Organização defensora dos “direitos” dos animais patrocina pornografia infantil

Parabéns à MTV por encontrar um patrocionador suficientemente depravado para se deixar associar com o programa Skins, que é tão imoral que pode até violar as leis da pornografia infantil:
Se a equipa de vendas da MTV continuar a ver o êxodo dos patrocinadores, a PETA (People for the Ethical Treatment of Animals) graciosamente se oferece para tapar a brecha – e gerar publicidade para si.

A organização não lucrativa oferece um spot publicitário com cerca de 30 segundos onde a cantora Pink e Ricky Gervais dão a voz para animações de um crocodilo e de um coelho onde se alega que “as peles exóticas e o pêlo pertencem aos donos originais.”

A organização anuncia:

Devido à polémica em volta do conteúdo explícito da série juvenil Skins, e a consequente perda de patrocinadores, a PETA está a oferecer à rede televisiva a possibilidade de obter atenção mediática positiva, e também salvar as peles dos animais.

A PETA é um grupo de esquerdistas que coloca a vida humana ao mesmo nível que a vida de ratos ou de coelhos. Corromper crianças não é algo que vai contra a sua estrutura (i)moral. Eles podem até alegar que a resultante degeneração suporta a alegação da sua presidente: “O rato é um porco é um cão e é um rapaz.

skins.jpg
Exemplos para as crianças com a cortesia da MTV e da PETA

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Antropologia, Pecado, Sociedade and tagged , , , , , . Bookmark the permalink.

One Response to Organização defensora dos “direitos” dos animais patrocina pornografia infantil

  1. Flavius Belisarius says:

    Parafraseando um certo pregador:

    “A tevê não sabe nem comer com colher, e que ensinar os outros a comer com garfo e faca!”

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s