Links Manhosos

Forma curiosa como um ateu resolveu fazer um link para este blog. (Aumentem a imagem senão não vêm tudo)

Eis aqui um print screen:


Os ateus não param de surpreender.

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Sociedade and tagged , , , . Bookmark the permalink.

21 Responses to Links Manhosos

  1. Dumane says:

    Pois, isto mostra a diplomacia, o respeito que as pessoas “evoluídas” conseguiram atingir.
    Bom…eu penso que isso tem contribuído para o seu aumento de visitas(risos), o que você acha?

    Um grande abraço

    Like

  2. Mats says:

    Dumane,
    Pois, houve algumas pessoas que vieram de lá para aqui. Eu é que andei por lá perdido à procura de “Darwinismo” e nada. De repente é que vi o tal “link”.

    Curioso, no mínimo.

    Like

  3. Dumane says:

    Ah, ah muito bom. Será que podes usar uma estratégia destas em teu blog, para direccionar pessoas para o meu? (risos)

    Depois pago-te um cafézinho, que tal?

    Abraços

    Like

  4. ND says:

    podias por “gajas boas” e fazer link ao meu 😉

    um offtopic que me ocorreu agora
    se todos nós somos descendentes do grupo que desceu da arca, como explicam o islão e as outras religiões? Perderam o Livro e encontraram outro?
    Qual é a vossa explicação?

    Like

  5. Mats says:

    Dumane,

    Ah, ah muito bom. Será que podes usar uma estratégia destas em teu blog, para direccionar pessoas para o meu? (risos)

    Depois pago-te um cafézinho, que tal?

    lol
    Esses esquemas não uso, mas já pus o teu link debaixo das secções “Apologética” e “Homossexualidade”.

    Abr.

    Like

  6. Mats says:

    Nuno Dias,

    um offtopic que me ocorreu agora
    se todos nós somos descendentes do grupo que desceu da arca, como explicam o islão e as outras religiões? Perderam o Livro e encontraram outro?
    Qual é a vossa explicação?

    Os descendentes das pessoas que saíram da arca começaram a adulterar a Verdade de Deus, e coisas como ateismo, islão, evolucionismo, humanismo, feminismo, homossexualismo, socialismo e todos os outros males sociais foram criados.

    Não há nada mais maléfico para a Terra do que o ser humano em rebelião contra o Criador.

    Like

  7. Arnaldo says:

    hehehe não só eu acho então que este site é de humor!

    falando sério, porque todo mundo pra voce é ateu?
    Provavelmente eu devo ser ateu pra você ne?

    hehheehe

    Like

  8. Mats says:

    Arnaldo,

    hehehe não só eu acho então que este site é de humor!
    falando sério, porque todo mundo pra voce é ateu?

    Quem te disse que eu acho que todo o mundo é ateu?

    Provavelmente eu devo ser ateu pra você ne?

    Não tenho razões para pensar o contrário.

    Like

  9. Arnaldo says:

    “Quem te disse que eu acho que todo o mundo é ateu?”

    – Reparei, pois sempre que alguem não condiz com suas crenças você taxa-o como ateu. Já o vi (e tentei explicar em outras postagens anteriores) que isso não se da NECESSARIAMENTE. Mas você ignora e continua.
    Quer um exemplo?

    “Não tenho razões para pensar o contrário.”

    – E agora, tenho eu, razões para não afirmar que você minimiza o mundo entre ateus e crentes e que pra você crente é apenas aquele que está em sua idiossincrasia?????

    :p

    Like

  10. Adalberto Felipe says:

    Arnaldo,

    Você é ateu mesmo ou é agnóstico?

    Like

  11. Arnaldo says:

    Adalberto,

    Nenhuma das alternativas.
    Entretanto compreendo os argumentos agnosticos, embora nao o seja. Tenho já pensado acerca de Deus e religião, e a relação deles entre fé e conhecimento; entrementes não me considero enquadrar nestes termos.

    Podemos conversar mais acerca disso no email, se assim desejar.

    Arnaldo.

    Like

  12. Adalberto Felipe says:

    Arnaldo,

    Obrigado pela resposta, mas tipo, se você não é ateu, nem agnóstico e tem pensado acerca de Deus, o que você realmente é / acredita? Fiquei curioso agora.

