O vazio intelectual dos militantes ateus

Se és daqueles que ainda tinha dúvidas sobre o vazio intelectual do ateísmo, vê esta lista que tem o que os militantes ateus acreditam ser as “melhores citações ateístas“.

Não é preciso dizer, mas ela é muito pouco impressionante. Eis uma pérola:

Eu defendo que nós os dois somos ateus. Eu apenas acredito em menos um deus que tu. Se tu entenderes os motivos que te levam a rejeitar todos os outros deuses, vais entender os motivos que me levam a rejeitar o Teu.

Três erros em apenas 3 frases:

Eu defendo que nós os dois somos ateus.

Não, não somos os dois ateus.

Eu apenas acredito em menos um deus que tu.

Confunde-se Deus com deuses. Se tomarmos apenas o Primeiro Mandamento em consideração, ficamos a saber que a frase citada em cima é falsa. Poucos ateus entendem que o monoteísmo é a adoração de Um Deus Supremo e Criador, não a crença na existência de apenas um ser sobrenatural que exige a adoração.

Se tu entenderes os motivos que te levam a rejeitar todos os outros deuses, vais entender os motivos que me levam a rejeitar o Teu.

A menos que os ateus rejeitem o Deus da Bíblia por acreditarem que Ele é um ser sobrenatural maligno que se tenta passar por Deus ao exigir a adoração, os ateus não rejeitam o Deus da Bíblia pelos mesmos motivos que levam os Cristãos a rejeitar os deuses pagãos.

A lista contém as esperadas palavras de Dawkins, Harris, a citação fictícia de Galileu, e a citação tramada por David Hume que ele erroneamente atribuiu a Epicuro. É perfeitamente ajustado que os ateus dependam de citações falsas em suporte da sua alegada “dedicação à realidade”.

Quer sejas um ateu ou um cristão, podes sempre escolher a citação que tu consideras ser a mais ridícula ou a mais eficaz em suporte do argumento ateu. Eis aqui uma delas:

Uma viagem casual pelo asilo lunático mostra que a fé não prova nada – Friedrich Nietzsche.

Nietzsche está correcto em afirmar que a fé não prova nada. O problema, claro, é que não era suposto a fé provar nada.

Mas não digam nada disto aos militantes ateus. Deixem-nos sentir alegrias temporárias baseadas em falsas citações e argumentos totalmente ilógicos.

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Pecado, Sociedade and tagged , . Bookmark the permalink.

35 Responses to O vazio intelectual dos militantes ateus

  1. Adalberto Felipe says:

    Belo post, Mats.

    A quantidade de ateu que repete essa frase aos quatro ventos feito papagaio sem questioná-la não é brincadeira, logo é bom comentá-la.

    Like

  2. Dalton says:

    Eu defendo que nós os dois somos apolíticos. Eu apenas acredito em menos um partido político que tu. Se tu entenderes os motivos que te levam a rejeitar todos os outros partidos políticos, vais entender os motivos que me levam a rejeitar o Teu.

    Eu defendo que nós os dois somos não-torcedores. Eu apenas torço para menos um time de futebol que tu. Se tu entenderes os motivos que te levam a rejeitar todos os outros times, vais entender os motivos que me levam a rejeitar o Teu.


    Ad Infinitum.

    Definição para ateu: Não-deus. Para ser ateu não se pode acreditar em deus. Deus não existe. Nenhum. Se acredita em pelo menos um já é teísta (ou suas “variantes”).

    Like

  3. O. Braga says:

    Mas não acreditar em nenhum deus já é acreditar em alguma coisa. A única forma de o ateu não acreditar em alguma coisa que é um substitutivo de Deus, é dar um tiro nos miolos — a sociedade agradece.

    Like

  4. Lá está a clássica demosntração de ódio dos cristãos… Sim, a sociedade agradece a transparência

    Like

  5. Pobres Toutatis, Isis, Amón, Oxum e Omulum.

    Não são deuses….

    Só o dos Cristãos é Deus…os outros…taditos!

    Frutos da imaginação de povos ignorantes.

    Não há aqui alguma discriminação?

    Porque diabos é que Odin é menos Deus que o Deus dos Cristãos?

    Não podem todos coabitar?

    Like

  6. O. Braga says:

    C’a grande cardina! Não é ódio ! É ironia. O politicamente correcto, para além de lhe ter embotado o espírito, embotou-lhe a intuição (e sabe-se lá, mais o quê…)

    Ó Sousa (da ponte) : para que você tenha uma pequena ideia da diferença entre Zeus e Deus, aconselho a que você leia (repito: leia) alguma coisa sobre o filósofo grego Xenófanes. Claro que só essa leitura não chega, mas você tem de começar pelo princípio.

