Governador mexicano é multado por mencionar Deus

Isto num país esmagadoramente católico. Qualquer dia ser cristão vai ser o mesmo que ser judeu na Alemanha nazi dos anos 30. Será?

Obrigado esquerdistas.

No passado, considerava-se delito blasfemar contra o nome de Deus, agora é crime mencioná-lo. Esse foi o caso do atual governador de Sinaloa, México, Mario López Valdez (foto acima) que venceu as recentes eleições para o governador e foi multado por ter, durante sua campanha eleitoral, pronunciado o nome de Deus.

O Tribunal Eleitoral do Poder Judiciário da Federação, órgão máximo na matéria no México, alegou a laicidade do estado e a proibição constitucional que proíbe o uso de expressões religiosas em disputa eleitoral, para justificar a punição.

Os Partidos derrotados ainda se acharam no dever de denunciar ao tribunal que Mario López invocou a proteção de Deus em outras ocasiões.

Como bem alertou o Professor Plinio Corrêa de Oliveira, em seu livro Revolução e Contra-Revolução, “o laicismo é uma forma de ateísmo. (…) Ele afirma a impossibilidade de se ter certeza da existência de Deus. De onde, na esfera temporal, o homem deve agir como se Deus não existisse. Ou seja, como pessoa que destronou a Deus.” (Parte I, Cap VII, pág 63, Art Press, 1998)

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Religião, Sociedade and tagged , , , , , . Bookmark the permalink.

2 Responses to Governador mexicano é multado por mencionar Deus

  1. Quer dizer, isto se não fosse trágico até seria cómico.
    Por mencionar o nome “Deus” é multado e se for um atéista a usar o nome “Deus” por chacota ou para blasfemar provavelmente não seria multado. Deduzo eu, não sei.

    Só é multado quem usa o nome “Deus”, por acreditar que Ele existe. Onde vamos parar?

    Like

  2. halphee says:

    As pessoas não querem mais ter nada a ver com Deus sendo fato ou não. Quem age assim são os adolescentes quando querem sair de casa para morar sozinhos – A tal da independência. Têm vergonha dos pais e por isso não querem ser vistos com eles. Mas quando as coisas apertam, quando falta dinheiro, quando tem roupa para lavar, pagar os impostos, etc. A quem recorrem? Aos pais. Assim é a humanidade. Repudiam Deus, mas na hora do aperto a primeira frase é: Meu Deus!

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s