Educação Sexual, Versão Ateísmo

Aparentemente este é o tipo de “educação sexual” que os esquerdistas querem.


Foto tirada do blog do Jairo Entrecosto “Paio com Ervilhas

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Pecado and tagged , , . Bookmark the permalink.

23 Responses to Educação Sexual, Versão Ateísmo

  1. ND says:

    a stôra é ateía da parte da mãe ou do pai?

    Like

  2. Arnaldo says:

    Mats, apesar de estar embasada numa incompreensao sua a respeito do que discutimos (porque sabes muito bem que não é exatamente esta a proposta), não deixo de rir da sua piada.

    Depois escolho uma imagem pra resposta. Enviarei por email.

    Like

  3. Mats says:

    Arnaldo,
    Esta imagem não é uma resposta ao que disseste.

    Like

  4. Arnaldo says:

    “Arnaldo,
    Esta imagem não é uma resposta ao que disseste.”

    – Entao es mais alucinado do que parece! hahahahahaha! Porque não disse que é uma resposta; mas disse que sua piada esta embasada numa incompreensão, esta última que está a respeito do que discutimos outrora (da conversa que tivemos em outro post).

    De qualquer forma, ainda está bem presente a sua distorção retórica.

    Like

  5. Mats says:

    Arnaldo,
    então porque é que disseste “apesar de estar embasada numa incompreensao sua a respeito do que discutimos“?

    Like

  6. Arnaldo says:

    Mats,

    “então porque é que disseste “apesar de estar embasada numa incompreensao sua a respeito do que discutimos“?”

    – Simples, porque o que discutimos gira em torno do tema aborado. Ou seja, apesar de termos discutido esse tema e essa piada estar embasada num preconceito seu, que já estava presente em outra discussão. Talvez a minha escolha de conjunção não tenha sido uma das melhores. Mas foi neste tom que eu disse isso. Mas isso é irrelevante (viu como é bom); o principal, desde meu primeiro comentário é que: 1) foi levemente engraçado, entretanto 2) esteja ainda visível uma distorção e preconceito seu.

    Entretanto, repito: De qualquer forma, ainda está bem presente a sua distorção retórica. Pois apesar de termos conversado sobre o tema, você continua com seus preconceitos e distorções.

    Like

  7. Mats says:

    Arnaldo,
    Qual é o meu “preconceito”?

    Like

  8. Arnaldo says:

    Ja deveria saber. Tô sem saco agora pra ficar apontando nas outras conversas que tivemos no qual já falei de seus preconceitos. Qualquer ser racional que visite sua página consegue ver seus preconceitos. Menos você mesmo. É distorção, homofobia.
    Se você não lê os comentarios que escrevi, então faz sentido mesmo perguntar. Desde aquela época da postagem do “darwine” te apontei preconceitos. E nunca pararam. Sempre houveram show de incompreensão, distorção, retórica e preconceitos neste site.

    E você vem me perguntar qual é o seu preconceito? Toma vergonha, parece que só sabe ler o que vc mesmo escreve. Tantos comentários que já fiz apontando seus preconceitos, (além de outras pessoas que aqui escrevem).

    Like

  9. Mats says:

    Arnaldo,
    Eu já deveria saber quais são os “preconceitos” que tu achas que eu tenho?!

    “Homofobia” não existe do meu lado.

    Like

  10. Arnaldo says:

    Mats,

    Sim, deveria. Pois não se trata de preconceitos que eu acho que vc tem. Mas se trata de preconceitos QUE VOCÊ TEM. E são patentes em seu blog. Tanto que não só eu acho. Existe muita gente apontando os mesmos preconceitos em seus respectivos comentários. Cada um da sua forma. Só você ainda não reparou.

    Pronto, repare agora. Ficou a dica, tá?

    Arnaldo.

    Like

  11. Mats says:

    Arnaldo,

    Então que digam quais são os meus preconceitos, e depois falamos. Ah, e não se esqueçam de definir o que é um “preconceito” de acordo com as vossas ideologias.

    Like

  12. Arnaldo says:

    Mats,

    “Então que digam quais são os meus preconceitos, e depois falamos.”

