Casamento Versão Ateísmo Continua a Falhar

Ele, porém, respondendo, disse-lhes: Não tendes lido que Aquele que os fez, no princípio, macho e fêmea os fez,
E disse: “Portanto, deixará o homem pai e mãe, e se unirá a sua mulher, e serão dois numa só carne” ?
Assim, não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou, não o separe o homem.
Mateus 19:4-6

O Jornal “Destak” afirmou no dia 16 de Abril que “Esta foi a semana dos divórcios“.

Comecemos por este mesmo, o ‘repetente’ Larry King. O apresentador norte-americano, de 76 anos, oficializou ontem o pedido de divórcio da sua oitava mulher, Shawn Southwick, de 50 anos. Depois de um casamento de 13 anos e de dois filhos em comum, começam já os problemas adjacentes à separação, já que tanto Shawn como Larry querem a guarda dos filhos.Ficando ainda pelo número oito, Mel Gibson terminou a relação que mantinha com a mãe da sua oitava filha. Segundo uma fonte do actor, a separação de Oksana Grigorieva foi amigável. «São amigos e cuidarão de Lucia (filha) juntos», disse a mesma fonte.

Segue-se Kate Walsh, a Adison das séries Anatomia de Grey e Clínica Privada, que finalizou o processo de divórcio com o seu agora ex-marido Alex Young.

Casados durante 14 meses, os divorciados de fresco usaram uma forma inovadora de separar bens, atirando uma moeda ao ar.

Próximo? Depois dos problemas com álcool e drogas e de ter sido internado numa clínica de reabilitação, Charlie Sheen arranjou uma amante.

Quem não gostou da história foi a mulher do actor, Brooke Mueller, que está agora a considerar seriamente a hipótese de divórcio.

Em quatro dias da semana, quatro divórcios no mundo dos famosos. Será maldição?

Não, não é maldição, mas sim a consequência da destruição da cultura cristã. A cultura que agora reina no seu lugar promove a promiscuidade e o divórcio fácil (por sinal, um dos pontos tão querido dos comunistas), e como tal não é de estranhar que as pessoas mudem de marido ou mulher como quem muda de roupa.

No entanto, apesar dos promotores do secularismo não serem capazes de gerar um modelo de casamento que seja benéfico para a sociedade, eles querem destruir a definição de casamento que já existe como forma de englobar comportamentos sexuais auto-destrutivos.

Reparem no paradoxo: as mesmas pessoas que não sabem manter os seus próprios casamentos fazem todos os possíveis para que a definição de casamento que funciona (um homem + uma mulher) seja destruído. Isto seria o mesmo que ouvir conselhos matemáticos de quem pensa que 2 +2 = 8.

Claro que, como em tudo, quem sofre quando Deus é Removido da equação são os mais frágeis. As crianças que são geradas de tais uniões efémeras são as que vão crescer com o sentimento de que os seus pais não souberam ficar juntos. Muitas crianças podem até pensar que é culpa delas quando na verdade elas são as únicas inocentes neste processo.

Ateísmo é mau para a sociedade.

Tal como em tudo o resto, sempre que o ateísmo toma conta de uma instituição, coisas más acontecem. Uma árvore má só pode dar maus frutos, e isso é visível com a religião ateísta. Isto verifica-se na ciência, na música, nas artes, na política, na medicina e na vida familiar. Por outro lado, quando a Santidade de Deus e a Bíblia são levadas em consideração coisas boas daí advém.

“Eu vos digo, porém, que qualquer que repudiar a sua mulher, não sendo por causa de prostituição, e casar com outra, comete adultério; e, o que casar com a repudiada, também comete adultério.”

Mateus 19:9

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Pecado, Sociedade and tagged , , . Bookmark the permalink.

10 Responses to Casamento Versão Ateísmo Continua a Falhar

  1. ND says:

    E eis que a mentira que a cultura cristã tem vindo a impor às populações se começa a desmoronar. Não mais é necessário viver infeliz com outro.

    Like

  2. Mats says:

    E eis que a mentira que a cultura cristã tem vindo a impor às populações se começa a desmoronar.

    A mentira é o que o secularismo tem vindo a fazer à nobre insituição do casamento. Eis aí os resultados: aumento dos divórcios.

    Like

  3. Dumane says:

    Portanto, o que Deus ajuntou, não o separe o homem.
    Pergunto: Será que esta versículo também se aplica aos incrédulos? Se sim, como, se eles não buscam a vontade divina para si?
    Gostaria de ter uma explicação sobre isto.

    Muito obrigada

    Like

  4. Mats says:

    Dumane,

    Portanto, o que Deus ajuntou, não o separe o homem.
    Pergunto: Será que esta versículo também se aplica aos incrédulos? Se sim, como, se eles não buscam a vontade divina para si?

    As leis da medicina aplicam-se a todos ou só àqueles que acreditam nelas?

    Like

  5. Blog Mallmal says:

    Mats, estou te lançando um desafio público. Gostaria que respondesse meus questionamentos deste post:

    http://mallmal.blogspot.com/2010/04/um-desafio-para-o-sr-mats.html

    Aguardo ansiosamente sua resposta. Caso responda como post por aqui, deixe o link do mesmo nos comentários do meu blog, pois estou sobrecarregado de trabalho e fiz uma limpeza nos meus feeds, incluindo o seu.

    Cordial abraço.

    Like

  6. Mats says:

    Meu Deus, Mallmall, ainda não entendeste que usar-se o mundo vivo como evidência a favor do ateísmo é um tiro no pé?

    Mas aceito o teu desafio e vou-me informar sobre isso e dar-te uma resposta baseada no que os médicos e cientistas dizem sobre o suposto “mau design” que tu listaste.

    Obrigado pelo desafio!

    Like

  7. Blog Mallmal says:

    Mats, não estou usando o mundo natural como evidência a favor do ateísmo, mas contra o Criacionismo. Não se faça de parvo. 😉

    Abraço!

    Like

  8. ND says:

    “Não mais é necessário viver infeliz com outro.”
    só faltava comentar a frase seguinte.

    Like

  9. Glauber says:

    ND, ele é fujão… Ele só responde o que ele consegue maquinar em sua cabecinha…

    Like

  10. Jean Victor says:

    Epistemologia e bases empiricas. Altruismo, evolução, anarquia, solidariedade. Precisamos de alguns destes ideais.

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s