Borboletas anti-evolutivas

Mas Tu, Senhor, Te rirás deles: zombarás de todos os gentios. Por causa da sua força, eu Te aguardarei; pois Deus é a minha alta defesa.
Salmo 59:8

A maioria das 17,000 espécies de borboletas que existem no mundo são criaturas coloridas e delicadas. Os geneticistas tem estudado os vários padrões presentes nas suas asas, esperando associar os seus achados à mitologia da evolução. Mas até hoje não só os seus achados tem falhado no seu propósito de suportar a teoria da evolução, como muitos dos dados científicos por eles recolhidos suportam a teoria alternativa (Design Inteligente).

As asas das borboletas estão cobertas por pequenas escamas. Algumas borboletas possuem escamas que contem estruturas moleculares que se parecem com árvores de Natal em miniatura; estas estruturas entornam a luz como forma de gerar aquelas cores iridescentes.

Outras borboletas possuem escamas cobertas com pigmento que produz as várias cores e os variados padrões do insecto. Mas a cor tem outro propósito.

As borboletas “Clouded Sulfur” encontram-se nas mais variadas altitudes das montanhas do Colorado. As fêmeas desta espécie são em regra mais escuras que os machos. De facto, as fêmeas tendem a ficar mais escuras à medida que a altitude aumenta. Isto tem valor na sobrevivência uma vez que as cores mais escuras absorvem mais calor do Sol que as cores mais claras. Isto permite que a taxa normal do metabolismo seja retida mesmo em zonas mais escuras e mais frias.

No entanto, os machos preferem as fêmeas com cores mais claras. Isto significa que a vantagem de ter cor mais escura nas altitudes mais elevadas tem menos probabilidades de ser passada às novas gerações. Este é um dado científico que não tem valor evolutivo algum, mas que serve para suportar a Mensagem Biótica:

  • Ajuda o organismo a sobreviver.
  • Refuta qualquer interpretação naturalista.

Tal como diz a Palavra de Deus, a Loucura de Deus é mais sábia que a “sabedoria” do homem – neste caso, a evolução.

“Porque a loucura de Deus é mais sábia do que os homens; e a fraqueza de Deus é mais forte do que os homens.
1 Cor 1:25

Referência: Science News, 2/15/03, pp. 104-106, Susan Milius, “How the Butterfly Gets Its Spots.”

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Bíblia, Biologia and tagged , , , . Bookmark the permalink.

14 Responses to Borboletas anti-evolutivas

  1. Nuno Dias says:

    muito bem
    Isto tem valor na sobrevivência uma vez que as cores mais escuras absorvem mais calor do Sol que as cores mais claras.

    Isto significa que a vantagem de ter cor mais escura nas altitudes mais elevadas tem menos probabilidades de ser passada às novas gerações.

    Sem qualquer incongruência com o evolucionismo. Não existe apenas uma variável para a transmissão genética às gerações futuras. Neste caso, é preferível baixas taxas de reprodução à morte.

    Like

  2. jonas says:

    Este “preferível” está me dizendo que há uma Informação incrustada dentro do DNA da borboleta em que ela (a borboleta) a usa em seu benefício.Quero entender a atuação da Seleção Natural neste episódio.Parece-me paradoxal,como toda a Teoria Evolutiva!

    Like

  3. Nuno Dias says:

    Esse “preferível” é uma conclusão.

    Parece-me paradoxal, realmente. Deveria de alguma forma tender para apenas uma das cores. Mas a existência de gerações futuras não é limitada por apenas uma variável. Neste caso, a cor implica sobrevivência e sexo. Assume-se que estes dois factores se queiram maximizar, este é o ponto de equilíbrio.

    Like

  4. jonas says:

    Nuno!

    A questão fundamental neste quesito é a informação que está alocada no genoma,pois demostra que cada espécie tem uma agenda de desenvolvimento específico, e que a Seleção Natural tem um papel menor e não de “motor” da Evolução,deixando dúvidas(aos sinceros) aos neo-darwinistas de um mesmo programa genético a codificar de moscas há humanos.