    Não estou a dizer que você é burro: estou a dizer que talvez você tenha falta de prática.

    Like

    • Sodré says:

      O problema é mais a diferença entre Deus e Javé…, curioso como poucos cristãos referem o nome do Criador em que acreditam, ou seja Javé, e prefiram falar antes de Deus (o ser supremo dos antigos arianos). É que Deus é nome próprio de um ser supremo e não uma substantivo comum onde colocamos o que quisermos… E, evidentemente, Zeus deriva de Deus ao contrário de Javé…

      Like

  7. Dalton says:

    @João Melo:
    Creio que você é suficientemente inteligente para pesquisar e descobrir a diferença proposicional entre Odin/Zeus/etc e Deus.
    Será que essas pessoas nunca cansam desses argumentos pífios?

    Só uma dica: existem argumentos perfeitamente cabíveis e lógicos que suportam a existência de Deus.
    Faça o mesmo para Odin/Zeus/etc, e as pessoas poderão filosofar sobre isso. Mas não se esqueça, tem que “provar” logicamente todo o panteão. Não só um.
    Afinal, se usas o “argumento”, deves ser capaz de defendê-lo.

    Like

  8. O. Braga says:

    Hoje estou com grande paciência.

    Melo: a gente tem que começar pelo princípio. Leia alguma coisa sobre Xenófanes. Não se esqueça de que estamos a falar do seguinte: a diferença entre um deus antropomórfico (por exemplo, Zeus), por um lado, e Deus, por outro lado.

    Vc diz que o meu argumento é pífio mas não explica por quê. Eu só admito argumentos objectivos e que reflictam a realidade. As suas subjectividades não me interessam.

    Like

  9. Adalberto Felipe says:

    Dalton e O. Braga,

    Provavelmente ele não vai ler. Sempre falo que quando um ateu vem falando sobre outras religiões e outros deuses como Odin, Zeus, Júpiter, etc., o objetivo deles é tentar abalar a nossa fé e não saber do porquê não acreditamos nos tais deuses.

    Eles mesmos não pesquisam sobre isso e mesmo se argumentarmos eles virão com outras desculpas. Não adianta, que o João Melo, assim como um outro troll chamado Clayton Luciano vai provavelmente vai continuar vindo sempre com isso, não importa o quê falarmos, o quanto falarmos, quando falarmos.

    Curiosamente, o Sabino fez dois tópicos esclarecendo o porquê disso (ver 1 e 2 e não vi nenhum ateu, João Melo ou Clayton Luciano da vida dando a cara lá.

    Like

  10. Adalberto Felipe says:

    [joao_melo_mode]

    Ah, o João Melo faz uma cara cheia de boas intenções, de vontade de obter conhecimento e ciência, de debater, de se informar, de trocar idéias e de conhecer a Deus ao falar sobre essas coisas.

    Veja só: http://mob651.photobucket.com/albums/uu232/otherbliss/TrollFace.png?t=1291682385

    [/joao_melo_mode]

    Like

  11. O. Braga says:

    Adalberto Felipe: mas se ele não vai ler, como pode haver discussão?!!!

    Like

  12. Adalberto Felipe says:

    O. Braga: por causa do que falei: a intenção dos ateus na maioria das vezes não é essa e sim tentar abalar a nossa fé.

    Uma vez eu falei com o Clayton Luciano para pesquisar sobre isso ele veio com desculpas: “Ah, eu pesquiso, é o que eu faço aqui”, mas nunca apresentava argumentos sólidos e sempre insistia, por mais que refutássemos, sempre com uma trollagem desculpa. O próprio CLayton, falou que acha divertido ficar fazendo isso com quem crê em Deus e o João Melo já mostrou as intenções “chateando” o Mats.

    Vamos lá, João Melo, traga argumentos convincentes de Odim, de Júpiter.

    (até parece que ele fará isso)

    Like

  13. O Braga escreveu que “só admito argumentos objectivos e que reflictam a realidade. ” tal como o é a religião e o deu em que crê. Se calhar a crença é objectiva e real mais do que um átomo. Talvez seja mais realista acreditar que o Universo tem 7 mil anos do que confiar na maquinaria científica que nos demontra que o Universo tem muito mais tempo.

    Like

  14. O. Braga says:

    Dário: se vc me explicar o que é um “átomo”, eu comento o seu comentário.

    Like

  15. É um conjunto de partículas elementares.

    Like

  16. O. Braga says:

    As Partículas Elementares Longevas, que incluem o átomo, existem como matéria (porque têm massa) ou como ondas (e neste caso, não são matéria porque não têm massa). Ver princípio da complementaridade.

