Pedofilia Inofensiva

Troca de palavras entre um cristão e um ateu:

  • Cristão: Será que alguém me pode provar que a pedofilia é moralmente condenável?
  • Ateu: Claro. TODOS os ateus podem provar isso. Como é possível que tu não saibas? A pedofilia está errada porque força uma relação sexual com alguém demasiado novo para dar um consentimento informado ou demasiado novo para recusar o sexo previamente mencionado.Está errado das duas formas, e pode ser considerado violação. Eu sou ateu há mais de 30 anos e nunca tive problemas em acomodar este conceito. De facto, as únicas pessoas que eu vejo a usar o argumento “Porque é que a pedofilia é condenável?” são os cristãos.

RESPOSTA

A pedofilia não é só um acto de sexo. Se tu tiveres fotografias de crianças nuas no teu computador, ou se tu tirares fotografias a crianças nuas, a lei vai-te considerar um pedófilo.

A base do teu argumento é a de que a pedofilia é moralmente errada porque “prejudica a criança“. Portanto, se um fotógrafo profissional usar uma divisória que seja um espelho de um lado e um vidro transparente do outro, e tirar fotos a crianças sem que elas sejam magoadas (e pagando pela sessão fotográfica), tu haverias de considerar isso moralmente aceitável. A criança não só não foi prejudicada como ainda recebeu dinheiro por isso.

O teu problema é que tu não podes classificar nada de moralmente errado em termos absolutos uma vez que a tua moralidade é-te ditada por ideias flutuantes. “Será que magoa a pessoa?“, ou “O que é que a sociedade tem a dizer sobre isto?

Se a sociedade disser que a vítima não é uma “pessoa” (por exemplo, um feto ou um Judeu na Alemanha nazi) tu podes até matar a pessoa porque isso será justificado.

Tais são as consequência do Humanismo Secular.

Isto não ocorre no Cristianismo uma vez que a nossa moral não é ditada pela sociedade pecadora nem pelo que “prejudica a pessoa”. A nossa moral é-nos ditada pelo que Deus classifica de certo e errado.

Mas tu, com o teu ateísmo auto-ilusório, não tens o que é preciso para lidar com o problema da pedofilia.

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Pecado, Sociedade and tagged , , . Bookmark the permalink.

24 Responses to Pedofilia Inofensiva

  1. Marcos says:

    Mats
    O facto de uma pessoa ver fotografias de crianças nuas (por atracção sexual, obviamente) implica que essa pessoa se sente sexualmente atraída por crianças. O que não sendo “errado” a nível de actos é repugnante a nível moral, uma vez que corresponde à expressão do desejo de praticar os actos condenáveis que referiste.
    Por analogia, querer matar alguém não é criminoso per se, mas é condenável.

    Like

  2. Dumane says:

    Gostaria de deixar uma reflexão:

    Quando os criminosos do sistema Nazi foram condenados no tribunal de Gutemberg, uma das justificativas que os criminosos queriam oferecer é que não podiam ser punidos por crimes visto que apenas estavam fazendo o que era justo diante das leis do seu país – matar os judeus e outros mais…
    Esta justificativa não pegou, mas mudou completamente o conceito de moralidade dentro dos tribunais e a conclusão foi a seguinte: Há uma lei moral que deve transcender a qualquer prerrogativa imposta pela sociedade onde se vive, ou seja, eu não devo matar ou fazer algo porque simplesmente no meu país isto não é condenável. O problema ateísta é que ele pode dizer: Isto é mau, é hediondo, porém onde ele encontra a base para fazer tal afirmação? Vem dele ou de alguém lhe ensinou?
    Aconselho a leitura do livro para maiores informações sobre o caso: Fundamentos Inabaláveis, Norman Geisler, editora Vida.

    Sobre esta questão também aconselho verem este debate, Mesa Redonda, promovido pela universidade Mackenzie, com os palestrantes(teístas e ateístas, criacionistas e evolucionistas:

    Dr. Aldo Mellender de Araújo
    Dr. Gustavo Caponi
    Dr. John Lennox
    Dr. Marcos Nogueira Eberlin

    Neste debate claramente os evolucionistas, para a questão da moral e do mal claramente afirmam que não têm base para sustentar sua moralidade, ao contrário dos criacionistas e teístas. Vale a pena ver.
    http://200.19.92.31/darwin/WMV/Mesa_Redonda.wmv

    Like

  3. Mats says:

    Marcos,

    O facto de uma pessoa ver fotografias de crianças nuas (por atracção sexual, obviamente) implica que essa pessoa se sente sexualmente atraída por crianças. O que não sendo “errado” a nível de actos é repugnante a nível moral, uma vez que corresponde à expressão do desejo de praticar os actos condenáveis que referiste.

    Mas a lei pune quem tiver essas fotos, mesmo sem saber se tem esse desejo ou não.

    Portanto, o facto de não magoar as crianças não é argumento contra a pedofilia, como dizem os ateus.

    Like

  4. Jefferson says:

    O cristão também não pode falar em uma moral absoluta. Uma vez que essa depende da vontade de um deus, que pode mudar de ideia quando bem entender, pois ele é “todo-poderoso”. Vimos isso na própria Bíblia, afinal, o que Jesus veio fazer na terra além de “salvar” os homens e alterar algumas leis. O que é o Novo Testamento senão um novo acordo entre deus e os homens, entendendo assim que o antigo acordo foi abolido?

    Exemplos: era determinantemente proibido trabalhar aos sábados, Jesus aboliu. Nunca se proibiu a posse de escravos na Bíblia, a maioria dos cristãos consideram imoral ter um escravo. A lei determinava olho por olho, dente por dente, Jesus disse para dar a outra face. São inúmeros exemplos… E onde está a moral absoluta mesmo???

    Portanto, os cristãos também não podem falar em uma moral absoluta, pois essa é mutável ao bel prazer do supremo legislador que eles creêm existir.

    Like

  5. Mats says:

    Jefferson,

    O cristão também não pode falar em uma moral absoluta. Uma vez que essa depende da vontade de um deus, que pode mudar de ideia quando bem entender, pois ele é “todo-poderoso”.

    Mas moralidade absoluta não é “Ele vai ter sempre a mesma opinião” mas sim “O que Ele diz é a Lei”.
    Enquanto que no ateísmo cada pessoa decide por si o que é o “bem” e o “mal”, no cristianismo nós temos a Palavra de Deus como Referência.
    Conhcendo a Sua Natureza, nós estamos tranquilos.

    Like

  6. Mats says:

    Jefferson, além disso, não disseste como é que o ateísmo resolve a questão da pedofilia, uma vez que no ateísmo, a pedofília pode ser um comportamento aceitável.

    Like

  7. Jefferson says:

    Não existe crença ateísta Mats, coloque isso na sua cabeça. Ateísmo é uma falta de crença. Os valores que os ateus se apoiam, e muitos cristãos também (lembra da escravidão abolida pelo humanismo secular? Ou você concorda que devem existir escravos ainda?) é na lei dos homens, que também podem mudar ao nosso bel prazer, dos legisladores junto à sociedade. Então ficamos na mesma, pois posso dizer que ela é absoluta pois está sob a vontade do Estado, e o que ele diz é Lei (usando as suas palavras Mas moralidade absoluta não é “Ele vai ter sempre a mesma opinião” mas sim “O que Ele diz é a Lei”.) qual a diferença?

