Queres combater a depressão? A ciência diz para confiares em Deus

E disse o Senhor: “Tenho visto, atentamente, a aflição do meu povo, que está no Egipto, e tenho ouvido o seu clamor, por causa dos seus exactores, porque conheci as suas dores
Êxodo 3:7

Crença Num Deus que Se Preocupa [com a nossa vida] Melhora a Resposta ao Tratamento Médico para a Depressão“.

Com este título para o seu artigo, a Science Daily praticamente refuta toda a conversa dos neo-ateus sobre os “malefícios” da religião. Se a religião no geral (e o cristianismo em particular) é assim tão má para o ser humano, como é que se explica que a crença no Deus da Bíblia tenha efeitos psicológicos e mentais tão benéficos?

Um estudo levado a cabo em 136 adultos no “Rush University Medical Center” tentou quantificar o efeito da crença Num Deus que Se preocupa nos tratamentos médicos para a depressão.

De acordo com o artigo, “o estudo verificou que aqueles que tinham uma forte crença Num Deus Pessoal e Preocupado eram mais susceptíveis de evidenciar melhorias.” Como tal, os “clínicos precisam de estar cientes do papel da religião na vida dos pacientes“.

O artigo diz ainda “se os pacientes forem ateus, questionem-se sobre o papel que Darwin tem nas suas vidas“.

(Ok, esta última frase fui eu que inventei, mas pode ser que qualquer dia se faça essa experiência médica: “Como Darwin Pode Ajudar os Ateus a Sair da Depressão“.)


Nem todas as crenças no “Deus que Se preocupa” são equivalentes. Imaginem que alguém acredita no Elvis, ou na “Força”, ou em Zeus ou imaginem alguém que tens crenças falsas em relação ao “homem do andar de cima” (baseadas em nada mais que sentimentos subjectivos).

Assumindo que existe Um Deus que Se Preocupa, preferirias ter crenças deprimentes sobre o Deus Verdadeiro ou crenças confortantes sobre um falso deus? Escolherias ter uma falsa esperança que te faz sentir bem, ou um esperança verdadeira que não te faz sentir assim tão bem? É melhor definires isso à partida.

Se a tua prioridade é sentires-te bem, então não há necessidade em leres para além desta linha. Tens crenças irracionais.

Qual Deus?

Dos possíveis candidatos a ser o Deus Verdadeiro e ao mesmo tempo Um Deus que Se preocupa não há muitas opções disponíveis. Buda não se preocupa. Ele nem queria ser um deus. O Hinduísmo tem milhares de deuses; qual deles é que se deve seguir? Qual deles é que se preocupa com a nossa vida, especialmente quando nós temos que seguir o nosso karma?

O Confucionismo é um sistema de ensino sem o Deus Pessoal. É questionável se os leitores levam o animismo, o politeísmo ou outra religião defunta a sério. O mesmo se passa com as seitas do tipo a Cientologia, que fizeram o seu fundador riquíssimo; quem é que julga que L. Ron Hubbard se preocupa com alguém?

Das religiões com Um Deus Pessoal, há o Islamismo, mas os seus líderes ensinam que é impossível conhecer Allah, o deus dos muçulmanos. Não há paz nem certezas. Um muçulmano nunca sabe se Allah está satisfeito. Ele apenas pode esperar que, aquando da sua morte, ele tenha realizado boas obras em numero suficiente de forma a salvar-se.

Este é outro problema das seitas e religiões falsas: se a forma de estarmos em paz com Deus depende das nossas boas obras, nunca há forma de ter certeza da salvação.

O Judaísmo Talmúdico, havendo rejeitado o Senhor Jesus Cristo, continua à espera dO Messias que nunca vem. Sem o Templo e o sistema de sacrifício, não existe forma de se saber o que agrada a Deus.

Como uma religião que nos fala dO Deus que Se preocupa, o Cristianismo está praticamente sozinho e sem contestação.Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o Seu Filho Unigénito para que todo aquele que Nele creia não pereça mas tenha a vida eterna“. Este é provavelmente o mais conhecido verso sobre o Deus que Se preocupa com as Suas criaturas (em outras línguas), mas certamente que não é o único.