    A Função Ondulatória Quântica (Quantum Wave) tem uma dupla realidade: uma realidade, material; a outra realidade, não-material.

    Enquanto em forma de onda, e não sendo matéria, a Partícula Elementar Longeva faz parte da realidade: é objectiva e real, mesmo que só a possamos constatar a sua existência em laboratório por via indirecta.

    Portanto, há um modo de ser do átomo que não se vê nem se pode medir directamente (ver princípio da incerteza de Heisenberg); essa forma do átomo, invisível e que escapa à medição directa, é tão real como as minhas crenças (e já agora, as tuas crenças também).

    Like

  17. O. Braga says:

    E outra coisa: eu não falei aqui da Bíblia; a conversa é sobre Deus, cujo conceito existe em todas as religiões universais.

    Like

  18. Não sei por onde começar… de tanta leviandade científica.

    “átomo, existem como matéria (porque têm massa) ou como ondas (e neste caso, não são matéria porque não têm massa). Ver princípio da complementaridade.”

    Dizes que o átomo viaja como partícula e como onda, é isso? Se é, é mentira pois o átomo viaja como partícula. Sempre.

    Não é por o fotão não ter massa que deixa de ser matéria. E aqui, sim, fala-se de dupla forma (e não dupla realidade, lol). O fotão tanto viaja como partícula como onda. Podes ler coisas sobre física quântica. Não é religioso, por isso deves ter alguma dificuldade a aceitar.

    O fotão é uma partícula, interage com o núcleo atómico e tam spin=1. Não há aqui duas realidades. O fotão é o fotão, ontem, hoje, amanha, numa lâmpada ou numa torradeira.

    Repara no que escrever de seguida:

    1 – “realidade: é objectiva e real, mesmo que só a possamos constatar a sua existência em laboratório por via indirecta.”

    De facto, há partículas de altas energias que são confirmadas experimentalmente e por via indirecta.

    2- “Portanto, há um modo de ser do átomo que não se vê nem se pode medir directamente”

    Logo pode-se medir indirectamente, ou seja, a frase acima.

    Bem, mas o (outro) grande erro está a seguir:

    “ver princípio da incerteza de Heisenberg); essa forma do átomo, invisível e que escapa à medição directa, é tão real como as minhas crenças”

    Por favor, o que é o princípio de Heisenberg? É medir a partícula? Primeiro, os átomos são todos medíveis. O que diz o princípio é que não se pode fazer duas medições exactas: a velocidade e a posição. Não se pode saber as duas ao mesmo tempo. Não quer dizer que não se saiba a velocidade ou se saiba a posição.

    Ora bem, ainda dizes que os quarks são partículas não físicas porque se medem de forma indirecta (posição). No entanto têm spins e interagem com todos nós. A ciência estuda a realidade. O que não é real não é do âmbito científico e o que é invisível simplsmente… não se vê e a ciência não anda atrás de fantamas. Se não interage, se não se mede, então é, como dizes, uma crença. Logo, não é real, como também dizes. Ora, lamento mas isso não me interessa muito… nada.

    Like

  19. O. Braga says:

    Tu tens uma crença irracional, quando dizes que o átomo viaja sempre como partícula. É uma espécie de fé. Não confundas átomo com molécula. Não só um (1) átomo pode viajar como onda, como até um conjunto de átomos individualizados podem viajar como onda.

    Enquanto não te informares e não vieres aqui reconhecer o teu erro, não adianta continuar a discussão dos outros pontos do teu comentário.

    Like

  20. O. Braga says:

    «A wave function or wavefunction is a probability amplitude in quantum mechanics describing the quantum state of a particle or system of particles. »

    http://en.wikipedia.org/wiki/Wave_function

    Like

  21. O. Braga says:

    Here’s a list of the first hydrogen atom wave functions:

    Read more: http://www.dummies.com/how-to/content/hydrogen-wave-functions-singleelectron-atoms-in-qu.html#ixzz1I2pKgTsh

    (Vê se aprendes, antes de falar do que não sabes)

    Like

  22. O. Braga says:

    Numerical simulations on the motion of atoms travelling through a standing-wave light field

    The motion of metastable helium atoms travelling through a standing light wave is investigated with a semi-classical numerical model.

    (Queres mais exemplos?)

    Like

  23. O exemplo que deste foi dos átomos mais pequenos: os átomos de hidrogenio e helio. Mais ainda, as experiências são feitas com o nucleão, ou protão. Simples. Não tentes falaciar.

    Pegas numa nesga de toda a elaboração e tentar criar aí uma fenda. Procurar a todo o custo um qualquer erro técnico irrelevante (se houvesse), um erro se semântica ou até de sintax. Isso não invalida o conhecimento nem toda a argumentação anterior.