    Mas o princípio maior do ateu é não fazer ao outro o que você não quer que seja feito a ti mesmo. É viver em harmonia com os demais, afinal, todos nós precisamos uns dos outros, e é para isso que existe uma legislação vigente. Alguém (ateu ou não) pode achar muito normal matar alguém, mas a família da vítima não aceitará isso e desencadeará uma vingança. Para isso existe a lei contra assassinatos, todos tem direito a vida e ninguém tem direito de fazer justiça com as próprias mãos. Lei é um acordo social, em que os indivíduos podem alterar em “absoluta” consciência do que será melhor para todos nós em sociedade. E sabemos que “não matarás” não é um preceito absolutamente judaico criado por Iavé, pois leis contra assassinatos existem desde antes do monoteísmo judáico (vide o código Hamurab) e também em sociedades ameríndias, antes dessas terem qualquer contato com os europeus.

    Sobre a pedofilia especificamente, você é quem nos deveria responder sobre a moral da Igreja Católica em consagrar casamentos entre adultos e crianças por toda a Idade Média (confira o link abaixo e as referências de historiadores) e Moderna, pois a lei que proibe casamento entre adultos e crianças é a lei secular. Víamos casamentos na ICAR desses tipos até pouco tempo atrás aqui no Brasil, homens de 30, 40 anos casando-se com crianças de 14, 13 e 12 anos. Leia Casa-Grande & Senzala de Gilberto Freire e verá como eram os casamentos consagrados pela “santa” Igreja no período colonial. Crianças tão jovens que morriam no parto ou simplesmente não tinham condições fisiológicas sequer para amamentar suas crias, daí muitas amas-de-leite negras escravas.

    Click to access casamento_i_media.pdf

    Like

  8. Mats says:

    Jefferdon,

    Não existe crença ateísta Mats, coloque isso na sua cabeça. Ateísmo é uma falta de crença.

    Não, não é. O ateísmo, como entendido pela Filosofia, é a afiamção da não-existência de Deus, e não uma mera “falta de crença”: Essa posição que adoptas é um revisionimo com vista a rejeitar pónus da prova.

    Os valores que os ateus se apoiam, e muitos cristãos também (lembra da escravidão abolida pelo humanismo secular?

    Mas quais são os “valores” da “falta de crença”?

    Segundo, o mivomento abolicionista foi maioritariamente começado por cristãos católicos e protestantes. O ateísmo nada ofereceu para isso.

    é na lei dos homens, que também podem mudar ao nosso bel prazer, dos legisladores junto à sociedade. Então ficamos na mesma, pois posso dizer que ela é absoluta pois está sob a vontade do Estado, e o que ele diz é Lei (usando as suas palavras Mas moralidade absoluta não é “Ele vai ter sempre a mesma opinião” mas sim “O que Ele diz é a Lei”.) qual a diferença?

    A diferença é que não tens fundamento para assumires o “estado” como absoluto.

    Mas o princípio maior do ateu é não fazer ao outro o que você não quer que seja feito a ti mesmo.

    O ateu Stalin não pensava assim. Quem está certo, tu ou ele?

    É viver em harmonia com os demais, afinal, todos nós precisamos uns dos outros, e é para isso que existe uma legislação vigente.

    Não há razão nenhum (dentro do ateísmo) para se “viver em harmonia com os demais”. Claro, os ateus podem gostar disso, mas o seu ateísmo não fundamento essa posição. O cristianismo sim, uma vez que Deus, que sempre viveu em Comunhão com o Filho e o Espírito Santo, quer que a vivência humana seja um reflexo da harmonia que há na Trindade.

    Alguém (ateu ou não) pode achar muito normal matar alguém, mas a família da vítima não aceitará isso e desencadeará uma vingança. Para isso existe a lei contra assassinatos, todos tem direito a vida e ninguém tem direito de fazer justiça com as próprias mãos.

    Todos tem o direito à vida? Mesmo os bebés que ainda não nasceram?

    Sobre a pedofilia especificamente, você é quem nos deveria responder sobre a moral da Igreja Católica em consagrar casamentos entre adultos e crianças por toda a Idade Média (confira o link abaixo e as referências de historiadores) e Moderna, pois a lei que proibe casamento entre adultos e crianças é a lei secular.

    A “lei secular” é a mesma que visa ensinar as crinças sobre prácticas sexuais desde a mais tenra idade, e os únicos grupos mundias que visam a normalização da pedofilia são grupos homossexuais não-cristãos (na maioria, anti-cristãos). Portanto, o secularismo não tem argumento contr a pedofilia.
    Segundo, mesmo que a ICAR tenha feito casamento entre “crianças” e adultos, o que eles fizeram de mal não anula o facto do ateísmo não ter argumento contra a pedofilia. Tu não só não respondeste ao que eu disse, como levantaste um argumento irrelevante.

    Qual é o argumento ateu contra a pedofilia?

    Like

  9. Jefferson says:

    Mats,

    “Segundo, o mivomento abolicionista foi maioritariamente começado por cristãos católicos e protestantes. O ateísmo nada ofereceu para isso”

    Nem o cristianismo ofereceu, mas pessoas preocupadas com um bem-estar social (diria econômico sobretudo) Ademais, todos deveriam ser punidos, pois o seu deus absoluto não aboliu a escravidão, vocês desrespeitaram-no.

    “O ateu Stalin não pensava assim. Quem está certo, tu ou ele?”

    Agora entendeu porque ateísmo não é crença? Acho que não né?! Vou tentar mais uma vez. Não há nada de semelhante entre Stalin e eu a não ser a falta de crença em um deus. Se ateísmo é crença então não colecionar selos é um hobby. Conforme expliquei anteriormente e você se recusa a querer entender, o princípio moral entre ateus pode divergir, pois cada um tem suas implicações para tal, e justamente isso que é debatido em cidadania, o que irá definir as leis que irão reger um Estado, segundo a vontade do povo manifestada pelos seus representantes no Estado, que é formado também por cidadãos. Deveria verificar o conceito de absoluto novamente, pois posso perfeitamente encaixá-lo em Estado, assim como vocês definem deus, como foi outrora para rei (lembra-se da monarquia absolutista? Os reis eram deuses?)

    “Segundo, mesmo que a ICAR tenha feito casamento entre “crianças” e adultos, o que eles fizeram de mal não anula o facto do ateísmo não ter argumento contra a pedofilia. Tu não só não respondeste ao que eu disse, como levantaste um argumento irrelevante”

    Certo. Estamos empatados. O ateísmo não ter um argumento pró ou contra a pedofilia não altera a ICAR ter apoiado a pedofilia outrora (e ainda hoje, debaixo dos panos, é claro. Lembra-se do Papa-crianças escondendo casos de pedofilia dos seus filhos-padres que escandalizaram o mundo, não!?)