    – Releia o que conversamos. Apesar de nao querer perder tempo eu já citei algumas. Sabes ler? Se souber com eficácia já teria visto que citei algumas e outras pessoas já o mostraram você ter, em muitos outros posts.

    “Ah, e não se esqueçam de definir o que é um “preconceito” de acordo com as vossas ideologias.”

    – Mais uma FRASE DE EFEITO de Mats pra entrar pra história. Pois é Mats, provavelmente o significado desta palavra é a mesma que você deve usar cotidianamente, visto que não uso linguagem privada (e não creio existir uma). Falo português. Por este motivo você pode procurar o significado lá no Priberam, no Houaiss, no Aurélio e até mesmo na Wikipédia (http://pt.wikipedia.org/wiki/Preconceito). Para com suas frases de efeito. Afinal, você não está se amostrando para seu grupinho, mas mantendo um blog.

    Like

  13. Mats says:

    Arnaldo,

    Se eu disser: “eu sou contra o comportamento homossexual”, isso é um preconceito a teu ver?

    Like

  14. Arnaldo says:

    Mats,

    “Se eu disser: “eu sou contra o comportamento homossexual”, isso é um preconceito a teu ver?”

    – Onde está escrito que o preconceito que eu e outros já indicaram foi nesta frase? Ah Mats, você e suas tentativas de ser persuasivo!
    A priori eu não disse que você é preconceitoso por causa de tal frase. Devias ler seus próprios posts por completo. Aliás, todo o seu blog é um exemplo de incompreensão de conceitos, preconceitos e tudo o mais. Cansei de citar em diversas vezes que você cai no preconceito ou em incompreensão de conceitos bases. Uma das mais clássicas é a sua tentativa de criar a equação entre ateu e evolucionista; um clássico matsista.

    Like

  15. Mats says:

    Arnaldo,
    Então acusas-me de “preconceito” mas dizes que não me vais dar exemplos porque já mostraste?! Essa posição é muito confortável.

    Aliás, todo o seu blog é um exemplo de incompreensão de conceitos, preconceitos e tudo o mais.

    Então dá-me um exemplo.

    Cansei de citar em diversas vezes que você cai no preconceito ou em incompreensão de conceitos bases.

    Já cansaste? lol

    Uma das mais clássicas é a sua tentativa de criar a equação entre ateu e evolucionista; um clássico matsista.

    Da mesma forma que os ateus contrapõem cientista con criacionista. Se eles podem eu também posso.

    Like

  16. Arnaldo says:

    Mats,

    “Então acusas-me de “preconceito” mas dizes que não me vais dar exemplos porque já mostraste?! Essa posição é muito confortável.”

    – Sim eu já mostrei. Sabes ler? Desde a época do Darwine eu te falo da equação de ateu com evolucionista como preconceito. (ou seja, já te mostrei e vc nem leu).
    Não é uma questão de conforto. É uma questão de que você ignora quando apontamos seus preconceitos. É tanto que não é uma questão de conforto, que te indiquei uma das postagens que fiz comentário acerca de seu reducionismo preconceituoso. (a postagem do ‘darwine’).

    “Então dá-me um exemplo.”

    – Leia acima, está dado.

    “Já cansaste? lol”

    – Sim cansei, pois você ignora qualquer um que te aponte incoerência, distorção ou preconceito.

    “Da mesma forma que os ateus contrapõem cientista con criacionista. Se eles podem eu também posso.”

    – ué, vc diz que não citei nada de casos de preconceito e acaba de me cita quando eu te estou dando um exemplo! GRANDES LOAS PARA MATS, mais uma pérola matsista! HAHAHAHAHAHAH! Devias ler com cuidado. É tanto um exemplo que eu disse (o que está entre [ ] é pra te explicar melhor):
    “Cansei de citar em diversas vezes que você cai no preconceito ou em incompreensão de conceitos bases. Uma das mais clássicas [clássicas o que? as vezes que te indiquei cair no preconceito e/ou incompreensão de conceitos] é a sua tentativa de criar a equação entre ateu e evolucionista; um clássico matsista.”

