Russia: Número de Abortos Aproxima-se do de Nascimentos

Um artigo que me foi enviado pelo Marcos Sabino:

Rússia: Número de abortos aproxima-se do de nascimentos

O número de abortos na Rússia aproxima-se do de nascimentos, segundo dados revelados hoje pela ministra russa de Desenvolvimento Social, Tatiana Golikova.

Em 2008, nasceram na Rússia 1 milhão e 714 mil crianças, mas o número de abortos registados foi de 1 milhão e 234 mil, disse a ministra, durante um encontro do Conselho da Rússia dedicado à política demográfica.

Um milhão de almas a quem lhes foi negada o dom da vida.

Bem vindos ao holocausto silencioso.

Neste contexto, Tatiana Golikova defende que a redução do número de abortos é “um recurso real para aumentar a natalidade”

A inconsistência é gritante: a Europa está a envelhecer rapidamente. A solução dos nossos “líderes”? Promover o aborto. Faz todo o sentido, certo?

Longe vão os tempos em que a Europa via os bebés como dádivas Divinas. Hoje nem dignos de vida são. Mais uma consequência da desvalorização da vida humana. Enquanto que com Deus toda a vida humana é preciosa, com o ateísmo a vida humana tem o valor que cada indivíduo assim o classificar. Pior ainda é quando os secularistas conferem (ou tentam conferir) direitos humanos a animais (!).

Advertisements

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Pecado, Sociedade and tagged . Bookmark the permalink.

15 Responses to Russia: Número de Abortos Aproxima-se do de Nascimentos

  1. Nuno Dias says:

    nem começas mal alguns artigos, mas algures lá te perdes e tiras umas conclusões mesmo à doida

    Like

  2. Blog Mallmal says:

    Você já ouviu falar em Malthus, meu caro Mats?

    Qual o objetivo da sua igreja? Entupir o mundo de pessoas para que a pobreza e a ignorância imperem e vocês possam voltar a administrar suas cotas semanais de lavagem cerebral?

    Aceitem a derrota com dignidade…

    Like

  3. Mats says:

    Nuno,
    Onde estão as conclusões “mesmo à doida” ?

    Mallmal:

    Qual o objetivo da sua igreja? Entupir o mundo de pessoas para que a pobreza e a ignorância imperem e vocês possam voltar a administrar suas cotas semanais de lavagem cerebral?

    Se as pessoas forem indoutrinadas com a teologia ateísta, provavelmente elas sejam vítimas fáceis da ignorância, mas se elas forem ensinadas ética cristã no que toca ao trabalho e a vida familiar, elas não seriam um “entupimento” no mundo.

    Aliás, nenhuma pessoa “entope” o mundo. Mas também, vindo de alguém que acha que um bebé é apenas um “amontoado de células”, não me admira que vejas o ser humano como um “entupimento”.

    Like

  4. Nuno Dias says:

    de problema social na Rússia que se reflecte em por exemplo na quantidade de abortos

    passas problema social na Europa (significativamente menor) que se reflecte em por exemplo na quantidade de abortos

    “a Europa está a envelhecer rapidamente. A solução dos nossos “líderes”? Promover o aborto.”
    está a envelhecer pq é um fenómeno que se constata em todas as culturas com informação.
    a solução dos nossos líderes é perante um problema de saúde pública, a prática ilegal de abortos. E não, não promovem.
    http://pt.wiktionary.org/wiki/promover

    “a Europa via os bebés como dádivas Divinas” – conto de fadas
    “Hoje nem dignos de vida são. ” – mesmo à TVI
    “Mais uma consequência da desvalorização da vida humana.” – curiosamente, em Portugal, cada vez mais a vida tem vindo a ser valorizada e o secularismo aumentado.

    VIVA LA ESPAÑA – mas que raio tem isto a ver com abortos?

    Like

  5. Mats says:

    de problema social na Rússia que se reflecte em por exemplo na quantidade de abortos, passas problema social na Europa (significativamente menor) que se reflecte em por exemplo na quantidade de abortos

    É só para se mostrar a irracionalidade do secularismo.