    E se quer tanto um argumento ateu para a pedofilia, eu repito. Não há argumento ateu. Pois ateísmo não é crença, não há dogmas, não há o que seguir, ele não estipula valores morais ou de conduta, não há um absoluto, um deus, ou idolatria. Se existem ateus que adoram algo ou estipulam valores fundamentalistas, não é devido ao seu ateísmo, mas além dele. Eu posso falar o meu argumento contra a pedofilia, pela minha visão de mundo e experiências pessoais e culturais adquiridas em sociedade, embasadas pelo humanismo (procura no Google e veja o que é humanismo) na qual já expliquei em post anterior. Poxa! Será que é difícil entender?

    Mas Deus é absoluto! O Estado também.
    Se cometeres algum crime verás que mesmo deus te perdoando terás que responder ao poder absoluto do Estado, a não ser que fujas ou morras.

    Like

  10. Mats says:

    Jefferson,

    “Segundo, o mivomento abolicionista foi maioritariamente começado por cristãos católicos e protestantes. O ateísmo nada ofereceu para isso”

    Nem o cristianismo ofereceu

    Claro que ofereceu. Vai ver as palavras de Wilborfoce e de outros cristãos abolicionistas e vê que Livro eles citam como justificação para o movimento abolicionista. Não é a “Origem das Espécies”, garanto-te.

    mas pessoas preocupadas com um bem-estar social (diria econômico sobretudo) Ademais, todos deveriam ser punidos, pois o seu deus absoluto não aboliu a escravidão, vocês desrespeitaram-no.

    Incrível como os cristãos abolicionistas não se lembraram disso.
    Além disso, Deus nunca instalou aquilo que tu qualificas de “escravidão” (A Bíblia chama-lhe de servidão apenas. Na Bíblia não há referência nenhum a escravidão devido a cor da pele ou outro coisa qualquer, mas sim referência a servos.
    Por cima disto tudo, temo também aquele pequeno conceito de “todos os homens foram criados iguais” que serviu para pessoas ocmo Martin Luther (cristão) e outros para combater contra as desiguladades. O ateísmo, como sempre, nada ofereceu.

    “O ateu Stalin não pensava assim. Quem está certo, tu ou ele?”

    Agora entendeu porque ateísmo não é crença? Acho que não né?!

    Tu dizes que ” o princípio maior do ateu é não fazer ao outro o que você não quer que seja feito a ti mesmo.” Eu responid que “o ateu Stalin não pensava assim. Quem está certo, tu ou ele?” – Quem é que está certo? Tu ou o Stalin? Não respondeste à minha pergunta,

    Deveria verificar o conceito de absoluto novamente, pois posso perfeitamente encaixá-lo em Estado,

    Não há nada que justifique a crença de que o estado é moralmente absoluto em suas decisões. Se achas que sim, diz-me o que torna o estado absoluto em termos morais.

    “Segundo, mesmo que a ICAR tenha feito casamento entre “crianças” e adultos, o que eles fizeram de mal não anula o facto do ateísmo não ter argumento contra a pedofilia. Tu não só não respondeste ao que eu disse, como levantaste um argumento irrelevante”

    Certo. Estamos empatados.

    Não estamos não. A Bíblia tem argumento contra a pedofilia mas o ateísmo não tem.

    O ateísmo não ter um argumento pró ou contra a pedofilia não altera a ICAR ter apoiado a pedofilia outrora (e ainda hoje, debaixo dos panos, é claro.

    Mas o facto do ICAR ter apoidado o que tu identificas como pedofilia não invalida que a Bíblia não suporte a pedofilia. Cristianismo é o que a Bíblia diz não o que os cristãos fazem.
    Por outro lado, o ateísmo não tem argumento contra a pedofilia, e essa deve ser a razão pela qual os únicos grupos no mundo que tentam legalizar a pedofilia sejam grupos anti-cristãos (muitos deles, grupos ateus).

    E se quer tanto um argumento ateu para a pedofilia, eu repito. Não há argumento ateu. Pois ateísmo não é crença, não há dogmas, não há o que seguir, ele não estipula valores morais ou de conduta, não há um absoluto, um deus, ou idolatria.

    Se não há um absoluto, então o ateísmo pode aceitar a pedofilia.

    Se existem ateus que adoram algo ou estipulam valores fundamentalistas, não é devido ao seu ateísmo, mas além dele.

    Se o seu ateísmo lhes diz que não há forma absoluta de se separar comportamentos, e que todos os comportamentos valem, então o seu ateísmo deve ser repsonsabilizado.

    Eu posso falar o meu argumento contra a pedofilia, pela minha visão de mundo e experiências pessoais e culturais adquiridas em sociedade, embasadas pelo humanismo (procura no Google e veja o que é humanismo) na qual já expliquei em post anterior. Poxa! Será que é difícil entender?

    Sim, as TUAS decisões pessois. Elas são relevantes para TI. Isso não muda o facto do ateísmo aceitar qualquer tipo de comportamento, incluindo a pedofilia. Portanto, voces não tem nada que atacar a pedofilia que os homossexuais andam a fazer dentro das igrejas. O ateísmo aceita isso.

    Mas Deus é absoluto! O Estado também.

    O que é que torna as decisões morais do estado absolutas?

    Se cometeres algum crime verás que mesmo deus te perdoando terás que responder ao poder absoluto do Estado, a não ser que fujas ou morras.

    Se vivesse na Alemanha nazi, talvez.

    Like

  11. Jefferson says:

    Mats,

    realmente é impossível dialogar honestamente com você. Simplesmente descartas as respostas oferecidas (podes não concordar, mas não ignore) e repete as mesmas perguntas.

    Like

  12. Mats says:

    Qual foi a pergunta que eu “repeti”?

    Like

  13. Massena says:

    Mats,

    Poderias me indicar, por favor, onde é que “A Bíblia tem argumento contra a pedofilia [mas o ateísmo não tem]”? Explicitamente.

    O teu problema e da maioria dos teus “aliados” é que usam as palavras “religião” e “fé” de forma pejurativa para falar do ateísmo ou de alguma teoria científica com que não concordam. Sendo vocês os que apenas se regem por um livro com 2000 anos. O exemplo do Jefferson é perfeito: se ateísmo é crença, não coleccionar sêlos é um hobby!
    Dito isto, e provando que o ateísmo não é uma filosofia, nem uma seita, nem uma associação, muito menos uma religião, cada pessoa é como é.
    Há pessoas más e horriveis, sejam religiosas ou ateias, assim como há pessoas fantásticas religiosas ou não.

    Onde é que uma pessoa racional poria um ser “sobrenatural”, sem evidências concretas da sua existência como absoluto e diria que a lei deste, mesmo que mude para “deverás matar todos!” é superior à da sociedade em que está inserido? É que pelo menos o castigo que essa sociedade te dá é real sem qualquer margem para dúvidas, já o inferno…

    E é por este tipo de conversas, onde os religiosos acusam os ateus da falta de moral que se percebe que na verdade, os cristãos têm é medo de ir parar ao inferno e por isso é que tentam fazer o correto. Não é moral, é medo!

