Feminista: Porque é que os homens não se querem casar com mulheres promíscuas?

Por incrível que pareça, existem algumas feministas que não querem reconhecer que a promiscuidade sexual é má para as mulheres em termos de encontrar homens dispostos a casarem-se com elas.

Feministas descobrem como funciona a economia de mercado (ou pelo menos o conceito de oferta) embora continuem inocentes no que toca a intersecção com a procura. Isto é quase como observar macacos a descobrirem que a coisa brilhante que se move por cima da pilha de madeira está quente.

A autora deste blog cita uma feminista que diz:

Nos média existe esta noção de envergonhar as mulheres promiscuas (eng: “slut”) e isto acontece num nível mais pessoal entre pessoas que se envergonham umas as outras.

Há também algo que é discutido em outros sites mas nunca falado nos média – algo chamado de “rejeição de promiscuas”. Esta última acontece com homens heterossexuais em busca de mulher com quem passar o resto da sua vida. Eu tenho alguma experiência pessoal com isto. O meu ex não tentou envergonhar-me mas mal soube mais sobre mim [o passado sexual], ele esfumou-se da minha vida.

Isto de se rejeitar as promiscuas está tão errado que as mulheres vêem-se obrigadas a recorrer a mentiras ou a esconderem o seu passado. Ambas as estratégias estão condenadas a ter efeitos contrários aos desejados.

A solução da feminista para o facto dos homens rejeitarem mulheres promiscuas quando pensam em casar? Simples:

Eu acho que se a maior parte das mulheres (ou muitas mulheres) tivessem uma história sexual frutífera, isso tornaria-se na norma e desde logo aceitável.

A escritora do blogue Susan Walsh comenta:

Isto é de facto uma declaração notável. A solução feminista para a rejeição de mulheres promiscuas é recrutar o maior número possível de mulheres para a promiscuidade de forma a que o mercado de mulheres sexualmente inexperientes desapareça.

Por outras palavras, os homens teriam a sua diversão enquanto fossem estudantes universitários mas quando chegasse a hora de casar a sua única opção seriam as mulheres “frutíferas”.

Esta declaração é interessante porque mostra que os homens não podem ser convertidos para o pensamento feminista. O Movimento das Mulheres destruiu muitos muros mas o cérebro do homem é a sua última fronteira, e o cerco feminista não consegue erradicar esta dualidade de critérios.

A reacção feminista às consequências não previstas e indesejáveis do seu feminismo é tipicamente fascista. Em vez de re-avaliar as suas crenças o que as feministas tentam fazer é reduzir todas as mulheres a objectos sexuais de forma a que os homens não tenham por onde escolher senão entre uma delas.

Talvez por isso é que as feministas tenham um ódio tão grande pela mulher que mantém o seu respeito e não “extravagaza” em promiscuidade sexual. Essas mulheres – aquelas suficientemente confiantes para saber que não precisam de sexo para se sentiram “poderosas” – estão literalmente a condenar as feministas a uma velhice infeliz e solitária.

Quarenta anos de indoutrinação feminista não conseguiram transformar a preferência masculina em casar com mulheres sexualmente conservadoras, por isso as feministas voltaram-se (com algum sucesso) para outra estratégia: transformar as mulheres em objectos sexuais.

Nem é preciso dizer isto, mas a estratégia feminista de tornar “promiscuizar” as mulheres está condenada ao fracasso. Isto pode ser visto de forma simples: a esmagadora maioria das feministas são mulheres caucasianas (brancas). A esmagadora maioria das mulheres do mundo não são caucasianas. Se os homens ocidentais não conseguirem encontrar mulheres sexualmente castas para casar no ocidente, ou eles não se casam ou casam-se com mulheres de outras etnias.

De qualquer das formas, as feministas e as sexualmente promiscuas vão ser rejeitadas pelos homens.

Conclusão:

A análise da Sra Walsh é de se louvar uma vez que ela reconhece uma realidade que muitas mulheres não descortinam. Todos os novos parceiros sexuais que as mulheres aceitam não só tornam essas mulheres marginalmente menos atraentes aos olhos dos homens interessados em compromissos permanentes, como também reduzem o seu potencial valor marital.

