Origem da Vida: A presença de oxigénio e as ramificações para o ateísmo

Uma pequena citação do livro “Evolution: A Theory in Crisis

Para além do falhanço de se encontrarem evidências empíricas para componentes orgânicos produzidos abioticamente, existem também algumas dificuldades teoréticas.Qualquer composto orgânico formado na Terra primitiva seria rapidamente oxidado e degradado na presença de oxigénio. Devido a isto, muitas autoridades advogaram uma uma atmosfera livre de oxigénio durante centenas de milhões de anos a seguir à formação da crosta terrestre. Apenas tal atmosfera protegeria os delicados e vitais compostos orgânicos e permitiria que eles se acumulassem até formar a sopa pré-biótica.

De forma preocupante para os crentes no cenário tradicional da “sopa orgânica”, não há evidências geoquímicas que excluam a possibilidade do oxigénio sempre ter estado presente na Terra logo após a formação da crosta terrestre.

Mas mesmo que não houvesse oxigénio, há mais problemas.

Sem oxigénio não existiria uma camada de ozono na atmosfera que protegesse a Terra de doses letais de raios ultra-violetas. Num cenário em que não houvesse oxigénio, o fluxo de raios ultravioleta a atingir a superfície da Terra seria mais do que suficiente para destruir qualquer composto orgânico mal ele se tivesse formado.

Significativamente, a ausência de compostos orgânicos no solo de Marte tem sido amplamente atribuída a tais doses potentes de raios ultravioleta que hoje em dia bombardeiam a sua superfície.

Portanto os ateus tem um problema científico grave para resolver:

  • Na presença de oxigénio, a vida não poderia evoluir
  • Na ausência de oxigénio, a vida não poderia evoluir.
Como obviamente a vida existe, então temos que cientificamente colocar de lado as teorias naturalistas como forma de explicar a origem da vida uma vez que as evidências mostram que a vida nunca poderia surgir como o resultado das forças naturais.

Este dado científico está de acordo com o que a Bíblia diz

Digno és, Senhor, de receber glória, e honra, e poder; porque Tu criaste todas as coisas, e por Tua vontade são e foram criadas.
Revelação 4:11
A vida não é algo que está “destinado” a acontecer mal as condições naturais certas estejam alinhadas, mas sim algo que só poderia existir se Deus assim o quisesse.

Como sempre acontece, a ciência está em pleno acordo com a Palavra de Deus.


Referência: “Evolution: A Theory in Crisis”, páginas 261 e 262 (Versão inglesa)

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Biologia and tagged , , , . Bookmark the permalink.

30 Responses to Origem da Vida: A presença de oxigénio e as ramificações para o ateísmo

  1. ND says:

    realmente um problema complexo. Bom.. há muitos problemas complexos.
    http://aeiou.visao.pt/hawking-exclui-deus-da-criacao-do-universo=f571042

    Like

  2. Felipe says:

    Jamais existiu resposta tão facil quanto deus. “Pq o sapo pula? Deus” , “De onde vem o universo? Deus”. Dificil é formular a teoria das supercordas e, por ela, formular uma possivel resposta para o surgimento do universo. Acorvadamento puro usar deus como resposta. Sorte a nossa que a esmagadora maioria dos cientistas são ateus!

    Like

  3. jonas says:

    Interessante,pois primeiro intitula o livro de “The Grand Design” e depois evoca o acaso e a Gravidade como os “criadores” do Universo.Pergunta-se:Como Hawhing consegui entrar no “antes” do Big Bang para ter esta afirmativa absoluta?Creio que realmente ele está viajando nas estrelas da abstração.Onde estão as provas cientifícas desta afirmação?De “achismo” a cosmologia está completamente embebida.Realmente há muitos problemas complexos.

    Like

  4. Israel Goncalves de Oliveira says:

    Interessante ele se posicionar assim no final de sua vida. Por que será que ele não fez isso antes quando era “mais lúcidos”? Bom, dexa o cara!

    E tem outra, mal sabemos o que é a gravidade, mal conseguimos chegar perto de uma teoria unificadora.