Ele amou-nos tanto que fez o que fez. Isto é amor. O amor é activo e não passivo. O amor age e opera; não fica expectante e indiferente. Sabendo que nunca poderíamos chegar a Ele, Ele veio até nós. Sabendo que nós nunca poderíamos fazer boas obras suficientes para O agradar, Ele fez todo o trabalho. Enquanto éramos pecadores, Cristo morreu por nós (Romanos 5). Ele agora oferece a reconciliação como um dom gratuito (Romanos 6). Nós recebemos esse dom ao aceitarmos o Senhor Jesus (João 1). Nós recebemos Cristo ao reconhecermos o nosso pecado, confessando Jesus Cristo como O Senhor, e fazendo um pacto com Deus em nos afastarmos de tudo que O desagrada (Romanos 10).

Confessar Cristo significa: afirmar que Ele é O Senhor, confiar no que Ele fez por nós quando morreu na cruz e ressuscitou para a nossa salvação. Ao recebermos Cristo nós nascemos de novo (João 3, Romanos 1-10) – salvos da morte eterna, e iniciados numa nova vida.

Se isto não fosse o suficiente para cuidar do coração partido e sem esperança, repara no que a oferta de Deus traz ainda: um perdão completo do nosso pecado (Isaías 55); uma nova natureza com capacidade de agradar a Deus (II Corintios 5); o Espírito de Deus para viver dentro de nós (Imagem só! O Espírito que criou o universo a habitar dentro de nós – Romanos 8); acesso a Deus em todo o tempo, através da oração (Lucas 18), iluminação para entender a Sua Palavra (João 16); uma família de crentes para nos encorajar e nos fortalecer (Efésios 2, Hebreus 13), um propósito verdadeiro para a nossa vida (I Corintios 10) e a firme esperança do céu: uma criação sem corrupção, muito para além do que podemos imaginar (Revelação 21).

Se isto não cura a depressão, então nada o fará.

Este Deus providencia uma paz que excede todo o entendimento (Filipenses 4), sossego interior, confiança e a firme realização do Seu Suporte nos momentos conturbados (Romanos 5, II Corintios 4).

Se queres combater a depressão, segue o que a ciência diz: confia no Deus da Bíblia.

Cristo vive!

Por que buscais o Vivente entre os mortos? – Lucas 24:5

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Bíblia, Ciência, Sociedade and tagged , , , , . Bookmark the permalink.

20 Responses to Queres combater a depressão? A ciência diz para confiares em Deus

  1. Jaime says:

    Efeito placebo?

    Like

  2. eclypse says:

    Olá Mats,

    Veja esta página com fotos tremendamente sinistras:

    http://www.moolf.com/amazing/photographs-of-spirits.html

    Abraço!

    Like

  3. Mats says:

    Acho que o Hope por agora deve estar arrependido por ter tentado comunicar com os “mortos”. :-/

    Para quê tentar comunicar com os mortos se se pode comunicar com o Vivente, o Senhor Jesus Cristo?

    Like

  4. Mats says:

    Jaime,

    Efeito placebo?

    Uma vez que este suposto efeito placebo tem efeitos benéficos, é de se recomendar?

    Like

  5. JoanaPaz says:

    🙂 óptimo post!

    Boa Páscoa!*

    Like

  6. philgeland says:

    Médicos são respeitados, costumamos projetar nossas esperanças neles. Mas, um médico que não enxerga o paciente como um ser humano, é um monstro. E esse tipo de médico – que só enxerga a ciência e o lucro – causa medo – da própria ciência. Com toda razão.

    Like

  7. Jaime says:

    Mats,

    Achas que se deve recomendar acreditar na Fada Madrinha protectora?

    Like

  8. Mats says:

    Jaime,

    Achas que se deve recomendar acreditar na Fada Madrinha protectora?

    Porque é que se deveria fazer isso, se não há evidências que suportem a crença de que fé na fada madrinha pode ajudar os pacientes?

