Travesti com HIV injeta sangue infectado em enfermeiras de Brasília

Algumas pessoas podem dizer que é injusto associar a violência de um homossexual à sua homossexualidade, mas reparem que as mesmas pessoas que afirmam isso nunca usam dessa lógica quando o homossexual é a vítima.

Quando um homossexual é atacado ou morto, segundo a mitologia propagada pelos órgãos de (des)informação, o motivo é quase sempre porque ele é homossexual, mas quando o homossexual é o agressor ou o assassino, então já não tem nada a ver com as suas preferências sexuais.

Esta dualidade de critérios mostra que as pessoas que controlam os órgãos de informação tem uma propósito maléfico quando reportam as coisas de forma tão tendenciosa.

Artigo

Agressor ficou nervoso com demora no atendimento em Hospital. Servidoras tomaram coquetel de medicamentos contra o vírus.

Revoltado com a falta de atendimento de um hospital de Ceilândia, cidade satélite a cerca de 30 km de Brasília, um travesti tirou o próprio sangue com uma seringa e perfurou várias vezes a mão de uma enfermeira nesta segunda-feira (21). O agressor também mordeu o braço da técnica de enfermagem que tentava ajudar.

O travesti, de 28 anos, estava acompanhando uma amiga que passava mal. De acordo com testemunhas, o agressor entrou em desespero após esperar por mais de cinco horas no hospital.

Uma paciente disse que o travesti ficou nervoso com a falta de previsão no atendimento. “Ela se revoltou. Tinha várias pessoas chorando, desmaiando embaixo do banco, só que eu não gritei. Ela viu, deu a doida nela, e ela fez isso”, disse.

O travesti, que estava dentro da emergência, teve acesso à sala onde a equipe de enfermagem guardava as seringas. De acordo com os funcionários, ele tirou o sangue e saiu correndo pelo corredor. Quando a enfermeira-chefe tentou controlar a situação, teve a mão perfurada. E a técnica que tentou ajudar levou a mordida no braço.

O travesti foi preso em flagrante por um policial militar que estava no hospital e fez nesta segunda mesmo o teste que apontou que ele é portador do vírus HIV.

As servidoras do hospital tomaram um coquetel de medicamentos contra o vírus e foram levadas para a delegacia. A técnica de enfermagem conta que o travesti também ameaçou os pacientes. “Ela tirou uma quantidade grande na seringa e ameaçava todo mundo. Os pacientes ficavam pedindo pelo amor de Deus para tirar ela dali”, disse.

De acordo com o delegado Onofre de Moares, o travesti vai responder por tentativa de duplo homicídio. “A partir do momento que ficou constatado no laudo que ele é soropositivo, vai responder por duas tentativas de homicídio qualificado. A pena para cada tentativa é de 12 a 30 anos, diminuída de um ou dois terços porque foi tentativa, e não homicídio consumado”, explicou o delegado. (*)

(*) Travestis são pessoas visivelmente doentes, e com sérios desvios de caráter. São pessoas que não aceitam suas qualidades naturais e negam a si mesmas. Por isso incapazes de amar a si próprios, jamais podem amar ao próximo.

Homofobia costuma significar medo ou horror a homossexuais. É perfeitamente natural termos medo de travestis, pois são pessoas visivelmente desajustadas, capazes de atos atrozes como esse. Portanto, a homofobia muitas vezes não tem nada de irracional.

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Pecado, Política, Sociedade and tagged , . Bookmark the permalink.

26 Responses to Travesti com HIV injeta sangue infectado em enfermeiras de Brasília

  1. Nuno says:

    A notícia é sobre um transexual, porquê falar da homossexualidade no início do post? Está a relacionar coisas completamente diferentes, agora apenas me pergunto com que propósito.