    Quanto ao texto em questão:

    Caro Mats,

    Sendo “chato”, gostaria de adicionar uma contra argumentação a idéia de que sem ozônio não teríamos uma biosfera.
    Concordo que sem a proteção dessa atmosfera enorme e cheia de oxigênio nem teríamos água em nosso planeta, devido à alta velocidade térmica. Mas! Conhecendo a mente de um crente na evolução e na abiogênese, poderia supor que foi liberado muitos outros tipos de gases durante a “secagem” da crosta terrestre e que esses gases protegeram a terra enquanto forma-se vida complexa o suficiente em quantidade o suficiente para produzir tanto oxigênio e, de alguma forma, “limpar” a atmosfera desses gases primitivos.

    Digo isso por que essa contra argumentação está no mesmo nível que a tua: não temos provas, pouquíssimas ou nenhuma evidência e tudo depende de postulados. Não que a tua seja ruim, mas devido a capacidade de extrapolação, faz-se necessário ir além!

    Sim! Tenho muito imaginação! Eu já foi um ultra evolucionista, sei do que eu tô falando! ahahahhaa

    É uma hipótese, parece uma fábula, mas, na minha opinião, quem crê na abiogênese, crê em qq coisa!

    Forte abraço Mats!

    Like

  5. Adim says:

    ´Sorte a nossa que a esmagadora maioria dos cientistas são ateus!“
    Tem numeros estatiticos ou essa é outra MENTIRA de Ateu?

    Like

  6. Sérgio Sodré says:

    Não sei se a maioria dos cientistas é ateia, mas há alguma justificação no sentido em que, para o seu trabalho, é psicologicamente importante que não deixem as suas investigações do mundo natural serem influenciadas por considerações transcendentais ou por livros feitos sob “inspiração divina”. A investigação científica apenas se deve submeter à razão humana senão não teríamos ciência.
    No entanto é provável que a maioria tenha, em paralelo ao seu trabalho, algum tipo de filosofia religiosa que admita algum tipo de Deus, embora não necessariamente a maioria aceite o deus bíblico…
    Será que nunca se fizeram inquéritos anónimos entre cientistas?

    Like

  7. Ana Silva says:

    Mats:

    Não é necessária a presença de oxigénio para a vida evoluir. E até já foram encontrados organismos multicelulares que não usam oxigénio. Também não é fundamental a existência de uma camada de ozono.

    A utilização de oxigénio não é um factor fundamental para a adaptação de um ser vivo ao meio ambiente. Na verdade o oxigénio em excesso é toxico para os seres vivos terrestres…

    … mas quando controlado a nível celular, o oxigénio dá muito jeito!!! A sua capacidade de “aceitar dois electrões” permite, via “cadeia respiratória” (situada nos mitocôndrios, no interior das células) a produção (regeneração é o termo cientificamente correcto) de muitas moléculas de ATP (adenosina tri-fosfato). O ATP é uma molécula que “fornece a dose certa de energia para os processos químicos que acontecem nas células.

    Embora com menos eficiência, outros elementos podem ocupar o lugar do oxigénio como “aceitadores de electrões”, utilizando uma “cadeia respiratória”.

    A “Origem da Vida” é explicada por processos químicos e físicos, não biológicos. Foi isso que fez um grupo de investigadores que publicou um estudo em que propõem uma “Origem da Vida” alternativa à “sopa orgânica” ou “sopa primordial” (estudo a que se referiu num dos seus posts, já à alguns meses).

    Segundo esse grupo a Vida pode ter tido origem em fontes hidrotermais, no fundo do oceano, onde os raios ultra violeta têm mais dificuldade em chegar. Se for esse o caso a falta da camada de ozono não é propriamente um problema.

    Like

  8. Adim says:

    Discordo, esse argumento, apear de menos obvio, tb é uma propaganda Ateia, ´´Nosso lado tem a razão e a logica, o outro lado não as tem“.