Ver também:

1. Vida sexual + relacionamento sério = satisfação

2. Como combater a epidemia de DST: Seguir a Bíblia

3. Homens tem um mecanismo anti-evolutivo que suporta a fidelidade

4. Feminismo aumenta felicidade …..do homem?!!

5. Coabitação ligada a aumento exponencial em risco de relacionamentos fracassados

6. Casamento Versão Ateísmo Continua a Falhar

7. Coabitação Prenupcial Pode Estragar Casamento

8. Geneticamente e Espiritualmente Programados Para a Monogamia


Modificado a partir do original

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Antropologia, Sociedade and tagged , , , , . Bookmark the permalink.

19 Responses to Feminista: Porque é que os homens não se querem casar com mulheres promíscuas?

  1. Chega a ser engraçado, até mesmo entre os homens promíscuos eles dividem as mulheres entre “para se divertir” e as ‘para casar”…

    Não é a toa que digo que o feminismo é a melhor coisa que aconteceu aos homens.. pelo menos os perversos HAHA

    Like

  2. Mats says:

    Charles,

    Chega a ser engraçado, até mesmo entre os homens promíscuos eles dividem as mulheres entre “para se divertir” e as ‘para casar”…

    É isso. O mais ridículo é que as feministas pensam que ir para a cama com 2 ou 3 homens diferentes todos os meses é uma forma de ganhar “poder”.

    Não é a toa que digo que o feminismo é a melhor coisa que aconteceu aos homens.. pelo menos os perversos HAHA

    BIngo!

    Por isso é que eu colei aqui um artigo que o Luciano escreveu. Eu pus o título de “Feminismo aumenta a felicidade ….do homem?”

    Mas, claro, temos que ver as coisas segundo o ponto de vista do marxismo cultural: Embora a promiscuidade esteja a destruir as mulheres, está ao mesmo tempo a destruir a estrutura da família. ESSE é o ponto fulcral do feminismo. As líderes feministas não se importam que, pelo caminho, algumas (muitas) mulheres tenham que ser “sacrificadas” pela “revolução”.

    Like

  3. Sérgio Sodré says:

    Em qualquer animal, racional ou não, o macho visa passar os seus genes através da fêmea… pois essa é uma forma de imortalidade e tem tudo a ver com o próprio sentido da vida. Este é um ponto relevante para a questão da promiscuidade… o macho quer ter a certeza que os filhos são seus enquanto que para a fêmea essa questão não se põe. Esta é a primeira base para que os homens em geral não queiram casar com mulher promiscuas… embora estas lhes interessem para efeitos de treino.

    Like

  4. jonas says:

    Sodré1
    Creio que há muito mais boas razões do que simplesmente “espalhar” os seus genes.Tenho certeza que se fores honesto contigo mesmo terás a nível intelectual,emocional e afetivo os verdadeiros motivos do “acasalamento”.Este seu “filtro” darwinista é deveras simiesco para uma relação a dois e posterior constituição familiar.

    Like

  5. Sérgio Sodré says:

    Mats,
    Um pai saber que um filho é biologicamente seu não é apenas simiesco… e eu disse que era uma “primeira base”… a constituição familiar sem descendência tem algo de estéril seja qual for o ser de que estamos a falar (por muito intelectual, emocional e afectiva que se possa considerar…). O verdadeiro impulso natural é continuar uma linhagem que virá de há 3.5 mil milhões de anos (organismos unicelulares) ou há de 6000 (Adão e Eva?), como quiseres…

    Like

  6. Sérgio Sodré says:

    Jonas,
    Por “reflexo condicionado” troquei Jonas por Mats foi uma simples distracção (o Mats está sempre a esgrimir comigo), penso que contigo a minha referência aos 6000 anos não faz sentido…

    Like

  7. Mats says:

    Sodré,

    Este é um ponto relevante para a questão da promiscuidade… o macho quer ter a certeza que os filhos são seus enquanto que para a fêmea essa questão não se põe.

    Qual é a evidência que tens para essa posição? Como é que sabes que o motivo pelo qual os homens não escolhem mulheres promíscuas para casar é porque “querem ter a certeza que os filhos são seus”?

    Se te dessem a escolher, quem escolherias para mulher: uma que já tenha tido 50 parceiros sexuais ou uma que tenha tido apenas 2 durante toda a vida? Agora repara: a questão dos filhos pesou na tua decisão?

    Claro que não. Os homens não gostam de mulheres promíscuas quando se trata de casamento e não tem nada a ver com “ter a certeza que os filhos são seus”.