    Segundo, o efeito placebo é usado pelos médicos, ou não? Porque é que é usado? Porque pode ajudar os pacientes. Se a fé no Deus da Bíblia pode ajudar os pacientes, como mostram as evidências, e se o propósito dos médicos é ajudar os doentes a recuperar, qual é a razão para não se falar do Deus da Bíblia aos pacientes que não se importem com isso?

    Repare no que isto diz:

    “Crença Num Deus que Se Preocupa [com a nossa vida] Melhora a Resposta ao Tratamento Médico para a Depressão“.

    Like

  9. Jaime says:

    Mats,

    A Fada Madrinha não é um “Deus que Se Preocupa [com a nossa vida]”?

    Like

  10. Mats says:

    Jaime,
    Não respondeste às minhas perguntas:

    “Segundo, o efeito placebo é usado pelos médicos, ou não? Porque é que é usado? Porque pode ajudar os pacientes. Se a fé no Deus da Bíblia pode ajudar os pacientes, como mostram as evidências, e se o propósito dos médicos é ajudar os doentes a recuperar, qual é a razão para não se falar do Deus da Bíblia aos pacientes que não se importem com isso?”

    Segundo: qual é o documento médico que comprova que a fé na “fada madrinha” tem efeitos benéficos?

    Like

  11. Jaime says:

    Se a Fada Madrinha for um “Deus que Se Preocupa [com a nossa vida]“, então o documento médico citado comprova que a fé na Fada Madrinha tem efeitos benéficos?

    Devemos impingir mentiras às pessoas se as mentiras forem benéficas?

    Like

  12. Mats says:

    Jaime,

    Devemos impingir mentiras às pessoas se as mentiras forem benéficas?

    O efeito placebo é uma mentira?

    Se a Fada Madrinha for um “Deus que Se Preocupa [com a nossa vida]“, então o documento médico citado comprova que a fé na Fada Madrinha tem efeitos benéficos?

    Se encontrares algum documento médico que comprove que a fé na “fada madrinha” (que nem sei se é considerada deusa por alguém) é benéfica, o teu ponto pode ter alguma relevãncia.

    No que toca a Deus, há documentos médicos que mostram que a fé NEle tem efeitos médicos benéficos. Portanto, estás a comparar o que nunca foi evidenciado como verdade com aquilo que já foi mostrado como benéfico (A fé no Deus da Bíblia).

    Like

  13. Jaime says:

    Mats,

    Devemos impingir mentiras (“a Fada Madrinha/Deus existe”) às pessoas se as mentiras forem benéficas (por efeito placebo)?

    E se eu tiver um livro que diz “No princípio criou a Fada Madrinha os céus e a terra”?

    Like

  14. Mats says:

    Jaime,
    Hoje em dia os médicos usam o efeito placebo (mentira) ou não?

    Like

  15. Jaime says:

    Mats,

    Não sei.

    Like

  16. Mats says:

    Jaime,
    Fiquei na mesma. Deve-se ou não promover entre os adultos ensinamentos que lhes possa aumentar as hipóteses se superar a depressão?
    Como a ciência mostra que a fé no Deus da Bíblia pode ajudar as pessoas a superar problemas emocionais, deve-se ou não fomentar esse caminho nas pessoas que não se oponham a isso?

    Ou deve-se ignorar um caminho só porque contradiz o ateísmo? Mas isto pode mostrar que para os ateus o que mais importa não é a saúde do paciente mas sim o ateísmo.

    Like

  17. philgeland says:

    Quanto ao efeito placebo – ele não precisa ser vinculado à fé em Deus.
    Mesmo assim, parece comprovar que a fé como “efeito em si” pode ajudar.
    Lhes reafirmo que a crença é algo importante e indissociável da vida humana, dos que crêem no santo do macarrão voador aos que incorrem ateísmo, a crença é de todas as formas uma maneira de dogmatizar o homem, de reformar intimamente o homem, ao verificar o ateísmo se fala de mais dogmas tão quanto à religião católica.