    Sobre a transexualidade devo dizer que o comentário que faz sobre o facto de serem “Travestis são pessoas visivelmente doentes, e com sérios desvios de caráter. São pessoas que não aceitam suas qualidades naturais e negam a si mesmas. Por isso incapazes de amar a si próprios, jamais podem amar ao próximo” é bastante triste. Ainda para mais num ano em que um país relativamente desenvolvido, a França, deixa de considerar a transexualidade como doença mental. Devo dizer que quando se procedem a alterações desse género são tidos em consideração diversos estudos, anos e anos de trabalho realizado por pessoas com competências para tal. Poderá afirmar que existe um lobby. Não digo que não, mas esse lobby apenas força a existência de estudos, não força o aparecimento dos resultados convenientes!

    Atribuir a culpa do homício de um homossexual à sua homossexualidade pode ser correcto, se o motivo que levou o assassino a cometer o crime foi a homossexualidade da vítima. Até aí não vejo nada estranho! Se eu vejo um preto, digo que não gosto de pretos e o mato, parece-me razoável que se diga que o que me levou a cometer o crime foi o racismo. Nada de estranho.

    Se um homossexual matou outra pessoa, certamente é devido a razões relacionadas com essa pessoa. Não com a sua homossexualidade! Porque deveria ser? Porque, segundo o senhor, são pessoas desequilibradas? Muito bem, prove-o. Pode ser que salve assim imensa gente.

    Vamos pensar no seguinte; temos dois grupos:

    – A – Heterossexuais
    – B – Homossexuais

    Dentro de cada um desses grupos existem pessoas que cometem crimes. Calculando a percentagem de criminosos dentro do grupo A e dentro do grupo B será que se vão notar grandes diferenças que justifiquem dizer que o grupo de homossexuais é instável e perigoso?

    Eu acho que isso tem tanta lógica quanto dizer que os heterossexuais que cometem crimes (seja de que tipo for) os cometem devido à sua orientação sexual.

    Like

  2. Se fosse um preto ou um judeu a fazer o mesmo ?

    Like

  3. Mats says:

    João,
    Tratava-se da mesma forma e sem descriminação injusta.

    Like

  4. says:

    Ok, eu não estou aqui pra defender o homossexualismo, mas aparentemente tu acha que a discriminação contra homossexuais é justa, o que não soa muito cristão.

    1° Se tu acha que Travestis são visivelmente doentes, então tu tem tanto direito de discriminá-los quanto de discriminar esquizofrénicos, pessoas com sindrome de down, ou por qualquer outra doença.

    A não ser que tu só discrimine aqueles que são homossexuais por opção, mas não acho que julgá-los cabe a mim ou a ti.

    2° A reportagem fala claramente que a pessoa foi irritada ao limite, então culpar o homossexualismo simplesmente não faz sentido, é como dizer, “ah, estavam cutucando o olho dele com um graveto, mas ele atacou porque gosta de bananas”.

    3° “Mas Zé, todas as outras pessoas que estavam ali não atacaram e eles são claramente não homossexuais.”
    Bem Sr. Homófobo, quem sabe se tu parar pra analisar que o travesti deve estar extremamente estressado exatamente pelo motivo da discriminação, além de ser HIV positivo, talvez esses sejam maiores motivos pra predispor ele a um chilique, do que o fato de ele ser homossexual.

    Apesar de tudo sim ele/ela deve pagar por isso, não acho que o fato desculpe essa tentativa de assassinato, mas culpar o homossexualismo, é pura ignorância.

    Like

  5. Mats says:

    Zé,

    Bem Sr. Homófobo, quem sabe se tu parar pra analisar que o travesti deve estar extremamente estressado exatamente pelo motivo da discriminação, além de ser HIV positivo, talvez esses sejam maiores motivos pra predispor ele a um chilique, do que o fato de ele ser homossexual.

    Provavelmente. Mas isto não é um caso isolado de um travesti a ter tão pouco cuidado com a vida alheia.
    O facto de andar stressado por qualquer que seja o motivo não anula o facto que ele sabia ser um seropositivo e que usou isso como uma arma letal.