    Massena

    Like

    • Mats says:

      Poderias me indicar, por favor, onde é que “A Bíblia tem argumento contra a pedofilia [mas o ateísmo não tem]“? Explicitamente.

      Em todos os sítios onde a Bíblia diz que o sexo é para ser levado dentro do vínculo do casamento, e as mulheres que se casam têm que estar preparadas para 1) cuidar da casa, 2) tomar conta dos filhos e 3) ensinar o Cristianismo aos filhos.

      Agora viro a pergunta para ti: se Deus não existe, quem foi que decidiu que ter sexo com crianças está errado? É a tua opinião pessoal ou é um valor moral universal e absoluto?

      O teu problema e da maioria dos teus “aliados” é que usam as palavras “religião” e “fé” de forma pejurativa para falar do ateísmo ou de alguma teoria científica com que não concordam.

      Pelo menos um evolucionista usa também o termo “religião” para qualificar a teoria da evolução

      Sendo vocês os que apenas se regem por um livro com 2000 anos.

      Que livro é esse? Por favor, diz “A Bíblia” para eu expor a tua falta de conhecimento.

      O exemplo do Jefferson é perfeito: se ateísmo é crença, não coleccionar sêlos é um hobby!

      A afirmação “Deus não existe” é uma crença. Contrariamente ao que te disseram, ateísmo não é só “ausência de crença” mas a afirmação da não existência de Deus (só de Deus, e não do sobrenatural).

      Há pessoas más e horriveis, sejam religiosas ou ateias, assim como há pessoas fantásticas religiosas ou não.

      Se Deus não existe, não há forma absoluta de saber quem são as pessoas “fantásticas” das “más” – para além das nossas opiniões pessoais.

      Onde é que uma pessoa racional poria um ser “sobrenatural”, sem evidências concretas da sua existência como absoluto e diria que a lei deste, mesmo que mude para “deverás matar todos!” é superior à da sociedade em que está inserido?

      Tu estás a falar das mesmas “pessoas racionais” que defendem que animais terrestres evoluiram para baleias e répteis evoluíram para passarinhos? Ou será que falas das “pessoas racionais” que defendem que o universo criou-se a ele mesmo?

      E é por este tipo de conversas, onde os religiosos acusam os ateus da falta de moral que se percebe que na verdade, os cristãos têm é medo de ir parar ao inferno e por isso é que tentam fazer o correto. Não é moral, é medo!

      Ainda bem que tu tens a capacidade sobrenatural de entender o que vai dentro do pensamento Cristão. Mas mesmo que fosse isso, a verdade mantém-se: se tu és ateu, tu podes justificar QUALQUER comportamento (até a pedofilia) alegando que a moralidade é feita por cada indivíduo.

      Like

  14. Massena says:

    Mats,

    mas eu pedi-te explicitamente, onde. Não interpretações. É que há referências explícitas relativas ao sexo com animais. Em lado nenhum se vê referências a pedófilia.
    Aliás, estou certo que conheces Números 31:18, em que Moisés manda deixarem viver todas as pessoas femininas virgens “para eles próprios”, o que inclui crianças. Sabes que pedofilia também se aplica a meninas, não sabes?

    Respondendo à minha questão, que viraste para o meu lado: Quem “decidiu” que era errado foi quem se apercebeu que era errado. E aqui quem pode ser uma sociedade.
    Eu, por exemplo, quando ouço falar de pedófilia, sinto-me indisposto psicológicamente, dá me nojo pensar que alguém seria capaz de fazer isso a crianças, seja consensual ou não! Como eu cheguei a essa conclusão deverá ter sido através da empatia que os humanos possuem e que permitiu a que sociedades se criassem.
    Tu é que falas em moralidade absoluta, mas se perceberes o conceito de respeito dos outros seres vivos, sejam pantas, humanos ou outros animais, não precisas dessa definição. Se respeitares a vida, as posses e as escolhas dos outros, então o “não matarás, não roubarás e o não cobiçarás[…] outrem” vêm naturalmente.

    “Pelo menos um evolucionista usa também o termo “religião” para qualificar a teoria da evolução” Quem, não conheço e gostava de saber.
    No entanto sei que vocês usam esses termos de forma pejurativa, o que torna isso tudo irónico.

    “para além das nossas opiniões pessoais.”
    Dizes tu. Na tua visão do mundo, na hipótese de ser provado sem sombra de dúvidas que Deus não existe, então irias entrar numa matança aleatória e à tua vontade, visto toda a fábula em que baseias a tua moralidade afinal ser falsa sem contestação. Já eu respeito os outros, sem acreditar num Deus que me vai castigar.

    Por pessoa racional, quero dizer uma pessoa que use o raciocínio e a razão, e não uma crença cega em algo. Tu é que trouxeste essas tuas sátiras para a conversa. Sendo que a tua recusa de abrir os olhos para a quantidade de fósseis que mostram a evolução de mamíferos terrestres para mamíferos aquáticos. Por incompleto que essa linhagem esteja, a que existe é robusta o suficiente, já tu e os teus comparsas recusam aceitar essa evidência, é a vossa opinião. E os dinossauros com penas, aceitas as evidências ou também fechas os olhos a isso?

    “Ainda bem que tu tens a capacidade sobrenatural de entender o que vai dentro do pensamento Cristão”
    Eu não tenho capacidade sobrenatural nenhuma. Mas é o que a maioria dos cristãos fanáticos prega: se Deus não existe “então não há castigo eterno” logo qualquer pessoa se pode safar de tudo o que faça. És ateu e vais para o inferno. Deus odeia a homossexualidade e vão todos para o inferno. E por aí fora.
    E de qualquer forma, todos os países têm um sistema legal, que castiga quem desobedece às leis. De onde vieram as leis, do bom senso das pessoas que as definiram? Não sei, não estudei esse tema, não sei se se sabe. Podes usar o argumento da ignorância aqui e dizer que foi Deus. Mas aí pergunto-te como é que os bárbaros pagãos viviam em sociedade se não conheciam Deus, mas tinham uma série de deuses. E os romanos, como construíram a civilização? e os gregos da antiguidade? Diria que desconhecendo a fonte da moralidade, se iam matar a todos, roubar uns aos outros e não permitir que se erguesse uma sociedade…

    Massena

    Like

    • Mats says:

      Massena:

      mas eu pedi-te explicitamente, onde. Não interpretações.

      Não é preciso ser explicitamente. Se a Bíblia diz que o acto sexual deve ser feito dentro do vínculo do casamento, e o casamento é entre pessoas com maturidade suficiente para educar crianças, gerar filhos, cuidar do lar e tudo o mais, então 1 + 1 = 2. Tu podes ter dificuldade em pensar de forma sequencial e lógica, mas isso não é problema meu.

      Aliás, estou certo que conheces Números 31:18, em que Moisés manda deixarem viver todas as pessoas femininas virgens “para eles próprios”, o que inclui crianças. Sabes que pedofilia também se aplica a meninas, não sabes?

