Itália para ateus: “no nossa casa mandamos nós!”

Os italianos ganharam o meu respeito por resistirem ao avanço do ateísmo através do sistema legal. Como, pelos vistos, os ateus não conseguem remover a fé cristã por via do debate, ciência e lógica, os ateus tentam usar o sistema legal para o fazer.

Felizmente ainda existem países que não se envergonham da sua identidade cristã.

Hilary White

ROMA, Itália, 6 de janeiro de 2010 (Notícias Pró-Família) — O Tribunal Constitucional da Itália deu uma decisão declarando a supremacia das leis e costumes italianos sobre as ordens do Tribunal de Direitos Humanos da Europa (TDHE). Em novembro, uma ordem do TDHE sediado em Estrasburgo para que todos os crucifixos fossem retirados das escolas públicas italianas provocou revolta na Itália. Especialistas legais avisaram que a decisão minaria as liberdades religiosas e a soberania nacional em todos os países membros da União Européia.

Mas o Supremo Tribunal da Itália disse que nos pontos em que as decisões do TDHE entram em conflito com as cláusulas da Constituição italiana, tais decisões “carecem de legitimidade”. Piero A. Tozzi, do Instituto Católico de Direitos Humanos e da Família, disse que a decisão tem o propósito de alertar contra veredictos politicamente motivados do tribunal de Estrasburgo e contra suas tentativas de ultrapassar limites de jurisdição.

Depois dessa decisão antes do Natal, veio um projeto de lei, apresentado no Senado da Itália, que pretende regular a exibição de crucifixos em todas as escolas estatais. O Senador Stephen Ceccanti, professor de direito constitucional, disse que o projeto exige que os crucifixos sejam exibidos, “considerando o valor da cultura religiosa da herança histórica do povo italiano e a contribuição dos valores constitucionais, e como sinal do valor e limites da Constituição”.

O projeto, apresentado no Senado em 17 de dezembro, propõe lidar com o problema de crianças cujos pais se ofendem com a presença de um crucifixo permitindo que outros símbolos religiosos sejam exibidos, ou que o crucifixo seja removido em casos individuais em que não se pode alcançar nenhum acordo mútuo.

Em novembro, o TDHE, órgão do Conselho da Europa que é influente nas políticas da União Européia, havia sustentado uma queixa de Soile Lautsi, uma finlandesa atéia com cidadania italiana. Ela disse que seus filhos foram obrigados a ver um crucifixo todos os dias na escola pública que freqüentavam e que isso constituía violação de sua liberdade religiosa. Ela foi compensada em €5000 (US $7200), a serem pagos pelo governo italiano.

O veredicto do TDHE disse: “A exibição compulsória de um símbolo de determinada confissão em dependências usadas pelas autoridades públicas… restringe o direito dos pais de educar seus filhos conforme suas convicções”.

O veredicto do TDHE já havia provocado ultraje nacional entre os italianos, virando manchete durante semanas. Prefeitos de várias municipalidades em todo o país responderam à ordem do TDHE de remover crucifixos ordenando em vez disso que todas as escolas e órgãos públicos que não os tivessem que exibissem um crucifixo ou enfrentassem multas diárias de até €500. Um prefeito, Umberto Macci de Priverno na Província de Latina, Lazio, no centro da Itália, até despachou a polícia local para inspecionar as escolas para garantir que os crucifixos estivessem ali.

O governo italiano prometeu recorrer da decisão do TDHE, citando o Artigo 7 da Constituição italiana que diz: “O Estado e a igreja são, cada um em sua própria esfera, independentes e soberanos”. O relacionamento entre a Igreja Católica e o Estado italiano é regulado pelo Patti Lateranensi, o Tratado de Latrão, que estabelece a coabitação e o reconhecimento mútuo das esferas seculares e religiosas e declara claramente que os crucifixos têm de ser exibidos em escolas públicas e nos tribunais.

Vejam a notícia integral aqui.

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Religião and tagged , , , , . Bookmark the permalink.

