Neandertal Para Evolucionistas: “O Que é Que Falta Para Vocês Me Considerarem 100% Humano?”

Original

Um estudo mostrou que todos os humanos, exceto os de ancestralidade puramente africana, tem em seu DNA uma contribuição de 1% a 4% de elementos genéticos de neandertais, indicando que as duas espécies [sic] cruzaram entre si e geraram descendentes comuns.

O estudo de quatro anos, liderado pelo instituto alemão Max Planck com colaboração de várias universidades de outros países e divulgado na publicação científica Science, desvendou o genoma, ou código genético, dos homens de Neandertal, espécie extinta há aproximadamente 29 mil anos [sic]. As conclusões surpreenderam especialistas, já que evidências anteriores sugeriam que os neandertais não haviam contribuído para nossa herança genética.

O estudo também confirma que quase a totalidade dos humanos descende de um pequeno grupo de africanos [ou seriam da Ásia?] que se espalhou pelo planeta, entre 50 e 60 mil anos atrás [sic].

Traços da contribuição genética do neandertal foram encontrados em populações europeias, asiáticas e da Oceania. “Eles não foram totalmente extintos, vivem um pouco em nós”, disse o professor Svante Paabo do Max Planck em Leipzig.

O professor Chris Stringer, do Museu de História Natural de Londres, disse que “o que realmente nos surpreendeu foram as evidências de que ocorreu algum tipo de cruzamento entre neandertais e humanos modernos“.

Outros especialistas se disseram surpresos com a relativamente alta quantidade de material genético do neandertal (até 4%) em humanos modernos. […]

Um dos desafios do projeto foi extrair material genético aproveitável dos ossos [de neandertais], que possuíam dezenas de milhares de anos de idade. As amostras continham pequenas quantidades de DNA de neandertais, misturados com DNA de bactérias e colônias de fungos que se instalaram nelas ao longo dos anos. [Se foi possível extrair e analisar o DNA, as amostras não podem ser tão antigas.]

O DNA de neandertais havia se quebrado em pequenos pedaços e se modificado quimicamente, mas essas mudanças eram de natureza regular, o que permitiu aos pesquisadores corrigir as imperfeições por meio de programas de computador. […]

(BBC Brasil)

Nota: Cientistas continuam se surpreendendo ao perceber que, além de serem geneticamente compatíveis com humanos, os neandertais usavam pinturas corporais e bijuterias, usavam escovas de dentes e tinham comportamento humano. O que falta para considerarem-nos humanos? Teimosia darwiniana?[MB]

Ironias e coincidências: (1) O nome do vale em que os neandertais foram primeiramente encontrados foi dado em homenagem a um compositor cristão; (2) ele compôs este hino: “Praise to the Lord of Creation” (hino nº 7 do Hinário Adventista do Sétimo Dia).

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Antropologia, Ciência and tagged , , , . Bookmark the permalink.

1 Response to Neandertal Para Evolucionistas: “O Que é Que Falta Para Vocês Me Considerarem 100% Humano?”

  1. Por acaso aí tens uma certa razão. Se não se tivessem extinto teríamos de lhes dar um estatuto igual ao do ser humano.
    Tudo indica que embora sendo uma espécie diferente da nossa tinham muito em comum connosco.

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s