      Fico ansiosamente à espera que demonstres que as meninas desse verso foram mantidas para sexo. Boa sorte.

      Eu, por exemplo, quando ouço falar de pedófilia, sinto-me indisposto psicológicamente, dá me nojo pensar que alguém seria capaz de fazer isso a crianças, seja consensual ou não!

      Outros ateus pensam que não há problema nenhum. Quem tem razão?

      Como eu cheguei a essa conclusão deverá ter sido através da empatia que os humanos possuem e que permitiu a que sociedades se criassem.

      Pessoas diferentes têm níveis de empatia diferentes. Quem tem razão?

      Tu é que falas em moralidade absoluta, mas se perceberes o conceito de respeito dos outros seres vivos, sejam pantas, humanos ou outros animais, não precisas dessa definição. Se respeitares a vida, as posses e as escolhas dos outros, então o “não matarás, não roubarás e o não cobiçarás[…] outrem” vêm naturalmente.

      Deduzo portanto que não comes nem plantas nem animais como forma de “respeitar a vida”, certo?

      “Pelo menos um evolucionista usa também o termo “religião” para qualificar a teoria da evolução” Quem, não conheço e gostava de saber.

      https://darwinismo.wordpress.com/2008/04/30/ruse-a-evolucao-e-religiao/

      Já notei que há muitas coisas sobre a tua religião que tu não conheces.

      “para além das nossas opiniões pessoais.”
      Dizes tu. Na tua visão do mundo, na hipótese de ser provado sem sombra de dúvidas que Deus não existe, então irias entrar numa matança aleatória e à tua vontade, visto toda a fábula em que baseias a tua moralidade afinal ser falsa sem contestação. Já eu respeito os outros, sem acreditar num Deus que me vai castigar.

      Se Deus não existe, não há problema nenhum em enveredar por matança aleatória se eu assim o quiser, ou se me der jeito.

      Por pessoa racional, quero dizer uma pessoa que use o raciocínio e a razão, e não uma crença cega em algo.

      A base da crença na razão é a fé. Se Deus não existe, aquilo que se passa na tua cabeça é o resultado de impulsos electro-químicos controlados pelas forças da natureza. em que área do teu cérebro vive a “razão”? Tu só acreditas na existência duma entidade imaterial, absoluta, imutavel com o nome de “razão” porque estás a emprestar crenças da minha fé religiosa. Na minha religião, faz sentido acreditar que existem entidades imateriais, absolutas e abstractas como a razão. NO teu mundo totalmente material, não há.

      Explica-me lá o que é essa “razão” de que tu falas.

      Tu é que trouxeste essas tuas sátiras para a conversa. Sendo que a tua recusa de abrir os olhos para a quantidade de fósseis que mostram a evolução de mamíferos terrestres para mamíferos aquáticos.

      tu acreditas mesmo que é possível um animal terrestre passar a ser uma baleia ou um golfinho?

      Por incompleto que essa linhagem esteja, a que existe é robusta o suficiente,

      Incompleta mas suficiente? Tu acreditas em algo sem teres evidências “sem a mínima sobre de dúvida”?

      E os dinossauros com penas, aceitas as evidências ou também fechas os olhos a isso?

      Como é possível que tu acredites que os dinossauros evoluíram para pássaros se nós encontramos dinossauros com pássaros no seu estômago? Tu já pensaste bem nas coisas que te ensinaram?

      “Ainda bem que tu tens a capacidade sobrenatural de entender o que vai dentro do pensamento Cristão”
      Eu não tenho capacidade sobrenatural nenhuma. Mas é o que a maioria dos cristãos fanáticos prega: se Deus não existe “então não há castigo eterno” logo qualquer pessoa se pode safar de tudo o que faça.

      E está certo. Como dizia o assassino ateu Jeffrey Dahmmer, se Deus não existe, não há razão para modificar o comportamento para níveis aceitáveis.

      E de qualquer forma, todos os países têm um sistema legal, que castiga quem desobedece às leis. De onde vieram as leis, do bom senso das pessoas que as definiram? (…) Diria que desconhecendo a fonte da moralidade, se iam matar a todos, roubar uns aos outros e não permitir que se erguesse uma sociedade…

      Ó génio, ninguém disse que não haviam leis. Eu estou-te a perguntar sobre o porquÊ de tu fazeres qualificações morais quando a tua relligião ateísta não tem forma ABSOLUTA de separar um comportamento de outro.

      Like

  15. Massena says:

    1 + 1 = 2 não se aplica em todas as bases e portanto não é uma verdade absoluta.

    “Fico ansiosamente à espera que demonstres que as meninas desse verso foram mantidas para sexo.” … “Não é preciso ser explicitamente.”.
    Já que gostas de falar em lógica, porque matariam eles as crianças rapazes e deixariam as raparigas? Para quê o uso de “deixai-as viver para vós”? Para vós quê? Para criarem? E porque não criariam os rapazes da mesma forma? Sem falar que todo o capítulo é um conto de genocídio, infanticídio e vingança. Tudo valores morais cristãos, não é?

    “Já notei que há muitas coisas sobre a tua religião que tu não conheces.”
    Não conhecia o ponto de vista do Ruse. Obrigado pela informação.
    Ao contrário de ti, eu não pretendo transparecer que tenho todo o conhecimento e a explicação para tudo. A isso se chama arrogância. E mais te digo, tu é que chamas à evolução religião, o argumento da autoridade vale o que vale. Conheço a teoria científica da evolução e assumo que a considero como um facto científico. O que cada um diz para além disso,são opiniões, as suas opiniões e não verdades absolutas. Nunca me viste referir aqui Hitchens, Bennet ou Dawkins e as suas opiniões, pois não? Porque isso é irrelevante! x disse, y des-disse, o que me interessa são os factos e as evidências existentes.

    “Outros ateus pensam que não há problema nenhum. Quem tem razão?”
    As leis da sociedade? Mas também existem crentes que o fazem, como alguns padres, logo também não repudiam esses comportamentos e estão na mesma “base de moralidade” que tu.

    “Como dizia o assassino ateu Jeffrey Dahmmer,”
    “Se Deus não existe, não há problema nenhum em enveredar por matança aleatória se eu assim o quiser, ou se me der jeito.”
    Pelos vistos tens a mesma opinião que o Jeffrey. Daqui tira-se a moral que tu, como pessoa, tens.
    Para além de que, o senhor Jeffrey acabou por se re-converter à religião dele, pedindo para ser rebatizado e sendo esse desejo concedido pouco antes da sua morte.
    Um pequeno àparte, a tua bíblia também prega que uma criança que desobedeça aos pais deverá ser morta. Consideras isso moral? Parece que estes senhores consideraram: http://www.lasvegassun.com/news/2012/dec/03/mother-stepfather-arrested-beating-death-7-year-ol/

    “Pessoas diferentes têm níveis de empatia diferentes. Quem tem razão?”
    As pessoas desenvolvem a empatia consoante o ambiente onde crescem. Tem razão aquelas que compreendem o que é respeitar a liberdade dos outros. E que faz com que seja possível existir uma sociedade. Olha as culturas orientais, não tinham divindades sobrenaturais e lá conseguiram arranjar maneira de não se matarem uns aos outros.