    “a Europa está a envelhecer rapidamente. A solução dos nossos “líderes”? Promover o aborto.”
    está a envelhecer pq é um fenómeno que se constata em todas as culturas com informação.

    Não muda o que eu disse. Se os nossos líderes estão preocupados com a queda da natalidade na europa, porque é que promovem (por vezes, agressivamente) medidas que REDUZEM a natalidade? Totalmente ilógico.

    a solução dos nossos líderes é perante um problema de saúde pública, a prática ilegal de abortos. E não, não promovem.
    http://pt.wiktionary.org/wiki/promover

    A práctica ilegal do aborto não significa que se deva legalizar o aborto, tal como a execução de ilegal de pessoas não significa que se deve legalizar o assassínio.

    “a Europa via os bebés como dádivas Divinas” – conto de fadas

    Para os ateus.

    “Hoje nem dignos de vida são. ” – mesmo à TVI

    O facto de se suportar o aborto confirma o que eu disse. Dentro do secularismo os bebés no ventre materno nem direito à vida possuem. Que tragédia.

    “Mais uma consequência da desvalorização da vida humana.” – curiosamente, em Portugal, cada vez mais a vida tem vindo a ser valorizada e o secularismo aumentado.

    Excepto para a vida dentro do ventre materno, não é Nuno?

    VIVA LA ESPAÑA – mas que raio tem isto a ver com abortos?

    Like

  6. Nuno Dias says:

    só há um problema, tens que resolver é conseguir estabelecer a ligação entre o secularismo e o aborto
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Secularismo

    e já agora, a ligação entre o cristianismo e a defesa da intrauterina

    Like

  7. Blog Mallmal says:

    “Se as pessoas forem indoutrinadas com a teologia ateísta, provavelmente elas sejam vítimas fáceis da ignorância, mas se elas forem ensinadas ética cristã no que toca ao trabalho e a vida familiar, elas não seriam um “entupimento” no mundo.”

    Pérola da Achologia Matsista.
    As pessoas não são um “entupimento” no mundo a não ser que sejam homossexuais ou de outra religião, né, Mats? Além disso, como qualquer um pode atestar per se, os países onde há mais influência da porca ética cristã são geralmente os mais criminosos, violentos, injustos e desiguais. Os países influenciados pela ética secularista geralmente são os mais justos, humanos e tolerantes.

    “Mas também, vindo de alguém que acha que um bebé é apenas um “amontoado de células”, não me admira que vejas o ser humano como um “entupimento”.”

    Nada como o tradicional AD HOMINEM Matsista…

    E ainda estou esperando a resposta de como a maravilhosa teologia cristã vai resolver o problema da escassez de alimentos, água potável e demais recursos num mundo superpovoado (à la crescei e multiplicai-vos). Vai multiplicar pães e peixes, Mats?

    Like

  8. Nossa, justo a Rússia que tanto sofre com a queda populacional.

    Like

  9. eclypse says:

    Olá Mats!

    Link interessante sobre o tema do aborto:

    30 perguntas e respostas acerca da defesa da vida

    Abraço

    Like

  10. eclypse says:

    Excerto do artigo cujo link postei:

    15) Um feto não é apenas um aglomerado de células?
    ———————–
    Ninguém pode afirmar isso de forma honesta. A diferença entre um feto e um aglomerado de células – como o que se extrai para testes de laboratório – é gigantesca.

    Mesmo quando um aglomerado de células se multiplica, ele só se torna uma aglomerado maior. Mas as células do feto são únicas, se multiplicam, diversificam e formam as estruturas incríveis do organismo humano.

    Um feto não é um aglomerado aleatório de células, é um ser vivo que contém toda a fisiologia e anatomia que formarão um homem ou uma mulher – e todo abortista sabe disso perfeitamente. Portanto, a pergunta fica desmascarada como uma vergonhosa tentativa desonesta.

