falhou. Sobre Newton ele teria dito:

    “Olhem que absurdo, ele diz que devemos acreditar que o conhecimento humano aumentará a ponto de sermos capazes de viajar a 80 km por hora. Isso é ridículo!”

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s