    “Explica-me lá o que é essa “razão” de que tu falas.”
    A razão é o conceito que define que os humanos têm uma capacidade de raciocínios complexos. É o conceito que separa o nível de inteligência dos humanos da dos restantes animais. É o conceito que me faz pensar sobre coisas. É o conceito que me ajuda a resolver os problemas que me surgem. Podes vir com as tuas fábulas mirabolantes ou com filosofias baseadas na tua crença. Isso não faz com que a razão exista para todos. Para que daria Deus uma ferramenta que é a principal responsável para que uma pessoa se torne não crente?

    “tu acreditas mesmo que é possível um animal terrestre passar a ser uma baleia ou um golfinho?” … “Incompleta mas suficiente? Tu acreditas em algo sem teres evidências “sem a mínima sobre de dúvida”?”
    SIm e sim. nem que seja 0.1% de evidências em algo particular, continua a ser maior que 0%. Sendo que neste caso, “evidências robustas o suficiente” são mais que 0.1%, sendo ainda apoiadas pelas observações de outras espécies. E daí a lógica, que gostas tanto de referir, entra em ação, baseada em resultados conhecidos e observações das evidências.

    “Como é possível que tu acredites que os dinossauros evoluíram para pássaros se nós encontramos dinossauros com pássaros no seu estômago?”
    É o teu melhor argumento? Olha um ao nível desse: Se foram os europeus que criaram a sociedade americana, como consegues encontrar europeus na América?
    E a questão evolutiva dos dinossauros para aves é a que tenho mais reservas. Sim, porque eu aceito que haja algumas áreas menos conhecidas. E fica sabendo que isso é uma teoria baseada na teoria da evolução, e mesmo que amanhã essa teoria específica seja comprovada errada, não torna a teoria da evolução inválida. Estamos entendidos relativamente a eu não ter uma “fé cega” no que seja?

    Acabaste por não me explicar como sociedades pagãs e não teístas conseguiram existir e prosperar sem conhecerem o teu Deus e sem uma bíblia…

    Massena

    Like

    • Mats says:

      + 1 = 2 não se aplica em todas as bases e portanto não é uma verdade absoluta.

      Repito: “Se a Bíblia diz que o acto sexual deve ser feito dentro do vínculo do casamento, e o casamento é entre pessoas com maturidade suficiente para educar crianças, gerar filhos, cuidar do lar e tudo o mais, então 1 + 1 = 2.” <– Há alguma parte disto que não entendas? Vês agora como a Bíblia condena a pedofilia?

      “Fico ansiosamente à espera que demonstres que as meninas desse verso foram mantidas para sexo.” … “Não é preciso ser explicitamente.”.

      Não vi a resposta. Mostra-me como é que esse verso dá apoio à pedofilia. Segunda vez que peço isto.

      Já que gostas de falar em lógica, porque matariam eles as crianças rapazes e deixariam as raparigas? Para quê o uso de “deixai-as viver para vós”? Para vós quê? Para criarem? E porque não criariam os rapazes da mesma forma? Sem falar que todo o capítulo é um conto de genocídio, infanticídio e vingança. Tudo valores morais cristãos, não é?

      Se Deus não existe, não há problemas com o genocídio, com a pedofilia ou com o infanticídio. Ou há?

      E mais te digo, tu é que chamas à evolução religião

      O evolucionista Ruse também.

      “Outros ateus pensam que não há problema nenhum. Quem tem razão?”
      As leis da sociedade?

      Qual das sociedades?

      “Como dizia o assassino ateu Jeffrey Dahmmer,”
      “Se Deus não existe, não há problema nenhum em enveredar por matança aleatória se eu assim o quiser, ou se me der jeito.”
      Pelos vistos tens a mesma opinião que o Jeffrey.

      Sim, sou de opinião que o ateísmo justifica qualquer comportamento que a pessoa tome – por pior que ele seja. Dentro do ateísmo, o “bem” e o “mal” são relativos à pessoa ou à cultura. Por isso, tu não tens argumento moral contra a Bíblia porque as tuas escolhas morais são vinculativas só para ti e quem pensa como tu (ateus).

      Um pequeno àparte, a tua bíblia também prega que uma criança que desobedeça aos pais deverá ser morta. Consideras isso moral?

      Se Deus não existe, não há problema nenhum com isso. Cada um inventa a moral que quiser, e pronto.

      “Pessoas diferentes têm níveis de empatia diferentes. Quem tem razão?”
      As pessoas desenvolvem a empatia consoante o ambiente onde crescem.

      tu tens o mesmo nível de ampatia que os muçulmanos, que receberam o ensinamento do seu profeta que é permitido mentir se isso for conveniente? Qual é a empatia que está certa, a tua ou a dos muçulomanos?

      Tem razão aquelas que compreendem o que é respeitar a liberdade dos outros. E que faz com que seja possível existir uma sociedade.

      Mas isso é o que TU acreditas. Outro ateus podem escolher outras formas de viver.
      Para além disso, os ateus, que são sempre uma minoria, são dos primeiros a querer perturbar a ordem dos países de maiioria Cristã onde vivem. Ainda agora tivemls a notícia dos ateus brasileiros que tentaram remover referências a Deus no dinheiro do Brasil. Eles estão certos ou errados? A sociedade não tem problemas nenhuns com isso, mas os ateus sim. Quem é que tem razão? Lembra-te duma coisa: a SOCIEDADE não é laica, embora o GOVERNO possa ser. A SOCIEDADE nãotem problemas com o que o dinheiro diz, Porque é que os ateus têm?

      “Explica-me lá o que é essa “razão” de que tu falas.”
      A razão é o conceito que define que os humanos têm uma capacidade de raciocínios complexos. É o conceito que separa o nível de inteligência dos humanos da dos restantes animais.

      Mas segundo a tua teoria da evolução, o homem é mais um animal. Quem te disse a ti que nós remos essa coisa que chamas de “razão” e eles não? Em que parte do “processo evolutivo” (seja lá o que isso for) é que surgiu essa “razão”?

      “tu acreditas mesmo que é possível um animal terrestre passar a ser uma baleia ou um golfinho?” … “Incompleta mas suficiente? Tu acreditas em algo sem teres evidências “sem a mínima sobre de dúvida”?”
      SIm e sim. nem que seja 0.1% de evidências em algo particular, continua a ser maior que 0%.

      O que é que te faz imaginar que um animal terrestre pode evoluir para um animal 100% aquático?! Pensa na quantidade de modificações simultâneas que terriam que ocorrer para isso acontecer. Pensa no sistema respiratório, no aparelho reprodutivo, no sistema digestivo, etc. Achas mesmo que isso aconteceu?!!

      “Como é possível que tu acredites que os dinossauros evoluíram para pássaros se nós encontramos dinossauros com pássaros no seu estômago?”
      É o teu melhor argumento?