    Peço desculpas, nada pessoal,mas uma mente doutrinada pelo discurso fundamentalista naturalista usa de prepotência doutrinal,ingenuidade,afastamento da realidade,e o pior,simplismo.(o que não é seu caso)

    Posso estar até fugindo do tema sobre as cores das borboletas,mas o fundamental é a visão simplificadora do Genoma como uma sequência molecular discreta,e não um complexo emaranhado de relações sujeitas ao controle informacional,irredutivelmente complexa em si mesmo,em que a forma específica de cada organismo vivo não é resultado de uma acumulação de caracteres e sim produro de um desenho unitário,em que os elementos e estruturas funcionais se encontram organizados globalmente.

    É disso que quero falar quando saliento a forma de visão do simplismo imperante no seio Neo-darwinista,falta rigor científico quando o assunto ameaça a hegemonia do paradigma vigente.
    A descentralidade do Gene,a Informação complexa e especificada e o design,são tratados com muito preconceito “científico” o que faz com que a verdadeira ciência padeça!

    Like

  5. Débora Martins says:

    Primeiramente vão estudar Biologia a fundo, ficamos anos estudando sobre toda a adaptabilidade dos animais, como isso vai crescendo sobre a evolucão como as adaptabilidades vão surgindo para vir falar qe somos loucos, somos mesmos, claro em quatro anos de Bíologia sabemos que quando as taxas de metabolimos retidas acabam prejudicando a reprodução e isso atrapalha a continuação de uma espécie ¬¬ ou na Biblia está escrito cada tipo de borboleta que Deus criou ??

    Like

  6. Mats says:

    Débora

    Primeiramente vão estudar Biologia a fundo, ficamos anos estudando sobre toda a adaptabilidade dos animais, como isso vai crescendo sobre a evolucão como as adaptabilidades vão surgindo

    Adaptabilidade não é evolução.

    Existem áves em ilhas ventosas que PERDERAM a capacidade de voar. Mas essa adaptação conferiu ao organismo uma vantagem porque assim já não são arrastadas para o mar sempre que há vento forte.

    Achas que esta adaptação que envolve perda de informação genética serve de evidência para a evolução? Será que podemos ficar ricos perdendo dinheiro?

    O que nós queremos saber é qual é a força natural capaz de gerar asas, olhos, pernas, sistemas respiratórios a partir donde não havia informação para tal.

    Pode um processo não inteligente gerar informação codificada?

    Like

  7. Nuno Dias says:

    @jonas
    como é que “demostra que cada espécie tem uma agenda de desenvolvimento específico”?
    não há qualquer evidência disso. Para mais a partir do momento em que se encontram sujeitas a mutações (aleatórias) isso deixa de fazer sentido.

    “A descentralidade do Gene,a Informação complexa e especificada e o design,são tratados com muito preconceito “científico”.”
    Parece-me que todos esses conceitos conduzem a (e são conduzidos por) conceitos religiosos.

    Coloque-se a possibilidade de ter existido intervenção de extraterrestres. Para tal se afirmar, ter-se-á que ter elementos para o fazer.
    Coloque-se a possibilidade de ter existido intervenção de humanos. Para tal se afirmar, ter-se-á que ter elementos para o fazer.
    Coloque-se a possibilidade de ter existido intervenção divina. Para tal se afirmar, ter-se-á que ter elementos para o fazer.

    Os modelos onde interveem forças aleatórias são plausíveis. Sem necessidade a especulações, a lendas, a pais protectores, a superstições, a salvações, a mentiras, a esperanças.

    Like

  8. jonas says:

    Nuno!

    A “Drosofhila Melanogaster” ou mosca da fruta,é uma das espécies muito utilizadas em testes genéticos por Biólogos evolucionistas fazendo-se com elas as cobaias para a “transmutação” tão esperada pelos Neo-Darwinistas.
    Mutações de toda ordem geradas por químicos,radiação e mudanças no Dna,não conseguiram apesar de todos os investimentos corroborar a Evolução.
    Através das mutações chegou-se a doenças,imperfeições e morte.È muito dificil para quem tem a mente cauterizada e doutrinada pelo Neo darwinismo aceitar que a Informação quando degradada por mutações aleatórias não gera novos planos corporais tão necessários para formação de uma nova espécie.