    Pronto Mats, saber ler até o final?

    Vc disse: “Da mesma forma que os ateus contrapõem cientista con criacionista. Se eles podem eu também posso.”

    – hahahaha (que engraçado!)! Agora é sério: nada disso. Isto é um equívoco. Então quer dizer que se um ateu comer coco você poderá tomar vômito? Ah, se eles podem você também poderá! (segundo a sua linha de raciocínio).
    E outra, são questões diferentes; e portanto devem ser analisadas cada uma a seu modo. Agora, não podemos achar que se um diz uma coisa que não lhe agrada, poderá você dizer outra na mesma proporção. Lei de talião? Cadê a sua cristandade ó religioso mats?
    Vejamos, se estudarmos a questão se criacionista é ou não é cientista, isso dá direito, por acaso, a você cair no preconceito de igualar que darwinismo é igualdade entre ateísmo (mesmo eu já tendo mostrado argumentos pra você que não são a mesma coisa, mas podem acontecer juntas [assim como pode acontecer junto de existir evolucionista e crente em Deus])???? A resposta é não. Não lhe dá direito. Se fosse assim, quando eu atacar a astrologia, dizendo que ela não é ciência, daria o direito do místico dizer que ateu e astrônomo são sinônimos. Viu como fica ridícula a coisa quando vemos por este prisma? É um mundinho fechadinho desse argumento seu.
    Não passa de mais uma reles e infantil falácia (é até um ultraje indicar como infantil; ultraje à infância).

    Agora eu estou morrendo de rir! =D

    Até mais,

    Mats

    Like

  17. Arnaldo says:

    ERRATA:

    Mats,

    “Então acusas-me de “preconceito” mas dizes que não me vais dar exemplos porque já mostraste?! Essa posição é muito confortável.”

    – Sim eu já mostrei. Sabes ler? Desde a época do Darwine eu te falo da equação de ateu com evolucionista como preconceito. (ou seja, já te mostrei e vc nem leu).
    Não é uma questão de conforto. É uma questão de que você ignora quando apontamos seus preconceitos. É tanto que não é uma questão de conforto, que te indiquei uma das postagens que fiz comentário acerca de seu reducionismo preconceituoso. (a postagem do ‘darwine’).

    “Então dá-me um exemplo.”

    – Leia acima, está dado.

    “Já cansaste? lol”

    – Sim cansei, pois você ignora qualquer um que te aponte incoerência, distorção ou preconceito.

    “Da mesma forma que os ateus contrapõem cientista con criacionista. Se eles podem eu também posso.”

    – ué, vc diz que não citei nada de casos de preconceito e acaba de me cita quando eu te estou dando um exemplo! GRANDES LOAS PARA MATS, mais uma pérola matsista! HAHAHAHAHAHAH! Devias ler com cuidado. É tanto um exemplo que eu disse (o que está entre [ ] é pra te explicar melhor):
    “Cansei de citar em diversas vezes que você cai no preconceito ou em incompreensão de conceitos bases. Uma das mais clássicas [clássicas o que? as vezes que te indiquei cair no preconceito e/ou incompreensão de conceitos] é a sua tentativa de criar a equação entre ateu e evolucionista; um clássico matsista.”

    Pronto Mats, saber ler até o final?

    Vc disse: “Da mesma forma que os ateus contrapõem cientista con criacionista. Se eles podem eu também posso.”

    – hahahaha (que engraçado!)! Agora é sério: nada disso. Isto é um equívoco. Então quer dizer que se um ateu comer coco você poderá tomar vômito? Ah, se eles podem você também poderá! (segundo a sua linha de raciocínio).
    E outra, são questões diferentes; e portanto devem ser analisadas cada uma a seu modo. Agora, não podemos achar que se um diz uma coisa que não lhe agrada, poderá você dizer outra na mesma proporção. Lei de talião? Cadê a sua cristandade ó religioso mats?
    Vejamos, se estudarmos a questão se criacionista é ou não é cientista, isso dá direito, por acaso, a você cair no preconceito de igualar que darwinismo é igualdade entre ateísmo (mesmo eu já tendo mostrado argumentos pra você que não são a mesma coisa, mas podem acontecer juntas [assim como pode acontecer junto de existir evolucionista e crente em Deus])???? A resposta é não. Não lhe dá direito. Se fosse assim, quando eu atacar a astrologia, dizendo que ela não é ciência, daria o direito do místico dizer que ateu e astrônomo são sinônimos. Viu como fica ridícula a coisa quando vemos por este prisma? É um mundinho fechadinho desse argumento seu.
    Não passa de mais uma reles e infantil falácia (é até um ultraje indicar como infantil; ultraje à infância).