15 Responses to Itália para ateus: “no nossa casa mandamos nós!”

  1. Blog Mallmal says:

    Quero só ver até onde o governo italiano vai querer pagar 5000 euros para cada criança que observa um magrelo sendo torturado…

    Like

  2. Anjo_Z says:

    Ola Matz,

    Engraçado como nos identificamos com os rebeldes quando a briga é entre o “Povo contra Leis do Estado”, o estado impondo seu poder sobre nos, Seres Pensantes com Desejos e Livre Arbitrio…

    Mas quando é “Povo contra Leis de Deus”, como no caso da Maçã do Eden, Deus sempre teve razão…

    Abraços,
    Anjo_Z

    Like

  3. Anjo_Z says:

    Ola denovo Matz,

    Agora sim, sobre o post em sí:

    Sobre a multa: Provavelmente o Vaticano esta bancando…

    De fato, até que é uma decisão corajosa e burra ao mesmo tempo… A Itália mostra assim que “quem manda aqui sou eu”. Quero saber se quando a Itália quiser a extradição de alguem, se o outro pais meter a mesma banca, como vai ficar…

    O que realmente gostei na notícia e espero que passe: “…projeto… propõe lidar com o problema de crianças cujos pais se ofendem com a presença de um crucifixo permitindo que outros símbolos religiosos sejam exibidos, ou que o crucifixo seja removido em casos individuais em que não se pode alcançar nenhum acordo mútuo…”

    Respeito a crença dos outros, remoção em caso de impossibilidade de acordo mútuo… Apesar de não ser religioso, me declararia Budista e solicitaria um Buda daqueles bonachões do lado do cruscifixo 🙂

    Matz defenderia o direito das pessoas pedirem a colocação de imagens de Iemanja nas repartições públicas? A colocação de uma estrela de David?

    Abraços,
    Amauri

    Like

  4. Mats says:

    O fugaz MallMall opina:

    Quero só ver até onde o governo italiano vai querer pagar 5000 euros para cada criança que observa um magrelo sendo torturado…

    Vamos ver.

    Anjo_Z

    Matz defenderia o direito das pessoas pedirem a colocação de imagens de Iemanja nas repartições públicas? A colocação de uma estrela de David?

    Se um dia fôr viver para um país budista, eu vou ter que me conformar às coisas como elas são lá, ou saír do país.

    Se um ateu vai viver para a Itália, tem que olhar para os crucifixos e aguentar a tradição local, ou sair do país. Ninguém os obriga a viver lá.

    É sempre a mesma coisa: vocês ateus querem que o universo todo se conforme com a vossa religião, mesmo em países onde a tradição católica existe há séculos.

    A vossa Teofobia está a tornar-se doentia.

    Like

  5. jonas says:

    Se as Palavras deste “magrelo torturado” fossem postas em prática,tenho certeza que a crise e o vazio existêncial saíria de dentro das pessoas,possibilitando a que a vida tivesse sentido.Quanto aos cricifixos,estarem ali ou não pouco importa,e sim a mensagem D,ELE deveria estar no coração dos seres humanos,isto sim é que importa,pois haverá transformação pela renovação das mentes,não se conformando com este mundo,mas trazendo os ensinamento de JESUS a toda criatura,para que a paz e a justiça

    Like

  6. Anjo_Z says:

    @Jonas
    Mas de qual Jesus estamos falando? Aquele dos evangelhos editados da Biblia ou dos Apócrifos sem aceitação popular?

    @Matz
    “É sempre a mesma coisa: vocês ateus querem que o universo todo se conforme com a vossa religião, mesmo em países onde a tradição católica existe há séculos.”

    É sempre a mesma coisa: nos seres humanos pedimos por um mundo igualitário, onde há espaço para todas as religiões e até para ausencia delas, mas sempre tem alguns que precisam ter exclusividade…

    Like

  7. jonas says:

    Tu sabes de quais estou falando,e isso não te eximirá da culpa!

    Like

  8. Anjo_Z says:

    @Jonas
    Lembre-se sempre da regra #1 da internet:
    “Dont feed the trools” 🙂
    Eu tento lembrar sempre.
    Seu comentário ficará sem resposta mesmo…

    Abraços,
    Anjo_Z

    Like

  9. Mats says:

    Anjo,

    “É sempre a mesma coisa: vocês ateus querem que o universo todo se conforme com a vossa religião, mesmo em países onde a tradição católica existe há séculos.”