    Like

  18. Adalberto Felipe says:

    Eclypse

    Olá Mats,

    Veja esta página com fotos tremendamente sinistras:

    http://www.moolf.com/amazing/photographs-of-spirits.html

    Fantasmas??? Você acredita em fantasmas???
    Minha resposta sobre fantasma é: “não existem”! Note os aspas… na verdade, o que existem são outras coisas…

    Antes de entrar em detalhes sobre isso, repare:
    A maioria das histórias de fantasmas, principalmente as americanas começam mais ou menos assim: “uma jovem e feliz família mudou para uma casa numa tranquila cidade, quando de repente coisas estranhas começaram a acontecer, tipo objetos caírem, gritos, chutes, socos e empurrões sem ninguém por perto, etc., até que depois descobrem que alguém morreu assassinato, suicidou, etc., naquela casa”.

    A bíblia por diversas vezes, eclypse fala quando uma pessoa morre, ela não pode interagir, de modo algum com ninguém:
    “Sai-lhe o espírito, volta para a terra; naquele mesmo dia perecem os seus pensamentos” Salmo 146:4
    “Porque os vivos sabem que hão de morrer, mas os mortos não sabem coisa nenhuma, nem tampouco terão eles recompensa, mas a sua memória fica entregue ao esquecimento.” Eclesiastes 9:5

    Jesus também compara a morte com o sono:
    “Assim falou; e depois disse-lhes: Lázaro, o nosso amigo, dorme, mas vou despertá-lo do sono. Disseram, pois, os seus discípulos: Senhor, se dorme, estará salvo. Mas Jesus dizia isto da sua morte; eles, porém, cuidavam que falava do repouso do sono. Então Jesus disse-lhes claramente: Lázaro está morto.” João 11:11-14

    Agora note também: nas histórias de fantasmas, na maioria das vezes ouvimos as pessoas falando que viram objetos sendo atirados, gritos horríveis, empurrões, etc.?
    Por que isso? Porque uma pessoa que morreu faria coisas assim?

    De acordo com alguns “videntes” é o fantasma querendo se comunicar ou querendo que a pessoa saia da casa.
    Se isso é verdade, pare para pensar: isso já é uma enorme mentira que a bíblia desmente… e se você tem dúvidas vamos supor que a tal casa seja de uma pessoa que foi justo a vida inteira, mas que foi assassinada lá… será que essa pessoa vai ficar lá na casa andando pra lá e pra cá? Será que ela vai ficar fazendo coisas tão irracionais assim, tipo gritar, atirar coisas, etc.??

    Por que o “fantasma” não chega e fala:
    – E aí, cara beleza?
    – Meu nome é fulano de tal, sou um fantasma, morri aqui há 20 anos, cara, me ajuda aí pra mim ir pro céu, as coisas estão difíceis aqui.

    Porque o tal fantasma não conversa com a pessoa ao invés de atirar coisas, gritar, empurrar e fazer coisas tão irracionais? Porque não vemos fotos de fantasmas sorrindo, ou dando um “tchau”? Se você fosse um “fantasma” (coisa que a bíblia já mostra impossível de existir) você agiria assim?

    Outra coisa, coisa, é que muitas pessoas que relatam sobre fantasmas afirmam que eles, assim como aliens, tem cheiro de enxofre! Credo! E creio que você até deve imaginar, algo a respeito sobre enxofre:
    “E a besta foi presa, e com ela o falso profeta que fizera diante dela os sinais com que enganou os que receberam o sinal da besta e os que adoraram a sua imagem. Estes dois foram lançados vivos no lago de fogo que arde com enxofre.” Apocalipse 19:20
    “E o Diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde estão a besta e o falso profeta; e de dia e de noite serão atormentados pelos séculos dos séculos.” Apocalipse 20:10