    Agora eu estou morrendo de rir! =D

    Até mais mats,

    Arnaldo.

    Like

  18. Mats says:

    Arnaldo,
    Deduzo portanto que quando eu uso “ateu” na defesa do evolucionismo, eu estou a ser preconceituoso? Usas esse tipo de argumento contra as pessoas que falsamente fazem uma falsa dicotomia entre “ciência” e religião?

    Segundo, há uma coisa que tens que aceitar: quando eu digo “os ateus acreditam que os dinossauros evoluíram para pássaros”, essa frase está, tecnicamente certa. OS ateus de facto acreditam que um réptil evoluiu para pássaro.
    Agora se tu respondes que nem todos os ateus acreditam nisso, eu também posso dizer que nem todos os cientistas acreditam nisso também, e portanto, em vez de se dizer “os cientistas acreditam nisso” deveria-se usar a palavra “os evolucionistas”.

    MAs, claro, eles não vão fazer isso, e portanto, se essa é a lógica deles, eu também posso identificar o grupo que mais fortemente promove a teoria da evolução: os ateus.

    Like

  19. Arnaldo says:

    Olá Mats!

    “Deduzo portanto que quando eu uso “ateu” na defesa do evolucionismo, eu estou a ser preconceituoso? Usas esse tipo de argumento contra as pessoas que falsamente fazem uma falsa dicotomia entre “ciência” e religião?”

    – Vamos por partes! Primeiro não entendi muito bem a parte “na >>defesa<< do evolucionismo". Nunca vi você "defender" o evolucionismo. Segundo o seu preconceito não se deve APENAS pelo uso dessa igualdade, mas também pela INSISTÊNCIA mesmo tendo sido apresentado que SÃO DUAS OCORRENCIAS DISTINTAS. Ou seja o maior ônus de seu preconceito reside em mesmo já obtendo argumentos sólidos que são coisas distintas, continua a utilizar-se da mesma, por uma questão pré-concebida, por acreditar que é assim, por uma falta de suspensão de seu conceito pré-julgatório. E este uso é falacioso, enganoso, além de preconceituoso.
    Eu já te mostrei diversas vezes (inclusive nas últimas postagens) sobre essa falácia, mas mesmo assim continua a querer usar. (o mais interessante que não somente eu falo isso).
    É um direito seu, mas infelizmente acaba por se mostrar preconceituoso.

    Preste atenção, que quando eu estou falando de falácia e preconceito quando você assume que há uma igualdade intrinsceca entre ateu e evolucionista, não se trata da falácia da falsa dicotomia. Você até a usa em outras postagens, mas o que estou apontando PONTUALMENTE é a CONFUSÃO entre o grupo dos que são ateus e dos que são evolucionistas. São grupos diferentes, podem haver indivíduos que participam dos dois grupos, mas por este motivo juntar os dois num só grupo parece mais uma falácia de GENERALIZAÇÃO APRESSADA.

    Portanto quando você diz "Usas esse tipo de argumento contra as pessoas que falsamente fazem uma falsa dicotomia entre “ciência” e religião?" creio que você nem refletiu direito o que está dizendo. Mats, 'fazer falsa dicotomia entre ciência e religião' é uma construção não muito boa na sua frase, pois está afirmando, mesmo que veladamente que bifurcar entre ciência e religião (ou seja distinguir) é uma falsa dicotomia. Eu nunca disse isso! Na verdade deve-se fazer a distinção entre ciência e religião, são coisas de magistérios diferentes.
    Creio que sua construção de frase não foi das mais felizes. Foi um fiasco na verdade.

