Reino Unido: 1/3 das crianças vivem apenas com um pai

Mais um dos efeitos da perda da identidade cristã na Inglaterra. O mais triste de notícias como esta é que Portugal está a tentar seguir os mesmos ensinos sobre a família e sobre a sexualidade que nós sabemos que não funcionam.

Glória a Deus por países como a Polónia e a Lituânia que ainda resistem à intromissão nociva da ONU e das organizações europeias.

Original

No Reino Unido, 1 em cada 3 crianças vive sem seu pai ou sem sua mãe. É estimado que 3,8 milhões de crianças vivam nessas condições por lá. 2,7 milhões vivem apenas com a mãe, 200.000 apenas com o pai, cerca de 500.000 moram com novas famílias sem casamento e 400.000 em novas famílias com novo casamento. Desse total, mais da metade raramente vê o pai ou mãe que não vive com ela.Em uma década, tais crianças passaram de 1/5 para quase 30% do total de crianças, de acordo com estudo da ONS – Office for National Statistics.

Os dados foram divulgados com outras estatísticas que mostram a desintegração da família: segundo projeções da ONS, o número de solteiros e pessoas que coabitam ultrapassará o número de casados dentro de 20 anos.

Segundo o Daily Mail, o aumento de crianças em famílias desestruturadas veio durante os anos em que o governo Labour (Tony Blair e Gordon Brown) determinou que todos os tipos de família são igualmente bons para as crianças e o sistema de benefícios foi reformulado para recompensar pais solteiros e penalizar casais.

Daquelas 3,8 milhões de crianças, mais de 2 milhões nunca ficou com o pai ou mãe faltoso mais de um dia seguido.

O analista da ONS, Ben Wilson, disse: “O crescimento do número de crianças com um pai ou mãe não-residente é uma dimensão de uma crescente diversidade das formas de família”.

No entanto, apoiadores da família tradicional pediu ao governo de David Cameron que tente atuar no sentido de ajudar que famílias tradicionais consigam continuar juntas.

Patricia Morgan, pesquisadora e autora na área da família, disse: “Isto não é diversidade. Isto é um desastre”.

“Toda evidência independente mostra que isso é uma coisa ruim. Estes dados mostram que a desintegração da família está se acelerando, com todos os problemas inevitáveis que se seguirão”.

Jill Kirby, do think tank Centro para Estudos de Política, disse: “Crescer em uma família desestruturada pelo menos duplica o risco da criança ir mal na escola, sofrer de problemas de saúde, ficar desempregada quando crescer, ficar grávida quando chegar à adolescência, ou ir para o crime”.

“É crucial que o governo faça algo para tentar dar às crianças um melhor começo. O Labour preferiu diversidade à estabilidade e prejudicou as crianças – o novo governo necessita mudar isso”.

A ONS também prevê que o número de pais solteiros ou em coabitação irá ultrapassar o número de pais casados já em 2030.

Já hoje, a proporção da população adulta que é casada caiu para abaixo de 50%, a saber, para 49%. Em 2033, esse número chegará a 42%, segundo projeções. Já o número de casais coabitando subirá de 2,3 milhões para 3,8 milhões.

Fonte: Daily Mail

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Política, Sociedade and tagged , , , . Bookmark the permalink.

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s