    Não, eclypse, a bíblia, por diversas vezes fala que quando um anjo (ANJO não fantasma) conversa com a pessoa eles imediatamente já falam para não temer, já quando um espírito maligno SEMPRE ataca as pessoas, igualzinho acontece nas casas mal assombradas em que pessoas são atacadas, ouvem gritos horríveis e sombrios (gritos até diferentes de uma pessoa em pânico):
    “E trouxeram-lho; quando ele viu a Jesus, o espírito imediatamente o agitou com violência , e, caindo ele por terra, revolvia-se espumando . Perguntou Jesus ao pai do menino: Há quanto tempo isto lhe sucede? Desde a infância , respondeu; e muitas vezes o tem lançado no fogo e na água, para o matar ; mas, se tu podes alguma coisa, tem compaixão de nós e ajuda-nos .” Marcos 9: 20-22

    Um fato curioso é que o pseudo-profeta-pedofilo maome, que afirmou que “viu um anjo”, na verdade foi é atacado, estava apavorado e queria até se suicidar, mas não há em nenhum livro islâmico brasileiro ou português. Felizmente, temos o Rafik que traduziu isso para a gente e se quiser ver, pode dar uma olhada aqui: http://www.rafikresponde.com/home/208-quem-ensinou-o-cristianismo-e-judaismo-para-mohamed-.html

    Sabe, confesso que já acreditei e fui muito medroso em relação a fantasmas, mas se há algo que aprendi é que ter medo de fantasmas, não é acreditar verdadeiramente em Deus. A bíblia desmente perfeitamente a ideia de fantasmas transmitida pela mídia e por pessoas que não conhecem a bíblia de verdade.

    A única vez que a bíblia menciona a palavra fantasma é em um episódio que mostra o que falei:
    “À quarta vigília da noite, foi Jesus ter com eles, andando sobre o mar. Os discípulos, porém, ao vê-lo andando sobre o mar, assustaram-se e disseram: É um fantasma. E gritaram de medo. Jesus, porém, imediatamente lhes falou, dizendo: Tende ânimo; sou eu; não temais. Respondeu-lhe Pedro: Senhor! se és tu, manda-me ir ter contigo sobre as águas. Disse-lhe ele: Vem. Pedro, descendo do barco, e andando sobre as águas, foi ao encontro de Jesus.Mas, sentindo o vento, teve medo; e, começando a submergir, clamou: Senhor, salva-me. Imediatamente estendeu Jesus a mão, segurou-o, e disse-lhe: Homem de pouca fé, por que duvidaste? E logo que subiram para o barco, o vento cessou.” Mateus 14:25-32

    Pedro não acreditou de verdade e quase morreu por isso. Note também que fantasma pode está referindo a ilusão, pois Pedro e os discipulos acharam isso e quase se deram mal.

    Enfim, fantasmas não existem!

    Quanto a casas mal assombradas, só podem ser uma dessas três coisas: ou a pessoa tem fobia e cria ilusões (também criava quando acreditava e se for assim, qualquer lugar, até uma rua movimentada pode ter “fantasmas”), ou o vendedor do imóvel pode estar fazendo isso, colocando alto falantes, armadilhas, etc., (há casos assim), ou é a explicação católica mesmo: o mal pode estar habitando a casa, não “fantasmas”, espíritos de mortos, etc.
    E se sentir medo ou algo assim, lembre-se que a bíblia desmente sobre mortos comunicando com os vivos, e REZE, peça a Deus orientação e ajuda.
    Não brinque com essas coisas e creia verdadeiramente em Deus.

    Sabe, quando era comunistinha, espírita, evolucionista e acreditava em vida extra-terrestre, eu acreditava em fantasmas, mas quanto mais fui me aproximando de Deus e do criacionismo, mas fui largando essas coisas e agora sei do que se trata.

    Obrigado a Deus por tudo!!

    Like

  19. Charles Matias says:

    O Deus do Islamismo, do Judaísmo e do Cristianismo é o mesmo Deus: Jeová ou Javé. Tanto é verdade que todas as 3 religiões compartilham o Velho Testamento. A diferença está apenas no Messias, no caso do Judaísmo acreditam que ele não veio, no Cristianismo acreditam que foi Jesus e no Islamismo acreditam que ele é Maomé. Mas é praticamente a mesma religião com todos os itens comuns: livre-arbítrio, anjos, céu, inferno, pecado, ira divina, etc…

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s