    Portanto quando digo que está sendo preconceituoso ao dizer que existe uma igualdade entre ateu e evolucionista, é porque está usando uma GENERALIZAÇÃO APRESSADA (esquece a "dicotomia", pois o uso deste conceito em sua frase não foi adequado). E essa generalização apressada é baseada em uma idéia que possui entre ateus e evolucionistas, algo pre-concebido, e que ainda insiste em usar. Aí sim reside seu preconceito. EM todo este movimento: pre-concebe, generaliza, é advertido da inverdade falada e, em seguida, ignora e continua a utilizar uma generalização apressada.

    Vamos ao próximo ponto:
    "Segundo, há uma coisa que tens que aceitar: quando eu digo “os ateus acreditam que os dinossauros evoluíram para pássaros”, essa frase está, tecnicamente certa. OS ateus de facto acreditam que um réptil evoluiu para pássaro."

    – EM parte. Como ser ateu e ser evolucionistas (que são ocorrências distintas) podem acontecer juntas, significa que ALGUNS (não exatamente o número) podem sim ter isso em comum.

    "OS ateus de facto acreditam que um réptil evoluiu para pássaro."

    – Alguns. Outros não. Isso levando em conta que todo conhecimento também é uma crença, mas nem toda crença é necessariamente um conhecimento de fato. Deste modo, sim ALGUNS acreditam.

    "Agora se tu respondes que nem todos os ateus acreditam nisso, eu também posso dizer que nem todos os cientistas acreditam nisso também, e portanto, em vez de se dizer “os cientistas acreditam nisso” deveria-se usar a palavra “os evolucionistas”."

    – Evidentemente nem todo cientísta acredita nisto. Pode ocorrer de um físico não dar crédito à evolução. Ou um químico. Parece que o inventor da tomografia computadorizada não dá fé à evolução. Até aí tudo bem, e não vejo problema. Até porque SER CIENTISTA não é condição suficiente para ser um cientista evolucionista, mas ser evolucionista está no grupo dos cientistas. Isso significa que é condição necessária ser cientísta para se ser um cientísta evolucionista, mas não é condição suficiente.
    Da mesma forma ser cientísta não é condição suficiente para se ser um químico, mas é uma condição necessária para se ser um químico (cientísta que estuda, ou aplica a química). O grupo de cientístas possui diferentes outros sub-grupos.
    Portanto deveria-se usar cientístas evolucionistas, ou a sua redução mais óbvia, os evolucionistas. Isso evitaria um bocado de problemas de uma generalização apressada que você utiliza.

    Vamos continuar:

    [SIC]"MAs, claro, eles não vão fazer isso, e portanto, se essa é a lógica deles, eu também posso identificar o grupo que mais fortemente promove a teoria da evolução: os ateus."

    – Mats, você deveria se expressar melhor. Está confuso a sua afirmação neste trecho. Mas vamos continuar:"eu também posso identificar o grupo que mais fortemente promove a teoria da evolução: os ateus."
    Olha, mesmo que os ateus sejam maioria no grupo dos evolucionistas, isso não representa todo o grupo. Existem ateus que estão fora do grupo dos evolucionistas. Assim como existem aqueles que estão fora do grupo de cientistas.
    São conceitos diferentes. Ateu é quem não acredita em Deus. Evolucionista é o cientista que trabalha com a evolução e dá-lhe fé (assim como o físico quântico faz com sua física quântica). SÃO OCORRENCIAS DIFERENTES.
    Mesmo que você venha indicar uma MAIORIA, não significa necessariamente que essa maioria representa uma condição suficiente para você adotar essa igualdade. Neste ponto você cai numa espécie muito peculiar de falácia ad popolum, está apelando por haver uma quantidade x de ateus e evolucionistas (ocorrências diferentes) e portanto generaliza apressadamente.
    Esse seu argumento é furado e não lhe dá garantias para que faça esse tipo de associação na estrutura dos conceitos: simplesmente querer utilizar-se ainda desta sua artimanha retórica é um dos sinais claros de preconceito.