    Além disso repara no que eu disse logo no princípio do post. Quando um homossexual é a vítima, a razão é porque era homossexual. Mas quando é o agressor, a sua homossexualidade já nem importa.

    Achas isto honesto?

    Like

  6. says:

    Bom, eu não sigo esse tipo de notícia o bastante pra saber que isso não é um caso isolado, mas tenho grande convicção de que deve ser a mesma porcentagem do que de heterossexuais.

    Quanto o fato de ele usar o soropositivismo como arma eu concordo, até falei que ele não deveria ser isento de suas ações. Só não acho certo culpar o homossexualismo pois um heterossexual soropositivo poderia fazer a mesma coisa.

    Eu não acharia honesto, se o fato de ele ser homossexual realmente fizesse diferença. Se fosse um estuprador de homens soropositivo, ser homossexual realmente faria diferença, mas como ele não usa do homossexualismo dele pra cometer crimes, então acho que só é um caso de alguém que precisa de ajuda psiquiátrica.

    Like

  7. Mats says:

    Zé, o problema é que leis especiais estão a ser feitas para privilegiar os homossexuais quando os dados nos quais eles justificam tais leis são falsas.

    Quando um travesti ou um homossexual é morto, os média assumem logo que o motivo foi a “homofobia” e que portanto é preciso fazer leis para os proteger. Não lhes passa pela cabeça que a homem tenha sido morto (infelizmente) por estar no sítio errado, à altura errada. Se um heterossexual lá estivesse, provavelmente seria morto também.

    É esta dualidade de critérios que revela falta de honestidade.

    Like

  8. Nuno says:

    É verdade isto que disse: associar a homofobia a um crime contra um homossexual é exagero, mas acontece. Até aí tudo bem.

    Mas associar a homossexualidade a uma predisposição para se ser criminoso também parece (é!) forçado, não é?

    Like

  9. Mats says:

    Nuno,

    Mas associar a homossexualidade a uma predisposição para se ser criminoso também parece (é!) forçado, não é?

    Bem, eu não iria tão longe, e não acho que o texto diga que TODOS os homossexuais são violentos. O texto diz que os travestis tendem a ser emocionalmente instáveis, e que por isso é perfeitamente normal as pessoas serem legalmente céticas em relação a eles. Não justifica a violência contra a eles, e nem é isso que o texto implica: só diz que eles tendem a ser emocionalmente voláteis.

    Agora os motivos dessa instabilidade emocional podem até envolver algum sofrimento que eles tenham sofrido na vida, sem dúvida. Eu nunca andei nessa vida (graças a Deus) mas não deve ser fácil uma pessoa andar anos e anos em confusão sexual sobre o que é ou não se é.

    Não sou proponente da violência contra travestis (embora alguns grupos homosssexuais não sejam tímidos em propor violência contra nós cristãos, mas também não acho honesto tentar ganhar pontos políticos com falsa informação, e com a distorção da informação.

    Like

  10. Nuno says:

    Os travestis tendem a ser emocionalmente instáveis devido à sua condição de transexuais ou devido ao facto de não conseguirem encontrar qualquer apoio? Do mesmo modo que muitos homossexuais se tornam instáveis e cometem suicídio porque são ofendidos na rua, no círculo de amigos e, pior do que isso, pelos próprios pais.

    A questão não são as dúvidas que a homossexualidade pode pôr, mas sim os efeitos do modo como os outros interpretam a homossexualidade e se imiscuem na vida privada das pessoas.

    Like

  11. Mats says:

    Nuno,

    Os travestis tendem a ser emocionalmente instáveis devido à sua condição de transexuais ou devido ao facto de não conseguirem encontrar qualquer apoio?

