Aborcionistas e Nações Unidas Juntam-se Para Corromper Adolescentes

As Escuteiras devem ser tão doces e inocentes como aparentam, senão porque é que a organização aborcionista “Paternidade Planeada” (eng: Planned Parenthood) sairia do seu caminho e usaria uma conferência das Nações Unidas para as corromper?

Esta notícia mostra o propósito da união satânica entre o Estado, as feministas e a industria da matança de bebés (aborto).

Há algumas semanas atrás, Sharon Slater, mãe de cinco filhos, inocentemente entrou dentro de um painel patrocinado pela “Girl Scouts USA” [GSUSA] numa Comissão das Nações Unidas acerca do “Estatuto da Mulher”.

Quase imediatamente ela foi convidada a sair. De facto, todos os adultos que não faziam parte da GSUSA foram retirados da sala e esta ficou quase exclusivamente composta por raparigas adolescentes.

A sua curiosidade espevitou-se. A srª Slater ficou junto à porta enquanto decorria o painel, mas mal o mesmo acabou, ela entrou dentro da sala. O que ela encontrou lá dentro chocou não só esta mãe de cinco filhos mas chocou uma grande parte das mães que tem filhas na GSUSA.

O que é que ela encontrou lá dentro? Bíblias espalhadas sobre a mesa? Material criacionista? Material evangelístico? Nem por isso….

A srª Slater encontrou brochuras produzidas pela Paternidade Planeada (PP) com o nome de “Healthy, Happy and Hot“, que, entre outras coisas, ensinava as raparigas que “Algumas pessoas tem relações sexuais enquanto estão sob o efeito de bebidas alcoólicas, e outras quando estão drogadas. Esta decisão é tua“.

Isto é uma variação do que Satanás disse a Eva: “sereis como Deus, sabendo o bem e o mal” (Génesis 3:5). Ou seja, “tu é que decides o que é o bem e o que é o mal. Não te preocupes com o que Deus diz. Faz o que bem entenderes!

Mas as coisas ficam bem piores:

O guia sexual explica que “Muitas pessoas pensam que o sexo é apenas sobre relações vaginais ou anais mas há muitas formas distintas de se ter relações sexuais. O sexo pode incluir beijar, tocar, lamber, fazer cócegas, chupar e acariciar. Algumas pessoas gostam de ter sexo agressivo enquanto outros preferem sexo mais calmo com os seus parceiros. Não há forma certa ou errada de se ter relações sexuais. Diverte-te, explora e sê tu mesma! “O guia diz ainda para “explorar a próstata“. Lembrem-se: isto foi distribuído a raparigas adolescentes.

Um dos problemas da materialização das fantasias masturbatórias dos esquerdistas envolvendo orgias com raparigas adolescentes é a proliferação de doenças sexualmente transmissíveis (DST). É uma lógica simples de entender: quanto maior a promiscuidade sexual, maiores as probabilidades de se contrair DSTs.

Mas não se preocupem: as crianças estão a ser preparadas para tal cenário:

Para além de conselhos sobre a próstata, a brochura sub-intitulada “Direitos, Sexualidade e Vivendo com a SIDA” também fornece informação incorrecta e perigosa sobre direitos e responsabilidades….A brochura diz que os seus [das raparigas adolescentes] direitos são violados quando o governo requer que elas informem a sua condição de portadoras de HIV aos seus parceiros.

Ou seja, a PP está deliberadamente a encorajar a propagação da SIDA entre as adolescentes. Já te perguntaste o quão maligno terias que ser para fazeres abortos aos milhões? Pois bem, agora já sabes.

A mesma organização que lucra com o aborto é a mesma organização que “aconselha” as pessoas contaminadas a não revelar o seu estado de saúde ao parceiro sexual.

Será que ninguém vê um conflito de interesses nesta situação? Porque é que se comissiona uma organização que lucra com o aborto para ensinar comportamentos sexuais a crianças e adolescentes? Não é óbvio que o único “comportamento” que essa organização vai sugerir é um que lhe permita manter em actividade, nomeadamente, a promiscuidade sexual? Quanto mais promiscua for uma pessoa, maiores são as hipóteses de se gerar uma criança não planeada. Isto faz com que muitas mulheres assumam que, como não querem o bebé, estão no seu “direito” de matá-lo (aborto). É esse mesmo aborto que dá lucro a organizações como a Paternidade Planeada.