    Like

  13. Arnaldo says:

    Adalberto,

    Acredito em Deus. Talvez a minha forma de acreditar não seja a mais trivial, ou ainda assim não vejo mal em debater ou pensar acerca do problema fé e conhecimento; assim como não vejo problema em ser um livre pensador que aceita o evolucionismo e ter alguma ideia de Deus (inclusive diversos biologos que são evolucionistas acreditam em Deus; não há contradição como afirmam alguns por ai retoricamente).

    Tenho amigos ateus, outros crentes. E acredite tento compreender melhor o possível de cada um; e os respeito em suas decisões. Por este motivo, não aceito a imposição simplista que ví o Mats diversas vezes cometer neste blog.

    Like

  14. Mats says:

    Arnaldo,

    Mas os grandes evolucionistas e ateus dizem que a teoria da evolução refuta a noção dO Deus Criador.

    Que tipo de argumento poderias dizer a esses ateus que defendem isso?

    Like

  15. Dumane says:

    Lol, ok Mats já fiz que não recebes subornos. Estás mesmo evoluído. Muito obrigada pela postagem do link em seu blog.

    Um grande abraço

    Like

  16. Arnaldo says:

    Mats,

    “Mas os grandes evolucionistas e ateus dizem que a teoria da evolução refuta a noção dO Deus Criador.

    Que tipo de argumento poderias dizer a esses ateus que defendem isso?”

    – Falácia de autoridade. Já ouviu falar? Pois é, o fato de serem “grandes ateus” não evidencia este tipo de afirmação.

    Como já falei pra vc em outras postagens, a teoria da evolução é uma teoria com um escopo específico. Interpretações religiosas estão além de seu escopo e não correspondem a teoria efetivamente. Assim como se eu postular fenomenos paranormais por cima de elétrons não é o que a teoria diz, mas sim eu estaria a utilizar a teoria para um escopo que não lhe é próprio.
    Escrevi a um tempo atras alguns artigos sobre a ciência, seu escopo. Seria bem vindo os seus comentários. Acesse http://arnaldo.networkcore.eti.br/?tag=/epistemologia

    Portanto Mats, o fato de serem “grandes ateus”, ou “grandes evolucionistas” não diz nada a respeito do cerne da teoria (o quer dizer com grandes?).

    Abraços,

    Arnaldo.

    Like

  17. Mats says:

    Arnaldo,

    “Mas os grandes evolucionistas e ateus dizem que a teoria da evolução refuta a noção dO Deus Criador.

    Que tipo de argumento poderias dizer a esses ateus que defendem isso?”

    – Falácia de autoridade. Já ouviu falar? Pois é, o fato de serem “grandes ateus” não evidencia este tipo de afirmação.

    Eu disse “grandes evolucionistas” e não “grandes ateus”.

    Mas seja o que for, que tipo de argumento tu usarias contra um ateu que acredita que a teoria da evolução contradiz a Bíblia? Por exemplo, Dawkins diz que Darwin tornou possível ser-se um ateu intelectualmente realizado.

    Que tipo de argumento usarias contra o Dawkins, para lhe mostrar que a teoria da evolução não contradiz Génesis?

    Like

  18. Arnaldo says:

    Mats,

    hehehe. Vamos lá analisar as coisas:

    Vc disse:

    “Eu disse “grandes evolucionistas” e não “grandes ateus”.”

    – Será mesmo? Sabe muito bem que se for escrever grandes evolucionistas e GRANDES ateus não é necessário. A conjunção “e” poderia fazer isso. Coisas da lingua. Mas tudo bem, então vamos retirar o que eu disse dos “grandes ateus” (seja la o que isso for hehehehe) e corrigir o mal entendido.
    Pronto, corrigido. Hum, mas mesmo assim o seu argumento se baseia no discurso de autoridade. Essa correção não altera a forma lógica do mesmo. Ainda se baseia num argumento de autoridade: os grandes evolucionistas. Portanto, posso parafrasear a mim mesmo e corrigir este mal entendido e mesmo assim a crítica ainda se aplica ao seu argumento ora apresentado:

    DIZER QUE “GRANDES EVOLUCIONISTAS” dizem isso ou aquilo não constitui prova que a teoria da evolução contradiz a possibilidade de existência divina.
    Por que eu estou usando a expressão “existência divina”? Por que aqui há um valor semântico resgatado do comentário, no qual eu conversava com o Adalberto, no qual a teoria da evolução não consiste em contra-prova da existência divina (isso não está no seu escopo de estudo, como teoria) e nem ser evolucionista implica, portanto, em ser ateu (ateu = aquele que não acredita na existência divina).
    Porque estou sendo cuidadoso e explicando os termos usados? Porque quero evitar equívocos.