      Não preciso de mais. Se as áves vieram dos dinossauros, então é pouco provável que existissem ávez QUANDO AINDA EXISTIAM DINOSSAUROS. Se eles viveram lado a lado, então como é possível dizer que um evoluiu para o outro? Percebes a lógica, ou não?

      E fica sabendo que isso é uma teoria baseada na teoria da evolução, e mesmo que amanhã essa teoria específica seja comprovada errada, não torna a teoria da evolução inválida.

      Claro que comprova. Se as áves não evoluíram dos répteis, então nada evoluiu. A evolução é um jogo “all or nothing”.

      Acabaste por não me explicar como sociedades pagãs e não teístas conseguiram existir e prosperar sem conhecerem o teu Deus e sem uma bíblia…

      Eu nunca disse que sociedades pagás e não-teístas (embora religiosas, porque virtualmente todas as culturas da história da humanidade são/foram religiosas) não prosperariam sem afirmarem explicitamente adorar o Criador e venerar a Bíblia.

      A propósito, onde estão agora essas sociedades pagás e não-teístas?

      Like

      • Massena says:

        “Segunda vez que peço isto.” E depois a seguir colas a minha resposta. Uso a lógica para interpretar o que está ali escrito. Já que a tua interpretação é aquela, algumas meninas com 10 anos já têm o sistema reprodutor preparado para ter filhos. Tenho uma prima que fazia as tarefas domésticas ao fim de semana porque os pais trabalhavam, isto antes dos 10 anos. Portanto, achas moral um adulto se casar com essas meninas e ter relações com estas?

        “O evolucionista Ruse também.” Um clássico exemplo de “misquoting”, e que tal pores o contexto em que disse isso? Se não sabes o que é o argumento da autoridade e o quanto ele vale, vai estudar.
        “Qual das sociedades?” A tua mente é que é fechadinha e não percebes que nem tudo tem de ser fechado e rigoroso como a religião.

        “Por isso, tu não tens argumento moral contra a Bíblia” Dizes tu e o resto do teu gang de fanáticos. Pelo que dizes, de certeza ABSOLUTA que não quero o mesmo nível de moralidade que a tua seita representa. É que podes dizer que és cristão, mas sei bem que se expusesse estes comentários à maioria dos cristão, fossem criacionistas ou não, não iriam concordar contigo. Como sei? Porque vivo rodeado de cristão, sejam católicos, evangélicos, da IURD ou batistas, nunca ouvi tamanha asneira.

        “Se Deus não existe, não há problema nenhum com isso” Eu perguntei o que TU achas. Ou afinal não acreditas em Deus?

        “tu tens o mesmo nível de ampatia que os muçulmanos, que receberam o ensinamento do seu profeta que é permitido mentir se isso for conveniente?”
        Sabes o que é empatia? É que quando misturas pressão cultural com empatia, fico um pouco perdido…

        “Mas isso é o que TU acreditas. Outro ateus podem escolher outras formas de viver.”
        Sim podem escolher, porque ao contrário do que tentas fazer passar, o ateísmo não é uma religião nem uma filosofia!

        “A SOCIEDADE nãotem problemas com o que o dinheiro diz”. E que tem esse caso a ver com moral? Se há pessoas que se sentem ofendidas com simbologia pagã, ou cartazes de origem ateísta, poderão haver pessoas que se sentem ofendidas com simbologia de outras crenças ou descrenças, não percebo o que isso tem a ver com moral..

        “Mas segundo a tua teoria da evolução, o homem é mais um animal.”
        Sim, e por isso é que disse dos RESTANTES animais.

        “Quem te disse a ti que nós remos essa coisa que chamas de “razão” e eles não?”
        Eu não preciso que me digam todas as coisas, ainda bem que o meu cérebro é funcional para perceber que os humanos têm uma capacidade de raciocínio e resolução de problemas superior ao resto dos animais. Se bem que consegues encontrar outros primatas que usam alguns tipos de ferramentas básicas sistematicamente para resolver alguns problemas, nunca viste animal nenhum a escrever um livro, ou a inventar o que fosse, ou já?
        No teu caso, parece-me que só que o Homem é superior porque no Génesis é dito que o Homem tem domínio sobre toda a terra, animais e plantas.

        “Em que parte do “processo evolutivo” (seja lá o que isso for) é que surgiu essa “razão”?”
        Não sei, mas podes ir investigar e começar por aqui: http://www.dailymail.co.uk/sciencetech/article-2138861/Missing-link-gene-triggered-leap-intelligence-million-years-ago–separated-man-apes.html (cuidado que tem imagens que te podem chocar ou ofender)…

        “O que é que te faz imaginar que um animal terrestre pode evoluir para um animal 100% aquático?! ”
        Desta tua pergunta, tiro que as únicas referências que tens sobre a teoria da evolução é o que os Hovinds, Lane Clarks e afins dizem… Sim, consigo ver evidências nos fósseis que mostram como uma animal terrestre foi evoluindo, cada vez mais parecido com um animal marinho até chegar a uma baleia. Porque têm as baleias pernas vestigiais no esqueleto? Porque o esqueleto das barbatanas é semelhante ao dos restantes mamíferos? Como disse, 1% de evidência (na evolução) é maior que 0% de evidência (criação bíblica).
        Ou não sabes as evidências que existem ou então recusas-te a ver.

        “Se as áves vieram dos dinossauros, então é pouco provável que existissem ávez QUANDO AINDA EXISTIAM DINOSSAUROS”
        Parece que o meu exemplo de argumento estúpido não te esclareceu, mas volto a usá-lo.

        Se os americanos são descendentes dos europeus, então é pouco provável que existissem americanos quando ainda existiam europeus. Tu metes os dinossauros numa categoria tipo girafas, não é? Sabes quantas espécies de dinossauros havia? Sabes qual a extensão de Terra que ocupavam? Sabes que dependendo do habitat em que uma espécie se encontra, poderá evoluir características diferentes, não sabes? (e aqui estou a falar apenas de micro-evolução) . Parece-me que não estás bem familiarizado com estes conceitos, especialmente que a mesma espécie possa evoluir para 2 ou mais espécies com características completamente diferentes entre elas. Tal como os primatas: uns são chimpazés, outros são gorilas, outros orangutangos, outros são humanos e por aí fora…

        “Se as áves não evoluíram dos répteis”
        Essa conclusão é baseada no que já te disse mais acima, sobre me parecer que soubesses quantas espécies de dinossauros e outros répteis existiam. Não estou a dizer que sei quantas espécies existiam, atenção, mas sei que eram mais que 1.

        “Eu nunca disse que sociedades pagás e não-teístas (embora religiosas, porque virtualmente todas as culturas da história da humanidade são/foram religiosas) não prosperariam sem afirmarem explicitamente adorar o Criador e venerar a Bíblia.”
        Tu não disseste isso. Mas disseste explicitamente que sem a bíblia e uma moral absoluta, não existe moral, fazendo que seria normal esperar que se matassem todos uns aos outros… O que impossibilitaria a prosperidade de uma sociedade porque simplesmente não teria elementos.