    Mas eles buscam apoio? Que Do mesmo modo que muitos homossexuais se tipo de apoio?
    Eu estou mais inclinada a aceitar que os travestis e os homossexuais no geral são emocionalmente instáveis devido ao facto da sua consciência os condenar constantemente. Deus fala com as pessoas, e quando as pessoas abafam a Voz de Deus, coisas más acontecem.

    tornam instáveis e cometem suicídio porque são ofendidos na rua, no círculo de amigos e, pior do que isso, pelos próprios pais.

    Ou então por causa do estilo de vida que levam, das humilhações por parte dos parceiros, da fragilidade dos relacionamentos homossexuais, e muitas outras coisas.

    A questão não são as dúvidas que a homossexualidade pode pôr, mas sim os efeitos do modo como os outros interpretam a homossexualidade e se imiscuem na vida privada das pessoas.

    Mas muitos deles é que trazem a sua vida privada para a praça publica. Já ouviste falar nas paradas homossexuais?

    Like

  12. Nuno says:

    Ah bom, se é para começar com idiotices eu calo-me…

    Like

  13. malcan says:

    ah nuno, vc que começou faz tempo. Duvido que vc teria a mesma opinião se fosse um heterosexual que pegou aids com uma transfusão o criminoso.

    Like

  14. says:

    <>

    1° Concordo plenamente com o que o Nuno disse, isso é verdade mas associar a predisposição a homossexualismo é forçado, e demais.

    2° Se o teu argumento é que leis estão sendo feitas para proteger homossexuais ao invés de proteger todo mundo, e que a mídia contribui para isso, então tu devia estar feliz com essa notícia já que ela foi parcial quanto a sexualidade do agressor. Até porque a sexualidade dele não foi o motivo do crime, e se tu acha que por ele ser travesti que ele cometeu isso, sinto dizer que tu és preconceituoso.

    3° Eu entendo que é injusto o fato de sempre que é um crime contra um homossexual a culpa vai para a homofobia, mas se tu quiseres provar isso, tu tens que mostrar um caso de crime contra um homossexual que foi claramente não causado por homofobia, e não mostrar um crime que um homossexual cometeu onde foram honestos na matéria, isso acaba sendo uma falácia. É como dizer verde + vermelho é amarelo, porisso verde é verde.

    <>

    Bom, nossa religião condena o homossexualismo, mas obviamente fomos ensinados coisas diferentes, primeiramente diria que não é na terra que seremos julgados e consequentemente punidos pelos nossos pecados, apesar de tudo coisas más acontecem com todo mundo, assim como coisas boas.

    Quanto a consciência os condenar, acho que eles se sentiam pior quando negavam o fato de se sentirem atraídos por pessoas do mesmo sexo, mas acho que nós não podemos opinar sobre isso. No fim só depende de como tu interpretas o homossexualismo, como doença ou escolha infelizmente não dá pra ser os dois. Se te ensinaram que coisas más acontecem pra quem ignora a Voz de Deus, tu achas que Deus sendo justo iria punir alguém que é assim por motivo de uma doença? E se for uma escolha, por que homossexuais se submeteriam a tais dificuldades quando é mais fácil escolher o normal?

    <>

    Assim teu lado preconceituoso aparece novamente, suponho que existem tantas humilhações por parte dos parceiros dos homossexuais quanto por parceiros heterossexuais. E não entendo o que tu queres dizer por fragilidade desses relacionamentos.

    <>

    Isso me confunde, então se muitos deles trazem sua vida pra praça pública isso nos dá direito para julgar a todos mesmo sem conhecê-los pessoalmente?

    <>

    Não acho que eu deveria responder pelo Nuno, mas até onde eu li, isso é exatamente o que ele tá dizendo, que não importa a sexualidade do criminoso. Até porque realmente não importa, não vejo onde a sexualidade influiu pra esse crime. Ele é obviamente uma pessoa transtornada, mas não cabe a nós dizer que é por causa de sua sexualidade.

    E só pra garantir, um heterosexual também pode se contaminar com AIDS através de sexo, e um homossexual pode se contaminhar com AIDS através de uma transfusão de sangue.