    Isso me lembra muito um ditado que sempre me falaram. Não sou muito de ditados populares, mas este vem muito a calhar no momento:
    Errar é humano. Perdoar é divino. Porém, persistir no erro é b u r r i c e.

    Falows, mais.

    Arnaldo.

    Like

  20. Mats says:

    Arnaldo,
    1. COntinuas a chamar-me de “preconceituoso” sem mostrar onde está o preconceito.

    2. Ainda bem que concordas a frase “os ateus acreditam que um réptil evoluiu para pássaro” está certa.

    Evolucionista é o cientista que trabalha com a evolução e dá-lhe fé (assim como o físico quântico faz com sua física quântica).

    Evolucionista é todo o que acredita na evolução.

    3. Eu nunca disse que a condição SUFICIENTE para se ser evolucionista é ser-se ateu. Eu apenas digo “os ateus acreditam na teoria da evolução”, e essa frase está correcta, uma vez que a esmagadora maioria dos ateus fazem-no. Tu estás-te a agarrar a coisas que nem são polémicas.

    Eu vou continuar a usar “ateu” em vez de “evolucionista” e não há nada que refuta essa posição. Ah, e isso não é “preconceito”.

    Like

  21. Arnaldo says:

    Mats,

    “1. COntinuas a chamar-me de “preconceituoso” sem mostrar onde está o preconceito.”

    – Está ignorando de propósito. É bem provável. Vejamos. Apontei que as diversas vezes que a ocorrência de você equalizar ateu e evolucionismo não é apenas um equívoco, mas um uso preconceituoso. Tanto indiquei isso, que mesmo você disse, confusamente, em outra passagem: “Deduzo portanto que quando eu uso “ateu” na defesa do evolucionismo, eu estou a ser preconceituoso? “. No qual, entretanto, eu te respondi que: “Segundo o seu preconceito não se deve APENAS pelo uso dessa igualdade, mas também pela INSISTÊNCIA mesmo tendo sido apresentado que SÃO DUAS OCORRENCIAS DISTINTAS”.
    Mostrei DIVERSAS VEZES que são ocorrências distintas, mas você insiste em utilizar como uma igualdade simplesmente por uma idéia pré-concebida. É ou não preconceito, mats?
    Se você ainda INSISTE NA EVASIVA que eu não teria apontado onde e como ocorre seu preconceito, é porque você está realmente usando de uma retórica inescrupulosa.
    Talvez eu possa DESENHAR para ficar mais claro a ti.

    Vc disse: “2. Ainda bem que concordas a frase “os ateus acreditam que um réptil evoluiu para pássaro” está certa.”

    – Bem se você reparar eu disse que ALGUNS. O artigo “OS” pode ser interpretado corriqueiramente como uma forma universal. Por este motivo eu disse ALGUNS.
    Com esse valor existencial, ALGUNS, o seu argumento cai por terra. Isso significa que não posso dizer que o grupo dos ateus é igual ao grupo dos evolucionistas.
    Tanto é que ALGUNS evolucionistas podem ser basicamente cristãos. Por isso eu disse, e enfatizo: Alguns ateus.
    É plausível a existência de ateus que não seja evolucionista.

    Vc disse: “Evolucionista é todo o que acredita na evolução.”

    – Sabes muito bem que existem palavras que não se remetem exclusivamente a um grupo. A palavra evolucionista pode remeter tanto aos cientistas que trabalham e desenvolvem este ramo do conhecimento, quanto aqueles que dão crédito à teoria da evolução. De qualquer forma, se refere a pessoas que afirmam a teoria evolutiva.
    A priori estava eu estabelecendo um limite lógico para podermos trabalhar com a estrutura lógica dos nossos argumentos e mostrar a você que não faz sentido igualar ateus com evolucionistas. Tanto é que mostrei claramente que estava falando dos cientistas, afinal é a eles que a priori você dirige suas críticas (por isso eu usei a ocorrencia cientistas evolucionistas, ou a contração como evolucionistas).
    Então vamos fazer o seguinte: Vamos corrigir a minha primeira avaliação e estender o grupo lógico dos que são evolucionistas para também aqueles que, mesmo não sendo cientistas, são adeptos da teoria cientifica da evolução.
    Pois bem, mesmo assim, neste grupo, que ficou mais extenso com esse adendo, não temos em sua estrutura apenas ateus. Vamos encontrar também cristãos.
    Portanto ainda é um absurdo querer igualar como você o faz com recorrência.