    Like

  8. jonas says:

    Sodré!
    E como explicas o “amor” para com os filhos adotivos?
    E qual a evidência empirica que a ciência tem para a descendência comum?
    Creio que pelos últimos achados da Biologia á “arvore” está muito mais para um “gramado”.Leia sobre os Genes Orf,s ou sobre a diversidade de novos Genes que são “descobertos” a cada dia sem estarem ligados a “arvore”.

    Like

  9. Sérgio Sodré says:

    Mats, Jonas,
    Então como se explica que seja frequente os filhos adoptivos se sentirem (e realmente serem) discriminados na família relativamente aos filhos biológicos do casal? Um caso desses é um amigo dos meus filhos. A natureza tem um força própria que dificilmente é ultrapassada pela razão pura. Nós queremos passar os nossos genes…
    Entre 50 e 2 parceiros sexuais, talvez procurasse escolher 0 parceiros sexuais (entendidos como penetração total,… também é difícil pedir mais…).
    Mas é evidente que querer ter mais garantia de que os filhos são nossos é só uma explicação parcial… a segurança e estabilidade do casal…e do próprio homem quando escolhe é vital… ninguém quer casar com alguém cujo passado sugere que poderá abandonar o lar facilmente à primeira contrariedade…. etc… só não percebo por que razão os motivos meramente “naturais” vos causam uma reacção adversa. OK não são exclusivos!

    Like

  10. Mats says:

    Sodré,

    Se te dessem a escolher, com quem casarias: com um mulher que já teve 50 parceiros sexuais ou com uma que teve 2 parceiros sexuais?

    Imagina que sabias que nenhuma delas poderia ter filhos por alguma razão, com qual é que tu preferirias ter como esposa?

    Se tu – como dizes em cima – preferias ter como esposa para toda a vida a que teve menos parceiros sexuais, então não tem nada a ver com “querem ter a certeza que os filhos são seus”.

    Like

  11. Sérgio Sodré says:

    Mats,
    Não percebo bem o que pretendes quando pareces negar a evidência de que qualquer animal (o homem inclusive) procura (tanto de modo irracional quanto de modo racional) passar os seus genes à próxima geração. Não é possível negar que isso inclui fazer o possível por garantir (por parte do macho) que os filhos são seus (vê como o Leão liquida as crias doutros machos para assegurar que a leoa entra mais depressa no cio para ter que o Leão passe os seus genes… porque não cria antes ele os filhos do rival?).
    A Natureza ou o Criador fez os machos assim mesmo….
    Mesmo que uma esposa não pudesse ter filhos eu preferia (EM PRINCÍPIO) uma menos experiente… mas isso prova o quê? E todos sabemos também que é possível uma paixão por alguém que EM PRINCÍPIO não aceitaríamos, o amor é misterioso e não se pode garantir nada…

    Like

  12. Mats says:

    Sodré,

    Mesmo que uma esposa não pudesse ter filhos eu preferia (EM PRINCÍPIO) uma menos experiente… mas isso prova o quê?

    Prova que “Quarenta anos de indoutrinação feminista não conseguiram transformar a preferência masculina em casar com mulheres sexualmente conservadoras, por isso as feministas voltaram-se (com algum sucesso) para outra estratégia: transformar as mulheres em objectos sexuais.”

    Os esforços feministas de tornar as mulheres em objectos sexuais, não só vai contra o que os homens com intenções sérias querem, como a longo prazo reduz o valor marital das mesmas.

    Like

  13. Zbgniew Brzezinski says:

    Prezado, sabe porque os homens evitam casar com as mulheres promíscuas? Porque a nossa sociedade no fundo ainda é bastante patriarcal! Tanto que muitos desses homens são eles próprios promíscuos, mas não procuram mulheres que se pareçam com eles, nem as mulheres fazem o mesmo tipo de exigência em relação aos homens.
    Agora, sabe o que muda isso? O poder econômico! Na medida em que as mulheres o tiverem, elas é que irão escolher e não se deixarem castrar, como se fossem meras mercadorias!
    Agora, se por um lado muitos evitam as chamadas “mulheres promíscuas”, por outro, nem todos acham boa a idéia de desposar uma santinha recalcada. Eu, por exemplo, jamais me casaria com uma mulher sem antes havê-la conhecido intimamente: acho a idéia escabrosa!