    É sempre a mesma coisa: nos seres humanos pedimos por um mundo igualitário, onde há espaço para todas as religiões e até para ausencia delas, mas sempre tem alguns que precisam ter exclusividade…

    Mas há espaço para todas as reilgiões na Itália. Nenhuma religião foi banida. Onde não havia espaço para todas as religiões era na Russia comunista/ateísta, na China e na Coreia do Norte.

    Aparentemente, quando o ateísmo toma conta do aparelho de estado, o cristianismo sofre. Porque será?

    Like

  10. Anjo_Z says:

    Mats,

    “Aparentemente, quando o ateísmo toma conta do aparelho de estado, o cristianismo sofre. Porque será?”

    Vamos em partes:

    0- “Mas há espaço para todas as reilgiões na Itália”: Ainda quero saber como ficaria uma imagem de um daqueles Budas sorridentes ao lado do cruscifixo…

    1- Regimes totalitários:
    As igrejas são proibidas em regimes totalitários por uma definição muito simples: A OBEDIENCIA do individuo deve ser com o Estado antes da Religião.

    Sua comunidade esqueceria as restrições da religião para lutar em uma guerra, por exemplo? Não? Então sua Igreja não serve para o Totalitarismo.

    Abolir/Proibir a religião não é uma atitude ateista, é uma necessidade do Totalitarismo.

    2- Regimes Totalitários apoiados pela Religião:
    A situação na Alemanha Nazista, Itália, entre outros lugares, foi bem ruim. Regimes apoados pela religião tb não são bons…

    3- Regimes DEMOCRATICOS em paises com maioria ateista/não-religiosa:
    “Os dinamarqueses e os suecos têm um respeito muito forte pela dignidade humana. Eles criaram sociedades com as menores taxas de pobreza do mundo, as menores taxas de crimes violentos do mundo e o melhor sistema de educação e de saúde do mundo. Eles fizeram isso não como uma tentativa de agradar ou alcançar Deus, mas porque vêem um valor manifesto na vida humana e acreditam que o sofrimento é um mal em e além de si mesmo.”

    Agora que já discutismo que podemos ter o Estado e o Ateismo convivendo de uma maneira saudavel e democratica…

    4- “Aparentemente, quando o ateísmo toma conta do aparelho de estado, o cristianismo sofre. Porque será?”

    Pq em lugares onde o povo decide, várias coisas que são “horrendas e pecaminosas ao Senhor” são aprovadas, como por exemplo:
    -Casamento Homossexual;
    -Livre escolha do Aborto pela Mãe;
    -Padres pedófilos são presos e condenados;
    -Se vc quer faltar ao trabalho no seu dia religioso, problema seu, assuma as consequencias da sua escolha religiosa;
    -Entre outros 🙂

    Mas os religiosos não podem reclamar, afinal, “Ninguém os obriga a viver lá”, não é?

    Abraços,
    Anjo_Z

    Like

  11. Mats says:

    Anjo,

    0- “Mas há espaço para todas as reilgiões na Itália”: Ainda quero saber como ficaria uma imagem de um daqueles Budas sorridentes ao lado do cruscifixo…

    Qual foi a religião que foi ilegalizada na Itália católica? Indica-me o seu nome. Se não houve nenhuma, então…porque é que achas que o facto da Itália promover o catolicismo isso indica a intolerância em relação às outras crenças, incluindo o ateísmo?

    MOstra-me qual foi a fé que foi tornada ilegal na Itália.

    1- Regimes totalitários:
    As igrejas são proibidas em regimes totalitários por uma definição muito simples: A OBEDIENCIA do individuo deve ser com o Estado antes da Religião.

    Mas… os regimes totalitários eram ateus. O que os fez tornarem-se intolerantes ao cristianismo não foi o facto de serem totalitários maso facto de serem ateus. Houve regimes totalitários que não foram intolerantes em relação ao ateísmo. Os regimes totalitários comunistas perseguiram os cristãos porque eram regimes ateus.
    Repito o que disse;: quando os ateus ganham controle do aparelho de estado, os cristãos que se cuidem.