    Portanto ainda é mister deixar claro quando estiver criticando em seus posts apontar o grupo que efetivamente está como alvo de suas críticas, pois o uso recorrente de equalizar ateu com evolucionista é tentar dizer que duas ocorrências são como uma só. O que já demostrei não ser.

    Você disse:”u nunca disse que a condição SUFICIENTE para se ser evolucionista é ser-se ateu.”

    – Será mesmo que não disse? Mais a frente você afirma: “Eu apenas digo ‘os ateus acreditam na teoria da evolução'”. Ora, ora, eu mostrei a respeito da distinção entre condições suficientes e necessárias, porque quando você assume com esta frase como se na totalidade dos ateus sejam evolucionistas, você simplesmente está atribuindo equivocos entre condições suficientes e necessarias. Ou seja, usei a explicação das condições suficientes x necessárias para demonstrar o que está TÁCITAMENTE em sua afirmação. Portanto está presente um conceito pre-concebido. Já demonstrado.
    Mais a frente voce diz: “e essa frase está correcta, uma vez que a esmagadora maioria dos ateus fazem-no.”.
    – A frase não se faz correta por a “grande maioria esmagadora” ser assim ou assado. Simplesmente você está apelando falaciosamente para numero, mas já te mostrei que não pode equalizar visto que não são TODOS de um grupo que compõe o outro. São ocorrências diferentes.
    Justamente por serem ocorrências diferentes, e você querer ainda não enxergar isso, eu te expliquei, detalhadamente, sobre condições suficientes x necessárias. Se você concorda com o que falei sobre a condição suficiente x necessária e afirma não estar falando isso, significa que você concorda que são ocorrências distintas. Mas se concorda que são distintas a utilização delas em muitas postagens de forma equívoca é sim preconceituosa, pois apenas um preconceito para ainda sustentar essa sua crença.

    Você disse: “Tu estás-te a agarrar a coisas que nem são polémicas.”
    – Mats, não sou polémista. Isso é algum problema? Não vou falar de coisas apenas porque são polêmicas. Isso é um erro midiático.
    Falo das coisas porque são importantes. E é importante mostrar a respeito de seu uso preconceituoso.
    Você já deveria saber disso. Mas como você gosta de usar retórica, não me assusto mais esse tipo de afirmação sua.

    Voce disse: “Eu vou continuar a usar “ateu” em vez de “evolucionista” e não há nada que refuta essa posição”

    – Use. É seu direito. Mas não diga que não refutei. Expliquei detalhadamente que são duas ocorrências distintas. Você leu isso. Agora não está aceitando simplesmente porque ainda está atrelado à sua visão preconceituosa que possui um âmbito prático: manter de pé sua crença. Isso sim é um preconceito enorme, pois mesmo tendo sido alertado minuciosamente que não compreende uma igualdade, você ainda o faz como se fosse.

    Vc disse: “Ah, e isso não é “preconceito”.”

    – Só na sua cabeça mesmo. Afinal, estas a usar um preconceito, que já foi demostrado como tal, apenas para que sua fé não fique abalada.
    É como eu disse outrora: “Ou seja o maior ônus de seu preconceito reside em mesmo já obtendo argumentos sólidos que são coisas distintas, continua a utilizar-se da mesma, por uma questão pré-concebida, por acreditar que é assim, por uma falta de suspensão de seu conceito pré-julgatório”.

    Like

  22. Mats says:

    Arnaldo,

    Apontei que as diversas vezes que a ocorrência de você equalizar ateu e evolucionismo não é apenas um equívoco, mas um uso preconceituoso.

    É tão “preconceituoso” dizer que “os ateus acreditam que o réptil evoluiu para um pássaro” como dizer “os cientistas acreditam na teoria da evolução”.