    O proprio Blog mostra uma lista de gente que cujo o Teismo não lhes causou nenhuma dificuldade com cientistas, coseguiram fazer Ciencia com distinção.

    https://darwinismo.wordpress.com/2008/02/09/cientistas-criacionistas-fundadores-da-ciencia-moderna/

    Like

  9. jonas says:

    Ana!
    Gostaria que me explicasses a “Origem da Vida” através de processos puramente Físicos e Quimicos e se esse “fato” já está comprovado empiricamente.Também como a Informação complexa e especificada se originou através da simples montagem dos Blinding Bloks(blocos essenciais constituídos pelo fosfato,acucares e Bases Nitrogenadas.)O mundo Rna está com sérias dificuldades de se estabelecer cientificamente,pois em todos os suas vias há passos termodinamica e quimicamente difíceis ou impossíveis de se realizar.Vou lançar algumas impossibilidades ou dificuldades:No primeiro passo de montagem dos Blocos essenciais construtivos,as condições realísticas da Terra Primitiva tem se mostrado com impossibilidades ímpares,pois os Blocos de construção do Rna são altamente instáveis e eles se degradam rapidamente,e também as condições quimicas que permitem a produção de determinados blocos de construção(Rna)são imcompatíveis com a produção de outros.(A síntese de bases Nitrogenadas são imcompatíveis com as condições de sintese de Açucares,porque num meio de alta concentração de nitrogenio voce inibe a formação de açucares,e onde voce tem um meio que facilita a formação de açucares voce inibe a formação de compostos Nitrogenados).Este é um primeiro problema,o segundo é a polimerazação de AA,s,pois eles requerem condições Anidras,o que era dificil nos primordios da Terra.Então como vês a muitas dificuldades no Mundo Rna,portanto a “Origem” química e física da Vida,não se sustenta cientificamente.Toda a simplificação evolucionista esbarra na complexidade da Vida,e também na impossibilidade de lançar maõ de dados fidedignos da Terra Primitiva.O importante é sempre estar buscando onde estão os “gargalos” de uma “ciência” que rejeita qualquer intromissão do sobrenatural,mas na sua essência está impregnada de pressupostos e preconceitos.A verdadeira CIÊNCIA deve seguir as evidências aonde elas forem dar,não importanto a cosmovisão.E se DEUS é a resposta para o ato CRIADOR do Universo?Qual é a evidência empirica que que definitivamente diz que a hipótese DEUS não é possível???

    Like

  10. Ana Silva says:

    Jonas:

    Quem disse que as primeiras moléculas biológicas eram RNA’s? O RNA é uma molécula bem complexa! Eu começava por coisas mais simples. O ATP, por exemplo. Ou ácidos e bases presentes numa solução.

    Que tal começar com um conjunto de moléculas orgânicas mais simples? As moléculas orgânicas são construídas à base de cadeias de carbono. Os álcoois, por exemplo, são moléculas orgânicas, assim como todos os constituintes da gasolina e do gás natural.

    Podemos criar moléculas novas vencendo as impossibilidades/dificuldades que refere utilizando catalisadores. Não precisam de ser enzimas, que no geral são grandes complexos de proteínas, basta apenas terem a capacidade de catalisar reacções químicas “impossíveis”. Estes catalisadores, inorgânicos ou não, são bem conhecidos. São, por exemplo, peças fundamentais na produção industrial de matéria prima.

    Depois é necessário criar uma fronteira, uma barreira natural que separe este conjunto de moléculas do exterior. Pode ser feita à base de lípidos, pode ser uma cavidade muito pequena (poro) numa rocha, ou outra. Isto é importante para que se possa criar um ambiente (ou meio) com características diferentes do exterior.

    Depois é importante poder controlar as características do meio interior para poder melhor controlar o que acontece no interior. A partir dai já se pode fazer aminoácidos (e outras bases azotadas) e açucares ao mesmo tempo, no mesmo local. E até macromoléculas como as proteinas, o DNA e o RNA.

    E por ai adiante…

    Terá existido uma intervenção divina na Origem da Vida na Terra? Não sei responder a essa questão. Mas ela não é uma questão científica.

    Não tenho conhecimento de nenhuma hipótese científica que negue a existência do divino.

    P.S.: Em Portugal o termo cientificamente correcto para “bases nitrogenadas” é “bases azotadas”, visto que, em geral, se utiliza a palavra “azoto” e não “nitrogénio”.