    Abolir/Proibir a religião não é uma atitude ateista, é uma necessidade do Totalitarismo.

    Mas houve regimes totalitários que não aboliram o cristianismo. Os regimes comunistas fizeram-no por motivos ateus.

    2- Regimes Totalitários apoiados pela Religião:
    A situação na Alemanha Nazista, Itália, entre outros lugares, foi bem ruim. Regimes apoados pela religião tb não são bons…

    Mas agora contradizes o que disseste em cima.Primeiro dizes que como eram totalitarios eles perseguiram os cristãos. Agora dizes que mesmo que sejam totalitarios, houve regimes que não perseguiram os cristãos.

    Então concordas que existiram regimes totalitarios que não perseguiram os cristãos? Muito bem.

    Então porque é que os comunistas perseguiram os cristãos? Não pode ter sido porque eles eram totalitários, porque como tu dizes a seguir, existiram outros regimes totalitários que não perseguiram cristãos.

    Em que é que ficamos?

    3- Regimes DEMOCRATICOS em paises com maioria ateista/não-religiosa:“Os dinamarqueses e os suecos têm um respeito muito forte pela dignidade humana.

    Mesmo a dignidade humana dos seres humanos ainda por nascer?

    Eles criaram sociedades com as menores taxas de pobreza do mundo, as menores taxas de crimes violentos do mundo e o melhor sistema de educação e de saúde do mundo.

    E isso deve-se ao ateísmo? É isso que queres dizer?

    A propósito,. sabias que em Oslo existem mais violações do que em Nova YOrke?

    http://www.brusselsjournal.com/node/1754

    “The number of rapes in the Norwegian capital Oslo is six times as high as in New York City. ”

    Deve ser do ateísmo também, certo? Se dizes que liberdade que eles tem se deve ao seu ateísmo, então deves assumir que a alta taxa de violações se deve também ao seu ateísmo. Olha que essa crença no multiculturalismo (uma crença ateísta) está a destruir os países escandinavos, mas pelos vistos ainda não sabias.

    Eles fizeram isso não como uma tentativa de agradar ou alcançar Deus, mas porque vêem um valor manifesto na vida humana e acreditam que o sofrimento é um mal em e além de si mesmo.”

    Excepto se fores um bebé no ventre materno, ou um cristão que prega o evangelho dentro de uma igreja:

    http://www.chalcedon.edu/articles/article.php?ArticleID=214

    “A Swedish pastor who preached a sermon on the Biblical prohibitions against homosexual behavior is waiting to see if the Supreme Court of Sweden will send him to jail for six months for doing so.”

    Ops! Esses ateus não sempre a perseguir os cristãos.

    Agora que já discutismo que podemos ter o Estado e o Ateismo convivendo de uma maneira saudavel e democratica…

    Excepto se fores um cristão ou um bebé no ventre materno.

    Não te esqueças de explicar a verdadeira motivação dos ateus comunistas contra os cristãos. Quiseste colocar a culpa no totalitarianismo e não no ateísmo, mas acabaste por te contradizer logo a seguir.

    Diz: porque é que achas que os comunistas eram tão anti-religiosos, senão devido às suas crenças ateístas?

    4- “Aparentemente, quando o ateísmo toma conta do aparelho de estado, o cristianismo sofre. Porque será?”

    Pq em lugares onde o povo decide, várias coisas que são “horrendas e pecaminosas ao Senhor” são aprovadas, como por exemplo:
    -Casamento Homossexual;

    Biologicamente, fisiologicamente, psicologicamente deleterioso quem está nele, e socialmente mau para todos. Mas os ateus não se importam com o que acontece com os homossexuais.

    -Livre escolha do Aborto pela Mãe;

    Pena que o bebé não tenha escolha. Mais uma consequência do ateísmo: a desvalorização da vida humana.

    -Padres pedófilos são presos e condenados;

    É horrível o que esses homossexuais fazem dentro das igrejas.