    Além disso, já ficou estabelecido que os fetos sofrem com o aborto. Certas respostas fisiológicas, como batimentos cardíacos acelerados e a existência de um sistema nervoso central confirmam esse fato.

    Também importa o aspecto de que o feto está a caminho de ser um indivíduo comum e que o aborto, portanto, prejudica esse indivíduo.

    Like

  11. Mats says:

    Nuno,

    só há um problema, tens que resolver é conseguir estabelecer a ligação entre o secularismo e o aborto

    Quanto mais secular é uma sociedade, mais propensa é em normalizar a matança de bebés.

    e já agora, a ligação entre o cristianismo e a defesa da intrauterina

    Quanto mais Bíblica é uma cultura, menos propensa é em normalizar a matança de bebés.

    Like

  12. Mats says:

    As pessoas não são um “entupimento” no mundo a não ser que sejam homossexuais ou de outra religião, né, Mats?

    Nenhuma pessoa é um entupimento no mundo, nem mesmo os ateus. Por outro lado, vocês ateus acham que há pessoas que são um “entupimento”. e outras que são só “um amontoado de células”.

    Além disso, como qualquer um pode atestar per se, os países onde há mais influência da porca ética cristã são geralmente os mais criminosos, violentos, injustos e desiguais. Os países influenciados pela ética secularista geralmente são os mais justos, humanos e tolerantes.

    Num universo paralelo, talvez seja assim. Mas já sabemos que dentro da religião ateísta as palavras tem outro sentido.

    “Tolerância” significa “faz o que eu te digo ou vais para a cadeia!”.
    “Justica” é o que cada um quiser que seja.
    “Humanos” também é o que o ateu quer que seja. Os bebés no ventre materno infelizmente não contam como humanos, não é assim, “Pastor” Mallmall?

    “Mas também, vindo de alguém que acha que um bebé é apenas um “amontoado de células”, não me admira que vejas o ser humano como um “entupimento”.”

    Nada como o tradicional AD HOMINEM Matsista…

    Não é ad hominem dizer o que tu acreditas. Tu acreditas que o bebé no ventre materno nada mais é que um “amontoado de células”. Vais corrigir isso ou vais manter?

    E ainda estou esperando a resposta de como a maravilhosa teologia cristã vai resolver o problema da escassez de alimentos, água potável e demais recursos num mundo superpovoado (à la crescei e multiplicai-vos). Vai multiplicar pães e peixes, Mats?

    Não há problemas com a escassez de alimentos, água potável ou demais recursos. Isso são pressões selectivas que vão causar a evolução de espécies mais fortes e mais aptas, tal como aconteceu no passado.

    Certo, “Pastor”?

    Like

  13. Nuno Dias says:

    “Quanto mais Bíblica é uma cultura, menos propensa é em normalizar a matança de bebés.” – é possível

    Êxodo 12:12 – Nessa noite eu passarei pela terra do Egito e matarei todos os primeiros filhos, tanto das pessoas como dos animais. E castigarei todos os deuses do Egito. Eu sou o SENHOR.

    Like

  14. Mats says:

    Nuno,
    Deus pode tirar a vida que Ele criou. O ser humano não tem o direito de decidir por si mesmo tirar a vida do inocente.

    A matança de bebés feita pelos abortistas é crime. A matança do primogénito feita por Deus é perfeitamente legal porque Ele é Quem fez essas mesmas vidas. Ele pode fazer o que bem quiser com as vidas que Ele criou. Nós não.

    Repito o que disse:

    “Quanto mais Bíblica é uma cultura, menos propensa é em normalizar a matança de bebés.” Quanto mais secularizada é uma cultura, mas desvalorizada a vida dos mais frágeis fica (bebés, idosos, minorias étnicas, etc).

    O ateísmo é uma religião perigosa.

    Like

  15. Nuno Dias says:

    Rica resposta, Mats.

    O ateísmo é uma religião que não defende o indefensável.

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s