    Like

  11. jonas says:

    Ana!
    Sou brasileiro e aqui a expressão usada é bases nitrogenadas ao invés de azotadas,então compreenderás quando falar em “nitrogenadas’.
    O que me impressiona nos evolucionistas e adeptos da Abiogênese,é o simplismo de como tratam as questões pertinentes.Se fosse tão simples assim como falaste sobre a origem abiogênica da Vida possilvelmente com nossa tecnologia atual já teríamos desvendado o seu “mistério”.Os “teus passos” para fugires da impossibilidade do Mundo Rna “criado” na Terra primordial a nível celular é inócuo em relação a VIDA,pois em algum momento irás se defrontar com a Origem da Informação a nível celular para a “montagem” das maquinas celulares ,tão essenciais a ela.Se estas moleculas “simples” reunidas e na presença de catalizadores com uma missão impossível termodinamicamente falando,simplesmente forem “envolvidas”por uma membrana lipídica,criando o seu “self”,então o milagre vai ocorrer transformando os “sapos”(moléculas novas???) em “príncipes”(Dna e Rna) e então eis o resultado,oh nós aqui!!!(desculpe a brincadeira)Creio Ana,que é preciso muito mais que “ajustes” químicos e físicos para se constituir a VIDA biológicamente falando,pois a INFORMAÇÃO é algo IMATERIAL,e a vida é INFORMAÇÃO.A quimica não é a base da Vida.A quimica é o meio;a INFORMAÇÃO é a MENSAGEM.Se a vida fosse tão simples como me relataste,então a todo instante ela poderia vencer a Entropia reinante neste Universo e voltaríamos a viver,pois é questão de quimica segundo a tua ótica.Ana,olha que frase interessante de Bacon:”O ateu procura convencer os outros para se persuadir a si próprio.”Tirando o termo ateu para não rotular,isto é uma grande verdade,portanto não devemos defender acriticamente a nossa cosmovisão,procurando sempre a Verdade acima daquilo que gostaríamos que fosse essa tal Verdade.

    Like

  12. Ana Silva says:

    Jonas:
    A quimica é (também) a base da Vida.

    Tudo o que se passa no interior da célula pode ser explicado recorrendo exclusivamente a conceitos e teorias da Química.

    A presença de catalizadores torna a missão possível, termodinamicamente falando. A nível celular essa é a razão para a existência de catalisadores.

    Eu acredito na possibilidade de existir vida forra da Terra. E não me custa acreditar que a Vida possa ter aparecido em diferentes locais da Terra, em diferentes tempos e locais.

    Não percebi que ideia quer transmitir quando fala sobre “informação”. Mas a parte do seu texto relativo a “sapos” e “príncipes” resume mais ou menos de a ideia que queria transmitir. Até acredito (mas posso estar errada) que a transição de moléculas simples para macromoléculas possa ser um processo “rápido”.

    Like

  13. Ana Silva says:

    Um último apontamento que me esqueci de referir. Se fosse conhecida com maior grau de certeza as características (propriendades físicas e químicas) do local onde surgiu a Vida “possilvelmente com nossa tecnologia atual já teríamos desvendado [esse] “mistério””.

    Like

  14. jonas says:

    Ana!
    Tenho a impressão que extrapolastes ao afirmar que “tudo que se passa no interior da celula pode ser explicado recorrendo-se a conceitos e teorias quimicas.”Primeiramente percebo que para voce o imaterial não existe,portanto tudo é material ou matéria ou fruto de oxi-reduções e forças intermoleculares,então não entenderias parte de meu texto onde falo sobre a Informaçãopois ela transcende e em muito a “materialidade” da célula e suas funções,A experiência continuada e repetitiva nos diz que é a informação é lógica e racional,pois todo código é fruto de inteligência ou de uma atividade consciente.Você pode juntar macromoléculas de todas as formas(proteínas) mesmo assim o que determina a Vida é a informação que será contida nelas(através de seu agrupamento,Dna e Rna),para que elas tenham uma função específica,podendo-se assim gerar complexidade. A Vida só é possivel se estiver contido dentro da célula Informação complexa e especificada,esta informação(DNA) vai através de uma hierarquia informacional construindo celulas diferenciadas,tecidos,orgãos,sistemas e planos corporais novos.A informação do Dna é essencial para construir as proteínas,mas elas em si não definem como estas (proteínas) se organizarão em tudo o que falei acima(tecidos…)Pense na montagem de um computador e veja que há informações diferenciadas e niveis informacionais para o construir,desde a instrução de montagem de um componente elétrico,passando pela instrução de montagem do circuito eletrico até se chegar ao computador.Na célula ocorre esta mesma sequência,mas as proteínas é que são essenciais para isso,sendo conduzidas pela informação contida no Dna e também em niveis mais altos, como a Informação Ontogênica.A quimica não explica a “mensagem” deixada no Dna,pois somente ligações covalentes,pontes de hidrogênio,ligações de Van der Walls,pontes dissulfeto,interações dipolo-dipolo não explicam toda esta especificidade.Em outro post falo para ti sobre a origem da informação genética sobre uma perspectiva termodinamica,e aí entenderás que a quimica tem o seu limite,e o seu limite chama-se informação irredutivelmente complexa e especificada,de base imaterial.