    Você disse:
    “Mas seja o que for, que tipo de argumento tu usarias contra um ateu que acredita que a teoria da evolução contradiz a Bíblia?”

    – Mas Mats, não estou falando de contrariar a bíblia. Estou falando de NÃO acreditar em Deus (como Ser existente). São duas coisas distintas. Alguem pode negar o genesis e acreditar em Deus.
    Assim, portanto, pode-se dizer que analisando objetivamente, a teoria da evolução tem um foco específico (típico das teorias científicas). E este foco específico, ou um dos principais, (que em meu blog, chamo continuamente de escopo científico) da teoria da evolução é explicar a multiplicidade das espécies.
    Ora no gênesis (que não é uma teoria científica, mas uma narrativa – mas vamos supor que desta narrativa nós extraímos asserções sobre a multiplicidade das espécies).
    Pois bem, estas asserções, nos diriam o quê? Não sou profundo conhecedor como você, do gênesis, mas creio que o mesmo diz que Deus teria criado os animais, num mesmo dia (Mats, sinta-se livre para me corrigir, se eu estiver errado). Isso não evidencia se ele os criou em separado ou possível método (porque esta é uma narrativa e não uma teoria científica). Assim irá depender da sua hermeneutica. Vai depender da sua exegese.
    Se sua interpretação disser que Deus criou todos num piscar e de forma polívoca, de forma que cada espécie não tenha ascendencia com outra; sim há pontos discordantes. Mas há possibilidade de pessoas que discordem destas interpretações e lancem uma no qual a criação das espécies poderiam ser de forma unívoca, cabendo possibilidade para descendências (não estou dizendo que a biblia diz isso; estou falando que como é uma narrativa e não cita como foi em detalhes, há margem para interpretação); aí nesse caso o contraste entre ambas, neste ponto específico, não ficaria claro.

    Assim, posso dizer que, apesar de não conhecer profundamente o genesis e nem conhecer em que contexto dawkins disse esta suposta frase, eu sugiro que ele está a apontar a genesis com a primeira interpretação que expus acima (que creio ser a mais comum); ai realmente há contraste no que é dito entre TE e genesis.

    vc ainda disse:(…) Dawkins diz que Darwin tornou possível ser-se um ateu intelectualmente realizado.”

    Provavelmente Dawkins sente-se confortável associar o fato de não acreditar em Deus com a contradição exposta entre a TE e a interpretação usual que citei acima do gênesis. Mas isso não é prova de elo entre ateísmo e teoria; pois o mesmo pode ser feito entre quem crê em Deus e na narrativa para se aceitar uma “possível aproximação”.
    Mas o genesis assim como qualquer outra narrativa está passível de interpretações. E mesmo indo numa interpretação mais forte e usual, como já exposta, não acho, particularmente, algo interessante. Seja para tentar garantir crédito científico a crenças religiosas (como fazem os criacionistas) ou para negar a narrativa. Porque sempre haverá interpretações, hermeneuticas, que tentam encaixar uma teoria qualquer numa narrativa x. Seria como quis fazer Capra entre a física e as crenças orientais.
    São coisas que fogem do escopo da teoria.