    A informação utilizada pelas espécies é complexa e especificada pois a formação de novas proteínas exige que elas sejam funcionais,e para tanto específicas.

    Sobre a condução de conceitos religiosos deixo-te uma frase de Michel Denton:”A conclusão pode ter implicações religiosas,mas ela não depende de pressuposições religiosas”.A diferença está novamente no fundamento da cosmovisão.

    “Os modelos onde intervém forças aleatórias são plausíveis”será????
    Em uma outra resposta quero aprofundar Biologicamente isto.

    Like

  9. jonas says:

    Estudar Biologia a fundo sobre qual paradigma?Aquele que diz que as Mutações aleatórias e a Seleção natural provocam toda a diversidade de espécies?

    Qual é a evidêncvia científica desta transmutação de um Australusphitecus em um Antropólogo Australiano?

    É necessária se ter Informação Ontogênica para se criar novos planos corporais,e isto as mutações e a Seleção não tem competência.
    Você sabe(se és bióloga)que para construir uma nova forma animal completamente,um novo plano corporal,você não precisa só de proteínas novas,mas as proteínas devem estar organizadas em tipo de células distintas,e estas organizadas em tecidos diferentes e os tecidos em diferentes orgaõs e estes tecidos e orgãos tem de estar organizados em um projeto corporal.
    Este é o famoso problema da HIERARQUIA INFORMACIONAL,ou Informação Ontogênetica.
    Como vês a tua simplificação de querer explicar a Evolução com adaptabilidade carece de argumentação científica.

    A Seleção e as mutações não tem o “poder” de transmutar e isto a ciência não contaminada pelo doutrinamento já sabe.É uma questão de tempo e pesquisa para se por ídolos ao chão.Quem viver verá!!!

    Like

  10. Nuno Dias says:

    @jonas
    “não conseguiram … corroborar a Evolução.”
    o que não conseguiram foi criar uma nova espécie. As mutações estão perfeitamente encaixadas na teoria da evolução

    “aceitar que a Informação quando degradada por mutações aleatórias não gera novos planos corporais ”
    se este conceito de perda de informação pelas mutações (também estupidamente conhecido pelo mundo criacionista como 2ºlei termodinâmica) fosse correcto então implicaria que todas as formas de vida já deveriam estar extintas ou para lá caminham.

    Like

  11. Jonas says:

    Nuno!

    sabe porque não se extinguiram?Porque existe um processo de reparação de erros no Dna.
    Só por curiosidade,será que o processo reparador veio antes ou depois do Dna formado???

    A segunda lei termodinamica é real e está “encaminhando” o Universo para uma morte térmica.
    A 2 Lei não é criacionista.

    Like

  12. Nuno Dias says:

    “aceitar que a Informação quando degradada por mutações aleatórias não gera novos planos corporais ”

    “Porque existe um processo de reparação de erros no Dna.”

    Portanto, existem mutações e existe reparação de erros de ADN?

    Like

  13. jonas says:

    Nuno!

    Quando foi que eu neguei que há mutações?

    Eu simplesmente de acordo com as evidências da ciência digo que mutações são deletérias em sua imensa maioria(quando são neutras),degradando informação que é essencial ao organismo.

    Perca um tempinho e assista algum vídeo que mostre o trabalho das nanomáquinas celulares.

    A célula é uma cidade high tech,portanto mutações aleatórias não podem participar de um processo complexo e específico que é a Vida.Isto é elementar.

    Eu não entendo porque te debates tanto em aceitar a Inteligência como fator preponderante da Informação alocada na célula.A nossa experiência diária está repleta de atos conscientes e inteligentes.

    Like

  14. Nuno Dias says:

    deixo-te um vídeo

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s