    Junta-te a mim e aos outros cristãos no combate ao comportamento homossexual. Posso contar contigo?

    -Se vc quer faltar ao trabalho no seu dia religioso, problema seu, assuma as consequencias da sua escolha religiosa;

    Tenta fazer isso na China ateísta 😉

    Mas os religiosos não podem reclamar, afinal, “Ninguém os obriga a viver lá”, não é?

    Exactamente. É por isso que uma família alemã pegou nos filhos e saiu da Alemanha. O governo ateísta queria forçá-los a ir a escolas públicas onde quase de certeza seriam ensinadas coisas como.. -Casamento Homossexual, Livre escolha do Aborto pela Mãe, entre outras coisas ateisticamente “normais”.

    Mas… que pena que os ateus não saiam de países católicos como a Itália, como o casal cristão saiu da Alemanha quando viu o que o governo ateu queria fazer aos seus filhos.

    Fico À espera que me digas o que motivou os comunistas a perseguir os cristãos. Fica aqui uma dica:

    “O comunismo começa onde começa o ateísmo” – Karl Marx

    🙂

    Like

  12. Nuno Dias says:

    “O comunismo começa onde começa o ateísmo” – Karl Marx

    Salazar foi o responsável por conseguir um estado de estupidificação tal na nossa população que, passados quase 40 anos, é considerado o maior português de sempre.


    Under the Estado Novo dictatorship of António de Oliveira Salazar (r. 1928-68), the church experienced a revival. Salazar was himself deeply religious and infused with Catholic precepts. Before studying law he had been a seminarian; his room-mate at the University of Coimbra, Manuel Gonçalves Cerejeira, later became Cardinal Patriarch of Lisbon. In addition, Salazar’s corporatist principles and his constitution and labour statute of 1933 were infused with Roman Catholic precepts from the papal encyclicals Rerum Novarum (1891) and Quadragesimo Anno (1931).
    http://en.wikipedia.org/wiki/Religion_in_Portugal

    e já agora, percentualmente, qual dos dois terá maiores taxas de homicídios?

    Like

  13. Mats says:

    Nuno,
    Mesmo que Salazar tenha sido o maior genocida da história (título que, diga-se da passagem, pertence ao ateu Mao Tse Tung), isso não invalida que Marx tenha dito que “o comunismo comença onde começa o ateísmo”.

    e já agora, percentualmente, qual dos dois terá maiores taxas de homicídios?

    Entre Marx e Salazar? Bem, eu não sou defensor do Salazar, portanto ambos podem ter sido genocidas que não muda o que eu disse.

    Agora, tendo em conta que a ideologia do ateu Marx matou mais de 100 milhões de seres humanos em menos de 100 anos (e aina continua a matar, enquanto que Salazar já morreu) acho que posso dizer que Marx “matou” mais pessoas que o Salazar.

    Estou certo ou errado?

    Já agora, Nuno, quem é que considera o Salazar como o “maior português de sempre” ?

    Like

  14. Nuno Dias says:

    o tema de Salazar apenas foi introduzido para verificares que o absurdo de o que supões… é um absurdo
    Tanto consegues implicar o ateísmo com assassínios como o cristianismo.

    os portugueses
    http://www.publico.pt/Media/salazar-eleito-o-maior-portugues-de-sempre-em-programa-da-rtp_1289390

    Like

  15. Mats says:

    Nuno,

    o tema de Salazar apenas foi introduzido para verificares que o absurdo de o que supões… é um absurdo. Tanto consegues implicar o ateísmo com assassínios como o cristianismo.

    O “problema” é que enquanto o que os ateus Mao Tse Tung, José Estaline e Pol Pot fizeram está em perfeito acordo com o ateísmo (cada um decide por si só o que está certo e errado), o que Salazar fez está em total desacordo com o cristianismo.

    E obrigado pelo link do público. Verdadeiramente não sabia que ele era considerado por alguns como o maior português de sempre.

    Mas repara que o comunista e provavemente ateu Álvaro Cunhal vem logo em segundo. O que é que inferes daí?

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s