    Like

  15. jonas says:

    Ana!
    Respondendo ao seu último apontamento,sera????

    Like

  16. jonas says:

    Ana!
    Mandei um post anterior a este falando sobre a impossibilidade da quimica em determinar a Vida e sua complexidade,porque há algo de imaterial na essência da Informação que é a base da Vida.Não sei qual a sua área de estudo, percerbo que é quimica,mas é preciso que eu me aprofunde em questões biológicas para te levar a refletir sobre a impossibilidade de que as oxi-reduções ligações covalentes,de Van der Walls,pontes de hidrogenio,dipolo-dipolo e outras não levam a construir a célula com as suas várias maquinas moleculares(na verdade uma cidade hig-tec) trabalhando com informação complexa,irredutível e especificada para a sua montagem.As montagem da proteínas é apenas a ponta do iceberg,porque elas precisam ser específicas para uma determinada função e isso é quase uma improbabilidade matematica.Só para te dizer sobre esta improbabilidade,se calcula que para se formar 1 proteína funcional com 150 aminoácidos,este numero seria 1×10 na potência de 195.Para tentares mensurar isto,o Universo tem 10 na potencia 80 partículas.Isto é uma só proteina,se temos aproximadamente 25000 genes e se cada um expressar uma proteína então…mas um Gene expressa mais de uma proteína,através da variação de expressão de seus Introns,então o número pode ser muito maior.A Geração expontanea da vida é tremendamente afetada pela Informação necessária para a montagem das maquinas moleculares tão essenciais para as rotas biossintéticas se desenvolverem nas celulas.Vou deixar uma afirmação de George Wald;”Temos apenas que comtemplar a magnitude da tarefa para perceber que a geração expontânea da vida é impossível,mesmo assim nós somos resultado,eu acredito de Geração expontânea.”Veja a fé permeia todos os ambientes,até os ditos científicos.Para mim este tipo de “ciência” não é a CIÊNCIA verdadeira,onde o preconceito não graça.

    Like

  17. jonas says:

    Ana!
    Meu post anterior não foi enviado,então fique com este acima que já tem material de argumentação contra a geração expontânea e a impossibilidade da quimica como “criadora” de toda complexidade e diversidade.

    Like

  18. Anonimo says:

    Parabéns Jonas! Você disse tudo! Mesmo sendo meio ilógico a idéia de um ser barbudo que criou tudo, a ciência NÃO PODE explicar a existência da vida por processos aleatórios, pois isso e impossível. Até o maior ateu (Richard Dawkins) admite a complexidade da vida.

    Like

  19. Mats says:

    Anonimo,

    Parabéns Jonas! Você disse tudo! Mesmo sendo meio ilógico a idéia de um ser barbudo que criou tudo

    lol

    Supostamente o “Ser Barbudo” é Deus, portanto convém perguntar: como é que a verdade pode ser ilogica se a verdade é uma das formas a partir da qual nos vemos o que é ilógico e lógico?

    a ciência NÃO PODE explicar a existência da vida por processos aleatórios, pois isso e impossível. Até o maior ateu (Richard Dawkins) admite a complexidade da vida.

    Complexidade por si só não aponta para Deus. A complexidade especificada é que aponta para o Criador. A areia da praia é complexa mas não é especifica. O padrão “11111111111111111111111” é específico mas não é complexo.

    O padrão “O teu comentário não faz sentido” aponta para uma causa inteligente porque é complexa e específica.

    Like

  20. Ana Silva says:

    Jonas, Mats e Anónimo:

    Não tenho muito tempo, pelo que o comentário será curto.

