Mamíferos “flutuaram” até o Madagáscar

E Deus criou as grandes baleias e todo o réptil de alma vivente que as águas abundantemente produziram, conforme as suas espécies; e toda a ave de asas, conforme a sua espécie. E viu Deus que era bom. E Deus os abençoou, dizendo: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei as águas nos mares; e as aves se multipliquem na terra.
Génesis 1:21-22

Os ancestrais dos mamíferos que presentemente existem na ilha do Madagáscar podem ter sido transportado através de vegetação flutuante, segundo afirma uma reportagem publicada na BBC News.

O texto diz:

Os pesquisadores criaram modelos de correntes oceânicas antigas, e descobriram que existiam condições favoráveis no período em que os mamíferos chegaram à ilha.

Claro que este parágrafo mistura verdadeira ciência (criação de modelos) com imaginação/especulação/evolução (“período em que os mamíferos chegaram à ilha”).

O que interessa reter deste texto é que a dispersão dos animais a seguir ao Dilúvio descrito na Bíblia não é um problema quando se faz um pouco de trabalho científico.

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Bíblia and tagged . Bookmark the permalink.

6 Responses to Mamíferos “flutuaram” até o Madagáscar

  1. É interessante porque o ateu troça do criacionista quando este diz que, depois do dilúvio, os animais poderiam ter chegado às ilhas através de vegetação flutuante, mas agora são os evolucionistas a proporem isso.

    Like

  2. Nuno Dias says:

    e onde está esse trabalho científico?
    Por exemplo, pela análise da variação do adn mitocondrial da actual população (europeia e africana) conclui-se que existe menor variação genética na europa do que em áfrica levando à conclusão que para estes lados rumou um grupo de humanos relativamente pequeno.
    Desde o desembarque da arca, quais teriam sido as taxas de reprodução e variação genética para a actual população na europa chegar a este estado?

    São números que fazem a árvore de Darwin tombar não especulações.

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Haplogrupos_de_ADN_mitocondrial_humano

    Like

  3. A árvore de Darwin já tombou há algum tempo.

    Like

  4. Nuno Dias says:

    OK, eu torno a tarefa mais simples, afinal de contas há sempre universidadew que impedem o trabalhado de cientistas criacionistas, não é?

    Um qualquer estudo que envolva matemática.

    Senão andamos sempre a falar de histórias e discussões sobre validades morais.

    Like

  5. Mats says:

    Nuno,
    Trabalho “científico” a comprovar o quê mesmo?

    Like

  6. Nuno Dias says:

    Sobre o que quer que seja.
    Ao contestarem, os valores do C14 que fazem previsões de dezenas de milhares de anos, deveriam ter estudos com técnicas análogas que dêem bastante menos.
    Ao contestarem, as dezenas de milhares de anos que a geologia atribui para camadas de sedimentos, deveriam ter estudos com técnicas análogas que dêem bastante menos.

    Like

Leave a Reply to Nuno Dias Cancel reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s