    Assim, concluindo. Se um fulano diz que se tornou mais realizado, é algo pessoal. Pode ser que alguem não enfrente desta forma e encare como justamente a possibilidade de uma interpretação diferente porém conciliatória.
    Desta forma é possível um “evolucionismo teísta” que aceite o gênesis (dentro de uma outra interpretação), e é possível um “evolucionismo teísta” que negue o gênesis (pois estaria a afirmar Deus, mas não implicaria em aceitar o gênesis) e, ainda, um evolucionismo ateu.
    MAS VAMOS REPARAR UMA COISA BEM DE PERTO: “evolucionismo teísta”, ou “evolucionismo ateu” não são sinônimos de “teoria da evolução”. São usos NÃO-CIENTÌFICOS da teoria (que é uma ferramenta com um foco específico) sendo usada fora de seu foco.
    Assim estes termos (“evolucionismo teísta”, ou “evolucionismo ateu”) não são usos cientificos, da mesma forma que alguem poderia inventa o newtonianismo ateu, ou netwonianismo teísta. São usos religiosos de ferramentas teóricas da ciência.

    É preciso esclarecer isso, Mats, pois se Dawkins disse isso, é simplesmente uma expressão de sua individualidade, pois a TE não trata da existência divina.
    A conclusão que todos nos podemos tirar acerca de nossa religiosidade (teísmo, ateísmo ou outros possíveis) é uma conclusão fora do magistério proposto para a teoria científica. Isso não significa que a conclusão seja errada, apenas está em um terreno diferente. Agora dizer que conclusões feitas desta forma são certas ou erradas são motivo para uma outra reflexão.

    O que podemos extraír disso tudo é que simplesmente a afirmação de TODO evolucionista ser ateu é comprovadamente falsa. É possível ser ateu e evolucionista, mas um não decorre logicamente do outro. Se uma pessoa é os dois é algo contingencial e não tautológico. Portanto tentar dizer que “grandes evolucionistas e ateus” defendem isso é apenas um discurso no apelo à autoridade.
    Da mesma forma, só porque Dawkins acha que tornou-se um ateu mais realizado é apenas uma frase em relação à sua satisfação pessoal. Se alguem tentar usar isso como veredito para dizer que evolução e ateísmo têm uma ligação lógica, é bem possível que esta pessoa está equivocada.

    Abraços,

    Arnaldo.

    Like

  19. Mats says:

    Arnaldo,

    Provavelmente Dawkins sente-se confortável associar o fato de não acreditar em Deus com a contradição exposta entre a TE e a interpretação usual que citei acima do gênesis. Mas isso não é prova de elo entre ateísmo e teoria;

    Então o que é que faz o Dawkins pensar que a teoria da evolução suporta o ateísmo? Ele não está sozinho nisso, a propósito.

    Like

  20. Arnaldo says:

    Mats,

    “Então o que é que faz o Dawkins pensar que a teoria da evolução suporta o ateísmo?”

    – Já falei isso quando citei que as pessoas fazem interpretações das teorias fora de seu escopo. É apenas um uso fora do contexto do estudo. Assim como uma pessoa que a use para afirma alguma existência divina (que também tem adeptos).

    Você disse: “Ele não está sozinho nisso, a propósito.”

    – Sim, ele não está sozinho. Mas número de adeptos não significa grau de verdade. Esse argumento é falacioso (falácia ad popolum) e não representa uma evidência lógica. É um argumento psicológico.

    É serio, la no meu blog eu discuti sobre o assunto. Apesar de toda teoria poder estar relacionada com o contexto de pensamento de um grupo, ela possui um marco regulatório, que deve amenizar este problema. Por este motivo as teorias científicas possuem um escopo específico.

    Dá uma olhada nos links:

    http://arnaldo.networkcore.eti.br/619-pode-uma-teoria-cientifica-representar-posicionamento-religioso-serie-do-que-a-ciencia-se-preocupa-parte-7.html

    http://arnaldo.networkcore.eti.br/600-a-heuristica-da-suspensao-e-mais-uma-cosmovisao.html

    http://arnaldo.networkcore.eti.br/589-a-suspensao-do-juizo-como-heuristica.html

    http://arnaldo.networkcore.eti.br/467-o-caso-mond-e-a-materia-escura-duas-teorias-e-duas-formas-de-encarar-um-problema.html

    Like

  21. Adalberto Felipe says:

    Rá! Esses devem estar vendo ceticismo.net demais, pois lá, quem acredita na criação é xingado de criaburricionista e outras coisas de baixo calão sem dó pelo André e CIA, tem seus posts editados covardemente com coisas que você não colocou e muito mais, mostrando a democracia e o quão os ateus são ótimos para se discutir.

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s