Bill Gates: Temos que matar tudo e todos para acabar com o não existente aquecimento global

Controle populacional“. Esta frase pode estar na base das grandes políticas económicas e médicas do nosso tempo.

Há um grande número de indivíduos que genuinamente acredita que a única forma de “salvar” a Terra é reduzir drasticamente o número de pessoas que existem. Isso pode ser feito de várias formas: aborto, recusa de assistência médica, genocídio em nome de qualquer ideologia esquerdista ou promoção de comportamentos auto-destrutivos.

A tragédia dessa crença é que muitos dos seus proponentes estão colocados em lugares chave da política mundial. Não só isso, mas também contam com grandes financiadores para a sua causa. Bill Gates é um deles.

Bill Gates pode ser um génio quando se trata de computadores mas é um tótó quando abre a boca e começa a falar do não-existente AGA (aquecimento global antropogénico). Ou isso ou ele é maldoso ou mentalmente desequilibrado.

No vídeo debaixo podemos ver Gates a apelar para “melhorias” no sistema de saúde – e nas vacinas – de forma a que a população mundial possa ser reduzida em mil milhões (reduzindo assim as emissões do inofensivo dióxido de carbono).

Vamos pensar um pouco: que “sistema de saúde” seria esse que reduziria em milhões a população mundial? Geralmente quando o sistema de saúde melhora, a população mundial aumenta. Que misterioso “sistema de saúde” tem o Gates em manga? Infelizmente ele não diz.



Para a demente alegação de Gates de que as emissões de CO2 tem que ser reduzidas para zero, matar mil milhões de almas com sinistras vacinas anti-vida não seria suficiente. Uma vez que os animais exalam CO2, e uma vez que as plantas libertam o mesmo químico quando entram em decomposição, isto significa que Bill Gates está a apelar para o término da vida na Terra.

Ou seja, de acordo com Gates, toda a vida tem que deixar de existir para que a Terra possa continuar a existir. Aparentemente o propósito seria trancar o clima num sitio para que, pela primeira vez na História da humanidade, ele não variasse.

Que pena que ninguém estará cá para ver se o método de Gates funciona.

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Biologia, Sociedade and tagged , , , , . Bookmark the permalink.

8 Responses to Bill Gates: Temos que matar tudo e todos para acabar com o não existente aquecimento global

  1. Nuno Dias says:

    exactamente em que parte do vídeo o vês a apelar ao assassínio?
    tu recusaste a ser vacinado?

    Like

  2. Mats says:

    Nuno,
    Que “sistema de saúde” é esse que reduz a população mundial?

    Like

  3. Portanto és da opinião que não se deve dar acesso a meios de controlo de nascimentos( anti -concepcionais) e deixar as coisas como estão.

    Sabes que em África as mães tem de ter um número elevado de filhos para que um sobreviva ?

    Pensas que proporcionar a mulheres do terceiro mundo cuidados de saúde e anticoncepcionais, assim como vacinas e cuidados médicos básicos não lhes iriam permitir ter menos filhos mas mais saudaveis?

    Tens ideia da quantidade de jovens em África e na Ásia morrem ou ficam gravemente doentes por fazerem abortos em situações miseráveis?

    A qualidade de vida existe em países em que se pode controlar o número de nascimentos e investir mais na educação e saúde dum pequeno número de filhos.

    Claro que não espero que compreendas ou aproves algo que tenda a melhorar a qualidade de vida de populações.

    E antes que o digas digo eu que sou contra o aborto. Contra o aborto, os acidentes de automóvel, os terramotos e as amputações.

    Só não me parece que proibir os acidentes de automóvel e impedir as vitimas de tratamento médico melhore alguma coisa.

    E repara que até o próprio Papa já revê a sua posição quanto ao preservativo. No que é óbvio. Devemos escolher o mal menor.

    E podes ter a certeza que se a população do terceiro mundo continuar a aumentar a este ritmo os recursos vão esgotar-se brevemente.

    Like

  4. Nuno Dias says:

    nenhum, no final ele fez referência ao controlo de natividade

    Like

  5. Sérgio Sodré says:

    A reversão da população mundial parece inevitável, é apenas uma questão de tempo directamente ligada ao colapso da energia barata baseada nos hidrocarbonetos (e encarecimento doutras matérias-primas vitais)… que serão cada vez mais caros e mais raros…. Infelizmente, é também muito provável que essa reversão acarrete tragédias e não decorra apenas de métodos pacíficos de controlo da natalidade…
    Muitos cristãos estão a ser profundamente hipócritas quando contestam certos alertas… pois muitos estão convencidos de que efectivamente se aproxima o final dos tempos… mas acusam os outros de alarmismo… enquanto entre si aguardam a parusia.