    Like

    • Azetech says:

      Zbgniew Brzezinski

      Prezado, sabe porque os homens evitam casar com as mulheres promíscuas? Porque a nossa sociedade no fundo ainda é bastante patriarcal!

      Não necessariamente. Para alguns (meu caso) o motivo pelo qual evitamos casar com mulheres promiscuas são:

      1º Saber que mais cedo ou mais tarde seremos traídos
      2º Saber que mulheres promiscuas possuem uma natureza torpe.
      3º Saber que o valor moral dela é nula (impactando em seu comportamento)
      4º Saber que o “Amor” que elas possuem, são baseados na FUTILIDADE.

      Não tem nada a haver com “Sociedade Patriarcal”, mas sim com natureza MORAL INTRINCECA que a mesma possui.
      Uma pessoa promiscua, NUNCA terá uma moral elevada, visto que a promiscuidade é um comportamento IMORAL (Com exceção a fé ateísta, onde diferença entre o que é moral e imoral NÃO EXISTE).

      Agora, se por um lado muitos evitam as chamadas “mulheres promíscuas”, por outro, nem todos acham boa a idéia de desposar uma santinha recalcada.

      E daí? Muitos ABOMINAM a ideia de ter relação sexual com CRIANÇAS, FAMILIARES, ANIMAIS ou até mesmo CADÁVERES, por outro, muitos acham prazeroso tal atitude.

      Eu, por exemplo, jamais me casaria com uma mulher sem antes havê-la conhecido intimamente: acho a idéia escabrosa!

      E daí? Muitos também acham a idéia de ter uma esposa “escabrosa”, preferindo viver na fornicação. (Que para um Cristão é um comportamento imoral mas para um ateu é uma “dádiva”)

      Like

    • Diego says:

      Sinceramente… ou você é uma mulher tentando se passar por homem ou é um homem feminista mentindo, ou ainda nunca parou pra analisar seus próprios instintos.

      Os homens não se importam com o dinheiro das mulheres, os homens não se importam nem com o próprio dinheiro! O motivo pelo qual um homem compra um carro caro, trabalha duro e consegue um salário maior ou melhor status não é o status ou o dinheiro em si, mas sim conseguir uyma dessas duas coisas: impressionar mulheres; ou sustentar sua familia. Se um homem não tivesse nenhuma dessas duas preocupações ele não se importaria em trabalhar mais do que o estritamente necessário à sua sobrevivência quotidiana.

      Like

      • Diego says:

        Só completando, entre uma mulher que ganhe 10.000 euros por mês e outra que não ganhe nada o homem sempre vai preferir a que for mais bonita, mais carinhosa e mais recatada se quiser manter um relacionamento e escolherá a mais bonita se quiser um relacionamento rápido, o dinheiro não faz parte da equação, a menos que seja um interesseiro.

        Like

  14. A promiscuidade pode ser medida duma forma objectiva : é o número de parceiros sexuais que a mulher já teve antes de nós.

    Como pode ser determinado esse número ?

    Como sabemos da relatividade a observação depende do observador.

    Temos também que ter em conta o principio de Heisenberg segundo o qual a observação altera o observado.

    Temos assim que para obtermos com algum grau de fiabilidade o número de parceiros temos de saber qual é o nosso nerd factor.

    O Nerd factor, que mais tarde explicarei como se obtém, é um multiplicador do número de parceiros obtido. Varia de 1 a 10.

    O número real (NR) de parceiros é obtido pela fórmula :

    NR= (número de parceiros determinado+Factor Nerd) X 2

    Há excepções:

    As nossas mães, irmãs e filhas nunca são promiscuas. As nossas actuais namoradas ou mulheres também não.

    A ex são regra geral um bando de vadias.

    Fase adolescência até aos vinte e poucos.

    As namoradas estão no estado de virgindade só comparável aos livros da biblioteca particular de sua excelência o ex presidente do Brasil Lula da Silva. Se foram de alguma forma manipuladas foram-no involuntariamente.

    Para valores muito elevados de factor nerd são sempre virgens independentemente de terem tido um namorado com quem passavam férias juntos.

    Para valores médios de factor nerd não sabem bem se são virgens por causa das aulas de ballet ou dum acidente de bicicleta.

    Para valores mais baixos de factor nerd já não são mas isso deveu-se a uma violação na mais tenra infância de que não se lembram, acidente de bicicleta ou violação em idade adulta com uma droga tal que não se lembram de nada.Sempre em local e com pessoa desconhecida.