    Like

  15. malcan says:

    “E só pra garantir, um heterosexual também pode se contaminar com AIDS através de sexo, e um homossexual pode se contaminhar com AIDS através de uma transfusão de sangue”

    Isso é obvio, meu caro. Mas fiz a inversão de valores só pra ver a resposta do nuno.

    Like

  16. Mats says:

    Zé,

    2° Se o teu argumento é que leis estão sendo feitas para proteger homossexuais ao invés de proteger todo mundo, e que a mídia contribui para isso, então tu devia estar feliz com essa notícia já que ela foi parcial quanto a sexualidade do agressor.

    Ela não foi parcial. Ela só revelou a orientação do agressor, coisa que os média tentam abafar quando o agressor é homossexual.

    Até porque a sexualidade dele não foi o motivo do crime, e se tu acha que por ele ser travesti que ele cometeu isso, sinto dizer que tu és preconceituoso.

    A morte de muitos homossexuais por todo o mundo não se deve ao facto de eles serem homossexuais, mas isso não invalida que 1) os média assim o infiram e que 2) leis especiais sejam feitas a partir de falsas estatíticas.

    3° Eu entendo que é injusto o fato de sempre que é um crime contra um homossexual a culpa vai para a homofobia, mas se tu quiseres provar isso, tu tens que mostrar um caso de crime contra um homossexual que foi claramente não causado por homofobia, e não mostrar um crime que um homossexual cometeu onde foram honestos na matéria, isso acaba sendo uma falácia. É como dizer verde + vermelho é amarelo, porisso verde é verde.

    A notícia foi só para mostrar que algum ceticismo em relação aos homossexuais pode ser fundamentado em dados reais e não é “homofobia”.

    Bom, nossa religião condena o homossexualismo, mas obviamente fomos ensinados coisas diferentes, primeiramente diria que não é na terra que seremos julgados e consequentemente punidos pelos nossos pecados, apesar de tudo coisas más acontecem com todo mundo, assim como coisas boas.

    Eu não sei qual é a tua religião, amigo.

    Quanto a consciência os condenar, acho que eles se sentiam pior quando negavam o fato de se sentirem atraídos por pessoas do mesmo sexo, mas acho que nós não podemos opinar sobre isso.

    Podemos pois.

    No fim só depende de como tu interpretas o homossexualismo, como doença ou escolha infelizmente não dá pra ser os dois.

    Qualquer que seja, é um comportamento a ser Biblicamente combatido.

    Se te ensinaram que coisas más acontecem pra quem ignora a Voz de Deus, tu achas que Deus sendo justo iria punir alguém que é assim por motivo de uma doença?

    Mas a predisposição para a atracção homossexual não justifica o acto homossexual. A pessoa pode escolher não ter actos homosssexuais.

    E se for uma escolha, por que homossexuais se submeteriam a tais dificuldades quando é mais fácil escolher o normal?

    Porque há pessoas que começam a vida na droga quando poderiam ter uma vida normal?

    Assim teu lado preconceituoso aparece novamente, suponho que existem tantas humilhações por parte dos parceiros dos homossexuais quanto por parceiros heterossexuais.

    Depende do que entendes por “humilhações”. Em termos estatísticos e proporcionais, há mais violência entre os homossexuais que entre os heterossexuais.

    E não entendo o que tu queres dizer por fragilidade desses relacionamentos.

    São, em média, de curta duração.

    Isso me confunde, então se muitos deles trazem sua vida pra praça pública isso nos dá direito para julgar a todos mesmo sem conhecê-los pessoalmente?

    Se eles querem que a sociedade aceite o seu comportamento sexual como “normal”, eles tem que dar o direito as pessoas de não acharem isso como normal. Não podem catalogar de “homofobia” só porque não concorda com o comportamento homossexual.

    Não acho que eu deveria responder pelo Nuno, mas até onde eu li, isso é exatamente o que ele tá dizendo, que não importa a sexualidade do criminoso.