Esta não é a primeira vez que a GSUSA tenta corromper sexualmente as crianças ao seu cuidado:

Numa conferência em 2004, co-financiada pela Paternidade Planeada [claro!], a organização GSUSA distribuiu brochuras a 700 raparigas com o título de “É Perfeitamente Normal“. Este guia celebrava a masturbação, mostrava desenhos explícitos de actividade sexual entre parceiros e mostrava um rapaz a colocar um preservativo. Sem surpresa alguma, a brochura listava dez razões importantes para se fazer um aborto.

As rapariguinhas que fazem parte da GSUSA podem ser inocentes mas os ateus, feministas, aborcionistas, lésbicas e outros anti-cristãos que controlam a organização não são:

As escuteiras actuais nada tem a ver com as escuteiras do tempo da tua irmã mais velha e muito menos tem algo a ver com as escuteiras do tempo da tua mãe. Nem de perto nem de longe. Esta organização parece ter-se aliado à ética do “tudo-vale” dos piratas sexuais esquerdistas, e para tal empreendimento eles tem o apoio das Nações Unidas.

Comparem isto com os Escuteiros que se tem mantido fiéis à sua visão inicial, e como “castigo” eles são proibidos de usar edifícios públicos.

Para quem não sabe, os Escuteiros americanos negam-se a ter entre si monitores/professores abertamente homossexuais. Por tal resistência ao lobby gay, eles estão a ser perseguidos pelos esquerdistas.

A resistência dos Escuteiros aos homossexuais é perfeitamente lógica visto que os homossexuais estão desproporcionalmente representados nos casos de pedofilia. Aliás, se pensarmos um pouco, não é difícil de ver o propósito homossexual em fazer parte de grupos onde há muitos rapazinhos disponíveis e longe da protecção dos pais.

Conclusão:

Se mais evidências nós precisássemos do verdadeiro propósito da “educação sexual” ateísta, acho que notícias como esta revelam muito. Eles não querem “educar” mas sim “indoutrinar” as crianças a favor da sua visão nojenta da sexualidade.

Reparem numa coisa curiosa: se eles estão tão certos de que o que fazem é moralmente certo, porque é que a srª Slater (e os outros pais) foram corridos da sala onde se ensinava às raparigas que fazer sexo enquanto drogada ou bêbada é uma decisão da adolescente? Se eles estão certos de que a sua visão da “educação sexual” é aceitável, porque não deixar os pais verem as coisas que eles dizem às raparigas?

A resposta é óbvia: eles sabem que o que estão a fazer está errado, e como tal eles tentam esconder a sua sujidade.

A Luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a Luz, porque as suas obras eram más.

João 3:19

Que Deus nos livre da “educação sexual” promovida pela moralidade ateísta.

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Pecado, Política, Sociedade and tagged , , , , , . Bookmark the permalink.

9 Responses to Aborcionistas e Nações Unidas Juntam-se Para Corromper Adolescentes

  1. Mats, o relativismo passa por mostrar aos jovens as maiores javardices e depois dizer-lhes “se quiseres podes fazer, não tem mal nenhum”. Vemos que o mal está em grande avanço quando Igrejas ditas cristãs e que supostamente deveriam ser conservadoras e verdadeiras ensinam isto aos seus fiéis/jovens:

    “O que para alguns é pecado, para outros não é. E vice-versa.”

    “Se a sua consciência dói, é porque é pecado para você. Se não, é porque não é.”

    http://bispomacedo.com.br/2009/02/17/o-bispo-responde-duvida-sobre-sexo/

    “FOLHA — Em sua biografia, o sr. defende o aborto. Atualmente, a Record e a Record News exibem campanha pelo aborto. Por quê?

    MACEDO — Sou favorável à descriminalização do aborto por muitas razões. Porém, aí vão algumas das mais importantes:

    1) Muitas mulheres têm perdido a vida em clínicas de fundo de quintal. Se o aborto fosse legalizado, elas não correriam risco de morte;

    2) O que é menos doloroso: aborto ou ter crianças vivendo como camundongos nos lixões de nossas cidades, sem infância, sem saúde, sem escola, sem alimentação e sem qualquer perspectiva de um futuro melhor? E o que dizer das comissionadas pelos traficantes de drogas?

    3) A quem interessa uma multidão de crianças sem pais, sem amor e sem ninguém?

    4) O que os que são contra o aborto têm feito pelas crianças abandonadas?

    5) Por que a resistência ao planejamento familiar? Acredito, sim, que o aborto diminuiria em muito a violência no Brasil, haja vista não haver uma política séria voltada para a criançada.

    FOLHA — “Deus deu a vida e só Ele pode tirá-la”, segundo a Bíblia. Não é contraditório um líder cristão defender o aborto?

