Brasileiros escandalizam o mundo (outra vez)

Depois da vitória no mundial de 2002, e como é normal neles, os jogadores da selecção brasileira agradeceram ao Senhor Jesus Cristo por mais esta vitória. Os orgãos internacionais ficaram chocados (chocados!) que alguém pudesse agradecer a Deus por alguma coisa num lugar público.
O banner “We Belong to Jesus” foi visto por milhões em todo o mundo, para grande desconforto dos crentes ateus.

Pois bem, os brasileiros voltaram a fazer das suas. Há poucos dias atrás a selecção brasileira voltou a ganhar uma competição internacional, e mais uma vez eles tiveram a (por enquanto, legal) ideia de agradecer ao Senhor Jesus por mais esta vitória. Os crentes ateus, espumando de raiva, obviamente não gostaram. O blog “Malleus Maleficarum” afirma:

Brasil no centro do picadeiro. É sempre assim. Queria ver se fizessem uma manifestação ateísta, muçulmana ou umbandística, o chilique que iam dar

Isto vindo de alguém que provavelmente suporta a infeliz ideia dos ateus britânicos em pôr a frase “Deus provavelmente não existe” nos autocarros públicos.

Aposto que os católicos vão se fazer de perseguidos

Se os cristãos não podem orar em público (depois do apito final) então isso é perseguição.

Ainda bem que a FIFA é racional nesse ponto e proíbe manifestações políticas e religiosas em campo

Como é normal, os ateus usam instituições públicas para forçarem a sua fé. Pelos vistos não lhes basta usarem as escolas públicas, os museus, as universidades, os orgãos de informação, e tudo o mais. Agora os ateus querem impôr a sua “racionalidade” através dos orgãos desportivos.

Se queriam rezar, que fossem pra casa

Ou dito por outras palavras, “a vida pública pertence a nós, os iluminados ateus!

Felizmente, ainda há algumas pessoas com sentido de justiça no mundo ateu:

It’s a matter of rule interpretation,’ a UEFA spokesperson told Politiken. ‘We tolerate it as long as it doesn’t harm or offend any group, person or society.’

Por outras palavras, não há problema nenhum em agradecer ao Senhor Jesus Cristo por uma vitória, desde que não provoque danos ou ofenda alguém. Os ateus, sensíveis que são em relação a tudo o que possa conectar o ser humano com o Criador, não podem vêr demonstrações de cristianismo em lugares públicos. Fica aqui esta linda imagem.

Maranatha!

Advertisements

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Religião and tagged , , , . Bookmark the permalink.

24 Responses to Brasileiros escandalizam o mundo (outra vez)

  1. Joaquim Coelho says:

    Para não variar o texto é uma tolice, devido às falsas ilações que retira.

    De qualquer forma concordo contigo.
    Têm todo o direito a fazer o que fizeram. Agradecer a Deus , Álá, ao diabo, a prima da vizinha ou ao que quiserem.

    Todos têm o direito de se expressarem em espaços públicos como entenderem.

    Por vezes as pessoas não conseguem ver a diferença.
    Cada um e todos têm o direito de expressar a sua religiosidade em espaços públicos. Não o devem fazer apenas enquanto agentes do estado.
    Se fossem funcionários públicos numa repartição de finanças a falar de cristo e outras balelas com quem lá estava, era errrado. Assim, acho uma parvoice, mas estão no seu direito.

    E Deus esqueceu-se dos tadinhos que perderam 🙂

    Like

  2. Joaquim Coelho says:

    Isto vindo de alguém que provavelmente suporta a infeliz ideia dos ateus britânicos em pôr a frase “Deus provavelmente não existe” nos autocarros públicos.

    Aqui descambas para a parvoice. Foi publicidade paga, num espaço aberto a todos os que a paguem, e que já teve publicidade religiosa.
    Em espanha, também o fizeram e os religiosoos pagaram a muito mais autocarros para dizer o contrário.
    Era o mesmo que pagar um anuncio na RTP ou na SIC.
    Estão todos no seu direito.
    Se o motorista andasse a fazer discurosos em prol do atesimo ou da religião, é que era inaceitavel.

    É dificil ver a diferença ?

