Parlamento Lituano em vias de banir promoção da homossexualidade

Em seguimento da violência que ocorreu Vilnius no decorrer da parada de “Orgulho Gay”, o parlamento lituano está a considerar aprovar uma lei que visa proibir futuras demonstrações do comportamento homossexual, reporta Hilary White, LifeSiteNews.com.

A medida em estudo propõe multas entre 2,000 e 10,000 litas por crime de “promoção pública de relações homossexuais”. Após a primeira leitura, a proposta recebeu 31 votos a favor e 7 contra. A maioria dos legisladores absteve-se. Espera-se que a segunda votação seja durante este mês de Dezembro.

Petras Grazulis, membro do partido Ordem e Justiça e o legislador que deu corpo à proposta de lei declarou aos órgãos de informação:

Tem que se rejeitar a propagação de qualquer tipo de mal. Eventos como as paradas gay causam males às nossas crianças.(…) Se a lei passar, não haverá mais permissão para as variadas paradas gay nem haverá mais tensão para a sociedade.

Petras Grazulis qualificou ainda a homossexualidade de “perversão social”.

Os confrontos que ocorreram na Primavera passada entre os activistas homossexuais e os demonstradores contra a homossexualidade resultaram em 12 prisões, e levaram a polícia a recorrer ao gás lacrimogéneo à medida que as lutas entre as duas facções tiveram início.

Os confrontos levaram a que os legisladores lituanos apresentassem uma lei que visasse banir os futuros eventos desta natureza.

Em Março passado, o Movimento Reformador Lituano, um grupo pró-família, enviou uma carta aos legisladores e o “mayor” da cidade de Vilnius condenando a aprovação da parada gay. O grupo disse que eles se opunham às “políticas agressivas de promoção da homossexualidade e da sua ideologia” que a União Europeia promove:

Nós não precisamos dos oficiais do Comité da União Europeia – os intercessores dos homossexuais – nem encontros de qualquer outra minoria sexual na Lituânia.

A Lituânia, que se juntou à União Europeia no ano de 2004, tem até hoje resistido às pressões da UE e dos grupos homossexualistas internacionais no sentido de legalizar o “casamento” homossexual ou as uniões civis entre pessoas do mesmo sexo, embora a homossexualidade tenha sido descriminalizada em 1993.

Em Junho do ano passado os grupos pró-família conseguiram conseguiram que uma lei que proibia a propaganda homossexual nas escolas fosse aprovada, para grande desagrado da União Europeia.

Conclusão:

A maior parte das coisas que desagradam a União Europeia são boas para os europeus. Esta União Europeia – que nada mais é que uma organização que não tem que responder a ninguém, não é eleita por ninguém, e que julga ter poder absoluto na Europa – está totalmente do lado da agenda do lobby homossexual, embora a Medicina e a Fisiologia claramente demonstrem que este comportamento não é normal.

Mas como sabemos, para o marxista cultural, nada disso importa,. A ideologia tem SEMPRE supremacia sobre a ciência, medicina, moralidade e História. Para o esquerdista o que realmente importa é destruir a instituição do casamento uma vez que isso remove um dos grandes obstáculos para a implantação do comunismo.

(Os outros adversários do marxismo cultural são o Cristianismo, a Lei Romana, a filosofia grega na sua constante busca pela verdade (os marxistas culturais pensam que a verdade é relativa), e o patriotismo.)

É de se louvar o esforço da Lituana em não ceder perante a promoção de comportamentos auto-destrutivos. Aparentemente eles não são “governados” por políticos da extrema-esquerda (por enquanto).

Para se ter uma ideia do que é uma parada gay e o porquê dos bravos lituanos não querem essas obscenidades nas suas ruas, vejam estas imagens.

Aviso já que são bastante gráficas.

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Pecado, Sociedade and tagged , . Bookmark the permalink.

3 Responses to Parlamento Lituano em vias de banir promoção da homossexualidade

  1. Nuno Dias says:

    – houve violência porque houve um grupo que quis impedir uma manifestação. E aparentemente tu és a favor da violência e de impedir a livre expressão. Talvez um dia os ateus…
    – as imagens que apresentaste são relativas a S.Francisco. Parece-me que servem para tudo. Que outras tens? É que de milhares de gays que normalmente participam meia dúzia de tipos…

    Like

  2. Nuno Dias says:

    afinal é uma feira de Bondage, Disciplina, Sadismo e Masoquismo.
    http://en.wikipedia.org/wiki/Folsom_Street_Fair

    Like

  3. Mats says:

    Nuno,
    1. Não concordo que se use a violência para impedir manifestações, mas também não concordo que se promova como “normal” um comportamento que a Medicina demonstra não ser saudável. Qualquer dia vamos ter as paradas de “Orgulho Drogado” ou “Orgulho Fumador”.

    2. As imagens são um exemplo brutal do que são as paradas homossexuais.

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s