    Desde quando um engenheiro biólogo que escreve sobre a maior parte das cadeiras que teve, escreve do que não sabe?? Oh tótó. Tens algum trauma com a ciência?

    Like

  24. O. Braga says:

    É perfeitamente lógico o seguinte:

    se o átomo é composto por Partículas Elementares Longevas, e se estas se deslocam em forma de onda, o próprio átomo pode, em determinadas condições, viajar em forma de onda. Quando o físico Stephen Hawking escreveu um recente artigo em que falou em materialização e desmaterialização (para um futuro, como é óbvio), esse fenómeno só pode ocorrer com a possibilidade do conjunto do átomo poder viajar como onda. Uma coisa não se desmaterializa e materializa, mantendo a sua integralidade original, a não ser através da sua estrutura atómica.

    Tu podes dizer aqui que tens 45 cursos superiores. Estás no teu direito, assim como o Sócrates está no direito de dizer que é engenheiro. Mas a verdade é que começaste o teu comentário por afirmar um erro, ou seja, não sabes pêva da matéria a que te referiste!

    Quanto ao tótó: prefiro ser tótó do que um burro chapado!

    Like

  25. O. Braga says:

    E outra coisa: a tentativa de impôr uma autoridade de direito (ou seja, “eu tenho 3 cursos superiores, e coisa e tal, pardais ao ninho”) não concede uma autoridade de facto — até porque não sabes se o teu interlocutor tem curso(s) superior(es) ou não.

    Like

  26. Mats says:

    Dário,

    Por favor, deixa de lado qualificações como “tótó” ou coisa que se pareça. Sabes bem que neste blogue isso não é permitido.

    Foca-te nos argumentos sem chamar nomes às pessoas, se faz favor.

    Like

  27. Se disse toto uma vez peço desculpa. Mas chamar de burro sem explicar o erro é bem pior.

    Hawking falou de possibilidades. Tal como os wormhalls o são. Isto se o universo ser para os fazer. Também seria possível andar em carros com rodas quadradas se um diz tivermos estradas compostas de semicírculos convexos. Mas não me parece exequível.

    Diz-me a que partículas longevas te referes. Uma onde é uma questão probabilístiva. Refere-se apenas a estruturas quânticas e não atómicas. A onda ocorre precisamente devido ao princípio de incerteza de Heisenberg. Como não se consegue medir directamente, calcula-se a probabilidade de a partícula estar naquele local.

    Like

  28. O. Braga says:

    Meu caro amigo:

    1.Foi você que levantou um problema, sem interesse nenhum diga-se de passagem, quando afirmou que os átomos, que são sistemas de partículas, não viajam em forma de onda — o que até a pobre Wikipédia afirma que a sua opinião é falsa.

    2.Quem me insultou primeiro foi você. Quid Pro Quod. Estava à espera de quê?

    3.A estrutura atómica é quântica. Um “sistema de partículas” é quântico. Um “sistema de partículas” pode ser um átomo (como, por exemplo, um átomo de hidrogénio).

    4.Existem duas grandes forças na natureza: a força entrópica da gravidade, e a força quântica. As duas forças estão, mais ou menos, presentes em tudo o que existe. Portanto, não há que restringir, de uma forma rígida, uma e outra a uma estrutura específica.

    5.Eu sei que a quântica mete medo a muita gente. É a vida!

    Like

  29. luciano says:

    Nietzsche, Karl Max e Darwin, os três patetas da ciência.
    O pior cego é aquele que não quer ver.
    Pergunta aos ateus: Se eu pegar milhares de letras recortadas de forma individual, quantas vezes eu tenho que jogar aleatoriamente ao ar para que venha produzir um livro de excelente qualidade?

    Like

  30. Everton Araujo says:

    Luciano,

    As chances disso acontecer é proxima do impossivel, quase zero, pra nao dizer que é zero, rsrs.

    Like

  31. Ska says:

    Não é zero. É baixa, claro que é. Muito, muito baixa. Mas diferente de zero.

    O que quer dizer, que se o luciano repetir a experiência muitas, muitas, muitas, muitas vezes, esse facto irá acabar por acontecer.

    Like

  32. Guilherme Padovani says:

    “O que quer dizer, que se o luciano repetir a experiência muitas, muitas, muitas, muitas vezes, esse facto irá acabar por acontecer.”

    Haja fé!

    Like

  33. estudante says:

    Guilherme, você não entende nada de matemática e estatística mesmo. Em Cálculo I, aprendemos o conceito de limite. Neste caso, a probabilidade tende a zero, mas não é zero. Entendeu o que queremos dizer? Não precisa de fé para acreditar nisso. Somente de matemática, mais especificamente Cálculo I.

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s