O Gene Libertador

Reparem nos vários níveis de insanidade desta notícia.

Um homem aparentemente troçou da coloração que um outro homem (muçulmano) tinha posto sobre si. O dito muçulmano (de origem argelina) matou o primeiro a facada. O tribunal analisou o caso, e embora o acusado tenha sido inicialmente condenado a 9 anos de prisão, a sua pena foi reduzida em um ano porque ele possui genes que o “predispunham para actos violentos“.

Percebem agora os perigos de julgar o ser humano apenas e só pela sua composição material pondo de lado a sua alma e o seu espírito? Por isto se vê o quão maléfico o naturalismo é para a sociedade.

Além disso, a hipocrisia do dito tribunal é óbvia: se o tal homem tinha predisposição genética para actos violentos, porque é que ele teve que permanecer tempo na prisão? Se ele não tem controle sobre aquilo que faz (está nos genes), então ele não é culpado: os seus genes obrigaram-no a matar o outro homem.

No entanto, o tribunal sabe que isto não é a história toda, e como tal, colocam o assassino na prisão. O tribunal sabe que, independentemente da nossa composição física, o ser humano é um agente livre para escolher o seu comportamento.

Se este tribunal fosse coerente, eles mantinham a pena inicial (que já era ridícula – 9 anos por matar um ser humano?!!) ou libertavam o acusado.

Vêr também:

1. Soltem os Prisioneiros

2. Obrigado Charles Darwin


About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Biologia, Ciência, Pecado, Sociedade and tagged , , , . Bookmark the permalink.

3 Responses to O Gene Libertador

  1. Anjo_Z says:

    Vejamos:

    Quando colocamos a religião (naturalismo/teocracia é melhor) na frente do bom senso (se tanta gente tem e não é criminosa, reduziu a pena pq?), mostramos como o mundo é um lugar realmente triste…

    “Percebem agora os perigos de julgar … pondo de lado a sua alma e o seu espírito?”
    O problema é justamente este: Alma e Espirito não são passiveis de constatação cientifica, mas um gene sim…

    “Por isto se vê o quão maléfico o naturalismo é para a sociedade”
    E a biblia/alcoorão/tora é a solução? Apedrejar as adulteras? Possuir escravos?

    Tanto eu como você, caro autor, deveriamos estar unidos no que importa na noticia: Um assassino confesso teve sua pena drasticamente reduzida por ter um gene que é comum! Deveriamos estar protestando, pois o poder Judiciario pode ter criado uma jurisprudencia na Italia que pode acabar sendo usada no resto do mundo!

    Abraços,
    Anjo_Z

    Like

  2. JoanaPaz says:

    Hum, post interessante (tanto este como o “soltem os prisioneiros”).

    De facto o materialismo é uma visão muito, muito contraditória. De alguma forma procura-se explicar o ‘eu’, a vontade, a escolha, a personalidade (e tantas outras coisas) com base unicamente na matéria. Impossível. O resultado são notícias como estas…

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s