    MACEDO — A criança não vem pela vontade de Deus. A criança gerada de um estupro seria de Deus? Não do meu Deus! Ela simplesmente é gerada pela relação sexual e nada mais além disso. Deus deu a vida ao primeiro homem e à primeira mulher. Os demais foram gerados por estes.

    O que a Bíblia ensina é que se alguém gerar cem filhos e viver muitos anos, até avançada idade, e se a sua alma não se fartar do bem, e além disso não tiver sepultura, digo que um aborto é mais feliz do que ele (Eclesiastes 6.3). Não acredito que algo, ainda informe, seja uma vida.

    FOLHA — O sr. é a favor do uso de embriões humanos pela medicina?

    MACEDO — Sou a favor, sim.”

    http://ibrpe.wordpress.com/2007/10/21/o-bispo-macedo-e-o-aborto/

    Este pode-se juntar a uns quantos padres e teólogos “progressistas” que por aí andam. Certamente que esta argumentação os fará bem-vistos aos olhos dos militantes ateus…

    Like

  2. Mats says:

    Jairo,

    Este pode-se juntar a uns quantos padres e teólogos “progressistas” que por aí andam. Certamente que esta argumentação os fará bem-vistos aos olhos dos militantes ateus…

    Este e muitos outros ditos “cristãos” venderam a alma ao diabo na forma de legitimação e aceitação social, na esperança de serem vistos como “racionais” e “intelectuais”.

    O pior inimigo que nós temos nem sempre é aquele que abertamente diz que nos quer destruir mas sim aquele que diz estar do nosso lado, mas quando as coisas ficam complicadas, junta-se ao nosso inimigo.

    Like

  3. Mats says:

    Este “bispo” Macedo precisa de umas aulas de lógica:

    1) Muitas mulheres têm perdido a vida em clínicas de fundo de quintal. Se o aborto fosse legalizado, elas não correriam risco de morte;

    Falso dilema. As opções possíveis não são:
    1. Aborto num local sem condições ou
    2. Aborto num local com condições. Há outra opção:
    3. Não fazer aborto.
    A pergunta não é “queres que a mulher faça o aborto num lugar saudável ou num lugar sem higiene?”, mas sim “é moralmente correcto um ser humano tirar a vida a outro ser humano inocente?
    Além disso, muitas pessoas também perdem a vida durante o aborto, portanto isso não é argumento válido.

    2) O que é menos doloroso: aborto ou ter crianças vivendo como camundongos nos lixões de nossas cidades, sem infância, sem saúde, sem escola, sem alimentação e sem qualquer perspectiva de um futuro melhor?

    Isto é eugenismo mascarado de compaixão. Basicamente o que ele está a dizer é “vamos matar estes bebés antes que eles tenham uma vida miserável”. Mas isto é ilógico uma vez que nem todas as crianças que nascem de gravidez não planeada tem vidas miseráveis.

    Como é que ele sabe quem é que vai ter uma boa vida ou uma má vida?

    Mais uma vez ele faz um falso dilema:
    1. Abortar para evitar uma vida triste, ou
    2. Deixar viver e deixar a criança ter uma vida horrível.
    Há outra opção:
    3. Deixar viver e a pessoa ter uma vida normal (triste ou feliz).

    Reparem que se estendermos a lógica do “bispo” para a sua consequência lógica, isso pode servir de base para se tirar a vida a qualquer mendigo das ruas. Afinal, ao matarmos essa pessoa, estamos a “acabar com o seu sofrimento”.

    3) A quem interessa uma multidão de crianças sem pais, sem amor e sem ninguém?

    Mas o aborto não vai acabar (nem reduzir) as “crianças sem pais, sem amor e sem ninguém”. Além disso isto é uma variação do falso dilema do ponto anterior. Ele não sabe se uma gravidez não planeada vai dar a luz uma criança destinada a viver “sem pais, sem amor e sem ninguém”.

    4) O que os que são contra o aborto têm feito pelas crianças abandonadas?

    Irrelevante e non-sequitur. Mesmo que os que são contra a matança de bebés não façam nada para ajudar as crianças que nasçam de gravidez não planeada, isso não justifica o aborto.

    5) Por que a resistência ao planejamento familiar?

    “Planejamento familiar” não significa “aborto”.
    Mais uma forma não-tão-subtil de tentar mudar o assunto,

    Acredito, sim, que o aborto diminuiria em muito a violência no Brasil, haja vista não haver uma política séria voltada para a criançada.