    Like

  6. Mats says:

    SOdré,

    Muitos cristãos estão a ser profundamente hipócritas quando contestam certos alertas… pois muitos estão convencidos de que efectivamente se aproxima o final dos tempos…

    A hipocrisia vem daqueles que se auto-intitulam de “benfeitores da humanidade” mas que apelam para “métodos de saúde” que REDUZAM a população mundial. Isso, sim, é hipócrita, falso e sujo.

    mas acusam os outros de alarmismo… enquanto entre si aguardam a parusia.

    O facto de aguardarmos a Vinda Gloriosa do Senhor não implica que tenhamos que suportar os métodos eugénicos de redução da população mundal.

    Aqueles que acreditam que há “sobrepopulação” no mundo são aqueles que estão mais próximos de suportar ideologias que visam ao extermínio em massa. E esse é o perigo.

    Like

  7. Sérgio Sodré says:

    Mats,
    Infelizmente é bem possível que o extermínio em massa venha a ocorrer, mas não será devido a qualquer ideologia maléfica… mas a fome e guerra derivada da escassez de bens essenciais perante uma procura excessiva. O verdadeiro perigo não vem de qualquer ideologia mas antes da dura realidade que se avizinha… os deuses queiram que eu esteja errado.

    Like

  8. Mats says:

    João Melo,

    Portanto és da opinião que não se deve dar acesso a meios de controlo de nascimentos( anti -concepcionais) e deixar as coisas como estão.

    O que são “meios de controlo de nascimento”? Aborto? Isso é assassínio.

    Sabes que em África as mães tem de ter um número elevado de filhos para que um sobreviva ?

    De que forma é que isso justifica o “sistema de saúde” que o Bill Gates quer impor, que, aparentemente, vai reduzir a população mundial?

    Quando os tratamentos médicos melhoram, a população aumenta. Que sistema de saúde é o que o Gates quer?

    Pensas que proporcionar a mulheres do terceiro mundo cuidados de saúde e anticoncepcionais, assim como vacinas e cuidados médicos básicos não lhes iriam permitir ter menos filhos mas mais saudaveis?

    Mas ninguém é contra cuidados de saúde a países pobres. Pelo contrário, se há pessoas que se preocupam com isso são geralmente os católicos e os evangélicos que lá vão construir escolas, hospitais e outras coisas. (OS ateus não parecem muito interessados nisso).

    O que eu digo é que o “sistema de saúde” do Gates cheira-me a esturro. Que método é esse que REDUZ a população mundial?

    Tens ideia da quantidade de jovens em África e na Ásia morrem ou ficam gravemente doentes por fazerem abortos em situações miseráveis?

    Há uma solução óbvia para isso: Não façam abortos.

    Claro que não espero que compreendas ou aproves algo que tenda a melhorar a qualidade de vida de populações.

    Melhorar a qualidade de vida não é o mesmo que “controlo populacional” ou “aborto”.

    E antes que o digas digo eu que sou contra o aborto. Contra o aborto, os acidentes de automóvel, os terramotos e as amputações.

    Tu não és contra o aborto.

    Só não me parece que proibir os acidentes de automóvel e impedir as vitimas de tratamento médico melhore alguma coisa.

    “Tratamento médico” não é o mesmo que “controlo populacional”. Medicina é uma coisa. Reduzr a população mundial é outra totalmente diferente.

    E repara que até o próprio Papa já revê a sua posição quanto ao preservativo. No que é óbvio. Devemos escolher o mal menor.

    ELe não disse o que os esquerdistas pensam que ele disse.

    E podes ter a certeza que se a população do terceiro mundo continuar a aumentar a este ritmo os recursos vão esgotar-se brevemente.

    Portanto temos que matá-los a todos, certo? Vamos reduzir a quantidade de africanos, e árabes, e chineses antes que os recursos mundias se esgotem, não é, João?

    Sabes quem mais pensava assim? Practicamente todos os genocidas do passado. Todos eles achavam que certo tipo de pessoas estavam a mais nesta Terra, portanto era preciso eliminá-los. Para o seu bem, claro.

    Já vimos este filme antes, e já sabemos como as coisas acabam.

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s