    Explicar porque é que o comentário do Jonas é, para ser simpática, redutor leva espaço e principalmente tempo.

    O que William Dembki defende, a “inferência de design” já foi debatido e dissecado por cientistas de diferentes áreas, incluindo Análise de Informação. O “explanatory filter” não funciona, facto que vos pode ser explicado por pessoas bem mais competentes em Biologia do que eu. Sem esse filtro a ideia de inferência de design “cai por terra”.

    A questão da probabilidade ínfima “não cola”. Logo para começar porque parte do princípio que todas as alterações têm de acontecer “em sequência”. O que não é obrigatório.

    Como referi num outro comentário “É por entender de Biologia Molecular um pouco [e] ter uma boa noção dos processos associados ao DNA, RNA e produção de proteínas no interior da célula que defendo o que fui referindo ao longo dos meus comentários.” Serve também neste caso.

    Conheço muito bem a complexidade actual dos processos biolológicos. Não implica obrigatoriamente que a Vida tenha “surgido do nada” tão complexa como é hoje.

    Num pequeno aparte digo-lhe que, tendo em conta a sua defesa de que “complexidade implica design inteligente”, estranho que não refira as vias metabólicas e a sua regulação na sua defesa. Se ainda não domina esta área da Biologia Molecular aprofunde um pouco mais: é um “maravilhoso mundo novo”!

    Like

  21. Anonimo says:

    Mats,

    Supostamente o “Ser Barbudo” é Deus, portanto convém perguntar: como é que a verdade pode ser ilogica se a verdade é uma das formas a partir da qual nos vemos o que é ilógico e lógico?

    Mats, isso não faz sentido, porque você tem tanta certeza que Deus tem a nossa imagem?

    Pois, se Deus existir, ele deve ser somente “espírito”, certo?

    Like

  22. Mats says:

    Anonimo,

    Supostamente o “Ser Barbudo” é Deus, portanto convém perguntar: como é que a verdade pode ser ilogica se a verdade é uma das formas a partir da qual nos vemos o que é ilógico e lógico?

    Mats, isso não faz sentido, porque você tem tanta certeza que Deus tem a nossa imagem?

    Mas eu não acredito que Deus tem a nossa imagem física. Onde é que vês isso no texto? Eu disse “supostamente” por alguma razão.

    Pois, se Deus existir, ele deve ser somente “espírito”, certo?

    Certo, tal como diz João 4:24.

    Like

  23. Anonimo says:

    Ok Mats, tudo resolvido!

    Mas porque o cristianismo é a verdade e as outras religiões diferentes não são?

    Isso não implica na não existência de alguma divindade?

    Se Deus realmente existe, porque existe tantas religiões?

    Outra, a evolução não existiu, mas isso não significa que Deus existe!

    Like

  24. Mats says:

    Anonimo,

    Mas porque o cristianismo é a verdade e as outras religiões diferentes não são?

    Tantas respostas que se podem dar..
    1. Pela mesma razão que 2+2=4 e quem diz que 2+2=5 está errado.

    2. O cristianismo é a verdade porque é a única ideologia que explica a existência humana de forma coerente. Se o cristianismo é falso, então ficamos sem fundamento para muitas das coisas que nós aceitámos sem as questionar.

    Isso não implica na não existência de alguma divindade?

    Se o cristianismo está certo, então isso implica que só há Um Deus. Quem disser que há vários deuses está errado.

    Se Deus realmente existe, porque existe tantas religiões?

    Essa pergunta não faz sentido. Deixa-me mostrar:
    ” Se os medicamentos existem, porque é que existem pessoas que não os tomam quando estão doentes?”

    A primeira parte da tua pergunta não tem nada a ver com a segunda uma vez que a existência de Deus não é refutada pela existência de várias religiões. Semelhantemente, Deus não Se tornaria Uma Realidade apenas e só por existir só uma religião.

    O facto de existirem muitas religiões mostra apenas que….existem muitas religiões. Nada mais.