    E quanto mim a unica coisa errada, é que deviam ter é colocado DEUS NÂO EXISTE

    Like

  3. Joaquim, é claro que é difícil ver a diferença. O que você acha que tem na cabeça de alguém que acredita que a Terra tem seis mil anos e que os homens antigos tinham dinossauros de estimação???

    Quanto ao resto das asneiras, estão respondidas lá no meu blog.

    Like

  4. Mats says:

    Para não variar o texto é uma tolice, devido às falsas ilações que retira

    Não há falsas ilações no texto.

    Se o motorista andasse a fazer discurosos em prol do atesimo ou da religião, é que era inaceitavel.

    Então discordas de professores académicos que o façam? O que não falta nos círculos universitários é professores a indoutrinarem jovens com a religião ateísta.

    E quanto mim a unica coisa errada, é que deviam ter é colocado DEUS NÂO EXISTE

    Qual deles? Álá, o diabo, a prima da vizinha ou outro qualquer?

    O que você acha que tem na cabeça de alguém que acredita que a Terra tem seis mil anos e que os homens antigos tinham dinossauros de estimação???

    O que essa pessoa tem na cabeça são dois olhos para vêr as evidências, e um cérebro para entendê-las. E tu o que é que tens na cabeça, para rejeitar aquilo que as evidências confirmam? 😉

    Like

  5. Joaquim Coelho says:

    De uma coisa tenho a certeza, a prima da vizinha existe, e é boa como o milho 🙂

    Like

  6. malo2004 says:

    Este blog ainda envergonha mais os brasileiros.

    Like

  7. Mats says:

    Este blog ainda envergonha mais os brasileiros.

    Não há vergonha nenhuma em agradecer ao Senhor Jesus por uma vitória desportiva.

    Like

  8. MVR says:

    Aqui descambas para a parvoice. Foi publicidade paga, num espaço aberto a todos os que a paguem, e que já teve publicidade religiosa.

    Acho que é mais ainda quando se faz tudo isto por causa de uma comemoração esportiva… E o fato de não ser paga não muda nada.

    Like

  9. caiocapelari says:

    Só gostaria de saber onde é que os defensores do Pluralismo, da liberdade da expressão se metem nesse momento!
    Por que ofende manifestar sua fé em público? O ateísmo também é uma crença, uma concepção sobre Deus, não é mais tolerante e imparcial que as demais concepções sobre Deus! Não é mais neutro, REPITO, TAMBÉM É UMA CONCEPÇÃO SOBRE DEUS. Ciência é uma coisa, ateísmo é outra!
    Não poder manifestar sua fé em público atenta contra o pluralismo, a tolerância (CADÊ A TOLERÂNCIA NESSE MOMENTO?????)
    A tolerância (no caso religiosa) se manifesta no respeito pela diversidade de manifestação religiosa diferente (seja ela crente ou não em Deus) do outro, NÃO EM PRIVANDO-O DE MANIFESTÁ-LA.

    Like

  10. Barros says:

    O engraçado é pensar que no outro time muito provavelmente havia várias pessoas crentes em Deus, que pediram, também, por uma vitória. Com o que essas pessoas deveriam se conformar? Elas deveriam, talvez, pensar: “Bom, Deus estava torcendo pelos brasileiros”.

    A crença em um Deus é, realmente, uma grande piada! Se acontece o que você pediu, foi Deus que atendeu tuas preces. Se não acontece, daí se inventa uma desculpa pra não se chegar à triste conclusão de que não existe Deus algum.

    Like

  11. Barros,

    “O engraçado é pensar que no outro time muito provavelmente havia várias pessoas crentes em Deus, que pediram, também, por uma vitória.”

    Realmente, um crente seria insensato se pedisse a Deus que lhe desse a vitória num jogo de futebol. Tu que aparentemente és tão conhecedor da bíblia (pelas dissertações que fazes no teu blogue), não conheces aquele versículo de Mateus 6:33?

    “Mas buscai primeiro o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.”

    E já agora, quem te disse que os brasileiros pediram uma vitória?

    Like

  12. Rodrigo says:

    Barros,

    O Sabino está totalmente certo. Este tópico mostra perfeitamente o quanto os ateus ficam indignados com isso.

