Ludwig confunde “descrição” com “prescrição”

Ludwig diz:

E se defendes que Maria era virgem sem apresentar evidências suficientes para contrabalançar tudo o que a biologia indica. 

Não há nada na “Biologia” que invalide a Incarnação.

A ciência é um processo descritivo e não prescritivo. A gravidade diz-me que se eu deixar cair um objecto, ele vai ser atraído para o centro da Terra (se não estiver a acelerar em direcção contraria). Mas se enquanto ele está a cair eu pegar nele e sustê-lo na minha mão, isso não refuta a gravidade. Ou refuta?

Semelhantemente, a anatomia diz-nos a forma segundo a qual Deus estabeleceu como os mamíferos se devem reproduzir. No entanto as leis naturais criadas por Deus não invalidam que Deus possa operar de forma que vá para além delas, da mesma forma que as leis naturais não impedem que eu possa pegar num objecto enquanto esta está em queda – suspendendo assim os efeitos da lei da gravidade (não a lei da gravidade, como muitos naturalistas erradamente pensam).

Como é normal nos naturalistas, vocês confundem “descrição” com “prescrição”.

estás na mesma posição do Mats e do perspectiva, que também acreditam em coisas contrárias ao que a ciência nos diz. 

Palavras interessantes de alguém que acredita que a vida criou-se a si mesma, que universos geraram-se a si mesmos, que répteis evoluíram para passarinhos, que lobos/vacas evoluíram para baleias e códigos informacionais escrevem-se a eles mesmos.

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Ciência and tagged , , , , . Bookmark the permalink.

2 Responses to Ludwig confunde “descrição” com “prescrição”

  1. Pedro Silva says:

    Boa noite,

    Da maneira como se predispõe a gerar sentenças do género “a teoria da evolução das espécies (ou como falaciosamente a denomina, darwinismo) não é verdadeira ciência” e outras pérolas do género, seria de esperar que pelo menos, nas questões de ciência básica não falhasse tão redondamente.
    Não referindo a sua definição de “anatomia”, devo dizer-lhe que (como suspeito que já saiba), os efeitos da força da gravidade não são suspensos se você pegar num corpo que venha em trajectória de queda em direcção à terra. O objecto passa a exercer uma força (peso) sobre a sua mão, confirmando que o Mats continua na mesma dimensão, onde forças como a da gravidade não são suspensas arbitrariamente.
    O que eu estranho é que o Mats, na defesa fervorosa da sua fé (posição legítimia e com a qual nada tenho contra), faça uso constante, a meu ver deliberadamente, de falácias, distorções e omissões. Grande parte da mensagem que transmite neste seu blogue, parece, na minha opinião (que vale o que vale) tão pouco de acordo com o que conheço dos ensinamentos que são atruibuídos a Jesus Cristo.

    Like

  2. Mats says:

    Pedro Silva,

    Da maneira como se predispõe a gerar sentenças do género “a teoria da evolução das espécies (ou como falaciosamente a denomina, darwinismo) não é verdadeira ciência” e outras pérolas do género, seria de esperar que pelo menos, nas questões de ciência básica não falhasse tão redondamente.

    Vejamos então…

    Não referindo a sua definição de “anatomia”, devo dizer-lhe que (como suspeito que já saiba), os efeitos da força da gravidade não são suspensos se você pegar num corpo que venha em trajectória de queda em direcção à terra. O objecto passa a exercer uma força (peso) sobre a sua mão, confirmando que o Mats continua na mesma dimensão, onde forças como a da gravidade não são suspensas arbitrariamente.

    1. Se os efeitos da força da gravidade não são suspensos (repare que eu disse OS EFEITOS e não A LEI EM SI) sobre a pedra, então porque é que ela pára de se dirigir para o centro da Terra quando eu pego nela?
    2. Em lado nenhum eu disse que a força da gravidade é suspensa. Seria bom que ao tentar “corrigir” os meus alegados erros, ao menos se levasse em conta o que eu realmente disse.

    O que eu estranho é que o Mats, na defesa fervorosa da sua fé (posição legítimia e com a qual nada tenho contra), faça uso constante, a meu ver deliberadamente, de falácias, distorções e omissões.

    Como por exemplo?

    Grande parte da mensagem que transmite neste seu blogue, parece, na minha opinião (que vale o que vale) tão pouco de acordo com o que conheço dos ensinamentos que são atruibuídos a Jesus Cristo.

    Qual foi a “mensagem” que o Pedro leu neste blogue que não está de acordo com o entendimento que o Pedro tem da Mensagem do Senhor Jesus?

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s