    A vida é um bem superior à “diminuição da violência”. Além disso, o “bispo” claramente mostra a sua visão eugénica do mundo, Ele acredita que se nós eliminarmos os “unfit” (não me lembro da melhor palavra em português”, o mundo ficará melhor para os outros. Esta mentalidade era a mesma que o eugénico Hitler tinha.

    O Macedo mostra muito bem que a sua aliança não é com a Bíblia mas com o esquerdismo.

    Like

  4. Olavo de Carvalho uma vez disse algo sobre este abortista Macedo. E a crítica dele foi directa à arrogância do palerma em dizer quem é que merece ou não viver. Correndo o risco de não ser exactamente rigoroso na citação, o filósofo usou um exemplo extremo:

    – De uma violação pode nascer alguém se torna um santo, de uma gravidez desejada pode nascer alguém que se torna um otário como o Bispo Macedo.

    A questão é que ninguém tem o direito moral de dizer que uma vida pode ser destruída por vir ao mundo em considerações infelizes ou trágicas. É a tirania dos poderosos sobre os mais fracos: eu acho que tu vais ser infeliz, tu morres porque eu não quero que sejas infeliz!

    Like

  5. Como pode alguém dizer-se Cristão e líder de Cristãos e ensina coisa destas é que ainda é mais estranho.

    Um líder cristão que se acha preparado o suficiente para ensinar religião aos seus irmãos crentes, tem de saber a definição básica de Bem e Mal na filosofia judaico-cristã. Nesse sentido, o Bispo Macedo considerar que aniquilar a vida é justificado para colocar fim a um hipotético sofrimento é do mais anti-cristão que pode haver:

    Bem- EXISTÊNCIA ( dependente do Princípio Absoluto da Vida)
    Mal- INEXISTÊNCIA ( uma impossibilidade ontológica que só se pode manifestar em parte “dentro” do Bem. Daí as caracterizações tradicionais do estado infernal como “ranger de dentes”: aquele que existe revolta-se contra a fonte que lhe permite a existência: Deus, mas se Deus lhe retirasse a existência, ele também não teria o prazer da rebelião. Um estado de loucura existencial.)

    Isto para dizer que considerar a inexistência como um Bem superior ao próprio Bem onde se manifesta o sofrimento: a existência, é uma tremenda incoerência de quem se diz cristão.

    Este Bispo Macedo nem sequer tem autoridade moral ( quiçá capacidade) para explicar o problema do Mal e do Sofrimento pela perspectiva cristã aos seus fiéis.

    Like

  6. Quanto à ONU, está dominada por mafiosos secularistas, gayzistas e é uma antecâmara do diabólico projecto de Governo Mundial.

    Like

  7. Mats says:

    De uma violação pode nascer alguém se torna um santo

    Rebecca Kiessling – Conceived in rape / Pro-life speaker

    Jérôme Lejeune, geneticist. Discovery the Down’s syndrome:
    If a fertilized ovule is not in itself a human, it could not become one, because nothing is added to it.

    Like

  8. Marcio Cachaça says:

    O Argo não sai da cabeça do Luciano Henrique, desde o dia em que este o desmascarou como fraudador. O problema é que aquele, agora, tem vários seguidores que não aceitam que mais gente continue a ser ludibriado por aquele paraibano nojento e malfeitor.
    Já começou a dar frutos, muitos estão ficando com a mosca atrás da orelha, como o Pedro M.
    É um absurdo o que ele, o Luciano, faz com os crédulos cristãos, se aproveitando do treinamento que recebeu como professor (essa história dele ser consultor de empresas, disso e daquilo, é outra invenção dele – não passa de um simples professorzinho de uma universidade mixuruca da Paraíba), o qual, mesmo não sendo um catedrático de faculdade de renome, é suficiente para ele encher linguiças com seus textos “filosóficos”.

    Like

  9. Walter da Silveira says:

    Acho que os ataques anônimos ao Luciano Henrique só irão parar quando ele se identificar. Notem que, praticamente, todos os donos de blogs são pessoas conhecidas. Ele não se identifica por ficar prático a ele fazer todo tipo de tramóia.
    Eu mesmo tentei postar no blog dele, reclamando disso aí, por exemplo, e nunca tive um comentário que fosse publicado.
    Quase todos se conhecem na blogosfera, menos ele, seus fakes, seus atacantes, os fakes destes, numa corrente anarquista sem fim.
    Adivinha quem começou tudo isso? Ele é um sujeito sem um pingo de honra, pode crer.
    Sabia que ele vai dizer: “Ah, venha aqui”. Mas não adianta, ele não publica os comentários e depois fica dizendo que ninguém quis postar.
    Em resumo: é um escroque.

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s