Bioeletricidade: energia é captada directamente das plantas

Mais um avanço do nosso conhecimento biológico que nada deve à mitologia darwinista. Situação curiosa, uma vez que (supostamente) nada na Biologia faz sentido sem ser à luz da evolução.
Bioeletricidade: energia é captada diretamente das plantasRecentemente, cientistas franceses construíram uma biocélula capaz de aproveitar um composto intermediário da fotossíntese das plantas para gerar electricidade.

Agora, cientistas da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, foram além, e capturaram a electricidade directamente das plantas, sem a necessidade de uma biocélula.

Bioeletricidade

A fonte da energia usada pelos pesquisadores de Stanford também é a fotossíntese.

Mas, em vez de hackearem as folhas das plantas, eles literalmente plugaram um fio nas células de algas marinhas responsáveis pela fotossíntese e capturaram diretamente o fluxo de elétrons que elas produzem.

“Nós acreditamos sermos os primeiros a extrair elétrons de células de plantas vivas,” diz o Dr. WonHyoung Ryu, coordenador da pesquisa, destacando que o experimento pode ser o primeiro passo rumo à geração de bioeletricidade de alta eficiência.

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Biologia and tagged , . Bookmark the permalink.

9 Responses to Bioeletricidade: energia é captada directamente das plantas

  1. Jaime says:

    O parágrafo inicial contém um argumento simétrico:
    – pode ser usado contra a evolução
      (notando que ela não é mencionada no estudo citado);
    – pode ser usado contra o criacionismo
      (notando que ele não é mencionada no estudo citado);
    Com efeito, vejamos duas versões desse parágrafo:

    Versão contra a evolução: «Mais um avanço do nosso conhecimento biológico que nada deve à mitologia darwinista. Situação curiosa, uma vez que (supostamente) nada na Biologia faz sentido sem ser à luz da evolução.»

    Versão contra o criacionismo: «Mais um avanço do nosso conhecimento biológico que nada deve à mitologia criacionista. Situação curiosa, uma vez que (supostamente) nada na Biologia faz sentido sem ser à luz do criacionismo.»

    Like

  2. Mats says:

    Jaime,

    O parágrafo inicial contém um argumento simétrico:
    – pode ser usado contra a evolução
    (notando que ela não é mencionada no estudo citado);

    O facto do mito darwinista não ser citado no artigo não é a razão única que me faz ver que o mesmo é cientificamente irrelevante. Por outras palavras, mesmo que houvesse uma frase no texto que dissesse “A fotossíntese evoluiu durante os milhões de anos” isto seria irrelevante para o nosso conhecimento do funcionamento do mesmo processo.

    Versão contra o criacionismo: «Mais um avanço do nosso conhecimento biológico que nada deve à mitologia criacionista.

    Mas quem disse que a funcionalidade, a operacionalidade e a origem da fotossíntese nada deve ao criacionismo Bíblico? Mostra-nos uma força não-inteligente que é capaz de construir sistemas que convertam luz solar em nutrientes.
    Todos os sistemas capazes de transformar luz solar em trabalho ou nutrientes, e cujas origens nós conhecemos, são sempre o resultado de Design Inteligente. O que é que te faz pensar que o mesmo sistema na planta não tem uma Origem Inteligente?

    Like

  3. Jaime says:

    A reacção fotoquímica
        2 Fe(CO)5 -> Fe2(CO)9 + CO
    usa luz para produzir o nutriente CO. Este processo é governado por leis naturais (as leis de Grotthuss-Draper e de Stark-Einstein). A fotossíntese é um processo semelhante:
        12 H2O + 6 CO2 -> 6 O2 + C6H12O6 + 6 H2O

    Referências
    http://en.wikipedia.org/wiki/Photochemistry
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Fotoss%C3%ADntese

    Like

  4. Mats says:

    Jaime,

    Dizer como é que a fotossíntese funciona não implica que a mesma evoluiu. Provavelmente (ou de certo) que existem fórmulas matemáticas que expliquem muitas das funções mecânicas que um carro opera, mas isso não nos diz como é que o carro veio a surgir.
    Conheces alguma força não inteligente que seja capaz de gerar sistemas capazes de funcionar segundo equações químicas?

    Like

  5. Jaime says:

    Conheces alguma força não inteligente que seja capaz de gerar sistemas capazes de funcionar segundo equações químicas?

    Claro. Qualquer molécula é um sistema:
    – criado pela força de ligação covalente
      (uma força não inteligente, suponho);
    – funciona segundo equações químicas.