    Ah, mas quando a vítima é homossexual já importa?

    Like

  17. CAROLINE says:

    “Por isso, Deus entregou tais homens à imundícia, pelas concupiscências de seu próprio coração, para desonrarem o seu corpo entre si; pois eles mudaram a verdade de Deus em mentira, adorando e servindo a criatura em lugar do Criador, o qual é bendito eternamente .Amém! Por causa disso, os entregou Deus a paixões infames; porque até as mulheres mudaram o modo natural de suas relações íntimas por outro, contrário à natureza; semelhantemente, os homens também, deixando o contato natural da mulher, se inflamaram mutuamente em sua sensualidade, cometendo TORPEZA, HOMENS COM HOMENS, e recebendo, em si mesmos, a merecida punição do seu erro.”Romanos 1:24-27.

    Deus não nos ensina a odiar ao pecador, mas o pecado.É claro que não devemos julgar este homem, mas não podemos prosseguir na cegueira esperitual, pois temos conhecimento da palavra, repudiar o homossexualismo não é preconceito, é temer a Deus e desejar que estas pessoas conheçam a verdade e sejam salvas.

    Este homem não cometeu tais crimes por ser homossexual, mas por não conhecer a Deus, assim como um drogadito não conhece, ou qualquer outro assassino, ou um ladrão, enfim, todas estas coisas são resultado da falta de Deus, de reconhecer Jesus como único e suficiente salvador e receber a partir de então o Espírito SANTO, que nos leva a odiar ao pecado e convertermos nossos corações à verdade.

    Por que não existe tanta revolta quando se discrimina um negro(não são pretos, isto é uma cor)? Isto é preconceito, ser negro não é condenado por Deus…Ainda assim, deixo bem claro que não odeio meu cunhado,por exemplo, por ser homossexual, nem acho que ele cometerá um crime por ser um, mas nem por isso quero que ele continue a viver distante de Deus, cego espiritualmente.

    Eu como cristã, não me sinto discriminada pelos homossexuais, ateus, prostitutas, espíritas, etc, pois sei que me criticam por não conhecerem a verdade, a eles a misericórdia de Deus…Que o Senhor os abençoe…

    Like

  18. Caroline:

    Essa é uma posição que me parece séria. Tens uma fé e dentro dessa fé há coisas que podes ou não fazer. Respeitas os outros que não a tem. Até é natural que pretendas que outras pessoas tenham mesma fé.

    Com todo o respeito pelas outras pessoas.

    Se a minha fé em particular até passa por considerar os anões pessoas degeneradas, por exemplo, é um problema da minha igreja e ela certamente não aceitará anões.

    Não se trata de discriminação porque tratando-se duma organização privada pode aceitar como membro quem muito bem quiser.

    A ICAR não aceita pessoas com deficiências físicas ou mulheres para padres e outra hierarquia.

    Estão no seu pleno direito como eu posso fazer a igreja das pessoas de olhos azuis e só entram quem tiver olhos azuis.

    Outra coisa é insultamos os anões ou pretender que o estado discrimine anões.

    O estado não se mete na fé privada mas também não se orienta pelas religiões.

    Qualquer religião tem o direito de não admitir quem muito bem quiser. Tem é de ser responsabilizada se a sua mensagem pública for contrária à lei e ater-se à legalidade.

    E as pessoas não podem escudar-se numa fé ou religião para violar a lei. Liberdade religiosa não pode significar libertinagem religiosa.

    Like

  19. Mats says:

    João,
    Por acaso o estado mete-se na fé privada ao querer usar a sua autoridade para ensinar (ou normalizar) comportamentos sexuais que contradizem o Cristianismo.

    Like

  20. Mats:

    O Cristianismo é uma religião e dentro dessa mesma há milhentas interpretações. Não contem em si valores universais. Muito menos éticos.