    No qual, entretanto, eu te respondi que: “Segundo o seu preconceito não se deve APENAS pelo uso dessa igualdade, mas também pela INSISTÊNCIA mesmo tendo sido apresentado que SÃO DUAS OCORRENCIAS DISTINTAS”.

    “Cientista” e “evolucionista” são coisas distintas também.

    Like

  23. Arnaldo says:

    Mats,

    “É tão “preconceituoso” dizer que “os ateus acreditam que o réptil evoluiu para um pássaro” como dizer “os cientistas acreditam na teoria da evolução”.”

    – Ainda bem que concorda que é um preconceito da sua parte!
    Visto que o termo “evolucionista” pode ser aplicado não somente ao cientistas, mas primariamente aplicado a este (visto que o uso primário é dado ao cientísta, mas nao somente a este); e por este motivo eu expliquei que na postagem anterior a anterior eu teria feito apenas um limite lógico para mostrar o seu absurdo. Afinal concordo que se aplique a mais pessoas, e isso apenas corrobora o meu argumento que você estava apenas equivocado. Ainda assim, apenas reduzi o parâmetro lógico, utilizando o uso primário. Entretanto o argumento dos sub-grupos ainda é plausível, pois o grupo de cientistas que são evolucionistas não precisa coincidir exatamente, em sua totalidade, com o grupo dos que são ateus e cientistas.
    Exemplifiquei isto no comentario anterior:
    “De qualquer forma, se refere a pessoas que afirmam a teoria evolutiva.
    A priori estava eu estabelecendo um limite lógico para podermos trabalhar com a estrutura lógica dos nossos argumentos e mostrar a você que não faz sentido igualar ateus com evolucionistas. Tanto é que mostrei claramente que estava falando dos cientistas, afinal é a eles que a priori você dirige suas críticas (por isso eu usei a ocorrencia cientistas evolucionistas, ou a contração como evolucionistas).”.

    Parabéns mats, quando diz “É tão “preconceituoso” dizer que “os ateus acreditam que o réptil evoluiu para um pássaro” como dizer “os cientistas acreditam na teoria da evolução”.”

    – Pelo menos está assumindo seu preconceito!
    E é justamente por este motivo (de evitar se injusto) que quando eu escrevo algum artigo no meu blog eu especifico o grupo do qual estou fazendo crítica. Assim, se eu escrevo sobre algum assunto do ramo, é provável que eu respeite aqueles que não são evolucionistas, pois como expliquei em outro comentário, são ocorrências diferentes, do qual uma não é condição suficiente da outra.
    Agora, não posso dizer o mesmo de você, que já me afirmou, umas duas vezes que vai continuar com a prática.

    ““Cientista” e “evolucionista” são coisas distintas também.”

    – Sim são ocorrências distintas. Não estou em desacordo. Mas o grupo (evolucionistas) tem-se também dentro do grupo de cientistas; no âmbito dos cientistas que trabalham com a evolução. O trecho do grupo (evolucionista) que está fora é obviamente adeptos da teoria que não são efetivamente cientistas. O mesmo ocorre com o relativismo, creio eu.
    Tanto é que eu não saio fazendo artigos dizendo que os dois são unívocos. Muito pelo contrário, eu afirmo que um grupo pode estar contido em outro (como foi a minha primeira explicação nestes comentários). E se eu digo que existe um grupo dentro do outro, pelo menos nem que seja parte do grupo, é OBVIO, MAIS DO QUE ÓBVIO que não estou assumindo a univocidade de âmbos – apenas assumi que um pode estar CONTIDO no outro.
    Mas a ocorrência distinta destes, como grupos em sua totalidade, não lhe dá o direito de assumir que todo ateu é evolucionista e vice-versa, como tanto você bradou.

    Mas faça uso como quiser, como eu já disse.

    Até mais,

    Arnaldo.

    PS.: Mats, estou de férias (de tudo; internet e muito mais). É capaz que eu demore um pouco a corresponder-me com você. Qualquer coisa no seu dashboard você tem meu email. Sinta-se livre para contactar-me, se necessário.

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s