    Se não me engano, o teu próximo ponto vai ser algo do tipo “Mas se Deus existe, porque é que Ele não mostra a toda a humanidade qual é a verdadeira religião?”. Se for este o teu seguimento, mais uma vez deixa-me dizer que uma não segue a outra.
    Deus pode muito bem ter mostrado a toda a humanidade qual é a maneira de ter vida eterna mas a humanidade ter rejeitado essa vida eterna. Deus não pode ser Culpado pelos pecados do homem, certo?

    Além disso, a meu ver, fora do judaico-cristianismo, as religiões humanistas são essencialmente iguais na forma de atingir a vida eterna: auto-soterismo.
    Enquanto que Deus diz “Eu vou-vos salvar” as religiões dizem “o homem vai-se salvar a si mesmo”.

    O ateísmo, o islão, o hinduísmo, o humanismo secular, o paganismo, o budismo, e etc. são ideologias que visam focar-se no que o homem pode fazer para se melhorar. Deus, por outro lado, diz-nos que não há nada em nós que nos possa tornar melhores à parte do Poder de Deus.

    Portanto, para mim só há duas religiões: a religião onde Deus salva o homem, e a religião onde o homem tenta salvar-se. Esta última tem várias variantes mas são no fundamental essencialmente a mesma.

    Outra, a evolução não existiu, mas isso não significa que Deus existe!

    Se a vida não se criou a si mesma, então foi criada por Alguém. Não há outra opção.

    Aliás, os evolucionistas desde o tempo de TH Huxley tiveram sempre o cuidado de dizer que “como Deus não pode ter criado isto”, então “isto” evoluiu.

    O reverso tem que ser válido também: como a evolução nunca aconteceu, então Deus deve existir. Tem que existir Alguém que tenha criado a vida.

    Like

  25. Anonimo says:

    Mats,

    Aliás, os evolucionistas desde o tempo de TH Huxley tiveram sempre o cuidado de dizer que “como Deus não pode ter criado isto”, então “isto” evoluiu.

    O reverso tem que ser válido também: como a evolução nunca aconteceu, então Deus deve existir. Tem que existir Alguém que tenha criado a vida.

    Caro Mats, quem sabe se não foram os alienígenas que nos criaram?

    Alienigenas não são Deus, ou são?

    (Detalhe: sou Agnóstico)

    Like

  26. Sérgio Sodré says:

    “Portanto os ateus tem um problema científico grave para resolver:
    Na presença de oxigénio, a vida não poderia evoluir.
    Na ausência de oxigénio, a vida não poderia evoluir.”
    Porquê os “ateus” e não qualquer pessoa racional tem um problema científico…
    Resposta científica:
    Existem vestígios de que as cianobactérias, unicelulares e vivendo já ao nível do mar, dissociaram dióxido de carbono e libertaram oxigénio há 3.500 milhões de anos. Todo o oxigénio do mundo está aqui como uma dádiva dos reinos de bactérias fitissintéticas. Sem bactérias não haveria oxigénio. Todavia, apenas quando o que existia na Terra suspceptível de oxidar é oxidado é que os níveis de oxigénio na atmosfera começaram a subir.
    A vida unicelular terá começado nas proximidades das chaminés hidrotermais do mar profundo onde estavam protegidas da radiação vinda do espaço exterior. Evoluiram formas de vida que usavam a energia da luz do Sol para dissociarem dióxido de carbono em açúcar e oxigénio, um processo chamado fotossíntese.

    Like

  27. Sérgio Sodré says:

    Atenção: o Islão é, ainda mais do que o Cristiasnismo, a religião onde Deus salva o homem e não é este que se salva por si mesmo. Há mais “determinismo” na pura submissão do homem a Alá, do que no cristianismo em que se reconhece a importância decisiva das “obras” (tirando alguns ramos do protestantismo em que tudo se resolve pela “Fé” e predestinação…).
    Se Deus foi a origem da vida isso, só por si, em nada vai contra a teoria da evolução. Deus poderia ter decidido que a vida acontecesse mas depois seguiria o seu rumo pelas leis naturais por Ele definidas, ou seja evoluiria por adaptação ao meio, selecção natural, etc…

    Like

  28. Mats says:

    Sodré,

    Atenção: o Islão é, ainda mais do que o Cristiasnismo, a religião onde Deus salva o homem e não é este que se salva por si mesmo.

    Não é não. Os muçulmanos não acreditam que o homem possa ser salvo a não ser pelas suas “boas obras”.