    É erradíssimo envolver Deus com futebol, video-games, jogos, etc., algo que muitas pessoas desavisadas fazem e os brasileiros não fizeram isso e sim mostraram a fé em Cristo.

    Like

  13. Mats says:

    O engraçado é pensar que no outro time muito provavelmente havia várias pessoas crentes em Deus, que pediram, também, por uma vitória. Com o que essas pessoas deveriam se conformar? Elas deveriam, talvez, pensar: “Bom, Deus estava torcendo pelos brasileiros”.

    Esta resposta não invalida o gesto brasileiro de agradecer a Deus. A tua resposta é mais na linha do “Toda a gente que pede algo a Deus, recebe”. Isto é totalmente falso, e como tal, a tua resposta auto-invalidade-se

    A crença em um Deus é, realmente, uma grande piada!

    Menos para aqueles que tem fé em Deus.

    Se acontece o que você pediu, foi Deus que atendeu tuas preces. Se não acontece, daí se inventa uma desculpa pra não se chegar à triste conclusão de que não existe Deus algum.

    Mas essas não são as únicas opções. Há também a hipótese de que o pedimos a Deus não está nos Seus planos, e os planos Dele são sempre os melhores para nós.
    Tu, como ateu, nem sequer consideras uma hipótese que ponha em causa a tua fé.

    Like

  14. Olmar says:

    Que bom seria se todas as pessoas escandalizacem o mundo desta maneira, agradecendo a Deus suas vitórias!

    Like

  15. Barros says:

    Um amigo meu sempre ora antes de cada refeição e, uma vez, disse que eu deveria fazer o mesmo. Mas eu perguntei:

    E uma pessoa que está passando fome, vai orar como?

    “Obrigado, Senhor, por não ter o que comer…”

    Like

  16. Mats says:

    E uma pessoa que está passando fome, vai orar como?

    O facto de haver pessoas que estão a passar fome não invalida que aqueles que têm o que comer agradeçam a Deus por ter o que comer.
    Usando a tua lógica, se alguém me der um relógio, eu não vou agradecer a essa pessoa pelo relógio pelo simples facto de que há milhões de pessoas no mundo que não tem um relógio.

    Concordas com a minha “lógica”?

    Segundo, não são as dificuldades que afastam as pessoas de Deus, mas sim o pecado. Existem milhões de pessoas por este mundo que passam fome, frio e tudo o mais, mas que estão gratos a Deus por tudo e principalmente pelo facto de não serem do grupo que vai ser lançado na amargura eterna do inferno.

    Like

  17. Marcelo da Silva says:

    Em resposta ao “malo2004”, gostaria de dizer que sou brasileiro, e me orgulho de cada jogador que usou de sua liberdade de expressão e agradeceu a Deus publicamente.

    Like

  18. bobby drake says:

    Eu agradeço a satanás cada vez que minha seleção ganha alguma coisa… se eu fizer isso publicamente, isso também vai ser aceitável?

    Afinal, se vamos pregar o respeito à pluralidade, quem garante que a SUA religião é a certa?

    Vamos permitir TODAS ELAS, certo?

    Que tal um ritual umbandístico ou vudu só pra variar?

    Os cristão já sacrificaram vários animais (leia a bíblia); por quê pararam? E se minha religião orienta que eu beba o sangue de uma cabra após as vitórias do meu time? Vamos permitir isso também?

    Por quê a faixa “we belong to jesus” está correta e a “deus provavelmente não exista” está errada? É você o sabe-tudo que decidiu isso? Parabéns sabichão! Sabe os números da mega-sena dessa semana?

    Like

  19. A parcela dos que advogam a liberdade cristã de agir como a dona do espaço público no campo das ideias filosóficas ou religiosas sobre as realidades últimas – e pior! acham que ser contrário a essa atitude implica querer que “a vida pública pertença a nós, os iluminados ateus!”, quer dizer, ou preto ou branco, descartando fideisticamente qualquer possibilidade ou necessidade do meio-termo admitida por religiosos mais sensatos – ela convenientemente ignora que, numa definição igualitária e o mais pluralista possível, democracia não quer dizer o que quiser na hora que quiser sem consideração às circunstâncias e consequências, e ignora que quem participa de uma competição da FIFA – a responsável pelo espaço público, o estádio, em que a orgia religiosa ocorreu – deve se pautar pelas regras da FIFA, que é expressamente contra qualquer manifestação religiosa ou ateísta.

