O verdadeiro motivo para o empobrecimento sistemático da nação

Pessoas economicamente independentes são difíceis de se controlar. Pessoas mais pobres vivem à espera das ofertas do Estado, e desde logo, mais fáceis de controlar.

http://corta-fitas.blogs.sapo.pt/3765551.html

“Vinde para o Estado, criancinhas…”

É consabido que o socialismo acredita piamente no Estado, desconfia da iniciativa privada e, sobretudo da liberdade de escolha dos cidadãos: na economia, na educação, na saúde e, se pudessem, também no mundo do trabalho.

Desde 1995, ou seja, nos últimos 15 anos, o Partido Socialista ‘governou’ Portugal 12 anos, ou seja, 4/5 do tempo. A responsabilidade pela situação em que nos encontramos, designadamente por falta das reformas estruturais que há muito deveriam ter sido feitas, é pois do PS.

Se o desemprego se abeira dos 11%, com bem mais de 600 mil desempregados, a verdade é que as famílias da classe média que ainda conseguem ter trabalho vivem cada vez mais esmagadas pelo crescente peso dos impostos, cuja subida continuada apenas tem servido para esconder a incompetência das políticas socialistas e para, desse modo, prolongar o regabofe do despesismo público, de que as mega obras públicas são um eloquente exemplo.

Vem isto a propósito desta notícia, cuja leitura recomendo, e que nos dá conta de cada vez mais famílias são obrigadas a tirar os seus filhos das escolas que livremente escolheram, certamente por acreditarem que eram aquelas que melhor educação lhes davam, para os colocar no ensino público, seguramente por este ser o mais compatível com a sua presente situação económica.

Quer dizer: a escolha do ensino público não resulta de uma aposta na excelência e na qualidade do ensino; pelo contrário, decorre apenas das crescentes dificuldades económicas com que muitos pais se defrontam: é mau mas não se pode ter melhor

Paradoxalmente, a lamentável situação económica do País e a falência das políticas públicas de crescimento económico, funcionam a favor do Estado socialista, sempre pronto a arvorar-se em grande educador do povo e desejoso de deitar a mão aos filhos da Nação.

É que, quanto mais grave for a crise e maior a inépcia do Governo, mais crianças e jovens abandonarão o ensino privado para engrossar as escolas públicas, onde não há faltas, dificilmente são impostas reprovações (retenções é como se lhes chama…) e a desmotivação dos professores só pode ser ignorada por marcianos.

Despreza-se a História, negligencia-se o Português e facilita-se a Matemática, que o que está a dar é encher o olho com os Magalhães, enfiar os Morangos com Açúcar nos curriculos escolares e a educação sexual na cabeça das crianças, que o resto são tretas ultrapassadas…

E assim vamos, tristemente, entregando os nossos filhos à escola pública, reduzindo-os à condição de cobaias das loucas experiências pedagógicas do Ministério da Deseducação.

Os Louçãs, os Jerónimos e os Sócrates têm pois razões para sorrir com as dificuldades económicas daquelas famílias que não têm remédio senão confiar os seus filhos aos cuidados do ensino socialista: é que este tudo fará – se o seu endémico laxismo o permitir – para os tornar bons progressistas igualitários. Já que ignorantes serão concerteza.

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Sociedade and tagged , , , , . Bookmark the permalink.

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s