        “A propósito, onde estão agora essas sociedades pagás e não-teístas?”
        Foram massacradas pelos senhores que empunhavam espadas de ferro, com os senhores a segurar cruzes atrás deles? Bárbaros, nativo-americanos ou sul-americanos chegam?

        M

        Like

      • Mats says:

        “Segunda vez que peço isto.” E depois a seguir colas a minha resposta. Uso a lógica para interpretar o que está ali escrito. Já que a tua interpretação é aquela, algumas meninas com 10 anos já têm o sistema reprodutor preparado para ter filhos. Tenho uma prima que fazia as tarefas domésticas ao fim de semana porque os pais trabalhavam, isto antes dos 10 anos. Portanto, achas moral um adulto se casar com essas meninas e ter relações com estas?

        Última vez que peço isto: Dentro do teu ateísmo, qual é o mal com a pedofilia? Se Deus não existe, quem te disse a ti que há algo de errado em forçar sexo com menores?
        Cita-me ai ´verso Bíblico que diga que essa meninas foram usadas para sexo.

        Fico à espera.

        “Se Deus não existe, não há problema nenhum com isso” Eu perguntei o que TU achas. Ou afinal não acreditas em Deus?

        Então estamos de acordo que sem Deus não há nenhum argumento contra a pedofilia?

        “Mas isso é o que TU acreditas. Outro ateus podem escolher outras formas de viver.”
        Sim podem escolher, porque ao contrário do que tentas fazer passar, o ateísmo não é uma religião nem uma filosofia!

        Muito bem. Entao dentro do ateísmo não há argumento algum contra a pedofilia.

        “Quem te disse a ti que nós remos essa coisa que chamas de “razão” e eles não?”
        Eu não preciso que me digam todas as coisas

        Mostra-me aí onde está essa razão (entidade imaterial, absoluta e real). Depois diz-me como é possível num universo não sujeito a Uma Mente Racional podem existir entidades abstractas, imateriais e absolutas.

        “Em que parte do “processo evolutivo” (seja lá o que isso for) é que surgiu essa “razão”?”
        Não sei,

        Não sabes, mas sabes que ela existe. Já mediste a razão? Quantificaste a razão? Tocaste na razão?

        “O que é que te faz imaginar que um animal terrestre pode evoluir para um animal 100% aquático?! ”
        Desta tua pergunta, tiro que as únicas referências que tens sobre a teoria da evolução é o que os Hovinds, Lane Clarks e afins dizem… Sim, consigo ver evidências nos fósseis que mostram como uma animal terrestre foi evoluindo, cada vez mais parecido com um animal marinho até chegar a uma baleia.

        Como é que os sistemas internos do animal (respiração, reprodução, etc) se foram adaptanto AO MESMO TEMPO? Pensa numa coisa: os mamíferos terrestres têm as narinas na parte da frente do cérebro; os mamíferos marinhos (alguns, não todos) têm as narinas NO TOPO DA CABEÇA. Diz-me, por favor, como é que isso aconteceu.

        Porque têm as baleias pernas vestigiais no esqueleto?

        Não são pernas vestigiais. Que erra tão primário.

        Porque o esqueleto das barbatanas é semelhante ao dos restantes mamíferos?

        Feito pelo mesmo Designer. Além disso, tu tens que saber que os genes que codificam para estruturas supostamente “homólogas” variam de animal para animal. Se fossem o efeito do mesmo processo evolutivo, deveriamter o mesmo desenvolvimento.

        Como disse, 1% de evidência (na evolução) é maior que0% de evidência (criação bíblica). Ou não sabes as evidências que existem ou então recusas-te a ver.

        Como se pode ver em cima, tu é que não sabes que essas “evidências” são falsas.

        “Se as áves vieram dos dinossauros, então é pouco provável que existissem ávez QUANDO AINDA EXISTIAM DINOSSAUROS”
        Parece que o meu exemplo de argumento estúpido não te esclareceu, mas volto a usá-lo.

        Se os americanos são descendentes dos europeus, então é pouco provável que existissem americanos quando ainda existiam europeus.

        Se os evolucionistas defendem que o registo geológico demonstra que as áves só apareceram DEPOIS dos dinossauros, mas nós encontramos dinossauros com áves no estômago, então algo está mal com a teoria.

        “Eu nunca disse que sociedades pagás e não-teístas (embora religiosas, porque virtualmente todas as culturas da história da humanidade são/foram religiosas) não prosperariam sem afirmarem explicitamente adorar o Criador e venerar a Bíblia.”
        Tu não disseste isso.

        Então se eu não disse, não vale à pena falar nisso.. Foca-te naquilo que eu digo, não naquilo que tu PENSAS que eu disse.

        Mas disseste explicitamente que sem a bíblia e uma moral absoluta, não existe moral,

        Onde é que eu disse isso? Cita-me lá para eu ver o quão mentiroso tu és.

        “A propósito, onde estão agora essas sociedades pagás e não-teístas?”
        Foram massacradas pelos senhores que empunhavam espadas de ferro, com os senhores a segurar cruzes atrás deles? Bárbaros, nativo-americanos ou sul-americanos chegam?

        Felizmente que, sem Deus, não há nada de mal com isso. É apenas a sobrevivência do mais forte/apto.

        Like

  16. Massena says:

    És demasiado infantil mentalmente. É o mesmo que tentar argumentar com um putozito que tá a fazer birra. Não me respondes às perguntas, sem rodeios e ainda exiges que te mostre o que tu queres… E isto não é uma tentativa de ofensa, é só uma classificação do porque não continuar esta discussão.

    Depois pegas em conceitos como a “razão” e tentas aplicar-lhe os termos que são usados na maioria das vezes contra a existência de um Deus. A questão é que a razão é um conceito abstrato, tal como a imaginação e os sentimentos, podes chamar-lhe o que quiseres mas existem. Agora, para vocês Deus é uma entidade real e pessoal de cada um, logo é estúpido essa volta que estás a tentar dar à conversa.

    Like

  17. jephsimple says:

    O Massena não entendeu que uma suposta transição ACIDENTAL (ou seja, aleatória,randômica,sem direção,sem planejamento,sem projeto,sem objetivo) de animais [mesonychids] terrestres para cetáceos é completamente sem lógica, sem evidência e sem apoio da matemática.

    Ou seja a posição naturalista é puro delírio, o que eles defendem é pura magia!

    O mesmo se aplica a répteis evoluíndo para passaros, a magia esta em essa suposta transição ocorrer acidentalmente, e mais uma vez sem lógica, e indo contra a matemática, ou seja segundo a lógica darwinista a camada geológica segue uma lógica transicional: peixes > anfíbios > répteis > mamíferos e aves.

    É sem lógica uma vez que vemos aves devoradas por dinos, e vai contra a matematica pela série de mutações necessárias para essa transição ocorrer, e vemos que o tempo é drasticamente diminuido para as mutações provocarem alguma coisa funcional [levando em consideração a posição darwinista].

    Ou seja, existem evidências CONTRA a evolução darwinista.E essas evidências contra evolução são evidências para um D.I.

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s