    Mas, como a FIFA tem jogo de cintura e vai deixar passar essa para a Seleção, dado o seu prestígio (alguma coisa em comum com o que acontece com os árbitros que historicamente favorecem a Seleção muito mais que a prejudicam?), só resta ver se vai haver algum problema quando algum muçulmano, cristão ou mesmo ateu exagerar na manifestação de suas cosmovisões dentro de campo e der confusão.

    Like

  20. Veja o que Jesus disse:
    “Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lho também vós, porque esta é a lei e os profetas.” (Jesus, em Mateus 7:12)

    Assim, se quiserem fazer suas manifestações, também, creio que poderão.
    Eu sei que estas coisas causam desconforto. Mas, o que é que não causa?

    Like

  21. Marcelo da Silva says:

    Jogadores do Egito agradecem a Deus (Alá) após um dos gols contra o Brasil. Liberdade de expressão, um direito universal. http://egitoebrasil.com/2009/06/15/significado-de-um-gesto/

    Like

  22. brolydechapinha says:

    “Então discordas de professores académicos que o façam? O que não falta nos círculos universitários é professores a indoutrinarem jovens com a religião ateísta.”

    Cala a boca, cara. Você nunca viu que de 1ª a 4ª série eles ensinam abertamente ensino religioso para as crianças? acredite, crianças são tão ou até mais influenciáveis que estes universitários.

    “O que essa pessoa tem na cabeça são dois olhos para vêr as evidências, e um cérebro para entendê-las. E tu o que é que tens na cabeça, para rejeitar aquilo que as evidências confirmam? ;-)”

    Que evidências confirmam que a terra tem 6 mil anos, se existem fósseis com 6 mil vezes mais idade?

    Like

  23. Mats says:

    “Então discordas de professores académicos que o façam? O que não falta nos círculos universitários é professores a indoutrinarem jovens com a religião ateísta.”

    Cala a boca, cara. Você nunca viu que de 1ª a 4ª série eles ensinam abertamente ensino religioso para as crianças? acredite, crianças são tão ou até mais influenciáveis que estes universitários.

    MEsmo que isso seja verdade, não invalida que se indoutrine jovens universitários com a religião ateísta.
    Concordas com isso? Concordas que se ensina em museus, orgãos de comunicação, e muitos outras fontes, incluíndo entidades públicas, que a teoria da evolução (o mito da criação ateísta) é um “facto”?

    “O que essa pessoa tem na cabeça são dois olhos para vêr as evidências, e um cérebro para entendê-las. E tu o que é que tens na cabeça, para rejeitar aquilo que as evidências confirmam? ”

    Que evidências confirmam que a terra tem 6 mil anos, se existem fósseis com 6 mil vezes mais idade?

    Que fósseis são esses?
    Eu sei que o universo tem cerca de 6,000 anos porque o Criador do Universo assim o revelou. Ele estava lá quando o mundo começou, nós não.
    Para além disso, as observações científicas confirmam a posição cristã no que toca à origem do universo. Os dinossauros, que supostamente viveram há “milhões de anos atrás”, são bem mais recentes, tal como a Bìblia informa.

    Like

  24. blodydechapinha says:

    MEsmo que isso seja verdade, não invalida que se indoutrine jovens universitários com a religião ateísta.
    Concordas com isso? Concordas que se ensina em museus, orgãos de comunicação, e muitos outras fontes, incluíndo entidades públicas, que a teoria da evolução (o mito da criação ateísta) é um “facto”?

    SIM! pois ela tem provas reais e n biblias alteradas e dogmas, no mínimo… Repugnantes…

    “MEsmo que isso seja verdade, não invalida que se indoutrine jovens universitários com a religião ateísta.
    Concordas com isso? Concordas que se ensina em museus, orgãos de comunicação, e muitos outras fontes, incluíndo entidades públicas, que a teoria da evolução (o mito da criação ateísta) é um “facto”?”

    Essses fósseis são os mesmos que mostram que estávamos lá 44 mil anos antes desse criador aparecer..

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s