    Os cristãos tem o direito de o ser e devem ser defendidos de ataques e discriminações. Por mais esdrúxulo que um conjunto de crenças duma seita qualquer cristã pareça ao resto da sociedade devem ter o direito de os ter.

    Agora quererem impor ao resto da sociedade os seus gostos peculiares é que já não se pode aceitar. Basta cumprirem as leis e ninguém chateia qualquer seita ou interpretação.

    Ninguem contesta que há grupos que são contra a vacinação das crianças, a educação sexual ou as transfusões de sangue. Tem o direito de o pensar.

    No entanto quando se confronta o direito dos pais terem uma crença e um sistema de valores e impedirem as crianças de serem vacinadas, terem educação sexual ou receberem uma transfusão o interesse da criança deve prevalecer sobre a crença dos pais.

    Depois de adulta a criança pode decidir se quer ignorar a vantagem da transfusão, se não quer mais tomar medicamentos ou até se pretende ter sexo sem preservativo.

    Os valores cristãos devem ser respeitados na esfera pessoal e não permitem abuso de menores ou algo que seja contrário à lei e aos bons costumes.

    E as pessoas depois de adultas podem perfeitamente, devidamente informadas, escolher se são monetaristas ou keynesianas.

    Eu respeito a testemunha de Jeová que prefere arriscar a vida a receber uma transfusão. Trata-se do foro intimo. Não aceito é que tenha o direito de negar a um filho menor uma transfusão.

    E, vistas bem as coisas, os deuses nem devem valorizar grandemente as decisões de menores. Pelo que dando-lhes a maior informação possível podendo eles decidir em liberdade não se altera a ordem do universo e até quando os mandar, depois de adultos que antes era crime, para um local onde se desrespeita a dignidade da pessoa humana (o tal de inferno) e por período de tempo – a eternidade – desproporcional a qualquer crime cometido…

    Resumindo:

    Alterem lá a teologia para a adaptar à lei civil. Nem era a primeira vez. A escravatura, inquisição, liberdade religiosa…etc e etc.

    Vai ser curioso que daqui por 5 ou dez anos vem as igrejas dizer que foram as pioneiras na libertação da homossexualidade…..

    Like

  21. Mats says:

    João,

    No entanto quando se confronta o direito dos pais terem uma crença e um sistema de valores e impedirem as crianças de serem vacinadas, terem educação sexual ou receberem uma transfusão o interesse da criança deve prevalecer sobre a crença dos pais.

    Mas nós não somos contra a educação sexual, mas sim contra a VOSSA “educação sexual”.

    Alterem lá a teologia para a adaptar à lei civil. Nem era a primeira vez. A escravatura, inquisição, liberdade religiosa…etc e etc.

    Nada na Bíblia foi alterado para acomodar isso. Não só os cristãos estiveram na linha da frente no movimento abolicionista, como foi um cristão (Martin Luther King) que foi um grande líder dos movimentos de igualdade civil.

    Vai ser curioso que daqui por 5 ou dez anos vem as igrejas dizer que foram as pioneiras na libertação da homossexualidade…..

    Não. Isso é uma “honra” que pertence aos ateus e seus afiliados: a normalização de comportamentos auto-destrutivos.

    Like

  22. Mats : A educação sexual não minha, tua ou nossa. É um conjunto de informações dadas de acordo com os actuais conhecimentos científicos e de acordo com o padrão moral e ético da nossa sociedade.
    Fazem parte do nosso conjunto de valores promover a dignidade da pessoa humana mesmo, ou especialmente, se faz parte duma minoria.

    Agora gostava de saber como deveria ser na tua opinião dada a educação sexual às crianças?

    Que dizer-lhes da masturbação?
    Das doenças sexualmente transmissíveis ?
    Dos métodos anticoncepcionais?
    Quais os actos sexuais imorais ?

    Sempre gostava de saber.

