Angela Merkel: O Multi-Culturalismo Falhou

Os alemães podem ser muitas coisas (arrogantes, frios, etc) mas há uma coisa que eles não são: burros.

A chanceler alemã Angela Merkel disse aos membros do seu partido que o “multiculturalismo falhou“. Merkel acrescentou ainda que as tentativas de se assimilar os imigrantes muçulmanos à sociedade alemã tem sido um fracasso. A BBC reportou:

Os esforços de se construir uma sociedade multicultural na Alemanha “falharam estrondosamente, afirma a chanceler Angela Merkel.

Num discurso feito em Potsdam, ela afirmou que o conceito “multikulti” – onde as pessoas viveriam “lado a lado” em harmonia – não funcionaram.

Os comentários da sra Merkel surgem numa altura em que sentimentos anti-imigrantes por parte de políticos “mainstream” vieram a público. Uma pesquisa recente mostrou que mais de 30% dos alemães acredita que a Alemanha foi “inundada por estrangeiros”.

O estudo mostrou também que mais ou menos o mesmo número de alemães acredita que alguns dos 16 milhões de imigrantes existentes na Alemanha vieram ao país apenas devido aos benefícios sociais.

Socialismo: punir aqueles que produzem e dão empregos ao resto da sociedade (via impostos elevados) e premiar aqueles que não querem trabalhar.

A sra Merkel afirmou perante um grupo de jovens membros do seu partido conservador União Democrática Cristã (CDU) que “no início dos anos 60 o nosso país convidou trabalhadores estrangeiros e agora eles vivem cá…..Nós engana-mo-nos e pensamos: “Eles não vão ficar. Mais cedo ou mais tarde eles vão-se embora”, mas isto não corresponde à realidade.

E claro, a tentativa de construir uma sociedade multicultural onde pudéssemos viver lado-a-lado e desfrutar da presença uns dos outros….falhou; falhou desastradamente.

Antes que algum esquerdista auto-pretensioso comece a atacar a sra Merkel de “racismo” e “xenofobia”, deixem-me mostrar duas fotos.


A primeira foto pertence a Miroslav Klose e a segunda pertence a Lukas Pudolski. Ambos os jogadores tem origens polacas mas estão perfeitamente integrados na cultura alemã. Apesar de manterem as suas raízes polacas (Klose diz que na sua casa só se fala polaco) ambos conseguiram superar as barreiras que naturalmente poderiam aparecer e tornaram-se jogadores de sucesso pela selecção do país que os acolheu.

Quando a sra Merkel fala de imigrantes que não conseguiram integrar na cultura alemã, ela não está a falar dos polacos, ou dos portugueses ou ainda dos árabes cristãos que lá vivem, mas apenas e só daqueles que defendem uma ideologia que os força a não aceitar a assimilação na nova cultura.

Portanto, a questão aqui não é racismo mas sim senso comum. A sra Merkel finalmente se apercebeu que pessoas que levem a ideologia islâmica para as suas naturais consequências nunca vão ser cidadãos totalmente integrados e assimilados na cultura ocidental.

A tragédia desta realização é que ela vem provavelmente tarde demais para salvar a Europa do seu futuro islâmico.

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Política, Religião, Sociedade and tagged , , , , , . Bookmark the permalink.

2 Responses to Angela Merkel: O Multi-Culturalismo Falhou

  1. Sérgio Sodré says:

    O Multiculturalismo é uma péssima opção, julgo eu, a aceitação de imigrantes deve ser acompanhada por uma política de assimilação e não de integração e muito menos de integração multicultural. O estrangeiro que passa a viver num país deve ser objecto de políticas estaduais que o tornem um efectivo cidadão desse país, e se com ele é algo difícil já o seu filho deve ser um “puro” cidadão do país onde nasceu. Isto não quer dizer que não deva manter a noção das suas origens e passar informação à descendência.

    O problema é que o multiculturalismo, parecendo altamente tolerante, tem de facto um substracto “racista” ou “xenófobo”, porque não visa assimilar o imigrante e tornar a sua descendência igual à descendência dos cidadãos do país receptor, mas sim espera que “eles” voltem para o país de origem… e quando afinal não voltam temos os problemas com que a Alemanha se defronta.

    Podemos ter imigrantes de todos as cores e de todos os países, mas é para que advenham portugueses (ou do país que for) ou pelo menos os seus filhos. E não para se manterem como estrangeiros entre nós ocupando áreas territoriais próprias onde cultivam a diferença e a passam aos filhos… esse é o erro do multiculturalismo.
    A verdadeira assimilação não impede algum interculturalismo com a nossa cultura a receber também alguma influência da deles… mas sempre uma influência que se vai tornando nossa, ou seja que enriqueça a nossa própria cultura e não que a destrua (este tipo de interculturalidade foi sempre apanágio da cultura portuguesa…).
    Julgo pois que o Multiculturalismo é um erro crasso para a civilização europeia…

    Like

  2. MUITO BOM O TEXTO.
    AINDA ACREDITO NA FRASE, ANTES TARDE DO QUE NUNCA.
    E ACREDITO QUE ISSO VALE PARA GRUPOS COMO OS GAYS.

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s