    Digamos que nestas idades o factor mais importante é a determinação do nerd factor.

    Na idade adulta em que já houve casamentos, filhos e relações de facto o cálculo é o seguinte:

    Para valores elevados de factor nerd:

    Um namorado na juventude – sabia lá eu o que era sexo ou amor ! – um parceiro por cada casamento ou relação de facto publicamente conhecida. No caso de criança de pai incógnito não se soma parceiro. Foi na casa de banho pública ou na piscina.

    Para um valor médio de factor nerd soma-se mais um namorado na juventude os filhos de pai incógnito contam como parceiro.

    Para valores baixos de factor nerd soma-se mais algumas asneiras fortuitas – há muitos anos na juventude sem repetição na idade adulta, e de que nem gosto de falar: 2 namorados 2 relações ocasionais. Sendo público e notório que houve adultério durante uma das relações junta-se mais um parceiro. Isso no entanto só ocorreu porque os mais tratos que o parceiro lhe dava eram de tal modo que praticamente ele a atirou para os braços do outro.

    Em todos os casos tudo termina com a confissão que embora tendo tido estes escassos parceiros com nenhum deles se sentiu tão mulher e realizada como contigo meu amor.

    Moral da história :

    Quem não quer ouvir mentiras não faça perguntas a mulheres !

    Like

  15. Joao Marcos says:

    Primeiramente estou pasmo com alguns comentarios desta pagina (alias, com o próprio texto tambem poderia dizer). A “mulher promiscua” que vocês tanto abominam tem tanto sentimento quanto qualquer outra, então generalizar que sera traído se casar com uma delas seria como dizer que voce vai morrer se for para a guerra. O que é uma possibilidade, mas não necessariamente. Assim como os brasileiros foram pra Italia no fim da segunda guerra mundial e o numero de mortos foi mínimo. (E sim, estou comparando a guerra com casamento porque algumas generalizações aqui são absurdas e creio que melhor represento isso se for “papo de homem”.)
    O valor moral das “mulheres promiscuas” é nulo? Porque ela gosta de se divertir? Porque ela tem mais parceiros sexuais do que o aceitável? Porque ela não se importa com o que irão pensar se ela sair com a saia dois centimetros menor do que o normal? Assim como voce, ela tem vontades e desejos. Tem ambições e não se influencia pelo que a sociedade pensara porque a única coisa que ela quer é se sentir bem consigo mesmo. (Concordo que o espaço de um acaba quando o do outro começa, mas esse é um assunto diferente.) E sabe o que eu acho? Que muitos desses seres humanos que se intitulam de “machos” so não namoram/ficam/casam com mulheres assim porque tem medo do que a sociedade – que vocês machos definem – ira pensar (“Olha ele la com aquela puta”). E acredito também que sempre que veem um amigo com uma delas sentem la no interior inveja. Sim, inveja, pois sabem que ele esta feliz com a mulher que ama e sera feliz amando-a, assim como ela sera feliz amando seu amigo.
    Voces tratam mulheres como objetos em uma prateleira de super mercado, colocando rótulos e escolhendo qual quer dependendo o seu humor. Quer se divertir? Vai para a prateleira das promiscuas, la tera tudo que quer. Mas so por uma noite, porque depois fica feio para a sociedade. Mas deve ser difícil quando voce vai em uma prateleira indicada com “mulheres para casar” e ve que elas não são muito diferentes das outras prateleiras. Que elas simplesmente estão cansadas de ser tratadas como uma lata etiquetada e não aceitam ser a submissazinha que vocês tanto sonharam. CRESÇAM MENINOS! As mulheres não foram feitas para servirem a vocês, machos todo poderosos. As mulheres são seres humanos com vontades e desejos próprios, estejam elas na listagem de seus rótulos ou não.
    Novamente, nao estou escrevendo para todos os comentários aqui, mas alguns me incomodaram de um jeito inexplicável, então, sem generalizações por favor.

    Like

  16. Leonardo says:

    Mulheres promíscuas merecem nunca ter um relacionamento duradouro e fiel.
    Merece um homem à altura dela, que a despreze e se faça sentir como um lixo, um resto.
    Será que alguém em pleno razão se casaria com uma mulher que já chupou mais de 20 pênis???
    Esse tipo de mulher merece ser infeliz pela vida toda.

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s