Lulas Evolutivamente Indigestas

Eis mais uma descoberta científica que vai deixar os ateus furiosos.
Paleontólogos liderados por Phil Wilby (British Geological Survey) encontraram em Wiltshire um fóssil inesperado: uma bolsa de tinta de lula espantosamente bem preservada. O fóssil foi encontrado numa área conhecida há bastante tempo como zona de fósseis de animais com estrutura frágil.

Phil Wilby mostrou a sua fé uniformitarianista ao afirmar que

É difícil de imaginar como é que uma coisa tão macia e tão líquida pôde subsistir dentro de uma rocha com 150 milhões de anos.

Reparem que os “milhões de anos” nem são postos em causa, tal como foi mostrado neste post.

O que é espantoso é que, para além da bolsa de tinta estar intacta e cheia (embora a tinta tenha solidificado), a mesma tem essencialmente a mesma composição química que a tinta das lulas modernas. Após re-liquificação química, a tinta foi então usada para desenhar uma imagem da criatura junto ao seu nome latino.
A interpretação evolucionista “dá” uma idade de 150 milhões de anos às rochas, no entanto, tal como afirmado pelo sr Wilby, “É difícil de imaginar como é que uma coisa tão macia e tão líquida pôde subsistir dentro de uma rocha com 150 milhões de anos.”A reportagem do “The Daily Mail” àcerca de mais este achado acrescenta que “as probabilidades de encontrar intacto algo tão delicado como o saco de tinta de uma lula são de um bilião para uma“.Existem ateus um pouco por toda a blogsfera que afirmam que o modelo criacionista não é confirmado pelas evidências, mas este achado confirma pontos essencias do mesmo:

1. Preservação espantosa – A preservação das partes macias do organismo requerem um enterro rápido como resultado de processos catastróficos. (Percebe-se porquê: o que é que geralmente acontece quando deixamos, por exemplo, carne à mercê das forças da natureza? Deteriora-se e decompõem-se.)
Wilby aludiu ainda ao “Efeito Medusa”. O mesmo ocorre quando um organismo é transformado em pedra pouco depois da sua morte. Tais fósseis “podem ser dissecados como se fossem animais vivos – podem-se ver as fibras dos músculos e as células.

2. Subterração em massa – O fóssil da lula é um dos muitos fósseis de animais com estrutura macia encontrada na área, o que reforça o cenário da subterração catastrófica (embora outros paleontólogos proponham a ideia de uma alga venenosa).

3. Organismos totalmente desenvolvidos – Embora se pense que o fóssil pertença a uma criatura semelhante a uma lula, ponto importante é que o fóssil (tal como quase todos) é perfeitamente identificável não como um fóssil transicional, mas sim como um membro totalmente desenvolvido dos tipos básicos originalmente criados por Deus.Embora a área onde este fóssil foi encontrado seja conhecida desde o século 19, a sua localização exacta esteve “perdida” até que a equipa de Wilby a redescobriu. Portanto, é provável que a área produza mais surpresas.

Conclusão:

Como foi referenciado em cima, fósseis como estes não são exactamente o que seria de prevêr se o mundo tivesse milhões de anos. Se não existissem graves implicações ideológicas subentendidas por trás do achado, a idade recente do universo seria um dado científico aceite por todos. No entanto, como isso é impensável para os secularistas que dominam os círculos académicos, os mesmos vão continuar a ficar “surpreendidos” por encontrar fósseis tão bem preservados como o mencionado neste post.

Para nós cristãos este tipo de achado científico está em perfeito acordo com a Palavra de Deus: uma vez que a Bíblia diz que Deus criou o mundo em 6 dias (Êxodo 20:11), e como as gerações mencionadas na Palavra de Deus dão uma idade a rondar os 4/5 mil anos, (a juntar os 2,000 que se passaram desde que o Senhor Jesus Cristo ascendeu aos céus), é perfeitamente aceitável encontrar fósseis bem preservados. É bem mais lógico aceitar que a bolsa de tinta da lula tem cerca de 4,000 anos do que se imaginar que a mesma sobreviveu 150 milhões de anos (!).

O ateísmo, por outro lado, como imagina que o mundo tem milhões de anos, é fortemente ameaçado por descobertas científicas como as da equipa de Wilby.

Como sempre, as observações científicas e a Palavra do Criador estão em harmonia. Não poderia ser de outra forma uma vez que o Universo funciona segundo as leis que Deus criou.

Advertisement

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Biologia and tagged , , , . Bookmark the permalink.

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s