Pastor Evangélico Agride Travesti Sem Motivo Algum

Bem, na verdade, não foi um pastor evangélico quem agrediu um travesti, mas sim um travesti quem agrediu um homem bêbedo pelo simples facto do homem ter mudado de ideias. O Roberto Cavalcanti escreve o seguinte:

Ultimamente a mídia tem retratado travestis como verdadeiras vítimas, como sendo violentados e agredidos injustamente. O vídeo acima mostra exatamente o contrário.

Um rapaz visivelmente alcoolizado aborda o travesti e, na última hora, resolve desistir do programa. Revoltado com a desistência, o travesti o agride a tapas, socos e pontapés. Esse é o caráter doentio dessas pessoas, revoltadas, que não amam a si mesmas, muito menos são capazes de amar o próximo, ou seja, não conseguem conviver pacificamente com outrem.

Ressalte-se que, mais uma vez, encontra-se provado que “homofobia” é um mito. Gays agridem gays. Gays perseguem gays. Gays matam gays. Virtualmente raros são episódios de héteros perseguindo homossexuais. Clientes de travestis não são héteros.

São homossexuais, a maioria dos quais enrustidos. Travestis são pessoas doentes; mentalmente e espiritualmente enfermas. Essa gente respira um mundo de ódio, revolta, violência e morte. Isso é o que se deve lembrar nos dias de “visibilidade” que certos governos buscam criar para essa gente.

Fica aqui o vídeo da violenta agressão por parte do homossexual sobre um homem visivelmente bêbado.

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Pecado, Sociedade and tagged , . Bookmark the permalink.

1 Response to Pastor Evangélico Agride Travesti Sem Motivo Algum

  1. hehhehe

    O bêbado sempre podia escolher um travesti com menos físico…

    Vai pensar duas vezes antes de ir chatear outro.

    Moral da história:

    Se beber não vá ás ….:)

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s