    Like

  6. Mats says:

    Jaime,

    Qualquer molécula é um sistema:
    – criado pela força de ligação covalente

    Não há força covalente que explique a operacionalidade do átomos. Eles funcionam da forma que funcionam (por exemplo, na fotossíntese) não devido à sua composição física mas devido à informação que elas obedecem. Os aviões voam para além da força da gravidade, não por causa da sua composição física, mas porque a sua composição física obedece a instruções inteligentes.
    A linha de pensamento que estás a tomar é a que foi propagada pelo livro “Chemical Predestination” há anos atrás. Curiosamente, quando o autor do livro o escreveu, ele era um evolucionista, mas hoje é um defensor do DI.

    Portanto, ainda não listaste uma força não-inteligente que seja capaz de construir sistemas de conversão da luz solar em nutrientes.

    Like

  7. Jaime says:

    Átomos a obedecerem a informação? Aviões a obedecerem a instruções inteligentes? Treta!

    As moléculas formam-se por ligação química tal como a ligação covalente, e esta explicação prevê que na molécula de CH4 são partilhados 8 electrões. Os aviões voam porque as asas alteram o fluir do ar criando um diferencial de pressão e uma acção-reacção que resultam numa força de sustentação, e esta explicação prevê que o coeficiente de sustentação é L = rho v^2 S C_L/2.

    Não há aqui deuses, informações ditadoras nem instruções de elevado QI. São hipóteses desnecessárias, não explicam nada e não fazem previsões quantitativas nenhumas. Se eu estiver enganado e por acaso a bíblia prever que os electrões partilhados em CH4 são 8 e não 3, ou que o coeficiente de sustentação é L = rho v^2 S C_L/2 e não L = rho v C_L/S, avisa-me.

    Like

  8. jonas says:

    Jaime!

    Esqueceste de falar que as asas dos aviões se formaram aleatóriamente e por acaso,assim darias um xeque-mate no Mats.(sem um design inteligente a fazer as asas do avião,de nada adiantaria as contantes e as Leis naturais!!!)
    A Informação tem uma natureza distinta e não material,transcende a matéria e a energia,portanto toda infusão de informação está associada há uma atividade consciente.A nossa experiência repetida e uniforme nos diz isto.

    Like

  9. Mats says:

    Jaime,

    Átomos a obedecerem a informação?

    Melhor dizendo, a composição dos sistemas de refrigeração do mundo animal funcionam não porque são compostos por átomos que se atraem devido a sua composição material, mas sim porque existe informação que lhes diz como se organizarem de forma a construírem um sistema funcional.

    Aviões a obedecerem a instruções inteligentes?

    Claro. A composição do avião é o resultado de design inteligente.

    As moléculas formam-se por ligação química tal como a ligação covalente, e esta explicação prevê que na molécula de CH4 são partilhados 8 electrões.

    Mas a composição química de um dado sistema não explica a origem da informação que os organiza de modo a gerar um sistema funcional.
    Tu podes explicar a composição química de um livro, mas sem dizeres que a informação lá contida é o resultado de design inteligente, vais passar ao lado do mais importante.
    A composição química do livro não nos diz qual é a informação lá presente, do mesmo modo que a composição química das formas de vida não nos diz qual é a informação lá presente.

    Os aviões voam porque as asas alteram o fluir do ar criando um diferencial de pressão

    E como é que os aviões aprenderam a fazer isso? Por si só ou por design inteligente?

    Não há aqui deuses, informações ditadoras nem instruções de elevado QI.

    Portanto, um avião não tem em si instruções que lhe permitem superar os efeitos da força de gravidade? Não há sistemas de conversão de combustível em trabalho? Não hão sistemas de aceleração para iniciar o vôo? Como é que esses sistemas surgiram? Por si só, ou como resultado de design?

    São hipóteses desnecessárias, não explicam nada e não fazem previsões quantitativas nenhumas.

    Mas quem disse que para ser válida tem que ser uma explicação quantitativa?
    Quantas mutações foram necessárias para transformar uma vaca, um lobo ou seja lá o que for numa baleia? Dá-me um número e mostra as evidências.
    Se não quantificares essa metamorfose, então a hipótese evolutiva é “desnecessária e não explica nada”.

    Se eu estiver enganado e por acaso a bíblia prever que os electrões partilhados em CH4 são 8 e não 3, ou que o coeficiente de sustentação é L = rho v^2 S C_L/2 e não L = rho v C_L/S, avisa-me.

    Se estiver enganado, e se houver uma força não inteligente capaz de gerar sistemas codificados, avisa-me.

    Mostra-me só um sistema de refrigeração análogo ao que os seres vivos possuem que não seja o resultado de design inteligente.

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s