    Like

  23. Mats says:

    João Melo,

    Mats : A educação sexual não minha, tua ou nossa. É um conjunto de informações dadas de acordo com os actuais conhecimentos científicos e de acordo com o padrão moral e ético da nossa sociedade.

    Se a sociedade ensinar a pornografia, será que se deve incluir pornografia na educação sexual das crianças?
    Além disso, muito do lixo que se ensina nas escolas como “educação sexual” contradiz princípios médicos, científicos e estatísticos. Por exemplo, a alegação de que o uso do preservativo é uma forma válida para uma sociedade (não um indivíduo) combater as DST é falso. Pesquisa após pesquisa mostrou que sociedades que promovem esse método não conseguem ter grandes avanços. O único método que se sabe ter tido sucesso é o método do Uganda: ABC (Abstinence, Be faithful, usa Condomns – último recurso).

    Fazem parte do nosso conjunto de valores promover a dignidade da pessoa humana mesmo, ou especialmente, se faz parte duma minoria.

    “Promover a dignidade da pessoa humana” não envolve ensinar posições sexuais a crianças de 14 anos.

    Agora gostava de saber como deveria ser na tua opinião dada a educação sexual às crianças?

    Em termos morais ou em termos de funcionalidade dos órgãos?

    Que dizer-lhes da masturbação?

    Descrição do que é a masturbação ou se é moralmente aceitável?

    Das doenças sexualmente transmissíveis ?

    O mesmo que em cima.

    Dos métodos anticoncepcionais?

    Dito.

    Quais os actos sexuais imorais ?

    De acordo com a moral cristã, isso é fácil.

    Like

  24. Mats :

    Se a sociedade ensinar a pornografia, será que se deve incluir pornografia na educação sexual das crianças?

    A pornografia só é acessível, por lei, a maiores de 18 anos. Não penso que o ministério da educação preveja a distribuição de pornografia, droga ou outro material ilícito. É uma falsa questão: argumentar com uma premissa que sabemos ser falsa e daí tirar conclusões.

    E a sério que gostava de saber como preconizas a educação sexual:

    Obviamente que tem de se explicar o que é ético e moral e o que não é.

    E era isso que gostava mesmo de saber:

    A perguntas simples como :

    É errado masturbar-me?

    Tenho desejos sexuais por pessoas do mesmo sexo, sou doente ?

    Que métodos anticoncepcionais há ? como tenho acesso a eles?

    Como se transmitem DST´s ? Como se previnem ?

    Fiz sexo oral com uma pessoas. Isto é errado ?

    Quando se pratica sexo anal que cuidados devo ter ?

    Como se coloca um preservativo?

    Numa relação ocasional devo ou não usar preservativo.

    É sobre isto que versa a educação sexual. Na tua opinião o que se deveria responder a estas questões em concreto?

    Ou não se deve falar dessas coisas ?

    Like

  25. Mats says:

    João,

    A pornografia só é acessível, por lei, a maiores de 18 anos. Não penso que o ministério da educação preveja a distribuição de pornografia,

    Não pensas? Achas mesmo? Se já está a acontecer lá fora, o que te faz pensar que o estado não vai fazer o mesmo aqui?

    E a sério que gostava de saber como preconizas a educação sexual:

    Educar sobre a funcionalidade dos órgãos sexuais, e como se estará a ensinar jovens e crianças, mostrar que o melhor comportamento para os solteiros é a abstinência. Isto é algo perfeitamente comprovado.

    Like

  26. Portanto na tua opinião uma aula de educação sexual seria assim:

    Só se pode ter relações sexuais depois do casamento. Nessa altura falamos. Até lá pensem noutra coisa.

    Não me parece um conteúdo muito informativo.

    Mesmo assim é possível que os jovens perguntassem:

    E até lá posso masturbar-me ? e depois de casado o que posso ou não fazer como em termos sexuais? Que métodos há de contracepção ?

    Adiavas para a véspera do casamento ou davas alguma resposta ?

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s