    Há mais “determinismo” na pura submissão do homem a Alá, do que no cristianismo em que se reconhece a importância decisiva das “obras” (tirando alguns ramos do protestantismo em que tudo se resolve pela “Fé” e predestinação…).

    O muçulmano, mesmo que siga todos os 5 pilares da sua fé, nunca sabe se está salvo ou não. O próprio profeta do islão, segundo algumas tradições, não sabia o que o seu deus faria com ele depois de morto.

    Se Deus foi a origem da vida isso, só por si, em nada vai contra a teoria da evolução.

    Vai sim, porque a teoria da evolução diz que a vida é SÓ o resultado de um processo natural sem intervenção Divina.

    Deus poderia ter decidido que a vida acontecesse mas depois seguiria o seu rumo pelas leis naturais por Ele definidas, ou seja evoluiria por adaptação ao meio, selecção natural, etc…

    Isso é cientificamente impossível (as leis naturais não tem a capacidade de gerar novas estruturas) e Bíblicamente errado. Deus diz em Êxodo 22:11 que Ele fez o mundo em 6 dias, portanto não há margem para um mitológico processo evolutivo.

    Like

  29. Sérgio Sodré says:

    Mats,

    dizes “O muçulmano, mesmo que siga todos os 5 pilares da sua fé, nunca sabe se está salvo ou não. O próprio profeta do islão, segundo algumas tradições, não sabia o que o seu deus faria com ele depois de morto.”

    Ou seja estamos de acordo, o homem não se consegur salvar por si mesmo no Islão. apenas lhe cumpre a inteira submissão aos ditames divinos e esperar ser salvo. Apenas Deus salva no Islão… tal como no cristianismo, ou então não percebi o teu argumento…

    Há uns atrás li todo o Alcorão e, talvez já não me lembre bem dos pormenores, fiquei bastante mal impressionado. Parece-me extremamente primário, feito de grandes frases mais do que histórias exemplares. Pedia-se uma actuação mecânica dos fiéis. Tudo aquilo era mais para ser ouvido recitar do que para ler e pensar. Embora posterior, é muito menos rico do que o Novo Testamento.

    Like

  30. Mats says:

    Sodré,

    dizes “O muçulmano, mesmo que siga todos os 5 pilares da sua fé, nunca sabe se está salvo ou não. O próprio profeta do islão, segundo algumas tradições, não sabia o que o seu deus faria com ele depois de morto.”

    Ou seja estamos de acordo, o homem não se consegur salvar por si mesmo no Islão. apenas lhe cumpre a inteira submissão aos ditames divinos e esperar ser salvo. Apenas Deus salva no Islão… tal como no cristianismo, ou então não percebi o teu argumento…

    Mas não é tal como no cristianismo. No cristianismo tu pode saber HOJE se vais viver para sempre com Deus ou em tormentos (inferno). Daí a distinção.
    https://darwinismo.wordpress.com/2008/08/10/o-plano-da-salvacao-de-deus/

    Há uns atrás li todo o Alcorão e, talvez já não me lembre bem dos pormenores, fiquei bastante mal impressionado.

    Foi o que aconteceu comigo também. Havendo passado a minha vida a ler a Bíblia, com a sua divisão e organização, eu estava à espera de algo assim por lá. Isto foi durante a altura em que eu pensava que o islão poderia ser revelação de Deus. Mas depois disso, (e depois do 11 de Setembro e da atitude dos muçulmanos) eu vi que está ideologia não vem do Meu Deus. Para além disso passei horas a ler sobre o islão (principalmente sobre a forma como a “revelação” vinha a Muhammad) e fiquei logo a ver as origens dessa ideologia politio-religiosa.

    Parece-me extremamente primário, feito de grandes frases mais do que histórias exemplares. Pedia-se uma actuação mecânica dos fiéis. Tudo aquilo era mais para ser ouvido recitar do que para ler e pensar. Embora posterior, é muito menos rico do que o Novo Testamento.

    Exacto. Eu tentei ler o Alcorão todo, mas só consegui aos bocados. Não dá para ler tudo duma vez. Além disso, sem se saber da história por trás (as tradições já dão contexto histórico) não se sabe nada do que se fala.

    É uma confusão autêntica.

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s