Confirma-se: as pessoas tendem a andar em círculos

Existem pessoas com pensamento circular*, mas este esta notícia do DN é interessante.

Um estudo de cientistas europeus usou software de posicionamento global (GPS) para confirmar o mito de que as pessoas acabam por andar em círculos, por muito que queiram caminhar em frente.

O trabalho foi realizado por investigadores do Instituto Max Planck para Cibernética Biológica, da Alemanha, e publicado na edição de hoje da revista Current Biology. “O que descobrimos é que as pessoas andam realmente em círculos”, afirmou o principal autor da investigação, Jan Souman.

O estudo de nove pessoas a caminhar no deserto e numa floresta mostraram que todos tendiam a andar em círculos e/ou a desviar-se de uma linha recta quando nada tinham para os guiar, explicou.

No deserto, foi dito a duas pessoas para caminharem sempre a direito durante o dia. Neste caso, embora nenhum tenha percorrido um círculo completo, ambos se desviaram de uma linha recta. Outro voluntário caminhou durante a noite, em fase de lua cheia, mas desviou-se várias vezes sempre que o luar era tapado por nuvens e acabou a dirigir-se ao ponto de partida.

Noutro teste, seis estudantes foram levados para uma floresta grande e plana, tendo-lhes sido pedido para caminharem em linha recta. Quatro deles fizeram o percurso sob céu nublado, com o sol encoberto por árvores ou nuvens. Todos acabaram por andar em círculos apesar de pensarem que seguiam em frente.

Os outros dois conseguiram andar relativamente a direito, mas porque havia sol, justifica Souman. “As pessoas que caminhavam em círculos na floresta não conseguiam ver o sol”, afirmou.

Todos os nove foram seguidos com GPS, tendo as suas rotas sido mapeadas digitalmente. Como os do deserto, os que caminharam na floresta conseguiram manter-se em linha mais recta quando havia sol descoberto.

Todavia, com uma venda nos olhos e tampões nos ouvidos, “as pessoas fazem todo o tipo de coisas”, segundo o autor. “Fazem em círculos ou ziguezagues e é realmente difícil encontrar um denominador comum”, realça.

Quanto ao motivo da realização dos estudos, Souman explicou que estes resultados, juntamente com os de futuros testes, servirão para compreender como é que o cérebro humano se serve dos estímulos sensoriais, desde a visão à audição, para ajudar à orientação.

Existe uma Explicação CientíficaTM para isto, obviamente.

Durante o decurso do Processo EvolutivoTM (milhões de anos e tal) houve mutações entre os seres humanos. Uma mutação gerou pessoas que andam sempre em frente, e outra gerou pessoas que andam em círculos. As pessoas que tendiam a andar em linha recta foram eliminadas pela selecção natural o que causou que o gene de “andar em círculos” se tornasse dominante.

Isto, claro está, aleatoriamente e sem força inteligente por trás dela.

Se não gostas desta Explicação CientíficaTM então deves ser um criacionista que odeia a CienciaTM.

* A evolução é um facto porque os verdadeiros cientistas dizem que é. Só são verdadeiros cientistas aqueles que dizem que a evolução é um facto!

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Ciência and tagged , . Bookmark the permalink.

2 Responses to Confirma-se: as pessoas tendem a andar em círculos

  1. Ludwig says:

    Mats,

    Há uma explicação mais simples. Qualquer enviesamento sistemático na forma de andar vai resultar num círculo. Imagina que uma pessoa tem a tendência de virar ligeiramente mais à direita. Vai acabar fazendo um círculo à direita. Se tende a virar ligeiramente mais para o outro lado, faz um círculo à esquerda.

    Só deixas de ver esse efeito quando lhes tapas os olhos e os ouvidos e aumentas tanto o erro aleatório que deixas de ver os erros sistemáticos mais pequenos. Mas qualquer desvio sistemático da linha recta mais cedo ou mais tarde dá num círculo.

    Like

  2. Mats says:

    Ludwig,
    O teu esclarecimento faz sentido. Eu apenas achei esta notícia interessante.

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s