Cientista de Harvard Afirma: Bento XVI tem razão

Mais uma vez o director do “AIDS Prevention Research Project” (Harvard) veio a público afirmar que Bento XVI estava correcto em relação às suas palavras em torno do preservativo e do combate à SIDA.

O Dr. Edward Green mencionou as palavras do Papa numa exposição que ele fez no passado dia 25 de Agosto, na 30ª Reunião Anual da “Rimini Meeting for Friendship Among the Peoples”, promovida pelo movimento “Communion and Liberation”.

Como um cientista, eu fiquei espantado ao notar a proximidade das palavras do Papa em Março passado com as últimas descobertas científicas.” afirmou o Dr. Green. “O preservativo não previne a SIDA. Apenas um comportamento sexual responsável pode controlar a epidemia.

Quando Bento XVI disse que um comportamento sexual diferente deveria ser adoptado em África, uma vez que a colocação da nossa confiança nos preservativos na luta contra a SIDA não funciona, a imprensa internacional ficou escandalizada.

Em Março passado, o Papa Bento iniciou uma controvérsia global, enfurecendo os média, líderes mundiais, e até membros de igrejas, quando, durante a sua primeira visita pastoral a África, ele afirmou que os preservativos apenas agravam o problema da SIDA.

[A SIDA] é uma tragédia que não só não pode ser superada apenas pelo dinheiro, como também não pode ser superada pela distribuição de preservativos uma vez que esta práctica, ironicamente, apenas agrava o problema.

Entre os críticos notáveis encontram-se pessoas como o aborcionista Tony Blair, ex-primeiro ministro britânico. Curiosamente, o mesmo Blair, que se agregou a igreja Católica em Junho de 2007, e que ainda não repudiou a sua visão anti-vida, é uma pessoas cuja presença é esperada no evento Rimini deste ano.

As palavras de Bento XVI receberam, no entanto, a aprovação dos membros da hierarquia da Igreja, médicos católicos, e do próprio Dr Green.

Ao concordar com as palavras de Bento XVI, o perito no estudo da SIDA manifestou no entanto uma aprovação limitada ao uso dos preservativos.

O preservativo pode funcionar com indivíduos específicos, mas não serve quando se trata da situação de um continente. (…) Propôr-se o uso regular do preservativo como forma de combater a SIDA pode ter o efeito contrário.

O Dr Green apontou para o sucesso do método ABC adoptado no Uganda. As letras ABC significam “Abstain, Be faithful, and, as a last resource, use a Condom.” (Abstém-te, Sê fiel, e em último caso, usa o preservativo)

O presidente pôde dizer a verdade ao seu povo, incluindo os jovens, nomeadamente, que em algumas situações, é necessário sacrifício, abstinência e fidelidade. Os resultados têm sido formidáveis.

Vêr também:

Papa Afirma que os Preservativos Não São solução no Combate à SIDA

Perito em SIDA de Harvard Afirma que o Papa está correcto ao Afirmar que a Distribuição de Preservativos Agrava o Problema da SIDA

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Ciência, Sociedade and tagged , , , . Bookmark the permalink.

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s