Amnistia Internacional exige que presidente da Lituânia apoie marcha do “orgulho gay

Sinceramente, será que a Amnistia Internacional (AI)não tem outras prioridades que não a promoção do auto-destrutivo comportamento homossexual? Não há mais perseguições aos cristãos e outras minorias nos países muçulmanos? Será que a AI também exige que países como o Sudão, a Arábia Saudita e o Paquistão apoiem marchas de “orgulho” homossexual?

Bem haja à Lituânia e à Polónia por ainda resistirem ao avanço de comportamentos auto-destrutivos. Que pena que o nosso país já tenha sido derrotado graças ao trabalho do “Engenheiro” Sócrates. Será que o homem dignou-se a consultar a população sobre este assunto fundamental para a sociedade?

Hilary White
VILNIUS, Lituânia, 6 de maio de 2010 (Notícias Pró-Família) — A Anistia Internacional divulgou uma declaração de imprensa exigindo que o presidente da Lituânia permita atividades de orgulho gay no país. O presidente lituano, Dalia Grybauskaite, foi instruído num comunicado à imprensa pela organização a “garantir que a marcha do orgulho gay báltica de 2010 vá em frente em 8 de maio apesar de uma nova tentativa de proibi-la”.
O comunicado à imprensa veio em resposta a uma decisão de um tribunal de suspender a licença para o evento.
Ontem de manhã, o Tribunal Administrativo do Distrito de Vilnius anunciou que considerará um pedido do Procurador Geral interino Raimondas Petrauskas e do membro do conselho municipal de Kaunas, Stanislovas Buskevicius, para revogar a licença para os eventos. Até que se chegue ao veredicto, o tribunal suspendeu a licença como “medida de segurança temporária”.
“Tenho só um argumento — manter a ordem pública. Em caso haja uma ameaça ao bem-estar das pessoas e à segurança pública, a licença não deveria ser dada”, disse o procurador geral. “Temos de pesar a marcha pacífica versus a ordem pública e o bem-estar”.
Buskevicius disse que a marcha “ofenderia valores que são queridos na Lituânia — decência, fidelidade, fertilidade, dignidade humana”. Ele disse que o Estado não deveria adotar um estilo de vida que vai contra os valores da maioria.
A mais recente influencia maléfica da Anistia Internacional ocorre depois que a AI criticou no ano passado a lei da Lituânia que proíbe a promoção da homossexualidade nas escolas e outros locais públicos. A AI se queixou da iniciativa de 50 parlamentares lituanos que têm tentado banir a marcha, dizendo que a marcha violaria essa lei, que entrou em vigor no começo deste ano.
Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.com

Veja também este artigo original em inglês: http://www.lifesitenews.com/ldn/2010/may/10050601.html

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Pecado and tagged , , , . Bookmark the permalink.

4 Responses to Amnistia Internacional exige que presidente da Lituânia apoie marcha do “orgulho gay

  1. Nuno Dias says:

    que tal comentar este? E já agora associado à referência moral

    não há muitas diferenças com o vosso discurso ou estarei enganado?

    http://renaseveados.blogspot.com/2010/06/orgulho-em-ver-portugal-no-extremo.html

    Like

  2. Mats says:

    Nuno,
    Não há problema nenhum em resistir ao avanço da agenda homossexual. Como o comportamento homossexual é auto-destrutivo, é normal mais e mais nações africanas proibirem-no.

    Quem me dera que Portugal afirmasse que a normalidade sexual é homens envolverem-se com mulheres, não homens com homens nem mulheres com mulheres.
    Infelizmente o Sócrates está determinado em destruir as instituições que suportam a sociedade, e tem o apoio do Cavaco.

    Like

  3. O Uganda nem é exemplo. Os cristãos da teologia da abundância andam por lá a dizimar populações paupérrimas e a levarem-lhes o pouco dinheiro que tem em troca de milagres.

    Parece que se safam bem. Como em Angola. Agora países tão pobres deveriam receber mais que missionários ávidos de dinheiro de países em que até nem são assim tão pobres. O que me repugna é levarem o pouco dinheiro que aquela malta tem quando nos países de origem até podiam roubar gente que sempre fica com algo com que comer.

    Aqui roubam mesmo a subsistência.

    Enfim. Deus seja louvado e venha a nós o vosso reino.

    Espero que brevemente tribunais internacionais julguem estes casos.

    Até lá vamos ter o que se vê.

    Agora até descobriram o trizimo….

    Deus os perdoe, se puder, que eu não !

    Like

  4. Mats says:

    João Melo,

    O Uganda nem é exemplo. Os cristãos da teologia da abundância andam por lá a dizimar populações paupérrimas e a levarem-lhes o pouco dinheiro que tem em troca de milagres.

    No entanto, os próprios ateus falam do excelente trabalho que a maioria dos cristãos fazem por lá:

    Ateu Afirma: África Precisa de Deus
    Lê esse texto, e depois tenta harmonizá-lo com o que disseste em cima.

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s